PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO (PPGCN)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
32167417

Notícias


Banca de DEFESA: AMANDA GONCALVES LOPES COURA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANDA GONCALVES LOPES COURA
DATA: 27/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Centro de Ciências da Saúde
TÍTULO: Influência do Padrão Alimentar na Redução de Fatores de Risco Modificáveis em Doenças Cardiovasculares.
PALAVRAS-CHAVES: dieta, consumo alimentar, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, estudos longitudinais
PÁGINAS: 95
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO: As doenças cardiovasculares (DCV) estão relacionadas à elevada morbidade e mortalidade prematura em todo o mundo, e são consideradas um dos maiores problemas de saúde pública da atualidade. Indivíduos sobreviventes de eventos cardiovasculares tem maior probabilidade de desenvolverem novos eventos e apresentam risco aumentado de mortalidade, fazendo-se necessária a prevenção secundária para aumentar sua sobrevida. Estudos de epidemiologia nutricional que analisem o consumo alimentar a partir dos alimentos ingeridos e não apenas os nutrientes isolados auxiliam na compreensão das variáveis relacionadas à adesão das orientações, visto que os indivíduos consomem combinações de vários alimentos e nutrientes que podem interagir entre si e tornam a dieta um fator de exposição complexo e dinâmico. Desse modo, o objetivo geral deste estudo é identificar os padrões alimentares de indivíduos em prevenção secundária para DCV e avaliar, longitudinalmente, as modificações dos padrões alimentares após um programa de intervenção nutricional. Trata-se de um estudo longitudinal e seus procedimentos estão ligados ao protocolo do estudo “Efeito do Programa Alimentar Brasileiro Cardioprotetor na redução de eventos e fatores de risco na prevenção secundária para doença cardiovascular: Um Ensaio Clínico Randomizado (DICA Br)”, coordenado pelo Hospital do Coração em parceria com o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) do Ministério da Saúde. Foram analisados os dados dos recordatórios alimentares de 24 horas coletados nas visitas clínicas nas visitas clínicas inicial, 15 dias, 6 meses, 12 meses, 18 meses e 24 meses. Para identificação dos padrões alimentares, os alimentos foram distribuídos em 15 grupos, de acordo com as similaridades na composição nutricional. Os padrões alimentares foram identificados utilizando análise fatorial com método de extração por componentes principais. Foi realizado o teste t de Student e o teste da Anova para verificar diferenças estatísticas na média de aderência aos padrões entre dois e três grupos, respectivamente. Observou-se No momento baseline, houve maior aderência aos padrões “Tradicional” (11%) e “Lanches” (10%); após um ano de intervenção, foi observada maior adesão aos padrões “Tradicional” e “Mediterrâneo”, com manutenção destes padrões após dois anos da intervenção. O padrão alimentar “Lanches” passou a explicar apenas 8% da variância de consumo da população, passando de segundo para quarto padrão após o primeiro ano de intervenção e com manutenção no segundo ano após a intervenção. Conclui-se que houve modificação das variâncias totais, com aumento substancial do consumo de vegetais, frutas e azeite e redução no consumo de carnes processadas após a intervenção nutricional do Estudo DICA Br.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA POLO GALANTE
Externo à Instituição - ANGELA CRISTINE BERSCH FERREIRA
Interno - 1543299 - FLAVIA EMILIA LEITE DE LIMA FERREIRA
Interno - 335378 - MARIA DA CONCEICAO RODRIGUES GONCALVES
Presidente - 1454201 - RODRIGO PINHEIRO DE TOLEDO VIANNA