PROGRAMA ASSOCIADO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA (PPGFON)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167831

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: CAMILA FONSÊCA GUEDES PEREIRA MÁXIMO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAMILA FONSÊCA GUEDES PEREIRA MÁXIMO
DATA: 30/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma de videoconferência Zoom
TÍTULO: EFEITOS DA LASERTERAPIA NA FUNÇÃO MASTIGATÓRIA DE INDIVÍDUOS COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR
PALAVRAS-CHAVES: Laser de Baixa Potência, Mastigação, Mandíbula, Ensaio clínico, Desordem temporormandibular
PÁGINAS: 2
RESUMO: A Disfunção temporomandibular (DTM) é uma alteração complexa que envolve um conjunto de distúrbios que afetam os músculos da mastigação, as articulações temporomandibulares e estruturas associadas, podendo acarretar prejuízos na função mastigatória e nos movimentos mandibulares. Os principais sinais e sintomas da DTM são as limitações nos movimentos mandibulares, sensibilidade nos músculos mastigatórios, ruídos articulares, dor orofacial e cefaleia. Dentre os diversos tratamentos que podem ser utilizados na intervenção desta patologia, uma das terapias não invasivas mais utilizadas é o Laser de Baixa Potência (LBP) que vem trazendo resultados satisfatórios pelos benefícios fornecidos aos pacientes pelas suas ações de analgesia, anti-inflamatória e regenerativa. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática sobre os efeitos da Laserterapia na função mastigatória e nos movimentos mandibulares em indivíduos adultos com DTM. Métodos: Trata-se de uma revisão sistemática sob o registro de número CRD42020187091. Foi efetuada uma busca nas Bases de dados eletrônicas PubMed, Web of Science, Scopus, Embase, Cochrane, Lilacs, Science Direct e Google Scholar. Utilizou-se uma estratégia de busca, de acordo com os Mesh Terms da PubMed e Decs da BVS, sendo os descritores: “temporomandibular joint disorders” AND “low level light therapy” OR “low level laser therapy” AND “mastication” OR “mandible”. Foram incluídos ensaios clínicos randomizados, que envolveram adultos diagnosticados com DTM, que realizaram avaliação da função mastigatória e/ou mandibular e intervenção com Laser de Baixa Potência (LBP). Resultados: Foram identificados 914 artigos nas bases dados e após a remoção dos duplicados, ficaram 63. Posteriormente, foi realizada a leitura do título e do resumo e em seguida a leitura de texto completo, sendo removidos 52 estudos e ficando assim 11 artigos para extração e análise quantitativa dos dados. Através da análise dos estudos incluídos verificou-se que os estudos são muito diferentes entre si, principalmente com relação a variável de amplitude oral. E na avaliação do risco de viés, 7 estudos apresentaram alto risco, 2 de risco incerto e 2 com baixo risco de viés, evidenciando que a maioria dos estudos tiveram uma qualidade metodológica baixa. Conclusão: Tendo em vista que apenas um estudo aborda a função mastigatória, mostra-se que há uma escassez na literatura quanto essa abordagem e com relação a amplitude oral máxima as pesquisas são muito variáveis quanto aos parâmetros utilizados e desfechos pretendidos.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1742384 - GIORVAN ANDERSON DOS SANTOS ALVES
Interno - 1803504 - LEANDRO DE ARAUJO PERNAMBUCO
Interno - 1379017 - SILVIA DAMASCENO BENEVIDES
Externo ao Programa - 2887425 - LUCIANE SPINELLI DE FIGUEIREDO PESSOA
Externo à Instituição - EDNA PEREIRA GOMES DE MORAIS
Externo à Instituição - RENATA VEIGA ANDERSEN CAVALCANTI