PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO (PPGCN)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
32167417

Notícias


Banca de DEFESA: LOUISE IARA GOMES DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LOUISE IARA GOMES DE OLIVEIRA
DATA: 31/03/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Sala da Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição
TÍTULO: CARACTERIZAÇÃO E APLICAÇÃO DE REVESTIMENTO DE QUITOSANA E ÓLEO ESSENCIAL DE CYMBOPOGON CITRATUS (D.C.) STAPF. PARA O CONTROLE DA QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE GOIABAS
PALAVRAS-CHAVES: polímero, Psidium guajava L.; pós-colheita; caracterização
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO: A goiaba (Psidium guajava L) é uma fruta tropical muito apreciada por seu sabor doce levemente ácido e importante valor nutricional. Na pós-colheita, a goiaba apresenta rápido amadurecimento caracterizado por amarelamento acelerado da casca, perdas de peso e firmeza e degradação de compostos, gerando prejuízos e impactando em sua aceitabilidade. A quitosana (Qui) é um polímero de baixa toxicidade, biodegradável, que possui propriedades de formação de filme e atividade antimicrobiana. O uso de revestimentos comestíveis a base de Qui tem sido proposto como tecnologia pós-colheita para preservação de frutas. Tem sido sugerido que a incorporação de óleos essenciais (OE) melhora a eficácia dos revestimentos de Qui na conservação de goiabas. Entretanto, as características de superfície de revestimentos de Qui incorporados ou não de OE permanecem desconhecidas. Este estudo teve como objetivo caracterizar as propriedades físicas, químicas e de superfície de um revestimento antifúngico formulado com Qui (5 mg/mL) e Óleo essencial de Cymbopogon citratus (D.C.) Stapf (OECC) (0,6 μL/mL) e avaliar a sua eficácia em manter a qualidade pós-colheita em goiabas cv Paluma durante o armazenamento refrigerado (12 ºC±1). O revestimento de Qui-OECC foi caracterizado quanto a solubilidade de água (SA), atividade de água (aw), identificação dos grupos funcionais orgânicos por espectroscopia no Infravermelho por Transformada de Fourier, propriedades térmicas através de Calorimetria Exploratória Diferencial e de superfície por Perfilometria óptica 3D. Também foram realizados ensaios para avaliação da eficácia do revestimento de Qui-OECC sobre os aspectos físico-químicos (perda de peso, firmeza, cor, acidez titulável, pH, sólidos solúveis totais, açúcares, ácidos orgânicos e compostos fenólicos), microbiológicos, enzimáticos e sensoriais de goiabas cv. Paluma armazenadas à 12ºC. O revestimento de Qui-OECC apresentou baixa SA (22,56 ± 0,15) e aw (0,22 ± 0,01), boa resistência térmica (1º pico à 136 ºC, 2º pico à 260 ºC), superfície plana, lisa e de baixa rugosidade (Sa = 0,005 μm). A aplicação do revestimento de Qui-OECC atrasou as perdas de peso e firmeza, alterações nos sólidos solúveis totais, acidez titulável, pH e cor nas goiabas durante o armazenamento. Goiabas revestidas com Qui-OECC apresentaram menor (p <0.05) conteúdo de frutose e maiores (p <0.05) conteúdos de ácidos cítrico e succínico em comparação com goiabas não revestidas após os 10 dias de armazenamento. Os ácidos fenólicos (ácido siríngico e ácido clorogênico) diminuíram e os flavonóides (hesperidina, cis-resveratrol, catequina, procianidina B1 e miricetina) aumentaram nos dois grupos de frutas, mas essas alterações foram retardadas nas goiabas revestidas com Qui-OECC. Goiabas não revestidas apresentaram maior (p <0,05) atividade da polifenol oxidase e pectina metilesterase e menor (p <0,05) atividade da peroxidase do que aquelas revestidas com Qui-OECC, após 5 dias de armazenamento. Goiabas revestidas com Qui-OECC foram as preferidas pelos painelistas e receberam escores mais altos (p <0.05) para textura, cor e impressão geral, porém escores mais baixos para o atributo odor do que as goiabas não revestidas durante o armazenamento. Os resultados indicam o revestimento de Qui-OECC testado demonstrou ser uma estratégia viável para melhorar os aspectos de qualidade pós-colheita na goiaba durante o armazenamento a refrigerado.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2380741 - EVANDRO LEITE DE SOUZA
Presidente - 1860341 - MARCIANE MAGNANI
Externo à Instituição - SUELI RODRIGUES