PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (PPGCI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Dissertações/Teses


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2024
Descrição
  • WELLINGTON DA SILVA GOMES
  • O conceito de confiança para a preservação digital: uma análise nas publicações técnicas do Conselho Nacional de Arquivos
  • Data: 28/03/2024
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Vivemos num mundo onde a obsolescência tecnológica está cada vez mais vigente, aferindo a vida útil da informação no ambiente digital. Tal problemática tem causado adversidades aos documentos, podendo torná-los inelegíveis, e, consequentemente, inacessíveis; sendo necessário apropriar-se dos preceitos de preservação para garantir a longevidade desses insumos. Quando se trata do espaço digital, o ato de confiar pode ser representado, entre outros fatores, pela preservação digital. Ademais, há uma escassez de publicações brasileiras sobre o conceito de confiança, tanto no campo da Ciência da Informação, quanto no da Arquivologia. Em nossos escritos, o significado da confiança está espelhado nos documentos das Publicações Técnicas do Conselho Nacional de Arquivos. Essas publicações trazem diretrizes e recomendações de boas práticas, projetando elementos e critérios que caracterizam a autenticidade documental. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi analisar o conceito de confiança nas Publicações Técnicas do Conselho Nacional de Arquivos de preservação digital. Para alcançar este fim, foram estabelecidos os seguintes objetivos específicos: compreender o conceito de confiança na perspectiva da Filosofia e da Sociologia para assim analisar os aspectos de confiança das Publicações Técnicas desse Conselho de preservação digital; examinar, nessas Publicações, os elementos de confiança; relacionar o conceito de confiança aos elementos de confiança identificados nas Publicações Técnicas dessas institução de preservação digital; apresentar que essas Diretrizes, no âmbito da preservação digital, trazem garantia de confiança à informação e ao documento de arquivo. Metodologicamente, esta pesquisa foi de natureza aplicada, qualitativa, documental e descritiva, como forma de pormenorizar o significado do conceito de confiança através de registros. Em relação ao método, foi empregada a Teoria do Conceito de Dahlberg e o paradigma indiciário como base interpretativa, buscando compreender a essência do conceito de confiança numa óptica sociológico-filosófica. Para isso, foram analisados os elementos de confiança de cada Publicação Técnica, concatenando-os aos postulados do nosso Referencial Teórico acerca do conceito de confiança. Como resultado, ficou constatado que os elementos de confiança enunciados, características, conceitos e definições nas Publicações citadas estão intimamente ligados e relacionados ao conceito de confiança em sua essência. Logo, compreender a confiança em sentido substancial foi uma questão necessária para comprovar que as diretrizes e as recomendações de preservação digital do Conselho Nacional de Arquivos trazem garantia de confiança à informação, e, consequentemente, ao documento de arquivo.
  • CLAUDIO CESAR TEMOTEO GALVINO
  • OS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS ELETRÔNICOS NO CONTEXTO DAS ECOLOGIAS INFORMACIONAIS COMPLEXAS
  • Orientador : HENRY PONCIO CRUZ DE OLIVEIRA
  • Data: 28/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • As Tecnologias de Informação e Comunicação tem impactado todos os setores da sociedade a partir da metade do século XX. Na comunicação científica, a evolução da publicação impressa para a digital mudou a forma de produzir e disseminar a informação científica. Nesse contexto, a Arquitetura da Informação Pervasiva desempenha papel fundamental no processo de atualização tecnológica e no desenvolvimento teórico que tem como fenômeno e objeto de pesquisa as ecologias informacionais complexas. Assim, esta tese versa sobre a aplicação dos princípios teóricos e pragmáticos dos periódicos científicos eletrônicos no contexto das ecologias informacionais complexas. A questão de pesquisa é: Como as ecologias informacionais complexas podem ser usadas para conceituar e modelar os periódicos científicos eletrônicos? Objetivo geral: construir uma base teórico-conceitual e operacional para os periódicos científicos eletrônicos no contexto das ecologias informacionais complexas. Objetivos específicos: conceituar os periódicos científicos eletrônicos no contexto das ecologias informacionais complexas; e construir um modelo teórico e operacional para os periódicos científicos eletrônicos no contexto das ecologias informacionais complexas. Metodologia: revisão de literatura e uso do método quadripolar constituído pelos polos epistemológico, teórico, técnico e morfológico. O contexto teórico é marcado pela Ciência da Informação, Arquitetura da Informação Pervasiva, Comunicação Científica, Ecologias Informacionais Complexas e os tipos de publicações periódicas. As categorias teóricas utilizadas como base teórica para a construção do conceito foram: a Teoria do Conceito, a Teoria Funcionalista, a Teoria Geral dos Sistemas, as Ecologias Informacionais Complexas e o Periódico Científico Eletrônico. A coleta de dados aconteceu em duas etapas: a primeira, selecionamos 45 periódicos científicos brasileiros da área de Ciência da Informação para identificar as características e/ou elementos que podem caracterizar o periódico científico eletrônicos enquanto ecologias informacionais complexas; a segunda, buscamos essas características e elementos em periódicos científicos internacionais com alto fator de impacto identificados no Journal Citation Report (JCR), que por meio de cálculo amostral, selecionados 378 periódicos científicos internacionais. A base operacional para configurar nosso objeto de pesquisa enquanto ecologias informacionais complexas foram as características e os elementos encontrados nos periódicos científicos eletrônicos da amostragem desta tese. O contributo social, científico e tecnológico desta pesquisa é o alargamento do conhecimento, ajudando a concretizar as necessidades da sociedade quanto ao acesso à informação científica produzida no Brasil e no mundo.
  • DANIELLA ALVES DE MELO
  • A COMPETÊNCIA CRÍTICA EM INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA: uma análise acerca da Base Nacional Comum Curricular
  • Orientador : EDVALDO CARVALHO ALVES
  • Data: 28/03/2024
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A educação no Brasil sempre esteve marcada pelo elitismo e pela exclusão. Mesmo após anos de atuação, o sistema escolar brasileiro continua estruturando-se de forma fragmentada e reproduzindo a divisão social de classes e a lógica capitalista de mercado. Nesse contexto, a Base Nacional Comum Curricular, documento de caráter normativo que regulamenta a Educação Básica no Brasil, se propõe a superar essa fragmentação contribuindo para o alinhamento das políticas nacionais de educação, visando a formação humana integral e a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva. Desse modo, o objetivo geral desta tese é analisar se a Base Nacional Comum Curricular, atualmente o principal documento que rege a Educação Básica no Brasil, está orientada para a promoção de uma educação crítica que permita a construção da competência crítica em informação por parte dos estudantes do ensino médio. Para tanto, perseguiu-se os seguintes objetivos específicos: 1. Investigar o contexto histórico e os aspectos legais nos quais estão alicerçadas a educação brasileira e a Base Nacional Comum Curricular; 2. Mapear a presença das dimensões da competência crítica em informação na Base Nacional Comum Curricular, no que diz respeito a etapa do ensino médio; 3. Identificar, na etapa do ensino médio da Base Nacional Comum Curricular, possíveis lacunas em relação ao fomento das dimensões da competência crítica em informação; 4. Propor diretrizes para o ensino da competência crítica em informação para os estudantes do ensino médio. Para desenvolver está pesquisa utilizamos uma abordagem qualitativa, realizada a partir de análise documental, cuja fonte central foi a Base Nacional Comum Curricular, ao mesmo tempo em que se promoveu articulações com o referencial teórico da teoria crítica, da pedagogia crítica e da competência crítica em informação. Trata-se de uma pesquisa descritiva, na qual os dados foram analisados utilizando a análise temática de conteúdo, com as categorias sendo escolhidas a priori, a saber, as dez dimensões da competência crítica em informação. A pesquisa mostrou que, apesar da Base Nacional Comum Curricular apresentar competências e habilidades que se relacionam com algumas das dimensões da competência crítica em informação, ainda existem lacunas que precisam ser pensadas para que ela seja contemplada em todos os seus aspectos. De modo que, ao final da pesquisa, foram propostas diretrizes que podem orientar a atuação dos educadores na construção da competência crítica em informação pelos estudantes da Educação Básica brasileira, em especial do ensino médio.
  • MARLY FELIX DA SILVA
  • AÇÕES DE INOVAÇÃO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS: análise focada no Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Orientador : EDNA GOMES PINHEIRO
  • Data: 28/03/2024
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Aborda o tema "Ações de Inovação em Bibliotecas Universitárias" com foco em um estudo realizado no Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Explora iniciativas e práticas inovadoras implementadas nas bibliotecas da UFCG, analisando seu impacto e relevância no contexto acadêmico. Essas ações podem abranger desde a adoção de novas tecnologias até a implementação de serviços e estratégias que otimizam o acesso e a gestão da inovação A inovação tem-se destacado como um fator primordial para o desenvolvimento, otimização e excelência do ensino superior, sobretudo no que se refere às atividades ligadas ao tripé ensino, pesquisa e extensão. Consideradas como equipamentos de apoio e suporte informacional para a comunidade acadêmica, discussões que versam sobre ação de inovação em espaços informacionais de bibliotecas universitárias, tem-se tornado recorrentes, por estes equipamentos propiciarem a oferta, por meio do seu acervo, de acesso as mais diversas fontes de informação em suporte físico ou virtual. As bibliotecas universitárias têm aderido à utilização de novas ferramentas e produtos (bens e serviços) tecnológicos inovadores como meio para facilitar a disseminação da informação e processos de comunicação entre os usuários do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Campina Grande. A questão que norteia essa pesquisa está pautada na seguinte pergunta: Como as ações de inovação aplicada ao Sistemoteca da UFCG tem contribuído para facilitar o acesso autônomo dos usuários aos recursos informacionais disponíveis nas bibliotecas? Fundamentado na problemática apresentada, este estudo teve como objetivo analisar as ações de inovação implementadas no Sistema de Biblioteca da Universidade Federal de Campina Grande. Em relação aos procedimentos metodológicos, tratar-se-á de uma pesquisa de Survey , conduzido sob a forma de pesquisa exploratória-descritiva, com uma abordagem quantitativa e qualitativa na análise dos dados, envolvendo o levantamento bibliográfico e documental, além da pesquisa de campo que prevê a aplicação de questionário online com os bibliotecários documentalista que integram o quadro de pessoal do Sistemoteca da UFCG. Os resultados esperados destacaram a relevância da implantação de ações inovação implementadas no Sistemoteca em destaque, não apenas por proporcionar melhores recursos e serviços informacionais a comunidade acadêmica, mas também por fortalecer o papel da Ciência da Informação e da Biblioteconomia na promoção do acesso a informação e construção de uma sociedade mais informada, inclusiva e tecnologicamente avançada. Conclui-se que os achados da pesquisa reforçam a necessidade premente de adaptação e evolução, que promovam a modernização da infraestrutura tecnológica, a implementação de sistemas operacionais de gestão eficientes e a capacitação continua dos profissionais bibliotecários. E, ainda, a necessidade de uma abordagem proativa e orientadora para a inovação na gestão das bibliotecas da UFCG, visando a implementação de ações inovadoras não apenas como necessidade informacional, mas também como uma oportunidade para transformar as bibliotecas da UFCG em verdadeiros agentes de excelência no apoio ao ensino, pesquisa e aprendizado.
  • NATANNA SANTANA DE MORAIS
  • CONSTRUÇÃO DE TESAUROS E ANÁLISE DE DOMÍNIO: PERSPECTIVAS CONCEITUAIS, TEÓRICAS E METODOLÓGICAS A PARTIR DAS INFLUÊNCIAS ÉTNICAS NOS LÉXICOS
  • Data: 28/03/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os tesauros são sistemas de organização do conhecimento (Knowledge Organization System- KOS) amplamente utilizados para fins de representação e recuperação da informação. Sua instrumentalização tem sido marcada por adequações solicitadas conforme a aplicação e o uso em diferentes ambientes e domínios, dentre os quais em contextos arquivísticos, bibliotecas, bancos de dados e páginas da Web. Contudo, acredita-se que esses sistemas, estruturados com base em terminologias e unidades conceituais, estão diante de problemáticas inseridas no âmbito das pesquisas e dos estudos de Organização do Conhecimento. A instabilidade dos sistemas conceituais, as dispersões léxicas e outros problemas estão somados às outras questões envolvendo a não adequação no tratamento da informação e a não introdução de termos originários dos léxicos que herdaram influências étnicas. Outras impasses decorrem da ênfase dada às vertentes epistemológicas hegemônicas (elites científicas, machistas e racistas) que priorizam metodologias e padrões, inviabilizando a construção de tesauros no cenário brasileiro de diversidade étnico-racial. Diante desse cenário, a Análise de Domínio foi introduzida enquanto paradigma social e integrador de metodologias e aspectos teóricos para descobrir e explorar domínios, objetivando o desenvolvimento de estudos na Ciência da Informação e sistemas de organização do conhecimento. Em destaque, a “produção de classificações especiais e tesauros” se configura como uma das onze abordagens da Análise de Domínio. Nessa perspectiva, a presente pesquisa buscou analisar as possíveis contribuições, divergências e/ou aproximações, teóricas, conceituais e metodológicas entre a construção de tesauros, a Análise de Domínio e os estudos dos léxicos retomando as influências étnicas brasileiras. Foram apontados conceitos basilares da teoria da etnicidade e as implicações entre os termos: etnia, raça, racismo e nação. O referencial recorreu ao histórico dos estudos léxicos e atestou a extinção de maioria das línguas indígenas e afro-brasileiras. A pesquisa correlacional e documental foi realizada na Base de Dados em Ciência da Informação(BRAPCI); na Coleção Scielo Citation Index da Web of Science e na Library, Information Science & Technology Abstracts (LISTA). Os procedimentos metodológicos conduziram-se conforme a abordagem quanti-qualitativa e a análise de conteúdo. O corpus da pesquisa identificou 139 documentos, dentre eles artigos e capítulos de livros. A partir das leituras e das inferências, foram visualizadas teorias, paradigmas, abordagens, métodos, análises e propostas metodológicas como pontos de convergência, divergência e aproximação entre a Análise de Domínio, a fundamentação teórico e prática dos tesauros e as perspectivas dos estudos dos léxicos em domínios científicos e não científicos. Dentre os aspectos conceituais, destacaram-se os conceitos e questões de gêneros e diversidade sexual, as garantias literária e cultural, o etnoconhecimento, a hospitalidade cultural e a interseccionalidade, além das implicações referentes à colonialidade do poder e à classificação social. Os aportes teóricos interligados aos tesauros e aos estudos de domínios enfatizaram: as Teorias do Conceito e da Classificação Facetada, as teorias epistemológicas e as perspectivas de conhecimento (Empirismo, Positivismo, Racionalismo, Realismo, Pragmatismo, Hermenêutica e Historicismo). As análises bibliométricas e as propostas metodológicas voltadas para os léxicos apareceram enquanto possibilidades viáveis no desenvolvimento de tesauros em diferentes domínios.
  • LARISSA FERNANDES DA SILVA
  • DIRETRIZES DE EDUCAÇÃO DE USUÁRIOS PARA BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS FEDERAIS BRASILEIRAS EM PERÍODO PANDÊMICO
  • Orientador : IZABEL FRANCA DE LIMA
  • Data: 27/03/2024
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Durante a pandemia da Covid-19, vivenciamos mudanças significativas na forma que em foram conduzidas as atividades do dia a dia, principalmente devido ao necessário isolamento social para diminuir o risco de contaminação. Diversos profissionais tiveram que realizar suas funções no ambiente online, inclusive, os bibliotecários. Diante desses acontecimentos, surgiram alguns questionamentos que deram origem à pesquisa:“Como se desenvolveram as atividades de Educação de Usuários nas bibliotecas universitárias federais brasileiras no período da pandemia da Covid-19? Quais as dificuldades enfrentadas pelos bibliotecários para desenvolver tais atividades?”. Buscando encontrar resposta a tais questionamentos elegeu-se como objetivo geral da pesquisa analisar como se desenvolveu a Educação de Usuários nas bibliotecas universitárias federais brasileiras durante o período pandêmico. Quanto à metodologia, trata-se de um estudo exploratório e descritivo, de abordagem mista. O universo da pesquisa são as bibliotecas centrais das universidades federais do Brasil e o instrumento de coleta de dados constituiu-se num questionário que se divide em três partes: a primeira acerca do perfil dos respondentes, a segunda sobre a biblioteca em que os bibliotecários atuavam e o serviço de referência e a terceira parte sobre a Educação de usuários. Tal instrumento foi elaborado no Google forms e aplicado aos (as) bibliotecário (as) de referência dessas bibliotecas. Para a análise dos dados quantitativos utilizaram-se cálculos estatísticos e para os dados qualitativos adotou-se a Análise de Conteúdo de Bardin.Visando delimitar o universo da pesquisa, realizou-se uma busca no portal do Ministério da Educação (e-MEC) para identificar o quantitativo de universidades federais do país, e, utilizando o filtro que definia aquelas com conceito institucional igual ou maior que 04, resultando 44universidades federais, ou seja, 44 bibliotecas. O questionário foi enviado para essas bibliotecas, obtendo-se o retorno de 31 participantes. Os resultados da pesquisa demonstraram que os bibliotecários, apesar das dificuldades enfrentadas e relatadas nas questões abertas, além da mudança abrupta para tentar entregar os serviços online, houve empenho em atender às necessidades de seus usuários por meio de treinamentos, capacitações, vídeo aulas, uso de redes sociais e plataformas digitais tanto para aplicar tais instruções quanto para os demais atendimentos. Conclui-se que as bibliotecas precisam ter um norte, ou seja, necessitam de diretrizes para otimização de seus serviços durante um período pandêmico, como também desenvolver de fato programas de educação de usuários por meio de uma comissão formada por bibliotecários para assim, tornar seus usuários competentes em informação.
  • ANA CRISTINA COUTINHO FLÔR
  • DESCORTINANDO O CENÁRIO CULTURAL NA PARAÍBA: Representação da Informação para o “Correio das Artes” do Jornal A União
  • Orientador : MARIA ELIZABETH BALTAR CARNEIRO DE ALBUQUERQUE
  • Data: 27/03/2024
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A revista Correio das Artes se constitui como fonte de informação em potencial no que tange a arte e cultura no Estado da Paraíba, com isso a presente pesquisa buscou estudar o processo de Representação da Informação da revista literária supracitada, produzida pelo centenário jornal paraibano: A União. A revista é a mais antiga da Paraíba no segmento de arte e cultura, com mais de setenta anos publicando o que é destaque na literatura, música, cinema, artes plásticas e outros segmentos culturais. Diante disso, propõe-se como objetivo geral representar as informações contidas nas capas dos Correios das Artes por meio da indexação, para que o acervo tenha uma recuperação eficiente pelos usuários e como objetivos específicos criar categorias temáticas a partir dos assuntos tratados nas capas; conceituar as categorias temáticas criadas e elaborar um manual explicativo sobre as categorias estabelecidas Para esse fim, à fundamentação teórica se dará no âmbito da Representação da Informação e Representação Temática da Informação. Metodologicamente a pesquisa se caracteriza como bibliográfica e documental, com abordagem qualitativa, natureza aplicada. Como instrumento de coleta de dados, foi utilizado a Análise de conteúdo de Bardin (2011) em 166 exemplares das revistas Correio das Artes entre os anos 2010 a 2023. Na análise, como resultado, foi possível extrair seis categorias temáticas principais cujos assuntos recorrentes nessas revistas foram: Artes plásticas, cinema, fotografia, literatura, música e teatro. É notável o valor cultural que o Correio das Artes tem para a sociedade, uma revista especializada no âmbito literário que ajuda a fomentar a arte e cultura do estado paraibano em mais de sete décadas, sendo uma das mais antigas nesse segmento no Brasil, tornando-se uma fonte de informação que necessitou passar um processo de recuperação para atender as necessidades dos usuários, contribuindo para que o arquivo do jornal A União possa preservar esse acervo e ajudar na manutenção de uma parte da memória paraibana.
  • TAYNÁ LADISLAU RANGEL
  • MEDIAÇÃO ALGORÍTMICA COMO UMA DAS FACETAS DA MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO
  • Orientador : GRACY KELLI MARTINS GONCALVES
  • Data: 27/03/2024
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A mediação algorítmica é um processo de intermediação entre usuários e informações disponíveis em ambientes digitais, realizado por meio de algoritmos, tendo uma ligação direta com a mediação da informação, por facilitar o acesso, o uso e a apropriação da informação pelos usuários. Buscando compreender esta relação, este trabalho tem como objetivo analisar como os Algoritmos têm contribuído para direcionar a mediação da informação no ambiente digital, e como objetivos específicos: Examinar a perspectiva Algorítmica a partir da Ciência da Informação; Discorrer sobre o conceito de Mediação Algorítmica e sua diversidade informacional; Compreender como os algoritmos agem como mediadores de informação; Traçar as linhas temporais dos algoritmos e seus impactos na mediação da informação. O embasamento teórico foi realizado a partir de pesquisas bibliográficas, que visam estabelecer diálogos e relações entre as Ciências Sociais, a Ciência da Computação, a Comunicação e a Ciência da Informação (CI). A pesquisa é exploratória, com o propósito de proporcionar maior familiaridade com o problema, tendo em vista que se trata de uma temática ainda pouco estudada na CI. A metodologia utilizada nesta pesquisa é baseada em uma abordagem correlacional, que avalia o grau de associação entre duas ou mais variáveis, o que permitiu observar as formas e uso da mediação algorítmica, assim como, possibilitou traçar as linhas temporais de cada processo de desenvolvimento da mediação da informação e do desenvolvimento de algoritmos. Essa pesquisa é de caráter descritivo, com abordagem qualitativa. A análise dos dados se propôs a estabelecer as relações complementares de diferentes campos do saber, para compreender como a mediação da informação tem sido impactada pela algoritmização. Constata-se que a mediação algorítmica é uma importante faceta na sociedade contemporânea, analisando criticamente os algoritmos e suas implicações éticas e sociais. Conclui-se que os algoritmos exercem influência direta na produção, disseminação e consumo de informação, requerendo uma abordagem interdisciplinar para enfrentar os desafios decorrentes de sua aplicação na sociedade.
  • SARA ALVES LACERDA
  • Diplomática Arquivística: Revisão sistemática da literatura
  • Data: 27/03/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A literatura considera que o termo Diplomática Arquivística surge em 1681 na obra de De re diplomática libri VI e já trazia em sua semântica avaliar a autenticidade e a confiabilidade do documento com o qual estamos lidando. Porém, ganha novos horizontes, em consequência do aparecimento de documentos arquivísticos digitais que crescem em todos os contextos das organizações e pessoas, tanto em suportes analógicos como digitais. Com o projeto International Researchon Permanent Authentic Records in Electronic Systems (InterPARES) essa temática cresce com mais afinco. Tal fato nos despertou para a realizar esta pesquisa de modo a responder ao seguinte questionamento: De que modo a literatura cientifica da área de arquivologia está refletindo sobre o tema diplomática arquivística nos últimos 10 anos? Para a concretização da investigação, definiu-se como objetivo geral: Analisar, por meio da Revisão Sistemática, o modo como a literatura científica da área de arquivologia está refletindo sobre a temática diplomática arquivística nos últimos 10 anos. Metodologia: É uma pesquisa exploratória de caráter descritivo, pautada na Revisão Sistemática de Literatura (RSL). A empiria foi feita nas bases de dados: Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI) e a ProQuest: adotando-se as seguintes estratégias de busca: Trabalhamos com os seguintes termos: Arquivistica, Arquivologia, Diplomática, Análise Diplomática, Diplomática Arquivistica, Diplomática Contemporânea, Diplomacia Archivistica, Diplomática de Archivos, Ciência de Archivo. O estudo dos documentos contemplou artigos, dissertações e teses que trazem os termos da estratégia de busca, nos títulos, resumos e palavras-chave em língua portuguesa e espanhola. Resultados: foram identificados um total 64 trabalhos, sendo 47 em língua portuguesa- produzidos no Brasil e 17 em língua espanhola. Em relação aos tipos de trabalhos: 48 artigos, 1 dissertação e 3 teses. Concernente a recorrência desses termos tivemos nos títulos: Diplomática: 18, Arquivística: 15, Arquivologia: 2, e Diplomática Contemporânea: 6. Nos resumos: Diplomática: 76, Arquivística, 87 Arquivologia: 20, Diplomática Contemporânea: 19, Diplomática Arquivística: 3, Análise Diplomática: 4 e Archivistica: 2. Palavras-chave; Diplomática: 31, Arquivistica: 31, Arquivologia: 8, Diplomática Contemporânea: 11, Diplomática Arquivística: 2, Análise Diplomática: 1 e Archivistica: 2. Concluímos que, a literatura espanhola ainda é restrita, pois a cobertura da pesquisa foi de 10 anos. Entretanto, consideramos que, em contexto brasileiro, embora a disciplina Diplomática Arquivística ainda não esteja em todos os cursos de Arquivologia no Brasil, mesmo assim, os resultados são positivos.
  • MONICA DE PAIVA SANTOS
  • OS ESTUDOS DE PRÁTICAS INFORMACIONAIS NO CAMPO DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO BRASILEIRA: USO DE FUNDAMENTOS TEÓRICOS - METODOLÓGICOS DA SOCIOLOGIA NAS PESQUISAS DE MESTRADO E DOUTORADO
  • Orientador : EDVALDO CARVALHO ALVES
  • Data: 26/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Analisa como vem sendo utilizados alguns dos fundamentos teóricos-metodológicos da sociologia nas pesquisas de mestrado e doutorado no campo da Ciência da Informação que tem como temática as práticas informacionais. Para tanto, nos ancoramos na base teórica do paradigma social da Ciência da Informação, bem como, nos Estudos de Usuários de Informação com ênfase nos Estudos de Práticas Informacionais. Trata-se de uma pesquisa documental, descritiva, com abordagem quali-quantitativa. Como instrumentos de coleta de dados, utilizamos a entrevista semi-estruturada e a busca estratégica no Catálogo de Teses e Dissertações da Capes e na BDTD. Trabalhamos os dados quantitativos a partir de recursos estatísticos básicos (percentuais). Já a organização e análise dos dados qualitativos foram feitas a partir da técnica de categorização, tendo por base a análise de conteúdo de Bardin. A situação da produção de teses e dissertações em práticas informacionais foi vista a partir de quatro (4) categorias: ano, instituição, região e professor/orientador. O período de maior produção foi de 2017 a 2019. As universidades com maior produção sobre os estudos de práticas informacionais são a UFMG, seguida da UFPB e; da UnB/BSB. As regiões com maior produção dos estudos de práticas informacionais são sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Os professores que mais se destacaram na orientação de teses e dissertações sobre práticas informacionais foram o professor Carlos Alberto Ávila Araújo (UFMG); o professor Edvaldo Carvalho Alves (UFPB); a professora Ivette Kafure Muñoz (UnB) e; o professor Rodrigo Silva (UFRGS). Na categoria sujeito/objeto de estudos, encontramos pesquisas com transexuais, mulheres negras, mulheres trangêneras, pessoas LGBTQIA+, apenadas gestantes, jovens encarcerados, surdos, entre outros. Identificamos que os estudos de práticas vêm se relacionando com outras temáticas e conceitos como mediação e apropriação da informação, gênero e cultura, resiliência informacional, redes sociais, representação social e, para tanto, esses estudos vêm utilizando abordagens teórico-metodológicas da sociologia como o Interacionismo simbólico, Etnografia, Etnometodologia, Netnografia, Fenomenologia, Hermenêutica, Praxiologia de Bourdieu. Considerando esses resultados temos que as pesquisas em práticas informacionais vêm contemplando contextos marginalizados e uma diversidade de sujeitos subalternizados na sociedade, o que se caracteriza como um novo olhar para os fenômenos informacionais sob distintos aspectos e dimensões da realidade, diferente dos estudos de uso e de comportamento. Portanto, esses estudos vêm buscando alternativas de investigar essas realidades adotando fundamentos teóricos-metodológicos oriundos da sociologia como subsídios para compreender as práticas informacionais desses sujeitos considerando sua historicidade e suas relações sociais e culturais. Além de vir se relacionando com outras perspectivas teóricas da CI e trabalhando conceitos e noções que vêm embasando e estimulando discussões e fortalecendo a abordagem social das Práticas Informacionais nesse campo científico
  • TANISE DANTAS BEZERRA
  • ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO E ESTRESSE DIGITAL NO CONTEXTO DAS MÍDIAS SOCIAIS DIGITAIS
  • Orientador : HENRY PONCIO CRUZ DE OLIVEIRA
  • Data: 26/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Imersos na sociedade do cansaço, incita a refletir sobre os aspectos relacionais da Arquitetura da Informação e do Estresse Digital no contexto das Mídias Sociais Digitais. Nesses tempos líquidos, o sujeito de desempenho submetido a um excesso de positividades, experimenta, compulsoriamente, uma liberdade coercitiva expressa pela criatividade, pelo desempenho, pela inovação, por iniciativas individuais e flexíveis, em um contexto no qual o excesso de trabalho e desempenho agudiza-se numa autoexploração. Com efeito, isso é consequência da busca incessante pelo hiperconsumo de informação em ambientes digitais, consentâneos das repercussões da revolução tecnológica digital, o que torna a tecnologia intermediária de vários processos sociocognitivos. Nesse sentido, observa-se que pesquisas sobre informação e saúde são uma tendência no campo da Ciência da Informação. Nessa perspectiva, esta pesquisa tem como objetivo geral verificar a relação entre a Arquitetura da Informação e o aumento das situações de Estresse Digital nas Mídias Sociais Digitais. Em relação aos aspectos metodológicos, utiliza uma abordagem qualitativa e revisão integrativa de literatura, com delineamentos no método quadripolar, a partir da análise dos dados coletados nas bases de dados do portal da Capes. O estudo não é conclusivo, ao contrário, abre um leque de opções para outras pesquisas complementares, no que concerne ao impacto psicológico decorrente da utilização das Mídias Sociais Digitais, especialmente quanto ao Estresse Digital, como também, mecanismos de promoção, prevenção e recuperação do equilíbrio emocional das pessoas.
  • JANAÍNA LÚCIA DE ARAÚJO
  • COMPETÊNCIA CRÍTICA EM INFORMAÇÃO: A DIMENSÃO CLIMÁTICA, SOB UM OLHAR CONTRA COLONIAL COMO RESISTÊNCIA À DESINFORMAÇÃO CLIMÁTICA
  • Orientador : EDVALDO CARVALHO ALVES
  • Data: 26/03/2024
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Diante das questões da emergência climática e ecológica e os efeitos sistêmicos de um aquecimento de 1,5° C no planeta, de acordo com relatório especial do Painel Internacional sobre Mudanças Climáticas da ONU (IPCC), essa pesquisa propõe o fomento à uma dimensão climática da Competência Crítica em Informação, no contexto de emergência climática em prol de uma perspectiva de uma pedagogia anti-colonial/contracolonial. A pesquisa interdisciplinar é de natureza bibliográfica, qualitativa buscando apoiar um conceito - dimensão ambiental da CCI - através de aportes conceituais, de autores dos povos originários, da percepção de ativistas e das manifestações negacionistas a respeito da emergência climática.O tema é pertinente à CI e dá sequência às dimensões levantadas por Brisola (2021). Diante da problemática, o objetivo geral é ressaltar a necessidade da construção de pressupostos para uma competência crítica em informação no contexto de emergência climática em prol de uma pedagogia anti-colonial/contracolonial, a partir de teóricos brasileiros e latino americano e caribenhos. Compreende-se, como resultado, que a dimensão climática na Competência Crítica em Informação, numa perspectiva anti-colonial/contracolonial, contribui para o enfrentamento à desinformação climática, a partir de uma linguagem que discute a monocultura do pensamento, ultrapassando o abismo cognitivo de termos uma experiência de vida separada de outros corpos não humanos. Nessa perspectiva, não é através do desenvolvimento, mas sim do envolvimento com o corpo, com a terra, que tecemos caminhos de convivência saudáveis (BISPO, 2018). Potencialmente, a dimensão climática da CCI pode permitir o aprofundamento nas ações sociais promovidas no enfrentamento às questões de emergência climática e ecológica no Brasil.
  • FLAVIA DE ARAUJO TELMO
  • ANÁLISE DE REDE SOCIAL DE COLABORAÇÃO CIENTÍFICA INTERNACIONAL EM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Orientador : ALZIRA KARLA ARAUJO DA SILVA
  • Data: 26/03/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No contexto acadêmico, a internacionalização é um processo indispensável para o alcance da excelência do aprendizado, tendo em vista que a colaboração entre pesquisadores de programas e instituições internacionais permite novas abordagens de estudos e teorias no processo de construção de conhecimento. Nesse contexto, o estudo analisa a rede social de colaboração científica internacional do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (PPGCI/UNESP). Metodologicamente, fundamenta-se como descritiva, baseada em procedimentos de pesquisa documental, com abordagem quantiqualitativa e aplicação da metodologia de análise de redes sociais. Para fundamentação teórica realiza-se uma revisão sistemática em bases de dados nacionais, a Base de Dados em Ciência da Informação (Brapci) e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD); e internacionais, o Banco de dados de resumos e citações organizados por especialistas (Scopus) e a Web of Science (WoS). Elaborou-se uma estrutura para diagnosticar a internacionalização, a partir das colaborações em nível individual sendo elas, dimensões, componentes e indicadores de internacionalização, aplicadas para observar as interações acadêmicas de discentes e docentes do PPGCI/UNESP no quadriênio 2017-2020. A coleta dos dados parte do levantamento dos atores no currículo lattes, solicitação de informações à coordenação do Programa, bem como questionários aplicados, conforme aprovação do Conselho de Ética e Pesquisa via Plataforma Brasil. Para organização dos dados utilizou-se planilhas e formulários com uso do software excel, com a construção de matrizes e a representação de grafos com o uso do Gephi para visualização e análise das colaborações. Os resultados apontaram a sistematização da rede social internacional do PPGCI/UNESP com destaque para parcerias de produção científica com pesquisadores de instituições da Espanha e Portugal. O mapeamento demonstra a importância da presença de um docente no Programa com vínculo em instituição de ensino internacional, no sentido de promover parcerias entre pesquisadores internacionais, que podem ampliar a qualidade do Programa e da produção científica; a busca pelo conhecimento dos pesquisadores que dialogam com abordagens pioneiras em países estrangeiros; a ampliação do conhecimento dos pesquisadores do programa com pesquisas executadas e compartilhadas, resultantes da formação, parcerias e mobilidade e; prova a importância dos investimentos nas ações de internacionalização para o avanço científico e social, devido à amplitude das relações sociais que vão além das instituições de ensino. O estudo traz impacto na dimensão internacional, pois com a identificação das instituições e pesquisadores internacionais será possível traçar novas ações para parcerias internacionais e fortalecer vínculos existentes. O estudo traz também impacto em nível nacional e local, pois os dados contribuem, estrategicamente, para visualização da rede social internacional do PPGCI/UNESP, servindo de base para atingir ou manter melhores conceitos na avaliação quadrienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Conclui-se que há dificuldade por parte dos Programas e instituições em registrar as ações de internacionalização, já que não há um padrão único, podendo a estrutura apresentada na pesquisa ser modelo para acompanhar, continuamente, as ações resultantes das atividades (parcerias individuais, grupos de pesquisas, participação em eventos, mobilidades, publicações) vinculadas a esses programas e assim serem apresentadas aos docentes, discentes e instituições na busca de investimentos e ferramentas para registro dos resultados dessas interações. Propõe-se novos estudos para aplicação da estrutura de maneira a conhecer as parcerias em outros programas de Ciência da Informação.
  • ISLEDNA RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Objetos de Aprendizagem como Dispositivos Informacionais para Pessoas com Síndrome De Down
  • Orientador : IZABEL FRANCA DE LIMA
  • Data: 25/03/2024
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Reflete sobre a inclusão digital de pessoas com Síndrome de Down (SD) como um dispositivo para minimizar as desigualdades sociais que ainda existem na sociedade. Um instrumento facilitador para a inclusão digital de pessoas com SD são as tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC), que são um conjunto de ferramentas, dispositivos e recursos digitais que visam facilitar a realização das atividades diárias das pessoas com deficiência. Dentre essas tecnologias têm-se os objetos de aprendizagem, definidos inicialmente como qualquer conteúdo digital voltado para a educação. Embora exista uma grande quantidade de objetos de aprendizagem produzidos e armazenados nos repositórios digitais ou disponibilizados na Internet, não há como identificar quais realmente podem contribuir com a aprendizagem das pessoas com SD, pois não existem repositórios digitais específicos que contenham objetos de aprendizagem direcionados para esse público-alvo, e tampouco foram encontrados trabalhos que avaliem a importância, a acessibilidade e a usabilidade desses no processo de ensino-aprendizagem das pessoas com SD. Nesse sentido, a presente investigação propõe-se a responder a seguinte indagação: de que forma os objetos de aprendizagem contribuem para inclusão digital das pessoas com síndrome de Down? O objetivo geral da pesquisa é analisar os objetos de aprendizagem na perspectivada da inclusão digital das pessoas com Síndrome de Down considerando suas especificidades/necessidades. A pesquisa é embasada na hipótese de que as pessoas com Síndrome de Down apresentam especificidades/necessidades que precisam ser contempladas nesses objetos visando a inclusão digital dessas pessoas com vista a melhoria do aprendizado e da autonomia no processo de ensino-aprendizagem. O campo empírico foi a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE-JP. O método utilizado para o delineamento da pesquisa foi o Método Quadripolar constituído pelos polos epistemológico, teórico, técnico e morfológico. A pesquisa foi realizada com uma amostra de 11 pessoas com SD e foram analisados 5 objetos de aprendizagem, selecionados de acordo com critérios pré-estabelecidos. Os dados foram coletados através da observação direta e após a avaliação de usabilidade e acessibilidade, conseguimos identificar vantagens e desvantagens de cada um dos OA, verificar quais aspectos precisam ser melhorados para que as pessoas com síndrome de Down possam realizar as atividades com autonomia, melhoria no aprendizado e principalmente de forma prazerosa e que, apesar de algumas falhas no seu desenvolvimento, podem auxiliar no aprendizado de pessoas com SD.
  • KARLA CRISTIANE DE OLIVEIRA MARCONE
  • Práticas Informacionais e a construção da resiliência informacional de mulheres vítimas de violência no Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra.
  • Orientador : EDVALDO CARVALHO ALVES
  • Data: 22/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Analisa como ocorre a etapa de orientação do processo de resiliência informacional das mulheres usuárias do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra (CRMEB) por meio das práticas informacionais empregadas no enfrentamento a violência contra mulher, em João Pessoa. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa e descritiva realizada a partir de um estudo de campo. documental quanto aos procedimentos, utiliza-se para coleta dos dados as fichas de cadastro elaboradas pelo CRMEB no atendimento das usuárias e a entrevista semiestruturada realizada com as funcionárias que estão inseridas nos atendimentos das usuárias. A análise dos dados foi realizada pelo método de Análise de Conteúdo na busca por identificar os desafios informacionais enfrentados pelas usuárias acerca do enfrentamento sobre a violência contra mulher, assim como o mapeamento e verificação que corroboram com o desenvolvimento de práticas informacionais voltadas a orientação das mulheres em novos cenários informacionais através do processo da resiliência informacional, frente aos cenários de violência contra mulher. Observa-se como as práticas informacionais desenvolvidas e aplicadas pelo CRMEB no enfrentamento à violência contra as mulheres ocorrida cotidianamente atua como no processo de identificação da violência, promoção ao acesso a rede de serviços para manutenção e promoção da vida das mulheres fora do cenário da violência doméstica através do acesso aos seus direitos e condições para que consigam alcançar estratégias para sair do ciclo da violência. Conclui-se que o CRMEB por meio das práticas informacionais desenvolvidas no enfrentamento a violência contra mulher e no exercício e na garantia de seus direitos civis se apresenta como mediador na medida em que desenvolve a capacidade de orientar as mulheres à novos cenários informacionais que as capacitam ao desenvolvimento da resiliência informacional para enfrentamento a violência.
  • ARTHUR FERREIRA CAMPOS
  • CONTRIBUIÇÕES TEÓRICAS E PRÁTICAS DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PARA A GESTÃO E AVALIAÇÃO DE REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS
  • Data: 21/03/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa estuda os Repositórios Institucionais como ambientes informacionais digitais favoráveis a Ciência Aberta, dentro da categorização sociológica denominada de sociedade em rede. A comunicação e o compartilhamento de informação e conhecimento pelo sujeito na sociedade em rede é gerado por meio de dispositivos tecnológicos e do acesso à internet e, no âmbito do conhecimento científico, a comunicação em rede atinge os cientistas e a sociedade em geral. Para isso, os Repositórios Institucionais contribuem para externalizar a produção científica dos pesquisadores de uma instituição e contribuem na formalização de uma rede de pesquisa e compartilhamento em nível nacional e internacional, sob a ótica do acesso aberto. Para atingir a um público vasto, a disposição de informação nesses ambientes deve ser compreensível, facilitando os sujeitos na navegação, acesso e uso dos materiais científicos presentes, além de unir gestão, conteúdos informacionais e usuários de forma eficaz. Face a isso, torna-se necessário os subsídios da Arquitetura da Informação que, sendo uma disciplina que compreende o desenho, o projeto, a estrutura de ambientes digitais, pode auxiliar no acesso e uso de conhecimento científico pelo sujeito num Repositório Institucional. O objetivo geral é investigar os Repositórios Institucionais a partir das dimensões contexto, conteúdo e usuário da Arquitetura da Informação, considerando aspectos que direcionem a estruturação desses ambientes. Para seu alcance, tem-se os seguintes objetivos específicos: a) estudar as relações teóricas que podem ser adotadas a partir das pesquisas entre Repositórios Institucionais e Arquitetura da Informação; b) propor diretrizes que sirvam de guia para a Gestão de Repositórios Institucionais, com enfoque na Arquitetura da Informação de modo a minimizar possíveis embargos de interação; c) construir uma ferramenta que possibilite a avaliação de Repositórios Institucionais tanto para o nível da interface quanto para seus pressupostos dimensionais (contexto, conteúdo e usuário) a nível de funcionalidades e disposição de informações. Metodologicamente, é uma pesquisa de abordagem qualitativa que se configura nas dimensões epistemológica, política, teórica, técnica, ética e morfológica. Utiliza a pesquisa documental para analisar as Políticas de Informação dos Repositórios Institucionais das Universidades Federais brasileiras e das universidades portuguesas, com a finalidade de averiguar se esses documentos consideram a Arquitetura da Informação no projeto e manutenção desses repositórios. Realiza uma análise de conteúdo na literatura nacional e internacional que visa encontrar núcleos de sentido e estabelecer categorias que relacionem os Repositórios Institucionais e a Arquitetura da Informação. Com esses insumos, resulta em diretrizes norteadoras para a gestão desses ambientes informacionais digitais, com enfoque nas dimensões contexto, conteúdo e usuário da Arquitetura da Informação e cria uma ferramenta destinada à sua avaliação. Considera que, com as diretrizes criadas, é possível nortear a tomada de decisão no âmbito do Comitê Gestor, da Política de Informação e das dimensões contexto, conteúdo e usuário da Arquitetura da Informação; e, com a ferramenta, o referido Comitê pode ter um instrumento prático que contribui para uma melhor estruturação da informação, dos ícones, da organização da interface, da interrelação com a identidade institucional, da disposição do conteúdo e, principalmente, na melhoria da interação entre a comunidade usuária e o Repositório Institucional.
  • ALEXANDRA CARNEIRO MATTOS
  • MEMÓRIAS DA CIDADE: OBTUÁRIO INFOMEMORIAL DA RUA JOÃO MACHADO NA CIDADE DE JOÃO PESSOA, PARAIBA.
  • Orientador : BERNARDINA MARIA JUVENAL FREIRE DE OLIVEIRA
  • Data: 20/03/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As cidades se constituem em repertórios potencialmente memoriais. São resíduos de processos históricos mais permanentes do que a atividade que a produziu um modo a ser revivido de um passado que não se pode mais experienciar. Nesse sentido, esta pesquisa considera o passado como reflexão de experiências sociais já ocorridas capazes de contribuir como testemunho das transformações sociais que ocorreram na cidade de João Pessoa. Tem-se como objetivo geral analisar o patrimônio arquitetônico da Av. João Machado na Cidade de João Pessoa, sob a ótica da memória e informação. Metodologicamente adotou-se a abordagem qualitativa do tipo documental, associada a análise documental, com vistas a analisar as reportagens contidas no Jornal A União, assim como os processos de tombamento cosntantes do IPHAE e do IPHAN. Em análise preliminar revela-se um cenário de memórias e informações queapesar de terem passado pelo processo de reconhecimento patrimonial, do ponto de vista legal, se constituem, algumas vezes, em obituários, frutos de um constante lembrar e esquecer.
  • JUCCIA NATHIELLE DO NASCIMENTO OLIVEIRA
  • VÉU DO TEMPO: INFORMAÇÃO E MEMÓRIA NO ESPÓLIO DE FRANCISCO TANCREDO TORRES
  • Orientador : BERNARDINA MARIA JUVENAL FREIRE DE OLIVEIRA
  • Data: 19/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A história da Paraíba não pode ser contada sem a participação da cidade de Areia. Cidade histórica, tombada pelo IPHAN, Areia esteve presente nos grandes embates políticos, participação em grandes feitos culturais, religiosos e econômicos, o município possui grandes nomes de filhos célebres que continuam a evidenciar sua cidade natal, projetando seu patrimônio. Grande parte da história e memória da cidade de Areia está registrada nos escritos de Tancredo Torres, que documentou por décadas as narrativas daquele lugar. Tancredo Torres deixa um espólio, que uma vez preservado, passa a ser fonte documental, resultado da intenção de ser o suporte/subsídio do presente, reserva de memórias e histórias, contribuindo para a preservação e ressignificação da memória e da história da cidade de Areia. Este espólio está acomodado na Biblioteca Setorial Francisco Tancredo Torres, da Universidade Federal da Paraíba. Neste sentido compreendemos a biblioteca universitária como lugar de memória e o livro como patrimônio bibliográfico. Assim, este estudo objetiva investigar as contribuições dos achados do espólio de Francisco Tancredo Torres, considerando as potências infomemoriais das diferentes mídias de memória, com vistas a construção e ressignificação da memória da cidade de Areia (PB), a partir de um conjunto de estudos e operações investigativas, possibilitando a organização, acesso e uso das informações contidas no espólio. A metodologia utilizada compreende uma investigação arqueológica, buscando aporte na pesquisa narrativa, somando aos estudos de cunho bibliográfica e documental. Ressignificar e possibilitar o acesso e uso da informação que tais documentos carregam é (re)visitar uma parte da história de Areia, dos seus personagens e dos feitos que fazem desta uma cidade, uma cidade histórica.
  • LUCIANA ATAIDE DIAS SANTIAGO
  • REINADO DE LUZIA TERESA: CONTOS INFOMEMORIAIS
  • Orientador : BERNARDINA MARIA JUVENAL FREIRE DE OLIVEIRA
  • Data: 18/03/2024
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória é a substância viva da literatura oral. A narradora, contadora de contos populares, conhecida por Luzia Teresa dos Santos, natural de Guarabira, Paraíba, nasceu na primeira década do século XX. Ela traz na sua memória as histórias que aprendeu na infância, sobre o mundo fantástico do ser humano do final do século XIX e início do século XX. O objeto de estudo dessa pesquisa são os contos populares de Luzia Teresa. Tem como objetivo geral construir o percurso literocultural e social da narradora Luzia Teresa com base nos vestígios infomemoriais contidas nos seus contos populares. Para cumprir o objetivo, serão analisados os indícios infomemoriais presentes nos contos da narradora, que estão no acervo do Núcleo de Pesquisa e Documentação da Cultura Popular - NUPPO, da Universidade Federal Paraíba - UFPB, constando de 242 (duzentos e quarenta e dois) contos populares, em fitas magnéticas. A pesquisa utiliza abordagem qualitativa, com pesquisa documental e bibliográfica. Para aprofundamento no corpus emprega-se o método da arqueologia – que investiga as margens, o limiar entre o real e onírico, o que não foi dito, os enunciados ocultados; conjugado ao método indiciário – que procura os rastros infomemoriais com a sensibilidade para o discernimento de sua viabilidade. Pretende-se, com essa pesquisa, demonstrar que os contos populares de Luzia Teresa, espelho de séculos de ressignificações, com elementos sociais e traços autorais próprios da contadora, são territórios memorialistas dos mundos: real e feérico, que trazem no seu escopo vestígios infomemoriais. Como, também, demonstrar que os contos populares são de real relevância no contexto de informações sociais, contribuindo efetivamente para a área da Ciência da Informação e de forma incisiva nos estudos de memória.
  • VANESSA CLAUDIA ALVES FERREIRA
  • TOMADA DE DECISÕES ALGORÍTMICAS: UMA ANÁLISE DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NAS DECISÕES JUDICIAIS
  • Data: 11/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Os dados evoluem para se tornarem informações valiosas a cada dia. Dados coletados necessitam de salvaguardas, especialmente, em face das inovações tecnológicas, muitas vezes sendo organizados e utilizados para estabelecer padrões que impactam os procedimentos de tomada de decisões. A Inteligência Artificial (IA) a cada dia faz parte da realidade dos indivíduos, no Poder Judiciário e nas diversas áreas. Diante da sua utilização, muitas preocupações surgem, como, por exemplo, necessidade de transparência, segurança, questões éticas e legais, a busca por uma IA segura e fiável que forneça também a responsabilidade do uso da informação, diante desses avanços tecnológicos com a utilização dos algoritmos. Nesse contexto, o objetivo dessa dissertação é analisar o impacto das tomadas de decisões algorítmicas automatizadas nas decisões judiciais. Dentre os aspectos metodológicos, foi adotado o levantamento bibliográfico e documental, análise entre legislação nacional e estrangeira, buscou-se as regulações e projetos de lei da IA, usos e os contextos associados aos algoritmos que estabelecem diretrizes para sua transparência e usos éticos nas tomadas de decisões. Quanto à abordagem, esta pesquisa adota aspectos qualitativos e quantitativos. Em relação aos objetivos da investigação, classifica-se como correlacional. O referencial teórico está fundamentado em dois eixos temáticos. No primeiro, são apresentadas questões sobre a utilização do uso da IA para tomada de decisões algorítmicas judiciais, apresentando as implementações e como estão as discursões sobre a regulamentação da IA e a transparência no uso dos algoritmos, para compreender como operam e processam os dados, avaliando as implicações das tomadas de decisões automatizadas entendendo todo o contexto da informação. No segundo, são apresentados alguns conceitos e características que se associam a crescente utilização das novas tecnologias ao paradigma social da ciência da informação, a necessidade de segurança e transparência no acesso e na utilização dos dados. Conclui-se que existe uma preocupação local e internacional com a implementação de sistemas seguros e confiáveis, que estão em tramitação e aprovados em alguns países, e que se verifica a presença de dispositivos legais sobre algoritmos e possíveis rastreios das decisões automatizadas, conclui-se que o uso da IA nas decisões automatizadas transformaram o fluxo de trabalho com eficiência e resultados positivos e que a compreensão do processamento dados é interessante para qualidade e segurança da informação.
  • EVERTON FERNANDES DE LIMA
  • GEOGRAFIA DAS PLACAS: DO MINERAL AS PRÁTICAS SÓCIOHISTÓRICA E INFOMEMORIAIS
  • Data: 04/03/2024
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • As placas de formatura não têm sido objetos de investigação no campo da Ciência da Informação ou em outras áreas do conhecimento no Brasil. Essa afirmativa se sustenta devido aos incansáveis esforços investigativos realizados em bases de dados e registros bibliográficos. Diante da escassez de material informacional e pesquisas sobre essas placas, aliada ao interesse pessoal por esse objeto, que transcende as barreiras e aparatos decorativos, considerando seu potencial investigativo e as diversas possibilidades de análises provenientes dos estudos da Memória e Ciência da Informação, as placas tornam-se objeto desta dissertação. Assmann discorre sobre os médiuns de memória, locais onde as informações são registradas e acessíveis, possibilitando a evocação de lembranças. Concordamos com a autora e compreendemos que as placas, sejam de formatura ou não, possuem um poder potencialmente investigativo, considerando os registros anteriormente gravados em seu suporte. Adicionalmente, compreendemos que tais placas podem ser consideradas documentos e monumentos, visto que o primeiro não se restringe aos convencionais suportes de papel e o segundo a uma grande estrutura. Assim, com o intuito de compreender as placas enquanto médiuns de memória, o Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal da Paraíba foi escolhido como objeto de investigação in loco. Para tanto, as placas presentes no centro foram mapeadas, e a partir desse processo, buscou-se identificar, compreender e caracterizar os elementos sócio-históricos e culturais, além de situar e destacar as placas enquanto médiuns. Além disso, como esses objetos refletem aspectos sócio-históricos, culturais e infomemoriais de um passado remoto e podem fundamentar investigações para o presente e futuro, buscou-se compreender e analisar os dados passíveis de extração. Com vistas a alcançar os objetivos propostos, optou-se metodologicamente pelo método e/ou paradigma indiciário atribuído a Carlo Ginzburg. Dessa forma, a análise da massa documental considerou um complexo conjunto de elementos por nós definidos, não negligenciando pontos menos observáveis das placas e verificando sua contextualização de construção, relação com outros cursos e elementos, bem como aspectos da cultura local, entre outros. Do total de 228 placas registradas, uma vez que a análise da totalidade documental era inviável, essas foram categorizadas e divididas em "elementos", compostos pelos fatores físicos que as formam. A partir desse ponto, foram escolhidas placas de cada elemento para permitir uma abordagem ampla e diversificada nas áreas e perspectivas investigativas. Como resultados, torna-se evidente a relação que os cursos do Centro de Humanidades têm com personalidades que atuam em prol da justiça social, a manifestação de anseios por melhores condições de vida e questões amplamente relacionadas aos direitos humanos.
  • ITALO TEIXEIRA CHAVES
  • AVALIAÇÃO HEURÍSTICA DA USABILIDADE EM MUSEUS VIRTUAIS: uma Análise do Museu da Diversidade Sexual
  • Data: 29/02/2024
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Investiga aspectos relacionados à usabilidade em museus virtuais. Tem-se como objeto de estudo o site Museu da diversidade Sexual, por sua relevância e abrangência no âmbito dos museus e exposições virtuais. Para desenvolver esta pesquisa, levanta-se a seguinte questão de partida: Quais aspectos de usabilidade, amparados nas dez heurísticas de Jakob Nielsen e no modelo de Izabel França de Lima estão presentes no Museu da Diversidade Sexual? Apresenta como objetivo geral avaliar a usabilidade do ambiente informacional digital do Museu da Diversidade Sexual, com base nas Heurísticas de Jakob Nielsen e no modelo metodológico de Izabel França de Lima. Ampara-se teoricamente nas áreas da Ciência da Informação, com enfoque na usabilidade e na Museologia, com destaque ao conceito de museu virtual, sendo assim uma pesquisa multidisciplinar. Metodologicamente se caracteriza como uma pesquisa de natureza aplicada, com abordagem mista, descritiva quanto aos objetivos e operacionalizada pelo método de estudo de caso. Utiliza como instrumento de coleta de dados o formulário eletrônico, divididos em dez heurísticas que possibilitam mensurar aspectos de eficiência, eficácia e satisfação no tocante a usabilidade do Museu da Diversidade Sexual. A referida pesquisa teve como participantes da avaliação especialistas categorizados em iniciantes, intermediários ou avançados. Participaram da pesquisa 15 pessoas avaliadoras, sendo 6 iniciantes, 6 intermediários e 3 avançados. Os resultados demonstram que o ambiente informacional digital do Museu da Diversidade Sexual atende de forma geral os critérios de eficácia, eficiência e satisfação, com possibilidades de pequenos ajustes que podem melhorar a usabilidade. A principal melhoria sugerida se relaciona a implementação de uma ferramenta de busca, uma vez que a falta desta afetou negativamente a avaliação da usabilidade nas três categorias analisadas. Os demais ajustes são sugestões pontuais que podem ser aplicadas em alterações futuras do site e podem oportunizar uma melhor experiência do usuário, com problemas de usabilidade corrigidos. Conclui-se que os museus virtuais são espaços fundamentais para democratização do patrimônio cultural e, nesse âmbito, o ambiente informacional digital do Museu da Diversidade Sexual é um espaço importante para preservação da memória e da cultura da comunidade LGBTQIAPN+. Deste modo, para que espaços virtuais tenham seu papel potencializado, é pertinente a realização da avaliação da usabilidade para corrigir eventuais falhas ou problemas.
2023
Descrição
  • ADELAIDE HELENA TARGINO CASIMIRO
  • TECNOLOGIAS PÓS-HUMANISTAS E O MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO PARA ARQUIVISTAS: percepções e desafios por meio de estudos de cenários prospectivos
  • Data: 20/12/2023
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A atual Sociedade da Informação e do Conhecimento tem exigido cada vez mais daqueles que atuam em diversas áreas habilidades que envolvam os recursos tecnológicos presentes nas organizações onde trabalham. A História indica que ao longo dos milênios as tecnologias (da pintura rupestre ao software) promovem mudanças comportamentais, sociais, físicas e mentais de todos aqueles que dela se utilizam direta ou indiretamente. Esta pesquisa objetiva analisar as implicações das mudanças que as tecnologias estão provocando, de modo a delinear o perfil desejável para o Arquivista no mercado de trabalho. De modo que seja respondida a problemática: quais desafios podem ser prospectados em relação ao perfil e ao mercado de trabalho do profissional Arquivista? Este trabalho está calcado na tese de que os profissionais Arquivistas estão tendo, cada vez mais, suas atividades laborais replicadas por tecnologias pós-humanistas, em especial aquelas atribuições que demandam menos da cognição humana e mais de execuções repetitivas de comandos previamente estabelecidos, fazendo com que o mercado de trabalho privilegie a aquisição desses tipos de tecnologias em detrimento da contratação de profissionais humanos. Quanto a estrutura metodológica, possui abordagem indutiva, com enfoque qualitativo e quantitativo, aplicando os procedimentos comparativo e estatísticos e de natureza bibliográfica. A coleta e análise dos dados, foi feita com aplicação dos métodos de revisão sistemática da literatura com uso do PRISMA, Grupo Focal, método de Delphi e método de Godet. O estudo revela que as variáveis Matriz Curricular, Marketing, Educação continuada e Concursos públicos impactam diretamente a movimentação dos atores Arquivistas, Arquivos, Associação, Cursos de graduação em Arquivologia, Governo e Tecnologias pós-humanistas, criando quatro cenários prospectivos possíveis para o futuro da profissão. Os resultados obtidos proporcionam uma compreensão abrangente das expectativas do mercado e dos desafios enfrentados pelos Arquivistas. Diferenças e similaridades nos cenários prospectados destacam a necessidade de ajustes na formação básica, implementação de estratégias de marketing eficazes e a relevância do engajamento associativo. As estratégias propostas visam preparar esses profissionais para lidar com as transformações iminentes, enfatizando uma visão estratégica e conscientização tecnológica para assegurar uma posição relevante no mercado laboral. A pesquisa conclui com sugestões para futuras investigações, incluindo a expansão do estudo para outros países, aprofundamento das implicações éticas associadas ao uso de tecnologias pós-humanistas, desenvolvimento de protocolos para o uso ético dessas tecnologias, estudos de casos práticos, avaliação da aceitação dessas tecnologias pelos profissionais e pela sociedade e a promoção do treinamento contínuo. O trabalho finaliza ressaltando a resposta satisfatória à problemática proposta, proporcionando um olhar instigante para novas indagações e reflexões na Ciência da Informação e Arquivologia.
  • FRANCISCA ROSIMERE ALVES DE LIMA ANICETO
  • PANORAMA BIBLIOMÉTRICO DAS PRÁTICAS INFORMACIONAIS NA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Orientador : EDVALDO CARVALHO ALVES
  • Data: 20/12/2023
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Os estudos com a temática de práticas informacionais veem crescendo e ganhando relevância dentro do campo da Ciência da Informação no Brasil. Diante disto, esta pesquisa tem como objetivo geral descrever como os estudos de práticas informacionais foram realizados no campo da Ciência da informação no Brasil, nas pesquisas de mestrado e doutorado defendidas nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação até o ano de 2022. No que tange ao percurso metodológico, a presente pesquisa caracteriza-se do tipo descritiva e documental, com abordagem mista. A coleta de dados foi realizada na base de dados Catálogo de Tese e Dissertações (CAPES). Essa base foi selecionada por integrar os sistemas de informação de teses e dissertações existentes nas instituições de ensino e pesquisa do Brasil. A busca na base de dados foi realizada no período de setembro a dezembro de 2022, utilizando a palavra-chave “práticas informacionais”, sem aplicar filtros ou estratégias de refinamento para seleção dos trabalhos. Os estudos selecionados foram analisados quantitativamente e qualitativamente em relação à temática de práticas informacionais. Os dados quantitativos foram analisados a partir da estatística descritiva. Para os dados qualitativos foi utilizada a técnica de categorização de acordo com o método de análise de conteúdo. Dos 39 trabalhos foram selecionados (29 dissertações e 10 teses), a maioria (n= 17; 43,6 %) das dissertações e teses sobre práticas informacionais foram desenvolvidas no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tendo o Prof. Dr. Carlos Alberto Ávila Araújo como principal orientador. Em relação aos autores utilizados nos trabalhos, se destacam, Savolainen, Marteleto, Araújo, McKenzie. Adicionalmente, foi possível observar que práticas informacionais é a categoria conceitual central das pesquisas e que estas possuem uma diversidade de temas relacionados, tais como, resiliência informacional, mediação, comunicação científica, protagonismos social etc. Constatamos, assim, que as pesquisas na Pós-Graduação em Ciência da Informação, com a temática da Práticas Informacionais, tem se ampliado e se relacionado com temáticas clássicas e emergentes do campo contribuindo, assim, para reforçar a dimensão social da área.
  • DANIEL HENRIQUES VASCONCELOS
  • ANÁLISE DO PROCESSO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO EM UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE/PB.
  • Data: 29/09/2023
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa apresenta a análise do processo de Gestão da Informação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que se caracterizam por possuírem um conjunto de ações de saúde, tanto no âmbito individual como coletivo, abrangendo a promoção, a proteção à saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação, a redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver uma atenção integral que impacte positivamente na situação de saúde das coletividades. Destarte, a informação deve ser considerada um recurso essencial para qualquer serviço de saúde, devendo, por conseguinte, ser concebida como fundamental para o pleno êxito dos processos terapêuticos e para a tomada de decisões relacionadas às políticas públicas nessa área. O objetivo geral foi analisar o processo de Gestão da Informação nas UBS’s do Município de Campina Grande/PB e como objetivos específicos, buscou-se identificar as ações e práticas da Gestão da Informação em conformidade com o modelo proposto por Chun Wei Choo. Quanto à dimensão metodológica, a pesquisa é classificada como exploratória e descritiva, com abordagem qualitativa, utilizando como estratégias de pesquisa o estudo de caso. Quanto aos instrumentos de coleta de dados foram utilizados a análise de documentos, entrevistas semiestruturadas e grupos focais, cujos dados foram analisados por meio da técnica da análise de conteúdo. Os resultados da pesquisa apontaram para a existência de uma GI deficitária em todas as etapas do processo, evidenciando que não existe um planejamento voltado para a gestão da informação nesse contexto, o que compromete o acesso e o uso da informação por parte dos seus usuários. Tais resultados demonstraram, então, a necessidade da implantação de todo um trabalho profissional de gestão da informação no serviço de atenção básica à saúde do município de Campina Grande, objetivando utilizar a informação de forma estratégica para a prestação de cuidados assistenciais à saúde, algo essencial para o planejamento, implementação e avaliação das ações e serviços de saúde oferecidos à população.
  • KLEANE PÂMELA DOS SANTOS FRANKLIN
  • ESSAS RUGAS TÊM HISTÓRIA: O COMPORTAMENTO INFORMACIONAL DA PESSOA IDOSA NO CENÁRIO DA COVID-19 SOB O OLHAR PLURAL DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Data: 29/09/2023
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Trata da temática comportamento informacional da pessoa idosa no contexto da pandemia da covid-19, tendo como contorno epistemológico o arcabouço teórico dos estudos de usuários, no intuito de contextualizar o comportamento informacional na perspectiva da Ciência da Informação – área do conhecimento com o potencial de enriquecer os estudos informacionais em contextos frequentemente negligenciados, nos quais o acesso à informação se revela como um desafio proeminente, caso singular dessa pesquisa, a qual apresenta as seguintes questões norteadoras: Como entender o comportamento informacional da pessoa idosa, a busca e o uso da informação, diante dos desafios causados pela Pandemia da covid-19? Como as pessoas idosas que vivem na Instituição Espírita Nosso Lar (IENL) se comportam diante da busca e do uso da informação para saciarem suas necessidades informacionais, considerando que o sentido de aprender tem sintonia com a ânsia de adquirir conhecimentos para a vida? Com base nas perguntas que orientam a pesquisa, foi traçado o objetivo geral: analisar o comportamento informacional em face a necessidade, a busca e o uso da informação e seus efeitos no mundo-da-vida da pessoa idosa assistida pela IENL. Trata-se de uma pesquisa exploratória-descritiva, com enfoque qualitativo, na perspectiva do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), modalidade de apresentação de resultados de pesquisas qualitativas, que visa capturar as vozes individuais dentro de um contexto coletivo, permitindo uma análise mais aprofundada das percepções e opiniões de um grupo de pessoas sobre determinado assunto. As análises e interpretação dos dados da pesquisa estão pautadas nas contribuições do modelo de comportamento de busca e uso da informação de Carol Kuhlthau (1991). Os resultados alcançados revelam uma variedade de abordagens adotadas pelos idosos na busca por informações, que mesmo diante de dificuldades, conseguem identificar suas necessidades e desejos informacionais, buscam, usam e compartilham às informações, experiências fato que pontua a importância das redes sociais e das interações pessoais como canais significativos de obtenção e compartilhamento de informações em momentos de crises e incertezas. Conclui que a análise do comportamento informacional da pessoa idosa no contexto da pandemia, revela-se de extrema relevância para ampliar a compreensão de como a pandemia afetou e gerou desafios e oportunidades emergentes nesse cenário, haja vista as possibilidades de promover a literacia informacional e tecnológica3 para melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas, considerando que residem em instituições de longa permanência, a fim de garantir que elas estejam preparadas para enfrentar os desafios informacionais do século XXI. E, ainda, que a CI e seus pesquisadores fortaleçam reflexões sobre a responsabilidade e a função social que recaem sobre seus ombros
  • EDSON MARQUES ALMEIDA MONTEIRO
  • RESISTIR É PRECISO: os referenciais de memória e identidade cultural da Comunidade Quilombola Rufinos no Instagram
  • Data: 28/09/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação tem como objetivo principal analisar como a Comunidade Quilombola Rufinos do município de Pombal-PB perpetua seu conhecimento tradicional, sua identidade e cultura ancestralmente construída em um contexto do Instagram. Caracteriza-se como exploratória e descritiva, de abordagem qualitativa, onde de início realizou-se um levantamento bibliográfico em livros, artigos de periódicos, dissertações, teses, documentos oficiais e relatórios técnicos. Com o intuito de compreender melhor a relação informação, memória e identidade cultural, aspectos da Sociedade da informação, sua relação com as Tecnologias de Informação e Comunicação e como essas podem contribuir para a visibilidade e preservação da identidade cultural dos povos e comunidades tradicionais. Conceitua e caracteriza os povos e comunidades tradicionais do Brasil, dando ênfase às Comunidades Quilombolas da Paraíba, especificamente a Comunidade Quilombola Rufinos. Realizou-se uma pesquisa empírica para identificar os perfis de Comunidades Quilombolas da Paraíba no Instagram. Identificou-se os Povos e Comunidades Tradicionais no Estado da Paraíba, bem como, mapeou-se as comunidades e povos abordados na pesquisa. Categorizou-se os referenciais de memória e identidade da Comunidade Quilombola Rufinos em: tradições, religiosidade, celebrações, personalidades e outras práticas. Como resultados verificou-se que as postagens do perfil do Instagram se configuram como uma forma das pessoas conhecerem um pouco mais sobre a identidade e cultura da Comunidade Quilombola Rufinos, se tornando uma excelente ferramenta de visibilidade social. Observou-se as contribuições que os saberes e fazeres tradicionais têm para a Comunidades, seja na sobrevivência e resistência de suas raízes, seja na sobrevivência financeira. Percebe-se por meio das postagens que o resgate de antigas tradições do quilombo além de ser uma forma de reacender o interesse das novas gerações, tornou-se uma fonte de renda. Identificou-se que as postagens realizadas no perfil @quilomborufinospombal tem o intuito maior de dar visibilidade às ações e manifestações culturais que constituem e fortalecem a ancestralidade do quilombo. E muito pouco no intuito de informar a respeito dessas práticas no contexto da comunidade, da história de determinada tradição, etc. Mas que mesmo assim informa mesmo que pouco sobre aquelas tradições, costumes, etc. Recomenda-se postagens com mais conteúdo com intuito informativo sobre os costumes, gastronomia, práticas ancestrais e tradições.
  • JOELMA DA SILVA OLIVEIRA
  • UNIVERSIDADE LIVRE FEMINISTA: UMA METODOLOGIA EM FAVOR DO PROTAGONISMO SOCIAL DAS MULHERES PAUTADA NAS DIMENSÕES DA MEDIAÇÃO CONSCIENTE DA INFORMAÇÃO
  • Orientador : GISELE ROCHA CORTES
  • Data: 28/09/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem como objetivo a discussão sobre o protagonismo social das mulheres a partir da mediação da informação realizada junto às mulheres participantes do processo formativo implementado pela Universidade Livre Feminista (ULF). Por meio da abordagem dos conceitos de informação, mediação da informação e protagonismo social das mulheres apresenta as dimensões da mediação da informação – formativa, dialógica e política – no processo formativo efetivado pela ULF, dialogando com as consequências das dinâmicas das opressões sofridas pelas mulheres ao longo da História, em virtude das estruturas capitalista, machista e racista. Enfoca o protagonismo social enquanto conceito cujo significado relacional permite ser compreendido nos aspectos individual e coletivo das pessoas envolvidas num determinado contexto é entendido como uma condição de empoderamento das mulheres. A problemática da pesquisa está fundamentada em como a mediação da informação incide no protagonismo social das mulheres participantes do processo de formação promovido pela ULF. Considerando que essas mulheres partilham uma realidade comum por estarem ligadas a grupos ou organizações feministas. A problemática da pesquisa foi entender de que forma a ULF pode contribuir para o fortalecimento do protagonismo social das mulheres por meio da mediação consciente da informação. Partimos do pressuposto que a Universidade Livre Feminista tem uma relevante contribuição para a sociedade, especialmente por possibilitar o acesso e a apropriação da informação. O objetivo geral foi analisar a mediação da informação delineada pela Universidade Livre Feminista como uma estratégia que favorece o protagonismo social das mulheres, impactando nas percepções sobre os direitos das mulheres. Os objetivos específicos foram: 1) Descrever o processo de mediação da informação delineado pela Universidade Livre Feminista, 2) Apresentar os conteúdos do processo formativo da Universidade Livre Feminista e; 3) Verificar como as mulheres participantes das formações se apropriam das informações medidas pela Universidade Livre Feminista, colaborando para o alcance do protagonismo social. A pesquisa desenvolvida é correlacional com abordagem qualitativa. O método de análise da pesquisa consiste na Análise do Discurso (AD). Os resultados encontrados confirmam que a mediação da informação da UFL alcança a efetivação de três das cinco dimensões: formativa, dialógica e política por meio das formações acessadas pelas mulheres se apropriando dos conteúdos disseminados. Concluiu-se que os conteúdos mediados nas formações realizadas evidenciam a apropriação da informação contribuindo para o protagonismo social das mulheres.
  • THIAGO DANIEL DA SILVA
  • A CONSTRUÇÃO DA MEMÓRIA E DA IDENTIDADE CULTURAL NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DO TERREIRO NAÇÃO XAMBÁ EM OLINDA, PERNAMBUCO, BRASIL
  • Data: 27/09/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória e a identidade cultural são construídas a partir da história e das tradições de um povo. É por meio de narrativas que as gerações aprendem sobre a sua origem e sobre os eventos que moldaram sua cultura. Considerando a importância da preservação para manter vivas essas histórias e tradições que esta pesquisa analisa a construção das memórias e identidades culturais da Comunidade Quilombola do Terreiro Nação Xambá, em Olinda Pernambuco, Brasil, pela compreensão de que essa preservação contribui para o sentimento de pertencimento e de valores comuns. Utilizando a tipologia de pesquisa qualitativa e como abordagem metodológica documental a etnografica, técnica que se baseia na observação participante e na descrição detalhada do comportamento. Tem como universo da pesquisa a Comunidade Quilombola do Terreiro Nação Xambá, e como sujeitos os membros que compõem a hierarquia na Nação Xambá. O instrumento de coleta de dados da pesquisa é a entrevista semiestruturada, que se mostrou eficiente de modo a traçar o perfil do grupo investigado, bem como para coletar dados que coadunam com os objetivos específicos estabelecidos para alcance do objetivo geral. Os resultados obtidos dão conta de que os mesmos compreendem a importância da preservação da memória e da identidade cultural do grupo. Concluímos que a construção de memórias e identidades é um processo complexo, intrinsecamente ligado a história, cultura e luta desta Comunidade, enfatizando a importância de preservar e respeitar suas tradições como um meio vital para fortalecer suas memórias e identidades.
  • DANIELLE ALVES DE OLIVEIRA
  • PERSPECTIVAS TEÓRICAS E PRAGMÁTICAS DA ARQUIVOLOGIA E SEUS IMPACTOS NA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA SOCIAL
  • Data: 27/09/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A Arquivologia tem uma longa trajetória enquanto atividade empírica, contudo, o seu delineamento enquanto disciplina científica autônoma tem início no século XIX após a publicação de inúmeros manuais e o surgimento de cursos profissionalizantes. Para tanto, apesar da relevância das publicações para a concepção teórica da área, percebe-se que a Arquivologia não consegue se desvincular do modelo tecnicista voltado essencialmente para a prática. Visando um aparato mais sólido para as reflexões científicas, alguns pesquisadores inserem a Arquivologia no arcabouço da Ciência da Informação, contudo, questões fundamentais da área, continuam sem resposta. Deste modo, a presente pesquisa surge pela necessidade de redimensionar as reflexões do campo, com vistas a aprofundar a sua teoria e prática, possibilitando assim, ressignificar o seu modelo tecnicista que condiciona e engessa as práticas profissionais e naturalizam a ideia de memória sem privilegiar os seus aspectos como construção social. Temos ciência que o Estado e outras estruturas de poder vigentes, utilizam de estratégias políticas para atender as suas necessidades e fomentar silenciamentos e manipulação da nossa memória coletiva, contudo, esse cenário só pode ser modificado, se lançarmos reflexões efetivas em torno dos discursos que estruturam as perspectivas teóricas e pragmáticas e delimitam normas e rotinas no âmbito arquivístico. Portanto, diante deste contexto, temos como objetivo geral: apresentar e problematizar os processos discursivos que estruturam as perspectivas teóricas e pragmáticas que delimitam normas e rotinas no âmbito arquivístico e seus impactos na preservação da memória social. Metodologicamente, fizemos uso da pesquisa exploratória-explicativa com natureza qualitativa. Quanto aos procedimentos técnicos, faremos uso da pesquisa bibliográfica, no qual seguiremos as etapas de identificação, sistematização e análise crítica da produção bibliográfica acerca da temática pertinente ao campo de investigação da Arquivologia. Após a análise da literatura, reafirmamos a necessidade de ampliação de pesquisas com foco na área, e, sobretudo, de uma formação mais crítica e propositiva dos arquivistas para que seja possível reconhecer os diversos discursos em torno das normas e rotinas do âmbito arquivístico, principalmente, no que tange a avaliação. Esse processo ainda está muito preso aos discursos da História, e fundamentalmente atrelado as demandas do Estado. Deste modo, a ideia de memória na Arquivologia é tratada de forma naturalizada e sem privilegiar esse substrato como uma construção social, resultando em acervos permanentes que pouco representa a sociedade em suas múltiplas dimensões, atrapalhando assim, no processo de ressignificação da memória. Por fim, reafirmamos que para que os arquivos venham a contribuir efetivamente à sociedade é fundamental que os arquivistas atendem para o processo da avaliação, respeitando não só o valor funcional dos documentos, mas também, o seu potencial informacional, cultural e de memória.
  • KARINA CECI DE SOUSA HOLMES
  • MARIA [BEATRIZ] BARBOSA DE SOUZA: na gira da vida de Mãe Beata
  • Data: 27/09/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Compreendendo os arquivos pessoais enquanto esfera de narrativas memoriais que expressam o percurso de vida de um indivíduo, envolvendo os seus feitos e suas relações, pretendemos dar a conhecer a trajetória de Mãe Beata, especialmente no contexto de sua contribuição para a religião de matriz africana, pois, “a memória sempre foi e tem sido nos dias atuais, fonte de riqueza para a preservação cultural- religiosa de religiões de matrizes africanas e afro – brasileiras” (SILVA, 2015, p. 57). Como se constitui a trajetória infomemorial da religiosa Mãe Beata, no contexto cultural e social da cidade de João Pessoa (PB), a partir de seu arquivo pessoal?. Objetiva constituir a trajetória infomemorial da religiosa Mãe Beata, no contexto cultural e social da cidade de João Pessoa (PB), a partir de seu arquivo pessoal sob a perspectiva da escrevivência.
  • THIAGO ALVES GOMES
  • UMA FRANCÓFILA NA PARAÍBA: ressignificando a trajetória de Alaíde Chianca a partir de sua coleção documental.
  • Orientador : CARLOS XAVIER DE AZEVEDO NETTO
  • Data: 26/09/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve como tema central a preservação da memória de Alaíde Chianca, uma mulher que dedicou sua vida ao cultivo e à difusão da língua francesa no estado da Paraíba. O estudo possibilitou a ressignificação da trajetória de vida da Prof.ª. Chianca através da exploração de sua coleção documental. Nesse contexto, emergiram memórias relevantes de uma pioneira no ensino da língua e cultura francesas em João Pessoa. A proposta apresentada, que estabeleceu um diálogo com os campos da informação, patrimônio e memória, foi realizada durante o período pandêmico de covid-19, antes do falecimento de Alaíde aos 103 anos, em maio de 2022. Para a pesquisa, foram selecionados documentos e objetos pessoais de Alaíde que ajudaram a narrar sua trajetória de vida, incluindo suas condecorações, premiações e trabalhos realizados. O enfoque deste trabalho foi direcionada para a lacuna de informações a respeito da mencionada docente, simultaneamente destacando a relevância de suas memórias para a comunidade francófona em João Pessoa
  • LILIANE BRAGA ROLIM H DE SOUZA
  • BIBLIOTECA 4.0 INTELIGENTE: UM OLHAR SOBRE AS BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS BRASILEIRAS
  • Data: 03/08/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O termo ‘Biblioteca 4.0’ tem despontado como uma possibilidade designativa para as bibliotecas de nova geração que se baseiam nas tecnologias avançadas advindas da Web 4.0 e da Indústria 4.0 para conceber suas instalações, produtos e serviços. Sendo assim, a hipótese sustentada no estudo é as bibliotecas universitárias brasileiras precisam se adequar aos rótulos ponto zero, conhecendo as possibilidades trazidas pelos atributos das tecnologias e serviços de cada uma das gerações, almejando estarem prontas para adotar o rótulo Biblioteca 4.0, como forma de se desenvolver e evoluir como bibliotecas inteligentes perante o contexto e às necessidades dos usuários contemporâneos. Dessa forma, o objetivo geral do estudo é analisar as bibliotecas universitárias brasileiras na perspectiva de Bibliotecas 4.0 inteligentes. Do ponto de vista metodológico, trata-se de uma pesquisa prática, cujo o corpus da pesquisa são as bibliotecas universitárias pertencentes às universidades federais do Nordeste, adotando-se os seguintes procedimentos para coleta: a pesquisa bibliográfica, a aplicação de questionário on-line aos gestores dos sistemas de bibliotecas e o método indiciário com a técnica de brauseio. Para análise dos dados utiliza a análise de conteúdo. A análise e discussão dos resultados mostram os atributos do serviço de circulação e de disseminação e transferência da informação existentes nas bibliotecas universitárias brasileiras na perspectiva da Biblioteca 4.0 inteligente. Apresenta também a percepção dos bibliotecários gestores sobre o tema e propõe diretrizes para a criação de Bibliotecas 4.0 inteligentes de acordo com a realidade brasileira. As considerações finais mencionam que as pesquisas teóricas e aplicadas empreendidas mostram que alguns dos atributos 4.0 inteligentes já existem no cenário nacional das bibliotecas das universidades federais e, outros tantos, serviços/ tecnologias e tendências já estão presentes na sociedade e se popularizando cada vez mais. Por se tratar de um assunto relativamente novo no campo da Biblioteconomia e Ciência da Informação, é necessário que haja mais estudos na temática, versando sobre outros olhares e com novas propostas teóricas e práticas. As bibliotecas universitárias devem estar atentas as mudanças nas tecnologias, sociedade, educação e ciência para adotar estratégias para atuarem como Bibliotecas 4.0 inteligentes, que é tecnológica, inovadora e alinhada às tendências contemporâneas de sustentabilidade, inclusão, educação, diversidade e colaboração em suas instalações, produtos e serviços, fundamentada no compromisso de ser um agente de transformação para o desenvolvimento e qualidade de vida.
  • LILIAN VIANA TEIXEIRA CANANÉA
  • EMPREENDEDORISMO E EQUIDADE DE GÊNERO: Um olhar crítico sobre as práticas de mediação de informação no contexto materno
  • Data: 27/07/2023
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa tem como tema central o processo de mediação, apropriação e uso da informação delimitado pela seguinte questão: como as práticas de mediação da informação na área do empreendedorismo materno influenciam na construção da visão social de mundo dos indivíduos, especialmente das mulheres-mães? Defendemos que as práticas de mediação da informação de empreendedoras maternas revelam a visão patriarcal do ser mulher e mãe, que inclui a formação da mulher perfeita, mulher-maravilha e guerreira, que dá conta de todas as suas atividades de maneira exemplar, corriqueira (mulher, mãe, esposa, dona de casa, profissional, etc) e excessivamente positiva, sendo, assim, a única responsável pelo seu próprio sucesso ou fracasso na vida e na carreira. De natureza qualitativa, no que se refere a abordagem da realidade, e documental quanto as fontes de informação utilizada, utilizou o estudo de caso da escola de empreendedorismo, cuja proposta é ajudar mulheres-mães a investirem no próprio negócio e, assim, serem protagonistas de suas próprias escolhas. A análise/interpretação dados foi realizada por meio da Análise de Conteúdo, à luz da Praxiologia de Bourdieu. Os resultados encontrados corroboram a hipótese construída de que, embora a proposta da escola tenha caráter emancipador e ativista, as práticas informacionais mediadas por suas administradoras reforçam o habitus masculino ao estimular e naturalizar a imagem da super-mãe-de-sucesso. O esforço e interesse em olhar para este objeto foi o de perceber como, mesmo onde se supunha existir um suspiro de emancipação e transformação, há também capturas e torções que ofuscam o olhar sobre as relações de poder. Por fim, conclui-se que há urgência de políticas públicas mais sólidas em prol dessas mulheres, especialmente no ambiente corporativo que ainda tem como prática profissional a exclusão de mães e valorização masculina, com oportunidades que não levam em consideração as caraterísticas específicas desses dois públicos.
  • FLORA CONSTANCE MOURA FERNANDES
  • MEMÓRIAS INFOCUMUNICATIVAS: Estudo das manifestações gastronômicas no Seridó paraibano
  • Data: 29/06/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta tese constitui um estudo sobre as memórias infocomunicativas alimentares, tendo como objeto empírico a gastronomia do Seridó Paraibano, reconhecida nacionalmente pelo sabor e elementos tradicionais no seu modo de fazer. A informação gastronômica é um tema emergente na área da Ciência da Informação, contudo, tem trazido significativas contribuições ao abordar a memória das práticas alimentares. Nesse sentido, a pesquisa realizada tem como base duas modalidades infocomunicativas da vivência gastronômica do Seridó: a primeira, extraída de relatos que compõem a memória da experiência alimentar, e por ser referência passada de geração a geração. A segunda vem dos registros contidos em cadernos de receitas, que são, também, maneiras de perenizar o saber gastronômico, espécie de memória que orienta como combinar temperos, ervas e alimentos para se chegar ao êxito culinário. Por meio dos registros infocomunicativos são analisadas como as práticas alimentares se configuraram socialmente nos espaços de refeição na região do Seridó paraibano, na fase do apogeu da cotonicultura. A estratégia da investigação está baseada na abordagem etnográfica, visto a busca por informações que envolvem maior interação para adequado entendimento e leitura dos sujeitos. A compreensão da informação gastronômica, a subsequente aprendizagem culinária, a prática alimentar, e a consequente formação da memória culinária são perfeitamente coletadas numa abordagem metodológica da pesquisa documental associada à pesquisa etnográfica, que associa o já registrado e o experienciado, entre o que a memória firmou como relevante e o socialmente vivido.
  • NIEDJA NASCIMENTO BARROS
  • RECUPERAÇÃO DA INFORMAÇÃO NO PORTAL LTi
  • Data: 29/06/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente projeto aborda as ações de informação no regime de informação do Projeto Laboratório de Tecnologias Intelectuais - LTi na perspectiva da recuperação da informação. Nosso propósito é contribuir para a formação acadêmica em cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal da Paraíba. É nesse espaço social e cultural que atuam os sujeitos que compartilham uma forma de vida ― a forma de vida acadêmica no âmbito da comunidade da Ciência da Informação ― e onde se entrelaçam domínios, estratos e modalidades das ações de informação, desde seus aspectos formativo e relacional, de coordenação, inovação, criação e aplicação de modelos teóricos, ressaltando sua característica de mediação pela disponibilização de artefatos e serviços de informação virtuais. O principal produto do LTi é o Portal Virtual do LTi. Criado concomitantemente com o projeto, o Portal LTi teve sua arquitetura e projeto gráfico modificados em 2019. Nesse processo, a recuperação da informação dos arquivos do Portal original (Memória) não foi totalmente transferida para o Portal Atual, de modo que o usuário pode vir a ter dificuldade em encontrar informações que estão disponíveis no Portal Memória. Torna-se necessário recuperar os conteúdos do Portal LTi Memória, verificando se estão disponíveis no novo Portal, e criar mecanismos de consulta de busca e recuperação da informação da informação, a partir das ações de informação, facilitando o acesso dos conteúdos aos usuários. De modo que o presente projeto se propõe resgatar a funcionalidade original da organização dos arquivos e, também, organizá-los, conforme as ações de informação, como trilhas semânticas para recuperação da informação disponível nos arquivos do Portal LTi. Nesta pesquisa pretende-se apresentar proposta de um vocábulo controlado para Portal LTi, abordando o Portal LTi na perspectiva da organização do seu conteúdo, com vistas à melhor recuperação da informação contida nos arquivos disponibilizados em suas páginas.
  • ANA LUCIA LEITE SANTOS
  • ACESSO À INFORMAÇÃO PARA USUÁRIOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL EM BIBLIOTECAS PÚBLICAS DE JOÃO PESSOA: REALIDADE E DESAFIOS
  • Data: 31/05/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Aborda as práticas inclusivas para usuários com deficiência visual em bibliotecas públicas de João Pessoa, de modo a conhecer sua realidade e seus desafios. Tendo como objetivo geral: analisar a inclusão das pessoas com deficiência visual, através dos produtos e serviços prestados pelas bibliotecas públicas da cidade de João Pessoa, na Paraíba. E como objetivos específicos: identificar nas Bibliotecas Públicas de João Pessoa, Paraíba, a acessibilidade física, do acervo e a acessibilidade atitudinal dos servidores do acervo, verificando se há formação dos bibliotecários e assistentes na orientação quanto ao uso dos equipamentos de acessibilidade; mapear na literatura científica e técnica as políticas, equipamentos e os instrumentos de apoio ao atendimento de usuários com deficiência visual; e contribuir para a discussão acerca do acesso à informação para usuários com deficiência visual em bibliotecas públicas. Investigando os desafios dos espaços socioambiental, dos produtos e dos serviços prestados pelas três bibliotecas cadastradas como pública na cidade de João Pessoa, junto ao Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP): a Biblioteca Augusto dos Anjos; a Biblioteca Juarez da Gama Batista e a Biblioteca Dumerval Trigueiro Mendes. Metodologicamente buscamos desenvolver uma pesquisa exploratória-descritiva, conforme seus objetivos, com base em levantamento de dados. A investigação caracterizou-se na abordagem qualitativa, de natureza descritiva, constituindo-se como pesquisa de campo. Com ênfase nos resultados a respeito da realidade investigada, utilizamos a pesquisa aplicada, as técnicas e instrumentos empregados para a coleta de dados, e os procedimentos de análise utilizados foram: a pesquisa bibliográfica, a pesquisa documental e a pesquisa participante, como suporte para a formação do referencial teórico. A coleta de dados realizou-se em duas etapas: a primeira através do levantamento bibliográficos sobre as três bibliotecas, a segunda, realizou-se a pesquisa de campo procedendo-se visitas às bibliotecas para aplicação de um questionário e da observação participante. O questionário foi aplicado com as bibliotecárias coordenadoras das bibliotecas públicas pesquisadas. As contribuições nortearam o caminho para responder a seguinte questão de pesquisa: Como criar as condições necessárias para o acesso à informação em bibliotecas públicas da cidade de João Pessoa aos usuários com deficiência visual? Desta feita, os dados dos questionários foram analisados e ajudaram a responder ao questionamento de pesquisa e atender aos objetivos propostos. Pelo cenário refletido, a pesquisa revela que as três bibliotecas públicas da cidade de João Pessoa, atualmente necessitam de melhores estruturas para atender usuários com deficiência visual. Acredita-se que tais contingências podem ser sanadas ou pelo menos amenizados através do desenvolvimento de práticas de acessibilidade asseguradas pelo arcabouço legal brasileiro e através de algumas recomendações contidas neste estudo. Logo, apreendemos com esta pesquisa que houve avanços significativos em relação ao marco legal, no que diz respeito a inclusão e acessibilidade dos usuários com deficiência visual nas bibliotecas públicas no Brasil. Porém, em relação as condições de acesso, o avanço ainda é praticamente inexistente. Romper as barreiras, principalmente as atitudinais, prever e prover as condições de acessibilidade, tanto física, comunicacional e informacional e criar alternativas para evitar atitudes excludentes, necessita que as leis sejam colocadas em prática, de investimentos em ações, em materiais adequados, em qualificação, em adequação arquitetônica e, principalmente, em investimentos em práxis, que combatam atitudes inadequadas e preconceituosas.
  • JOAO VICENTE DOS SANTOS ADARIO
  • AMBIENTES EXPOSITIVOS HÍBRIDOS DE ARTES VISUAIS NA PERSPECTIVA DAS ECOLOGIAS INFORMACIONAIS COMPLEXAS
  • Data: 31/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A informação, essencialmente a digital, tornou-se relevante na sociedade à medida que é disseminada nas redes de computadores e geram demandas científicas para o campo da Ciência da Informação. Sistematizar a concepção de ambientes expositivos híbridos de artes visuais – exposições estruturadas incorporando ambientes analógicos e digitais – a partir das contribuições da Arquitetura da Informação, mostrou-se ser um caminho para responder a seguinte questão de pesquisa: Como aplicar a Arquitetura da Informação, no contexto de uma abordagem informacional pervasiva, para nortear/modelar exposições de artes visuais que hibridizam o analógico e o digital. A tese apresenta como objetivo geral a identificação de um modelo de Ecologias Informacionais Complexas aplicável em ambientes expositivos híbridos de artes visuais. Defendemos a tese de que a Arquitetura da Informação pode ser pensada e aplicada, no contexto de uma abordagem informacional pervasiva, às exposições de artes visuais a fim de fornecer subsídios que evidenciem a carga informacional implícita às obras, estendendo o alcance dos sujeitos às informações e ao objeto artístico, em processo intrinsecamente subjetivo de interação dos sujeitos com as obras, bem como propiciar a amplificação do acesso às exposições/obras de arte. Tal modelo se sustenta em uma pesquisa bibliográfica de natureza qualitativa e interdisciplinar, a partir de um delineamento utilizando o método quadripolar, tendo um aporte teórico da Ciência da Informação e das Artes Visuais. Dentre os objetivos específicos estão: a) a identificação de ambientes expositivos de artes visuais que hibridizam o analógico e o digital; b) analisar o modelo de Arquitetura da Informação Pervasiva proposto por Oliveira (2014) visando sua aplicação em ambientes expositivos híbridos de artes visuais; c) criar uma modelagem para estruturação de ambientes expositivos de artes visuais como ecologias informacionais complexas. Concluímos que uma sistematização de ambientes expositivos híbridos de artes visuais por meio da Arquitetura da Informação poderá permitir que a sociedade tenha acesso de forma mais efetiva às experiências cross-channel em artes, por meio de um acesso mais democratizado. Para tal, apresentamos como proposta um modelo aplicável de ecologia informacional complexa para ambientes expositivos híbridos de artes visuais.
  • MAYTÊ LUANNA DIAS DE MELO
  • PROGRAMAS DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: análise na produção dos programas de pós-graduação brasileiros
  • Data: 31/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As complexas transformações pelas quais o homem passou refletem sua forma de compreender o mundo e são determinantes para o desenvolvimento da ciência e do conhecimento científico. O Renascimento, o Iluminismo e as Revoluções Científicas foram movimentos culturais pontuais nesse processo da história do conhecimento. A transição do Industrialismo para o Informacionalismo também favoreceu a ascensão de novas formas do fazer científico e, consequentemente, novas áreas científicas, dentre elas a Ciência da Informação, que emergiu em busca de compreender a informação, seus processos, suas potencialidades e seus impactos, mais expressamente entre a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria. Todos esses movimentos históricos levaram à produção, à sistematização e à organização de conhecimento em domínios específicos, que mais tarde dariam origem a programas de pesquisas modernos e contemporâneos. A história da ciência é, antes de tudo, a história dos programas de pesquisa científica, que são instituídos por diretrizes metodológicas que guiam os cientistas na sua prática, apontando os caminhos de investigação que devem ser evitados e os caminhos que devem ser perseguidos. À vista disso, conjecturou-se que as teorias auxiliares da Ciência da Informação compõem o cinturão protetor e se estabelecem em programas de pesquisa empiricamente progressivos. Desse modo, este estudo analisou os programas de pesquisa da Ciência da Informação no Brasil, tomando como referências as teorias principais e auxiliares, que compõem as teses defendidas junto aos programas de pós-graduação nesta área de conhecimento. Nessa perspectiva, busca, especificamente, mapear o conjunto de hipóteses que compõem a produção científica da Ciência da Informação, no Brasil; identificar as heurísticas afirmativas e negativas presentes no objeto de estudo da Ciência da Informação; caracterizar os aportes teóricos e metodológicos adotados na produção científica analisada; e compreender a dinâmica progressiva e/ou regressiva teórica e metodológica deste campo de estudo. Procedimentalmente, optou-se pela pesquisa exploratório-descritiva com abordagem híbrida, quali-quantitativa, realizada por intermédio de um levantamento bibliográfico. Os dados foram coletados nas teses de doutorado dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação brasileiros disponíveis na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) mantida pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Constatou-se que os aportes teóricos e metodológicos adotados na produção científica analisada possuem uma dinâmica progressiva teórica. Considera-se que o conjunto de teorias que compõem a produção científica da Ciência da Informação, no Brasil possui heurísticas afirmativas circunscritas que afirmam que o cinturão-protetor da área encontra-se constituído nos domínios teóricos contemporâneos sistematizados por Araújo (2018), a saber, produção e comunicação científica; representação e organização da Informação; estudos sobre os sujeitos informacionais; gestão da informação e do conhecimento; economia política da informação; estudos métricos da informação; e memória, patrimônio e documento. Porém, grande parte das teses defendidas não explicitam expressamente seus referenciais teóricos, porém ponderando as temáticas abordadas e as revisões de literatura que serviram de base para a operacionalização dessas pesquisas.
  • LAELSON FELIPE DA SILVA
  • ECOLOGIAS INFORMACIONAIS COMPLEXAS EM CENTROS DE REFERÊNCIA LGBTQIAP+ NO BRASIL
  • Data: 30/03/2023
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • O estudo apresenta os ambientes informacionais dos Centros de Referência LGBTQIAP+ do Brasil. Considera o contexto de desenvolvimento das políticas públicas direcionadas a grupos subalternizados no país, levando em conta também seu processo de desinstitucionalização. Problematiza, a partir dos elementos teóricos-conceituais da Arquitetura da Informação em sua abordagem informacional, a constituição dos ambientes físicos e digitais dos centros de referência em face às contínuas transformações das Tecnologias da Informação e Comunicação. Demonstra sua relevância à medida que insere ao campo da Ciência da Informação reflexões a respeito de um problema/objeto ainda pouco explorado sob a perspectiva da Arquitetura da Informação. Infere-se que: se implementadas, têm potencial para gerar aplicações que ampliarão o alcance dos serviços oferecidos pelos centros de referência brasileiros. Questiona: como modelar, a partir da Arquitetura da Informação, ecologias informacionais complexas para Centros de Referência LGBTQIAP+ no Brasil? Objetiva: propor um modelo teórico/pragmático para o desenvolvimento de uma ecologia informacional complexa para Centros de Referência LGBTQIAP+. Considera como população os 38 centros, cuja existência fora confirmada na etapa de levantamento da pesquisa. A amostra, de caráter não probabilístico selecionada pelos critérios de acessibilidade e tipicidade, corresponde a 14 centros. Utiliza o método quadripolar para orientar o percurso investigativo dada a sua flexibilidade e adaptabilidade na análise de problemas/objeto constituídos a partir das Ciências Sociais. Caracteriza-se, quanta a sua abordagem como qualitativa; quanto a sua natureza como aplicado; quanto aos seus objetivos como exploratório e descrito; quanto ao seu instrumental, bibliográfico, documental e de campo. Utiliza como instrumento de coleta o questionário. Como instrumento de análise utiliza a análise de conteúdo, o Ensaio Metodológico para Arquitetura da Informação Pervasiva adaptado à Abordagem Informacional e o Checklist de elementos da Arquitetura da Informação. Como resultados apresenta: o mapa dos centros existentes no Brasil, os elementos essenciais dos centros, um modelo de ambiente físico e um modelo de ambiente digital. Conclui que: a incorporação de programas de governos no cerne das unidades federativas como políticas de Estado potencializa a propagação de centros de referência; os centros possuem elementos essenciais que os caracterizam e que podem ser tomados como ponto de partida para construção de ambientes físicos e digitais; não é obrigatoriamente necessário que haja uma unidade física em funcionamento para que os centros continuem a oferecer parte de seus serviços; os centros têm potencial para constituir ecologias informacionais complexas, mas isso pode não ocorrer; é possível desenvolver um modelo que subsidie a construção de ecologias informacionais complexas de centros de referência.
  • AURELIANA LOPES DE LACERDA TAVARES
  • A FRENTE DE PESQUISA SOBRE PRESERVAÇÃO DIGITAL NO BRASIL: produção e colaboração científica em rede
  • Data: 30/03/2023
  • Hora: 09:03
  • Mostrar Resumo
  • As transformações ocorridas nas atividades de produção, comunicação e uso da informação fomentadas pelas tecnologias digitais, acarretaram mudanças significativas nos processos de comunicação científica agora dinamizados e organizados em forma de redes, conectando indivíduos de forma física e virtual. Nesse contexto, a colaboração entre pesquisadores, instituições e organizações é estimulada, culminando no surgimento de redes de colaboração científica a partir da troca e compartilhamento de informações, competências e conhecimentos sobre problemas ou necessidades comuns. Diante disso, refletir sobre as relações e ligações que são estabelecidas na coautoria da produção científica de uma temática especifica se faz importante na visualização da frente de pesquisa dessa área. Desse modo, o objetivo desse estudo é analisar a frente de pesquisas sobre preservação digital no Brasil, buscando entender como se configuram as redes de colaboração científica na produção científica sobre o tema na área de Ciência da Informação. O método de pesquisa compreendeu uma abordagem quantitativa e qualitativa de natureza descritiva/exploratória nas publicações disponíveis na BRAPCI no período de 2000 a 2020. A bibliometria e a análise de redes sociais foram utilizadas como técnicas de análise. Assim, foram levantados 177 artigos oriundos da produção cientifica de 239 autores, que possibilitará a elaboração de um conjunto de indicadores envolvendo a caracterização dessa produção e dos autores que formam a rede de colaboração brasileira sobre preservação digital. Os resultados preliminares apontam para uma área temática que vem se consolidando ao longo desses vinte anos com uma produção que conduz a um maior aprofundamento da temática constituindo-se como aporte de conhecimentos para os profissionais que lidam com os problemas da preservação dos documentos digitais.
  • SUENY LEDA ARAUJO RIBEIRO
  • COMPORTAMENTO HUMANO EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: estudo aplicado às Universidades Federais do Brasil
  • Data: 29/03/2023
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Constituindo-se como elemento essencial para o desenvolvimento da sociedade, responsável pelas transformações tecnológicas, administrativas e organizacionais, a informação tem sido considerada um dos ativos mais importantes para as organizações. Em virtude da importância desses ativos de informação, as organizações, de modo geral, necessitam protegê-los contra destruição, indisponibilidade temporária, adulteração ou divulgação não autorizada. Nesse sentido, a gestão da informação, importante constituinte da expansão organizacional, precisa considerar a aplicabilidade da segurança da informação como um dos procedimentos essenciais de sua estratégia, com base em uma abordagem completa cujas dimensões tecnológicas, normativas e humanas sejam contempladas, perante a necessidade urgente da aplicação de uma abordagem interdisciplinar em que o fator humano deve desempenhar um papel fundamental. Nesse contexto, esta pesquisa teve como objetivo analisar o comportamento em segurança da informação dos servidores das universidades federais brasileiras, sob a ótica da Teoria da Motivação de Proteção. Para tanto, a pesquisa caracterizou-se como aplicada, cujos objetivos classificam-na como descritiva e correlacional com apoio na abordagem quali-quantitativa, onde foram utilizadas entrevistas com especialistas e a aplicação de questionário on-line aos gestores de segurança e aos servidores (técnicos e docentes) das universidades federais, e, para análise dos dados, aplicamos a estatística descritiva e inferencial. Os resultados indicaram que, dos controles relacionados ao comportamento humano, a política de segurança da informação, o controle de acesso físico e a política de uso do correio eletrônico são os mais utilizados. A conscientização e a capacitação em segurança da informação ainda são abordadas de forma inexpressiva pelas universidades. No que concerne ao aspecto quantitativo, a análise de correlação entre as variáveis desta pesquisa possibilitou o entendimento da relação entre a Teoria da Motivação de Proteção e a intenção do comportamento de prevenção dos servidores, uma vez que tanto as variáveis primárias da Teoria da Motivação de Proteção (vulnerabilidade percebida, gravidade percebida da ameaça, eficácia de resposta e autoeficácia), com exceção do custo de resposta, quanto as variáveis adicionadas ao modelo (gravidade percebida das sanções, normas injuntivas, normas descritivas, conscientização, capacitação e fortalecimento da política) apresentaram uma relação significativa com o comportamento de prevenção. A identificação das variáveis que apresentaram uma relação significativa com a intenção de comportamento de prevenção em segurança da informação mostra uma direção para alcançar um aumento dessa intenção comportamental e, assim, contribuir para a redução do número de incidentes em segurança nas universidades públicas federais brasileiras. Portanto, esse estudo não apenas expande nossa compreensão teórica sobre a intenção de comportamento de prevenção, mas também, fornece uma orientação prática às universidades sobre as ações estratégicas voltadas ao comportamento dos servidores dessas instituições.
  • KLEISSON LAINNON NASCIMENTO DA SILVA
  • REDES SOCIAIS DIALÓGICAS NO CONTEXTO DA AVALIAÇÃO ABERTA
  • Data: 28/03/2023
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os laços entre autores e árbitros na avaliação às cegas atribuem ao editor a responsabilidade de intermediar a permuta de mensagens entre os sujeitos impossibilitando a consolidação do fazer científico numa perspectiva bidirecional. A revisão paritária que se alicerça sobre a filosofia da Open Science evoca a configuração de redes, tendo o diálogo como mola propulsora para o estabelecimento de conexões entre os indivíduos que a performam e, em determinadas circunstâncias, prescindindo a mediação editorial. A noção de redes dialógicas no contexto da revisão por pares aberta oportuniza o delineamento de arranjos bimodais, composto por atores que assumem, simultaneamente, posições múltiplas – autores, avaliadores e editores – na seara da Comunicação Científica. Isto posto, indaga-se como as conexões dialógicas intermediadas pela avaliação aberta podem aprimorar as produções científicas da área de Comunicação e Mídias, divulgadas pela F1000Research entre 2012 e 2021. Objetiva-se analisar as redes sociais de avaliação tomando como ponto de partida o referido domínio e o hiato temporal. Metodologicamente, a pesquisa configura-se como descritiva, documental, assentando-se sob o viés quanti e qualitativo. A busca pelos dados se deu por área do conhecimento, lançando mão do filtro Ciências Sociais e da subcategoria Comunicações e Mídias por indexar obras referentes à Ciência da Informação e domínios interdisciplinares. A baliza cronológica obedeceu ao recorte de 10 anos, resultando em 56 artigos que apresentam indicativos de produção independente e coletiva. A ponderação dos dados será regida pela Análise de Redes Sociais que possibilitará compreender as colaborações empreendidas ao longo deste processo com base na densidade, centralidade e coesão social associadas à Análise de Conteúdo que respaldará a identificação do aporte cooperativo da avaliação aberta à ciência, segundo a análise semântica das mensagens permutadas pelos actantes a partir da técnica de categorização.
  • JULLIANNE CATIELLE DA SILVA CLEMENTINO
  • A Informação e Aprendizagem Participativa: Construção de uma Rede Informacional pelas Mãos dos Profissionais da UBS
  • Data: 28/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta como o objetivo geral, analisar como a comunicação da informação pelas redes sociais virtuais, no caso o Instagram, pode viabilizar a construção de uma rede de aprendizagem virtual compartilhada entre os profissionais da UBS com uma perspectiva de construção de uma educação para a saúde nas UBS (Unidade Básica de Saúde) com a proposta da construção de um espaço infocomunicacional digital, vinculado às redes sociais, em especial o Instagram, na qual poderemos direcionar as práticas centradas na promoção de saúde, construção e formação do próprio conhecimento no sentido de produção e uso da informação, tendo como foco a demanda dos sujeitos a partir da aprendizagem e de dispositivos informacionais dos profissionais de saúde da UBS pertencente a comunidade do bairro do Jardim Paulistano, situado na cidade de Campina Grande, PB. A pesquisa abrange as questões que tratam da informação aliada à educação, a partir da articulação de ambas para colaboração mútua, ação relevante quando tratamos a informação como um instrumento de ação social numa proposta de construção de um caminhar para o amadurecimento do sujeito diante da ampla necessidade de buscar informações, através da educação e das relações dialógicas e do protagonismo do sujeito que podem ser construídas e gerarem conhecimento. A pesquisa possui um caráter qualitativo, adotando uma metodologia pesquisa-ação, associado à busca científica que ao se inserir no espaço a ser observado propõe uma contribuição social tanto na produção de conhecimento diante do objeto, quanto uma prática do sujeito baseada no coletivo e na participação crítica e democrática.
  • SERGIO RODRIGUES DE SANTANA
  • Epistemologia na Ciência da Informação: uma análise à luz dos obstáculos bachelardianos
  • Data: 28/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • É desafiador manter a racionalidade no ciclo da produção da informação científica no contexto da Sociedade da Informação, que tem também como marcadores a fluidez e a liquidez. A ciência é instanciada pelos fenômenos sociais e culturais contemporâneos sob interferências dos algoritmos que refletem nos domínios da razão, da filosofia e da epistemologia, e podem potencializar os obstáculos epistemológicos. Essa pesquisa teve como objetivo geral investigar as condições de produção científica da Ciência da Informação que produzem os obstáculos epistemológicos. Nessa perspectiva, traçaram-se os seguintes objetivos específicos: analisar os discursos epistêmicas pautados no campo da Ciência da Informação; construir as redes epistêmicas dos estudos epistemológicos da Ciência da Informação; delimitar o conjunto fenômenotécnico do escopo da Ciência da Informação; identificar os obstáculos e os avanços epistemológicos no âmbito Ciência da Informação. A pesquisa teve como referencial teórico-metodológico a epistemologia histórica de Bachelard e a triangulação de dados por meio do Método Quadripolar, da Análise do Discurso e do Método de Análise de Redes em comunhão com abordagem quantitativo-qualitativa. O corpus de pesquisa correspondeu a 133 trabalhos, 77 dissertações e 56 teses os trabalhos, defendidas na Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil, com recorte temporal compreendendo os anos de 2000 a 2022. Dos 133 trabalhos foi extraído o total de 180 ‘estrato-essências’ que se referem às categorias analítico-discursivas acerca dos obstáculos epistemológicos e os avanços epistemológicos. Assim, aqueles contemplam o looping, o eco, o delay e o bumerangue. Estes, por sua vez, compreendem o avanço pós-moderno, o avanço social, o avanço poli-fenômenotécnico e a derivação do objeto científico. As redes epistêmicas dos estudos epistemológicos da Ciência da Informação evidenciam os construtos que refletem a organização do campo, tanto para os obstáculos epistemológicos quanto para os avanços epistemológicos. Os resultados de pesquisa mostram que a fenomenotécnica da Ciência da Informação produz técnofenômenos que refletem tanto os obstáculos epistemológicos quanto os avanços epistemológicos. No conjunto dos tecnofenômenos, destacam-se a falta de derivação, a ruminação teórica, a historização, a unanimidade apaixonante, a transferência inquestionável de constructos, a vigilância do objeto, o pseudo retorno e a comparação, que refletem na busca da construção ideal de unidade e/ou identidade. Considera que os obstáculos epistemológicos na produção da Ciência da Informação contemplam a oralidade dos cientistas da informação, a condição literal da ‘natureza interdisciplinar’, a fixação na juventude do campo e a relação com a Biblioteconomia. Os avanços, por sua vez, mantêm relação com a essencialidade básica da ‘pós-modernidade’, o sujeito pesquisador e sujeito de pesquisa, e a vigilância e a derivação do objeto informação.
  • RICARDO ALEXANDRE LIMA
  • Fundamentos filosófico-científicos da organização do conhecimento: uma abordagem a partir dos sistemas de classificação
  • Data: 28/03/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa buscou estudar as bases das relações presentes nas estruturas dos sistemas de classificação bibliográfica e documentária, especificamente, no sistema de Classificação Decimal de Dewey e na Classificação Decimal Universal, tomando como base seus fundamentos lógicos e hierárquicos, examinando suas particularidades estruturais, especialmente aquelas ligadas à organização do conhecimento, e verificando suas bases filosóficas e científicas. Caracterizada como exploratório-descritiva, a pesquisa foi operacionalizada por meio de levantamentos bibliográfico e documental, que permitiram identificar as influências filosóficas que contribuíram para a criação dos sistemas de classificação. O levantamento bibliográfico foi realizado em duas bases de dados, a saber, a Base de Dados em Ciência da Informação e o Repositório Livro Aberto em Ciência, Tecnologia & Inovação (CT&I), dedicados à disponibilização de artigos científicos e de livros digitais das áreas de Biblioteconomia e Ciência da Informação. O material coletado e analisado nestas bases possibilitou a compreensão das influências filosóficas na construção dos sistemas mencionados, onde foi possível constatar que a referida base de dados contém um número expressivo de artigos que tratam da temática ou de termos que se aproximam do núcleo da pesquisa. Após o filtro, foram extraídos 96 artigos relacionados à temática, sendo 24 com os termos específicos, totalizando 24,9% dos artigos analisados. Complementarmente, no repositório de livros, foi encontrado pouco material que tratasse, especificamente, de organização do conhecimento e, especificamente, do processo classificatório, com apenas três fontes no universo de 44, sendo 6,8% da amostra. Os achados científicos evidenciam que os fundamentos filosófico-científicos foram fundamentais para o estabelecimento das bases do sistema de Classificação Decimal de Dewey e da Classificação Decimal Universal, especificamente, no que se refere à distribuição de áreas e subáreas, às organizações lógicas de coordenação, subordinação e superordenação, que materializam as relações semânticas e sintáticas na organização do conhecimento. Considera-se que os fundamentos filosófico-científicos foram de suma importância para a criação dos sistemas de classificação, na medida em que condicionam princípios, categorias, relações e procedimentos importantes, em sentido estrito, para a classificação, em sentido amplo, para a organização da informação e do conhecimento.
  • ANDRÉA MEDEIROS DE SOUSA MAIA
  • AS PRÁTICAS DE MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO NO ÂMBITO DO ARQUIVO DA FUNDAÇÃO CASA DE JOSÉ AMÉRICO
  • Data: 27/03/2023
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa versou sobre as práticas de mediação da informação no âmbito do arquivo. O arquivo é reconhecido como um dispositivo informacional que mantém a custódia de fundos documentais possibilitando o acesso para consultas e pesquisas e contribuindo para a construção de novos conhecimentos. Com base nessa afirmativa, a presente pesquisa buscou analisar como as práticas de mediação da informação realizadas pelos profissionais vinculados ao Arquivo da Fundação Casa de José Américo favorecem o acesso e a apropriação da informação pelos sujeitos informacionais, considerando as dinâmicas socioculturais desses sujeitos. Para alcançar esse objetivo, foram traçados os seguintes objetivos específicos: identificar as práticas de mediação da informação desenvolvidas no âmbito do Arquivo da Fundação Casa de José Américo e categorizá-las segundo o conceito de mediação da informação defendido por Almeida Júnior (2015); verificar, segundo a percepção dos profissionais da informação, se essas práticas de mediação da informação consideram a dinâmica e o contexto socioculturais dos sujeitos informacionais que utilizam o Arquivo; e identificar o nível de interferência entre as práticas informacionais dos sujeitos e as práticas de mediação da informação. Para tanto, esta pesquisa se caracteriza como correlacional e tem como método o estudo de caso, ou seja, um estudo em profundidade. Para a coleta dos dados foi aplicado um questionário aos profissionais da informação que atuam no Arquivo da Fundação Casa de José Américo e outro questionário foi aplicado aos sujeitos informacionais que utilizam, de maneira recorrente, os produtos e serviços do referido arquivo. Realizou-se ainda, a observação direta da dinâmica realizada por esses profissionais da informação, para tanto, foram registradas informações sobre tais ações no formulário. Como resultado, observou-se que as práticas de mediação da informação realizadas pelos agentes mediadores no âmbito do Arquivo da Fundação Casa de José Américo têm contribuído de maneira significativa na vida dos sujeitos informacionais que buscam o referido Arquivo para sanar suas demandas informacionais. Tais práticas de mediação da informação, no âmbito do Arquivo da FCJA, acontecem de maneira direta e indireta, segundo a categorização de Almeida Júnior (2015). Observou-se ainda que os sujeitos informacionais reconhecem a importância do Arquivo no desenvolvimento de suas práticas socioculturais, atribuindo a esse ambiente confiança no sentido de participar das atividades realizadas e compartilhando com os sujeitos e agentes mediadores seus conhecimentos, como também suas inquietações, o que proporciona o desenvolvimento de atividades voltadas às suas demandas, aspectos que evidenciam que esses sujeitos vêm se apropriando da informação. Também foi possível constatar que, parte significativa dos agentes mediadores também reconhecem traços culturais dos sujeitos informacionais presentes no Arquivo e nos dispositivos salvaguardados nesse ambiente de informação. Assim, concluiu-se que é relevante que os agentes mediadores do Arquivo da FCJA considerem a dinâmica e os aspectos socioculturais dos sujeitos em suas atividades de mediação da informação, sejam elas diretas ou indiretas, individuais ou coletivas, de modo a contemplarem as necessidades dos diferentes sujeitos informacionais, considerando suas singularidades e o contexto ao qual estão inseridos.
  • FRANÇOIS BRAGA DE AZEVEDO FILHO
  • GESTÃO DE INFORMAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL NO COMBATE A ANSIEDADE DA INFORMAÇÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO.
  • Data: 24/03/2023
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A intensa exposição informacional vivenciada nos tempos atuais pode ser responsabilizada por causar diversos problemas à sociedade, seja de caráter sanitário, social ou psicológico como ansiedade informacional, resultante do imediatismo ou do consumo de conteúdos de natureza duvidosa. Considera o cenário das instituições públicas de ensino necessitando garantir informações confiáveis, seguras e que tragam qualidade de vida aos seus usuários. A pesquisa tem como objetivo principal conhecer a (in)existência de ansiedade da informação vinculada a gestão e as políticas de informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e como usuários os discentes do curso de Psicologia a partir do 5º semestre. Os objetivos secundários são identificar e caracterizar a ansiedade da informação e seus efeitos nos atores, inferir a existência de informações úteis para as necessidades informacionais dos usuários com base nos dados do coletados pelo questionário e evidenciar a responsabilidade social da instituição por meio da gestão e da política de informação como ambiência saudável e eficiente para os usuários. Adota uma pesquisa básica estratégica, qualitativa, em que utiliza Análise de Conteúdo de Laurence Bardin para tratamento dos resultados coletados. A literatura sobre Gestão da informação, Responsabilidade social e Ansiedade informacional possibilita ampliar o conhecimento e avaliar se as temáticas fazem parte da cultura institucional e quais contribuições oferece. Assim a instituição de ensino pode fazer mais pela sua comunidade desde que adote uma cultura organizacional com gestão e políticas de informação que busquem compreender as necessidades informacionais dos usuários combatendo a ansiedade da informação.
  • JULIANA FERREIRA MARQUES
  • DAS PRÁTICAS DESINFORMACIONAIS AO REGIME DE DESINFORMAÇÃO: AS NARRATIVAS DO GOVERNO BOLSONARO NA PANDEMIA DE COVID-19
  • Data: 23/03/2023
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Confrontado por uma crise sanitária de escala global que provocou diversos desdobramentos econômicos, políticos e sociais, o cenário informacional, profundamente marcado pela desinformação, também foi afetado a partir de ações de diversos agentes, incluindo autoridades políticas e governantes. No cenário brasileiro, a desinformação foi uma característica marcante na atuação do Governo Federal para o enfrentamento da pandemia de covid-19. Seja na propagação de informações que desacreditaram os órgãos de saúde e as autoridades científicas, na disseminação de narrativas distorcidas sobre a gravidade da doença, medidas de combate, eficácia de vacinas, ou mesmo na indicação de medicamentos e tratamentos sem efeito comprovado, configurando uma desinfodemia. Diante disso, adotamos os conceitos de regime de desinformação e práticas desinformacionais para desenvolver esta pesquisa que parte da seguinte questão: De que modo pode ser compreendida a correlação entre as práticas desinformacionais e a perspectiva de constituição de um regime de desinformação associado à pandemia de covid-19, a partir das entrevistas concedidas pelo Presidente Bolsonaro, entre 2020 e 2022? No âmbito metodológico foi utilizada a pesquisa correlacional, qualitativa e procedimento de análise de conteúdo categorial com modelo misto de delimitação das categorias. O recorte empírico utilizado para a análise são as fake news, fake sciences, testemunhais falsos e teorias da conspiração verificadas pela agência de fact-checking Aos Fatos com selo de falso que integram o especial “Todas as declarações de Bolsonaro checadas”, filtradas pela categoria “Coronavírus” com a busca apenas nas entrevistas divulgadas nas plataformas sociodigitais ou coletadas durante atividades públicas nos primeiros dois anos de pandemia. Este estudo nos permitiu traçar uma genealogia da desinfodemia de covid-19 no Brasil, especificar o que seriam as práticas desinformacionais e quais foram utilizadas pelo Presidente Jair Bolsonaro, identificar os componentes deste regime de desinformação e relacionar as práticas desinformacionais ao regime de desinformação brasileiro. Ao concluir esta pesquisa, confirmamos a tese de que as fake news, fake sciences, testemunhais falsos, teorias da conspiração, dentre outras categorias de desinformação relacionadas à desinfodemia de covid-19 e disseminadas pelo Presidente Bolsonaro, entendidas nesse trabalho como práticas desinformacionais, contribuíram para a constituição de um regime de desinformação que, situado no ambiente social da pós-verdade, seria caracterizado por um modo de produção informacional com viés neofascista, que se utiliza de um lógica de vigilância de dados, intolerância, negacionismo científico, comunicação para bolhas e discursos de ódio voltados à preservação de uma imagem positiva do Presidente Bolsonaro, para escamotear a má gestão federal no âmbito sanitário, econômico e social e como forma de desviar a atenção de casos de corrupção relacionados à gestão governamental.
  • FERNANDA MIRELLE DE ALMEIDA SILVA
  • AGIR BIBLIOTECÁRIO NAS BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS PÚBLICAS ESTADUAIS BRASILEIRAS, EM CONTEXTO DA CIÊNCIA ABERTA
  • Data: 20/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Na atualidade, há incentivos no campo científico em favor de colaborações entre pesquisadores e grupos de pesquisa, que permitem abertura, compartilhamento e acesso livre a dados, implantam celeridade no alcance de resultados, ocasionam avanços no processo de criação do conhecimento e consolidam a evolução da ciência. Este patamar científico, denominado ciência aberta (open science), se desenvolve por vertentes de atuação em oito pilares, na perspectiva de Silva, Garcia e Araújo (2019): open access, open data, open source, open research, open peer review, open notebook science, open educational resources e citizen science. Com as expectativas que a ciência aberta oferece às práticas científicas, cogita-se sobre o papel de bibliotecários no desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil, visto que as bibliotecas universitárias possuem a missão de fornecer alicerce informacional aos eixos de ensino, pesquisa e extensão da Universidade a que se vinculam. Desta forma, o objetivo da tese projeta-se em compreender a ação laboral de bibliotecários para progresso da pesquisa, em face do contexto científico proporcionado pelos pilares da Ciência Aberta nas universidades públicas brasileiras. A proposta de investigação apresenta como método científico a abordagem compreensiva de Max Weber, a partir da construção e análise do tipo ideal. Tal abordagem se posiciona pela compreensão prévia da ação social, a partir dos motivos, intenções, projetos de atores e como se tornam significativas em uma aproximação entre a consciência capaz de assimilar o conhecimento e uma consciência a conhecer. O delineamento metodológico da tese se dá por meio dos polos do método quadripolar - epistemológico, teórico, técnico e morfológico (BRUYNE; HERMAN; SCHOUTHEETE, 1991) -, que proporcionam maior percepção dos fluxos, diálogos e práticas, em um engajamento sincrônico da pesquisa, como também distinguem particularidades que cada momento do estudo possui, em uma visualização profunda das etapas da pesquisa. Constrói-se o enquadramento teórico a partir do cenário científico mundial, recuperado na base de dados Web of Science, contextualizando as abordagens teóricas e práticas mais significativas da ciência aberta nas diversas áreas do conhecimento, com particular interesse na ciência da informação. Pauta-se ainda a construção do agir bibliotecário (ARENDT, 2011; GOMES; NOVO, 2017; PERROTTI, 2017) nas instituições de ensino superior público do Brasil (CLARIVATE ANALYTICS, 2019; 2020), numa perspectiva de competência crítica (BEZERRA et al, 2019), para atender as exigências profissionais oriundas dos pilares da Ciência Aberta. Este estudo almeja contribuir no campo profissional e científico, com a sistematização de competências bibliotecárias específicas para atuação nos pilares da ciência aberta, além da identificação das competências que devem ser adquiridas para agir com proatividade, responsabilidade e presteza, promovendo o desenvolvimento científico brasileiro. Espera-se, ainda, divulgar competências exigidas dos bibliotecários para atuar nos pilares da ciência aberta; motivar a biblioteca para cumprir com sua missão institucional; incentivar o apoio político-institucional à prática biblioteconômica; criar políticas informacionais públicas que envolvam a ação bibliotecária e; proporcionar visibilidade à atuação do profissional da Biblioteconomia para aperfeiçoamento da ciência brasileira.
  • BARBARA BEATRICCY BENTES PINTO
  • FACT CHECKING E COMBATE À DESINFORMAÇÂO: Análise de Checagens Sobre as Eleições 2022
  • Orientador : HENRY PONCIO CRUZ DE OLIVEIRA
  • Data: 17/03/2023
  • Hora: 11:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho demonstra como atualmente estamos vivenciando a era pós-verdade e como o avanço das desinformações tem afetado a sociedade. Diante desse fato questiona-se: Que temáticas, originárias das fake News, foram evidenciadas no período eleitoral brasileiro de 2022? Objetivo geral: Compreender a construção e checagem de Fake News no período eleitoral brasileiro 2022. Metodologia: Pesquisa exploratória caracterizada como documental pautada na análise de conteúdo das checagens da agência de Fact-Checking LUPA. Assim, analisamos e categorizamos as temáticas originadas das checagens de notícias feitas pela agencia investigada, considerando as metodologias que as agências utilizam nas checagens para atribuir etiquetas e selos aos conteúdos checados. Os resultados evidenciam os processos de checagem de agências e serviços de fact checking brasileiros, evidencia ainda uma análise dos conteúdos checados pela Agência Lupa, no período eleitoral brasileiro de 2022 em relação as eleições. Os dados foram analisados em dois grupos em rzão das origem dos conteúdos checados: falas dos presidenciáveis e fake news identificadas pela agência Lupa. Conclusão: foram identificadas 70 temáticas sobressalta-se os temas Candidato, Fraude nas urnas eletrônicas, Corrupção, Educação.
  • SAMYR SANTOS DELFINO
  • INTEROPERABILIDADE DE DADOS EM SAÚDE: OpenFairEHR - um modelo conceitual no contexto dos princípios FAIR
  • Data: 03/03/2023
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A informação assume na atualidade um papel de destaque inclusive sendo reconhecida como sendo um item de grande valor para a sociedade e um diferencial estratégico para as empresas. Essa percepção se deve, em especial, a velocidade que as informações digitais são produzidas, compartilhadas, recuperadas e utilizadas por usuários, softwares ou equipamentos. Nesse contexto, questões relacionadas com a busca pela melhor forma de acesso e uso das informações, inclusive em seu formato mais elementar conhecido como dado, tornam-se essenciais para toda a sociedade contemporânea. Em áreas como a saúde a necessidade do uso eficiente da informação digital é latente, porém, os avanços tecnológicos que ao mesmo tempo que proporcionam diversos benefícios também impõem desafios que impactam diretamente no compartilhamento dessas informações. Como exemplo desses desafios destacam-se a diversidade de bases de dados descentralizadas e quantidade excessiva de padrões de interoperabilidade de dados em saúde disponíveis. Neste contexto, o objetivo principal do estudo é propor uma análise da interoperabilidade de dados de saúde de acordo com os princípios FAIR, incluindo o desenvolvimento de um modelo conceitual de interoperabilidade em dados em saúde com base nos princípios FAIR. O percurso metodológico contempla um estudo interdisciplinar sobre temas relacionados a bases de dados digitais, metadados, interoperabilidade, banco de dados e princípios FAIR; definição dos padrões OpenEHR e FHIR como padrões de referência; avaliação do nível de adaptabilidade dos padrões de referência com os princípios FAIR através do uso da ferramenta FairDataBR; criação do modelo conceitual de interoperabilidade OpenFairEHR. Os principais resultados do estudo envolvem a identificação de pontos de melhorias nos padrões OpenEHR e FHIR no que se refere a interoperabilidade de dados em saúde, com base nos princípios FAIR, o desenvolvimento de um modelo conceitual de interoperabilidade de dados em saúde denominado de OpenFairEHR. Por fim, foi possível identificar que a utilização do subconjunto de interoperabilidade do FAIR de forma independente dos demais subconjuntos FAIR não é recomendada devido a existência de requisitos dependentes entre esses subconjuntos FAIR; e a utilização conjunto dos padrões OpenEHR e FHIR apresentam benefícios no que se refere a interoperabilidade de dados em saúde.
  • ANDREZA DE MORAIS BATISTA
  • Práticas informacionais: um estudo com pessoas idosas no contexto da pandemia da COVID-19
  • Data: 28/02/2023
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • No atual momento histórico, em que o mundo enfrenta a pandemia da Covid-19, as ações de busca, acesso, uso e compartilhamento da informação na vida cotidiana dos sujeitos parecem incorporar com maior intensidade e rapidez as tecnologias digitais e seus desdobramentos: a “infodemia” e, em paralelo, fake News e desinformação. Há, por essa razão, dupla preocupação com as pessoas idosas, uma por constituírem um grupo de risco e outra por não terem tanta desenvoltura com os meios remotos e digitais, o que os tornam vítimas em potencial das notícias falsas. Diante do exposto, esse estudo questionou como se configuram as práticas informacionais de pessoas idosas no contexto da pandemia de Covid-19. Para respondermos ao questionamento, primeiramente, adotou-se uma abordagem qualitativa. Em segundo lugar, para o alcance do principal objetivo, que foi compreender as práticas informacionais de pessoas idosas no contexto da pandemia da Covid-19 utilizou-se a etnometodologia. No que concerne aos procedimentos, esse trabalho classifica-se como pesquisa de campo, que para sua realização utilizou-se da observação e da entrevista em profundidade, de modalidade semiestruturada. A respeito da inclusão e do número de sujeitos no estudo, isso se deu por meio da técnica Bola de Neve, respeitando os critérios estabelecidos e levando em consideração o critério de saturação. No que tange à análise e interpretação dos dados, a pesquisa utilizou-se da análise de conteúdo, do Interacionismo Simbólico (BLUMER, 1969), da Etnometodologia (GARFINKEL, 1967) e da Representação Social (MOSCOVICI, 1961). Por fim, concluiu-se que as práticas de informação das pessoas idosas pesquisadas em si não mudaram durante o isolamento social, algumas atividades sim, como praticar exercícios físicos, trabalhar, visitar e/ou receber visitas de parentes, amigos, por exemplo. O panorama das buscas por informação no dia a dia e quando precisaram saber sobre vacina sofreu poucas, mas curiosas modificações e acréscimos e isso se justifica pelo fato de cada sujeito informacional indicar a si mesmo a relevância, importância e representação da vacina contra a Covid-19, que após passar por um processo de interpretação, orienta a ação dos sujeitos com vistas a suprirem suas próprias demandas. Aquelas pessoas idosas que fazem uso das tecnologias de comunicação e informação têm consciência que as fake News estão por toda parte, por essa razão se mostram em estado de permanente vigilância e criam suas próprias estratégias de verificação, prevenção e combate. Por outro lado, aqueles(as) que não compartilham informações que recebem, contribuem para a não propagação de possíveis notícias falsas. Menos susceptíveis, obviamente, estão aqueles(as) que não ou pouco utilizam as mídis, dispositivos e aplicativos digitais.
  • JOANA FERREIRA DE ARAUJO
  • A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE ALTMETRIA EM PERIÓDICOS DA ÁREA DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: UM ESTUDO DE REDES SOCIAIS DE COAUTORIA E CORRELAÇÃO ENTRE CITAÇÕES-MENÇÕES
  • Data: 24/02/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A avaliação das produções científicas permite analisar as discussões na ciência, avanços, impactos e visibilidade. A altmetria analisa a visibilidade e o engajamento na web social e a Análise de Redes Sociais representa as interações entre pesquisadores que investigam determinado tema ou domínio. Assim, o estudo analisa a correlação entre citações-menções e redes de coautoria da temática altmetria em redes sociais online nos periódicos nacionais da Ciência da Informação. Caracteriza-se como pesquisa de natureza básica com abordagem quantitativa e qualitativa; descritiva quanto aos objetivos; bibliográfica e de levantamento. O corpus compreendeu artigos publicados entre 2010-2022 em periódicos científicos nacionais da área de Ciência da Informação com Qualis A1 e A2, a saber: “Transinformação”, “Perspectivas em Ciência da Informação”, “Informação & Sociedade: estudos”, “Informação & Informação”, “Encontros Bibli” e “Em Questão”. Como resultados, obteve-se 30 artigos, em sua maioria entre 2019 e 2021, com destaque para o “Em Questão” e “Encontros Bibli”. A nuvem de tag revelou 71 termos, sendo os mais citados: “altmetria”, “bibliometria”, “métricas alternativas”, “atenção online”, “indicadores altmétricos”, “divulgação científica”, “visibilidade” e “engajamento público”. Quanto aos números de menção nas redes sociais online, verificou-se a predominância do Twitter (93%), em relação ao Facebook (7%), sendo a maioria feita por perfis de pesquisadores e estudantes. A respeito do cálculo do coeficiente de correlação linear de Pearson, o resultado indicou correlação positiva e fraca. Na rede de coautoria, identificaram-se 44 nós/atores, agrupados em nove sub-redes, sendo cinco díades, uma tríade, uma rede com quatro atores e uma com cinco, além de um cluster composto por 20 atores. ARAÚJO, R. F. e CAREGNATO, S. E. mostraram-se em grau de centralidade na rede de coautoria. Quanto a rede ator-instituição, revelaram-se vínculos com instituições em todas as regiões do Brasil, exceto o Norte, tendo o Sudeste se destacado, além de constar, também, instituições internacionais como Simon Fraser University e Universidad de Antioquia. Conclui-se que a colaboração e os vínculos institucionais reiteram a riqueza dos elos construídos, principalmente quando observada a troca de saberes e construção conjunta de novos conhecimentos. Por fim, sugerem-se ações para o aumento da visibilidade da produção publicada pelos periódicos, como a criação de perfis em redes sociais online e o estímulo para que pesquisadores, estudantes e profissionais divulguem o conhecimento produzido em suas áreas, nas redes em que se inserem.
  • LUCAS LIMA SANTOS
  • ESTUDO DE USUÁRIOS DA INFORMAÇÃO: necessidades e usos da informação de profissionais de arquivo no contexto do Sistema de Arquivos da Universidade Federal da Paraíba
  • Data: 23/02/2023
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de uma pesquisa que tem como objetivo analisar as necessidades e uso da informação dos profissionais de arquivo que atuam nos arquivos dos Centros de Ensino do Campus I da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio da utilização da abordagem de Construção de Sentido (Sense-Making) de Brenda Dervin (1983), como suporte teórico-metodológico. Caracteriza-se como exploratória e descritiva e, de acordo com as fontes de dados da pesquisa, como pesquisa de campo. Quanto à abordagem, recorre-se à pesquisa qualitativa e quantitativa, cujo estudo caracteriza-se na área de estudo de usuários como uma pesquisa prescritiva e do tipo proativa. O Campo de pesquisa são as Unidades de Arquivo Centrais dos 13 Centros de Ensino do Campus I da UFPB, para as quais, além da aplicação do questionário, utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista semiestruturada, aplicada aos profissionais de arquivo. Para análise e interpretação dos dados, utilizou-se da técnica de análise de conteúdo de Laurence Bardin (2016). Nesse contexto, observa-se um cenário de existência de unidades de arquivo centralizadas nos Centros e pelo menos um profissional de arquivo atuando, com baixa recorrência de profissionais de outras áreas e, em alguns casos, as unidades não existem formalmente em nível institucional. No que diz respeito às necessidades de informação, observa-se que as informações que os sujeitos identificam ser necessárias ao desempenho de suas atividades e funções têm relação com as atribuições do cargo e com a Instituição em que atuam, perpassando desde informações mais gerais, acerca do governo federal e da alta gestão da Instituição, até informações locais, sobre o funcionamento do Centro em que atuam, da unidade de arquivo e do acervo custodiado na unidade. Sobre a existência de barreiras à informação no processo de recuperação e disseminação da informação, os pesquisados identificam inúmeras barreiras à informação (institucionais, técnicas, de recursos humanos, estruturais e psicológicas) que interferem em seus ambientes de trabalho sob duas perspectivas: nas atividades arquivísticas que realizam com vistas ao funcionamento da unidade e na interação com os usuários externos, que são o público da unidade de informação. Em relação às fontes de informação utilizadas em suas estratégias, observa-se que a maior parte dos sujeitos se utilizou da internet, de pessoas (geralmente por meio de diálogo com o superior hierárquico) ou da consulta aos sistemas informatizados da Instituição. Conclui-se que a informação é uma ferramenta edificante e importante para o cotidiano dos profissionais de arquivo e que as barreiras à informação identificadas interferem nos ambientes de trabalho sob duas perspectivas: nas atividades arquivísticas que realizam com vistas ao funcionamento da unidade; e na interação com os usuários externos, que são o público da unidade de informação. Destarte, a pesquisa abre caminho para que as unidades arquivísticas que compõem o Sistema de Arquivos da UFPB (SiArq), posicionem-se de maneira mais coerente às necessidades informacionais dos gestores e aos anseios dos usuários da informação, de modo que exerçam efetivamente sua função na organização a qual pertencem, tal como na sociedade.
  • LUIZ GUSTAVO DE SENA BRANDAO PESSOA
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS E TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS: análise do fluxo informacional nas rotinas contábeis
  • Data: 23/02/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Na sociedade da informação, o tratamento e o uso dos dados é uma temática que vem sendo bastante debatida pelos ambientes acadêmicos e profissionais. Entretanto, a liberdade no uso e compartilhamento de dados sem o mínimo de critérios gerou discussões sobre a questão da privacidade dos dados pessoais. Com o advento da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), setores públicos e privados da sociedade passaram a ter critérios no tratamento, uso e compartilhamento de dados pessoais. Essa pesquisa tem por objetivo analisar o fluxo informacional nos dados pessoais disponíveis nos escritórios de contabilidade visando estabelecer diretrizes para viabilizar o controle de sua circulação. A pesquisa é exploratória e descritiva, foi realizado uma pesquisa de campo. O campo empírico foram 88 profissionais de contabilidade, distribuídos em todas as regiões do Estado da Paraíba e que são proprietários ou responsáveis por escritórios, para o desenvolvimento de suas atividades. As análises estatísticas foram realizadas a partir de testes não paramétricos e também foi feita a análise de agrupamento para verificar as semelhanças entre as categorias pesquisadas, com auxílio do SPSS. Partiu-se da premissa que os fluxos informacionais que transitam nos ambientes desses profissionais, através da coleta, armazenamento e recuperação da informação não tem gestão de dados e consequentemente uma finalidade legítima e específica de uso, o que comprometeria a continuidade dos seus negócios em função das sanções da LGPD. Os resultados demonstraram vulnerabilidades na gestão do ciclo de vida dos dados que podem ser minimizadas com a implantação das diretrizes propostas. Espera-se que essa pesquisa contribua para a melhoria na gestão do ciclo de vida dos dados pessoais nos ambientes dos profissionais da contabilidade.
  • EDILSON LEITE DA SILVA
  • Diretrizes para estruturação de repositórios de objetos virtuais de aprendizagem fundamentadas nos princípios da arquitetura da informação
  • Data: 14/02/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Considerando a informação como um recurso fundamental à tomada de decisões na sociedade atual e as tecnologias digitais como ferramentas indispensáveis para auxiliar no processo de busca, produção, armazenamento e compartilhamento de informações, necessários à construção do conhecimento, verifica-se a importância de sua interligação em todas as áreas do conhecimento. No caso da Educação, existem várias tecnologias digitais como jogos, simuladores, sistemas de buscas, softwares de autoria, ambientes e objetos virtuais de aprendizagem, banco/base/repositório de dados/informações/objetos, tecnologias assistivas, entre outras, que podem ser usadas como recursos educacionais digitais para auxiliar no processo de ensino e aprendizagem. Contudo, existem alguns problemas, como a falta de estruturação dos repositórios de objetos virtuais de aprendizagem que impedem a utilização mais eficaz de recursos educacionais digitais. Neste contexto, o objetivo principal da pesquisa é propor um conjunto de diretrizes para estruturação de repositórios de objetos virtuais de aprendizagem, considerando princípios da arquitetura da informação, incluindo possibilidades de estruturas de representação e o comportamento de busca dos usuários em espaços informacionais digitais. O percurso metodológico contempla a verificação dos princípios de arquitetura da informação em relação a repositórios de objetos virtuais de aprendizagem já existentes; análise do comportamento de busca dos usuários nesses repositórios, considerando as atividades do modelo integrativo; definição de um conjunto de diretrizes propostas para estruturação; realização de prototipagem, considerando as diretrizes propostas e utilizando entregáveis da arquitetura da informação. Para coleta de dados, aplicou-se um questionário desenvolvido com base nas atividades do modelo integrativo, sendo as análises realizadas de acordo com o método comparativo. Os principais resultados da pesquisa envolvem a definição de um conjunto de diretrizes, considerando aspectos da arquitetura da informação e suas estruturas de representação, além do comportamento de busca do usuário e a prototipagem genérica para repositórios de objetos virtuais de aprendizagem, utilizando entregáveis da arquitetura da informação. Por fim, foi possível constatar a necessidade de uma melhor estruturação dos repositórios de objetos virtuais de aprendizagem com base nas recomendações estabelecidas pela arquitetura da informação.
  • ANDERSON VICTOR BARBOSA CAVALCANTE
  • Teoria crítica da informação: teoria crítica em Ciência da Informação no caminho da Escola de Frankfurt
  • Data: 30/01/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Estudo objetiva entender a Teoria Crítica de Frankfurt como fundamento filosófico-sociológico para a construção de uma Teoria Crítica da Informação. Realiza estudo classificado como teórico, de caráter epistemológico, na perspectiva bachelardiana, subsidiado pela hermenêutica, na perspectiva habermasiana. Em termos de objetivos específicos, identifica as principais categorias conceituais discutidas por Max Horkheimer em sua Teoria Crítica, também conhecida como Teoria Crítica da Escola de Frankfurt. Relaciona a Teoria Tradicional e a Teoria Crítica à Teoria Matemática da Informação e à Teoria Crítica da Informação. Discute o “lugar” da tradição da Teoria Crítica no âmbito das Ciências Sociais Aplicadas, notadamente, no contexto da Ciência da Informação. Reconhece o papel e o significado da Teoria Crítica como fundamento filosófico-sociológico de profunda relevância para o pensamento contemporâneo da Ciência da Informação. Desenvolve uma proposição de conceito de uma Teoria Crítica da Informação para o campo da Ciência da Informação, com base nos delineamentos da Teoria Crítica de Frankfurt. Realça o caráter de uma Teoria Crítica da Informação como lócus em que a informação e o campo da informação assumem a missão de vetor de reflexão, de crítica e de autocrítica, como força motivadora de ações e de mudanças íntimas e coletivas para sujeitos e sociedades, como fenômeno articulador da evolução social e do bem-estar em coletividade. Problematiza o caráter da teoria puramente matematizável da informação enquanto lócus em que a informação e o campo da informação assumem a condição de vetor claramente tecnicista, fisicalista e funcional, forjado pelos fins do mercado e da ordem sistêmica, como força profundamente útil e eficiente às demandas da ordem instrumental/do capital. Conclui, portanto, que a configuração de um cenário voltado ao caráter puramente matematizável/capitalizado/instrumental da informação e do campo da informação nubla e dificulta a compreensão e a percepção do fenômeno da informação e do campo informacional quanto às suas projeções civilizatórias, humanísticas, emancipatórias, enquanto Ciência Social. Finaliza, pois, defendendo a validez dos encaminhamentos da Teoria Crítica no campo informacional como senda motivadora de conceber e perceber a informação e a Ciência da Informação em termos mais humanos, sociais e crítico-emancipatórios, de modo a reafirmar o seu pertencimento à condição de Ciência Social, muito além de projeções pragmatistas, tecnicistas e positivistas.
2022
Descrição
  • KELLY DE LIMA COSTA
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS DO CENTRO COLABORADOR DE APOIO AO MONITORAMENTO E À GESTÃO DE PROGRAMAS EDUCACIONAIS DO NORDESTE: INVESTIGANDO AS PERCEPÇÕES DOS PARTICIPANTES ACERCA DO PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA
  • Orientador : GUILHERME ATAIDE DIAS
  • Data: 29/11/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa buscou identificar e caracterizar as práticas informacionais realizadas pelo Centro Colaborador de Apoio ao Monitoramento e à Gestão de Programas Educacionais do Nordeste (CECAMPE Nordeste), além de investigar as percepções dos participantes dos Webinários realizados pelo CECAMPE Nordeste, no processo de formação e capacitação de agentes envolvidos no âmbito do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). O objeto de estudo desse trabalho destacou a prática informacional relacionada a um fenômeno político pedagógico. Para tal, foram analisados dados estruturados, organizados e disponibilizados pelo CECAMPE Nordeste referentes ao perfil dos participantes e à estratificação de dúvidas referentes aos Webinários de formação de gestores de escolas públicas da região Nordeste. A metodologia da pesquisa é considerada de natureza qualitativa, e quanto aos procedimentos técnicos tem uma proposta de pesquisa documental. A investigação da pesquisa foi por meio de categorização temática, gráficos, tabelas e a ferramenta utilizada foi a de nuvens de palavras. As informações colhidas pelo monitoramento do CECAMPE Nordeste têm valor estratégico e visa proporcionar melhores resultados em relação ao monitoramento da gestão descentralizada da educação. As principais conclusões apontam que os participantes se apropriam das informações fornecidas por meio das práticas informacionais oferecidas pelo CECAMPE Nordeste, porém restam dúvidas específicas de cada gestão, nas quais se faz necessário uma maior participação de todos os agentes envolvidos com o PDDE para se obter melhores índices de desempenho, assim como a importância em categorizar as funções dos participantes dos Webinários para uma melhor efetividade no monitoramento técnico do projeto CECAMPE Nordeste. Espera-se que os resultados obtidos possam contribuir para demonstrar o elo entre as práticas informacionais e a influência que sua utilização pode ter para o monitoramento da qualidade da gestão descentralizada relacionada a políticas públicas de educação.
  • ILKA MARIA SOARES CAMPOS
  • CULTURA DE COMPARTILHAMENTO DO CONHECIMENTO NA GESTÃO DE PESSOAS EM INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR
  • Data: 17/11/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O conhecimento em uma abordagem contemporânea vem sendo estudado e reconhecido como uma força propulsora no desenvolvimento das organizações, uma vez que o seu compartilhamento pode aumentar, exponencialmente, a capacidade de conhecimento individual e coletivo. Objetiva analisar traços de cultura do compartilhamento do conhecimento como estratégia organizacional em instituição de ensino superior. No percurso metodológico, a pesquisa se caracteriza como exploratória e descritiva, de abordagem quantitativa e qualitativa, do tipo documental e de campo, fazendo uso do método estudo de caso na Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal da Paraíba. Adota como instrumentos e técnicas de coleta de dados o questionário, a análise documental, entrevista em grupo focal e observação direta. Do universo de servidores foi adotada a amostra do tipo intencional. Para a análise dos dados, adota a associação por meio da triangulação do método interpretativo e da análise de conteúdo de Bardin, com as categorias e subcategorias formadas a partir de parâmetros dos modelos de compartilhamento do conhecimento das autoras Ipê, Tonet e Paz. Os traços de cultura de compartilhamento do conhecimento identificados foram analisados a partir de cinco categorias: natureza do conhecimento, motivar para compartilhar, oportunidades para compartilhar, cultura para compartilhar e destinatário do conhecimento. Com os resultados oriundos das subcategorias analisadas, consta que o campo de estudo, mesmo não identificadas, formalmente, ações e diretrizes para promover uma cultura para o compartilhamento do conhecimento, demonstra traços de cultura para o compartilhamento do conhecimento em parte das unidades de trabalho. Acredita-se que as lacunas identificadas no campo de estudo podem ser minimizadas com a proposta de estratégias inovadoras de compartilhamento do conhecimento com base em traços de cultura nos ambientes da Pró-Reitoria de gestão de pessoas. Os resultados permitem concluir com a validação dos pressupostos que na Pró-Reitoria de gestão de pessoas ainda não são evidenciados o compartilhamento do conhecimento conforme a literatura da gestão do conhecimento recomenda, de forma que possam caracterizar a existência de uma cultura organizacional adequada. Como também as incidências de compartilhamento do conhecimento, possivelmente existentes ainda não se caracterizam como propícios aos ensinamentos teóricos e práticos da cultura organizacional, informacional e do conhecimento propostos na literatura da área. Como contribuição, certamente, as estratégias inovadoras para o compartilhamento do conhecimento que foram identificadas e as propostas com base nos traços culturais percebidos e as que não são evidenciadas no ambiente de gestão de pessoas do campo em estudo, possibilitaram propor indicadores adequados a cultura do compartilhamento para a construção de teoria fundamentada na realidade factual de dados e na área da Ciência da Informação.
  • TASSYARA ONOFRE DE OLIVEIRA
  • PSEUDOMEMÓRIAS: entre a força infomemorial de Mnemosyne e as águas do Lethe no período pandêmico do SARs Covid 19
  • Data: 30/09/2022
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa objetiva compreender a memória como base social de reconstrução de um passado cristalizado e evocado no presente a partir de dispositivos instituídos social e politicamente. O foco da discussão está voltado para ressignificar os registros de como grupos sociais ou estatais violaram, de modo sistemático, o direito à memória em contextos diversos da sociedade. Neles estão contidas as memórias de produtores e disseminadores de informações que acabam por violar o direito à informação, efetivando traços de um passado sempre fugidio, cambiante, sombrio que se redefine nos registros, nos testemunhos e nas versões contraditórias. Essa construção de visibilidades e invisibilidades remete à relação memória e esquecimento, que, muitas vezes, busca o resultado de uma ação deliberada de ocultamento. É importante considerar que memória e esquecimento são processos imbricados e estão, na maioria das vezes, relacionados a uma disputa por poder. Nesse sentido, torna-se necessário ressignificar as memórias desses contextos para superar o peso de questões das falsas notícias e contribuir para promover medidas de proteção e ações no sentido de impedir ou minimizar a construção de pseudomemórias, ou falsas memórias ou pós-memórias.
  • MARILIDIA DE LOURDES SILVA DE SOUZA
  • ANÁLISE DO PROCESSO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E SUAS POSSIVEIS CONTRIBUIÇÕES NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS NO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA.
  • Data: 30/09/2022
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa apresenta a análise dos processos de gestão da informação e da implementação da Lei Geral de Proteção de Dados no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. O objetivo geral foi analisar o processo de gestão da informação e suas possíveis contribuições na implementação da Lei Geral de Proteção de Dados no TRE-PB. Como objetivos específicos, buscou-se identificar as ações e práticas da GI conforme modelo aludido por Chun Wei Choo. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, utilizando-se o método qualitativo e como estratégia de pesquisa o estudo de campo. Quanto aos instrumentos de coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas, grupos focais e análise de documentos. Os resultados relevaram existem fragilidades em todas as etapas do processo de Gestão da Informação dificultando, sob variados aspectos, a implementação da LGPD no Tribunal. Por fim, tais resultados denotam a necessidade da implantação de uma política de Gestão da Informação no TRE-PB, capaz de contribuir tanto para um melhor aproveitamento dos recursos informacionais disponíveis como também para atender às exigências da LGPD no que diz respeito ao acesso e uso dos dados pessoais e pessoais sensíveis. Assim, os resultados auferidos são por demais importantes para a elaboração de diretrizes capazes de orientar a execução de ações voltadas para realizar tanto a implementação como a aplicação continuada da referida Lei no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba.
  • VITÓRIA GOMES DE CARVALHO
  • EDUCAÇÃO PATRIMONIAL: ajustando a lente sob a Escola Municipal de Ensino Fundamental Antônio Santos Coelho Neto
  • Data: 30/09/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • .A educação patrimonial teve sua chegada marcada pelo “1º Seminário sobre o Uso Educacional de Museus e Monumentos”, em 1983, que resultou na publicação do Guia Básico de Educação Patrimonial, que é utilizado como referência até. O Guia define a metodologia como um trabalho permanente de “alfabetização cultural”, que tem potencial de empoderamento. Neste trabalho buscamos a origem e discordâncias da expressão utilizada - alfabetização cultural - na publicação referência. Ciência da Informação é uma área científica que tem como objeto de estudo a informação. Utilizamos Freire (1984) defendendo uma educação que priorize a humanização e libertação do homem através de reflexões psicopedagógicas. Sendo assim, consideramos a informação como o elemento fundamental para provocar mudanças na estrutura sócio-cognitiva do sujeito (OLIVEIRA, 2001), que vem a refletir através de suas práticas sociais. As práticas sociais compartilhadas entre si e na sociedade constituem o que Miller (2013) entende por cultura. A fim de responder a seguinte pergunta: “Como a Escola Municipal Antônio Santos Coelho Neto trabalha a educação patrimonial no âmbito de sua instituição?”, buscamos identificar as práticas de educação patrimonial no âmbito da Escola Municipal de Ensino Fundamental Antonio Santos Coelho, e como objetivos específicos 1) mapear as práticas pedagógicas desta escola; 2) caracterizar as práticas pedagógicas desta escola; e 3) identificar as normativas estaduais e municipais sobre educação patrimonial. Primeiramente, apresentamos a Educação Patrimonial, sua história e os dados quantitativos sobre o que vem sendo trabalhado a respeito da temática. No capítulo seguinte, buscamos discutir sobre o patrimônio cultural e o percurso histórico da institucionalização da cultura no país e na Paraíba. Adiante, caracterizamos a escola através de sua escola, e indispensavelmente, a história do bairro da Penha que se entrelaça com a história da instituição. A pesquisa se ajustou como uma busca exploratória de fontes documentais das normativas estaduais e municipais, nos sites da assembleia e câmara, respectivamente. Bem como também, uma busca exploratória em repositórios da área da Ciência da Informação para coleta de dados sobre as publicações sobre Educação Patrimonial na área. Para a coleta de informações sobre a instituição lócus da pesquisa, bem como suas práticas pedagógicas, utilizamos da entrevista semiestruturada, que foi transcrita parcialmente manual, recortando apenas as informações que se ajustam aos nossos objetivos. Consideramos que a pesquisa foi fundamental para provar que a educação patrimonial, quando trabalhada na escola, pode vir a trazer a consciência cultural de preservação da memória e das práticas culturais de uma localidade, como foi o caso da presente escola na comunidade da Penha.
  • ODETE MÁYRA MESQUITA SALES
  • PRESERVAÇÃO DIGITAL NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE: Modelo de Metadados para Preservação do Prontuário Eletrônico do Paciente
  • Data: 30/09/2022
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • Tendo em vista a necessidade de salvaguardar a memória da saúde, essa tese parte da ideia de que a criação de um modelo de metadados específico, com foco na preservação digital do prontuário eletrônico do paciente, contribuirá para o acesso e o uso da informação a longo prazo. Além de colaborar para aperfeiçoar a busca e a recuperação da documentação sanitária, o que possibilitará uma maior integralidade dos dados, interoperabilidade dos sistemas e preservação da memória da saúde. Para tanto, o objetivo principal da pesquisa foi construir um modelo de metadados para a preservação digital do prontuário eletrônico do paciente, tendo em vista otimizar o acesso e o uso da informação a longo prazo, bem como a salvaguarda da memória da saúde. A escolha do tema é motivada, principalmente, pela necessidade de criar um esquema de metadados voltado para PEP que visem a preservação das informações contidas nesses documentos, favorecendo o acesso e a recuperação da informação sanitária no Serviço de Arquivo Médico e Estatística a longo prazo. O referencial teórico aborda o impacto que as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação sobre a Ciência da Informação e as Ciências da Saúde, além da relação entre essas áreas, para adentrar na temática da Preservação Digital e do prontuário do paciente. A pesquisa está caracterizada como aplicada, exploratória, descritiva e propositiva, ancorada no método quadripolar, a partir de uma abordagem qualitativa que nos deu suporte para a elaboração do modelo de metadados para preservação digital voltado para prontuário eletrônico do paciente. O estudo empírico foi desenvolvimento no Serviço de Arquivo Médico e Estatística do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará. O corpus da pesquisa recaiu sobre dois prontuários do paciente, sendo um analógico e outro digital. As análises apontam que é possível ter como base os padrões de preservação digital existentes na literatura como subsídios para a definição de metadados mínimos para preservação aplicados ao contexto dos prontuários do paciente. Conclui-se apresentando um modelo de metadados para preservação digital de prontuário eletrônico do paciente que difere dos modelos abordados na literatura, atendendo às condições no que se refere ao prontuário e com a finalidade de garantir que as informações permaneçam disponíveis, recuperáveis e compreensíveis a longo prazo, além de contribuir de forma substancial para as discussões sobre a temática da preservação digital para a documentação sanitária.
  • LUCAS HENRIQUE ALVES DA SILVA
  • Diretrizes e Instrumentos para a Auditoria e Certificação de Repositórios de Dados Científicos
  • Data: 29/09/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A auditoria e a certificação são procedimentos que permitem avaliar a confiabilidade e a qualidade dos serviços fornecidos pelos repositórios digitais. O objetivo geral desse estudo é investigar as principais tendências de diretrizes e instrumentos para a auditoria e certificação de repositórios de dados científicos. A metodologia segue uma abordagem qualitativa do tipo básico e descritivo. Os procedimentos de coleta de dados consistiram no levantamento dos instrumentos de certificação e na identificação de categorias a priori, extraídas da literatura, e a posteriori, com a exploração do corpus documental. A amostra da pesquisa foi composta por oito instrumentos de certificação: TRAC, DRAMBORA, Nestor, RatSWD, ACTDR, CLARIN B, CoreTrustSeal e DINI Certificate. Os métodos de análise de dados empregados foram a análise de conteúdo, análise documental e análise descritiva. Os resultados demonstram que cada instrumento concentra o conteúdo de suas diretrizes em eixos temáticos diferentes, porém os assuntos abordados com maior frequência pelas diretrizes foram documentação, metadados, aspectos administrativos, conformidade com o modelo OAIS, licenças, disponibilidade dos dados a longo prazo e identificação persistente. As principais conclusões apontam que todos os instrumentos são aplicáveis em alguma medida aos repositórios de dados, os quais necessitam de melhorias em quesitos como estrutura, estabilidade, visibilidade e propósito, no contexto brasileiro.
  • KARCIA LUCIA OLIVEIRA DIAS
  • REPRESENTAÇÃO TEMÁTICA DO CORDEL DE CIRCUNSTÂNCIA À LUZ DA VEROSSIMILHANÇA
  • Data: 27/09/2022
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa aborda a Literatura de Cordel que é uma manifestação literária, cultural e histórica. Sua estrutura é composta por versos com métrica e rima, também se destaca por meio da oralidade, com predominância no Nordeste do Brasil. Dentre as temáticas abordadas nos folhetos de cordel, destaca-se o “cordel de circunstância” na qual verificou-se a semelhança entre os fatos reais com os versados nos cordéis. Com base nessa perspectiva, a proposta norteadora desta pesquisa visa ampliar o estudo acerca da representação temática da informação, sobretudo quando se relaciona a indexação dos folhetos de cordel referentes aos fatos de circunstância, por meio de análises da verossimilhança. O objetivo da pesquisa é analisar os temas dos folhetos de cordel de circunstância da Cordelteca Leandro Gomes de Barros da Fundação Casa de José Américo à luz da verossimilhança. A metodologia aplicada consiste numa pesquisa de caráter documental e bibliográfico, com abordagem qualitativa e um corpus documental com vinte e sete folhetos de cordel de circunstância, que foram selecionados de acordo com as classes temáticas propostas por Albuquerque (2011). O arcabouço teórico-metodológico para auxiliar na análise dos dados, foi a semântica discursiva para conceituar os temas indexados e a verossimilhança para realizar a análise verossímil dos cordéis de circunstância com os jornais selecionados da Hemeroteca da Biblioteca Nacional e de Circulação Nacional. Posteriormente, os dados foram organizados em uma planilha Microsoft Excel para controle dos folhetos de circunstância selecionados, identificados intencionalmente para realizar o mapeamento dos cordéis de circunstância e a verossimilhança dos fatos e em seguida sistematizados em quadros para melhor apresentá-los. O resultado da pesquisa mostra que 11 folhetos de circunstância foram analisados, e nestes emergiram temas diversos. Assim, comprova por meio da representação temática, que os fatos de circunstâncias noticiados nos folhetos de cordel, são verossimilhantes, visto que a literatura de cordel é tida como um documento histórico, fonte de informação e comunicação.
  • MARIA DA CONCEICAO PEREIRA PAULINO
  • TIPOLOGIA DOCUMENTAL DE FOTOGRAFIAS: Uma proposta a partir da temática da Arquitetura e Paisagem Urbana
  • Orientador : MARIA ELIZABETH BALTAR CARNEIRO DE ALBUQUERQUE
  • Data: 26/09/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Nesta pesquisa refletimos sobre a identificação tipológica de fotografias, com a hipótese de que estes documentos necessitam ter uma classificação tipológica definida, uma vez que na arquivística os documentos textuais são assim identificados. Nosso objetivo é apresentar metodologia de identificação tipológica a partir da análise do tema da arquitetura e paisagem urbana no sentido de afirmá-la como um tipo documental, e não apenas como uma espécie do gênero iconográfico. Compreendemos que estas fotografias se caracterizam como um documento histórico, de guarda permanente por ser o registro de um patrimônio histórico cultural de uma cidade. Nos procedimentos metodológicos consideramos os pressupostos teóricos do campo da Representação da Informação, ampliando as categorias de análise proposta por Manini (2004) e da identificação tipológica recomendados por Bellotto (2002), em diálogo com as práticas desenvolvidas no campo da Diplomática e outras pesquisas no campo da Ciência da Informação. No caminho percorrido discutimos os princípios arquivísticos da Proveniência, Pertinência e sobre os planos de classificação. O desenvolvimento histórico da fotografia em paralelo com a produção de fotografias nesta temática desde o século XIX, no contexto europeu, mas sobretudo no brasileiro, bem como da sua produção dentro de um contexto institucional. Analisamos a prática realizada no Projeto Rede de Arquivos do IPHAN em comparação com as recomendações da NOBRADE e elaboramos formulário de identificação tipológica, refletindo sobre o lugar da fotografia nos planos de classificação de arquivos. Por fim apresentamos nossa proposta para o caso analisado. Vislumbramos que se inicie uma fase de discussão na produção científica da Ciência da Informação e do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ) pela busca da especialidade temática e terminológica da fotografia.
  • ANA CLEIDE PATRICIO DE SOUZA
  • POETA ANTÔNIO APOLINÁRIO DA CRUZ: traços biográficos e temáticos na literatura de cordel
  • Data: 23/09/2022
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa abordou a Representação Temática da Informação nos folhetos do poeta Antônio Apolinário da Cruz, com o objetivo de analisar a trajetória e as temáticas presentes nos folhetos da Literatura de Cordel do autor. O percurso metodológico consistiu numa pesquisa de caráter descritivo, com abordagem qualitativa, de cunho bibliográfico e documental. A operacionalização da pesquisa ocorreu em etapas: na primeira etapa, realizamos a coleta dos dados, através de busca online nos catálogos de instituições que contêm acervo de Literatura de Cordel, posteriormente mapeamos e listamos a produção literária do poeta Antônio Apolinário da Cruz nessas instituições. Na segunda etapa, adotamos a Análise do Conteúdo para sistematizar os folhetos selecionados e analisamos os dados com base na categorização de Bardin (2016) e nas “Classes Temáticas” de Albuquerque (2011), uma vez que ambos corroboram a identificação dos temas que compõem a trajetória e a obra do poeta. Selecionamos trinta e três folhetos para formar o corpus. Como procedimentos de análise, fizemos uso de conteúdo dos versos contendo elementos que tratam sobre temas e trajetória, consultados nos próprios folhetos do poeta, sendo estes contributos informacionais essenciais. Mapeamos as instituições brasileiras e estrangeiras que preservam em suas unidades de informação folhetos do poeta. Identificamos os temas nos folhetos de cordel do poeta Antônio Apolinário da Cruz; a partir da análise do conteúdo, verificamos elementos e os sistematizamos em quadros e figuras para uma melhor organização das informações. Das análises dos folhetos de cordel, emergiram os temas: acidente, assassinato, cura, corrupção, desastre, eleições, evangelização, governo, homenagem, morte, poder, política, profecias, prostituição religião, religiosidade, separação, temperamento e urbanismo, predominando religiosidade, profecias e poder, e como classe temática: Cidade e Vida Urbana, Crime, Ciência, humor, Intempéries, Moralidade, Morte, Peleja, Poder; Político e Social e Religião. Concluímos que a pesquisa possibilitou desvelar a trajetória do poeta Antônio Apolinário da Cruz e os temas abordados em seus folhetos de cordel.
  • ANA PATRICIA SILVA MOURA
  • A MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO SOBRE MULHER, GÊNERO E FEMINISMO NOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO DO BRASIL
  • Data: 22/09/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo geral deste trabalho foi de analisar a mediação da informação em dissertações e teses produzidas sobre mulher, gênero e feminismo nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCIs) no Brasil. Para alcançar essa finalidade, foram elencados três objetivos específicos: a) mapear as dissertações e as teses produzidas sobre mulher, gênero e feminismo nos PPGCIs no Brasil; b) identificar as/os pesquisadoras/as que mediaram conteúdos informacionais atinentes aos temas. c) relacionar os conteúdos informacionais mediados conscientemente pelas pesquisadoras com a mediação consciente da informação, demonstrando a subversão das questões de gênero, raça, LGBTQIAP+. No que concerne à metodologia, a pesquisa é do tipo documental, descritiva e bibliográfica. Os dados foram tratados com base nas abordagens qualitativa e quantitativa e coletados nos repositórios institucionais dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação, das Universidades Federais e Estaduais de ensino superior do Brasil, e no currículo lattes das/os pesquisadoras/es. As variáveis adotadas foram: instituição em que a pesquisa foi defendida; linha de pesquisa à qual está vinculada/o no PPGCI; ano em que a dissertação ou a tese foi defendida; metodologia; campo de pesquisa e palavras-chave utilizadas no trabalho. No que tange às/aos pesquisadoras/es, identificaram-se a autoria, a vinculação institucional, o gênero, a caracterização étnico-racial, a formação acadêmica e a titulação. Os resultados preliminares dos dados quantitativos indicaram que, no universo do estudo, foram encontradas trinta e seis dissertações e teses sobre os temas pesquisados. Na amostra do estudo, mapearam-se 78% de dissertações e 22,2% de teses, das quais 86% foram produzidas por pesquisadoras, e 14%, por pesquisadores. O estudo indicou, ainda, que 67% dos trabalhos foram orientados por mulheres, e 34%, por homens. Os resultados apontam que a mediação dos conteúdos informacionais produzidos nas dissertações e nas teses sobre mulher, gênero e feminismo disseminam conhecimentos sobre direitos, cidadania e desnaturalização das desigualdades de gênero, o que contribui para visibilizar a interface mulheres, gênero e o fenômeno informacional, de forma a favorecer o protagonismo social das mulheres.
  • PRISCILLA DE MELO ALMEIDA
  • A INFORMAÇÃO E O EMPODERAMENTO DE MULHERES QUE SÃO MÃES E PESQUISADORAS DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19.
  • Orientador : GISELE ROCHA CORTES
  • Data: 22/09/2022
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A pandemia da Covid -19 causou impacto em todos os grupos sociais da sociedade, em especial, nas mulheres, tradicionalmente responsáveis pelo trabalho doméstico não remunerado, pela educação dos(as) filhos e pelo cuidado com os(as) familiares. Este trabalho tem como objetivo geral analisar a informação no processo de empoderamento de mulheres que são mães e pesquisadoras e conciliaram a maternidade com o trabalho de pesquisa em tempos de pandemia da Covid-19. Para isso, foram elencados três objetivos específicos: a) verificar como a tradicional divisão sexual do trabalho, ancorada em esquemas hegemônicos de gênero, afetou a vida das discentes mães do PPGCI/UFPB; b) analisar como as discentes mães vivenciaram o confinamento, a conciliação dos trabalhos acadêmicos, os cuidados com familiares e o acompanhamento dos(as) filhos(as) nas tarefas escolares; e c) descrever de que forma a informação contribuiu com o processo de empoderamento das mulheres para enfrentarem as desigualdades de gênero no período de pandemia.
  • RONNIE ANDERSON NASCIMENTO DE FARIAS
  • Diretrizes para Preservação Digital e Construção de Memória em Repositórios Institucionais
  • Data: 20/09/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O acesso à informação por tempo prolongado é disponibilizado nos repositórios das universidades pública são executar as estratégias que possibilita a preservação digital da memória institucional. Objetiva-se delinear diretrizes e estratégias de preservação digital em Repositórios Institucionais das universidades públicas nacionais e estrangeiras. Objetiva especificamente compreender se as diretrizes de preservação digital são executadas nos Repositórios Institucionais das universidades públicas nacionais e estrangeiras; analisar se há ações de preservação digital adotadas nos Repositórios Institucionais das universidades públicas nacionais e estrangeiras por suas políticas de informação e preservação; propor um modelo de diretrizes ao Repositório Institucional para a preservação digital da memória institucional. Caracteriza-se como um estudo de natureza descritiva procurando compreender e analisar diretrizes de preservação digital e explicativa pois indica fatores que determinam ou contribuem para a ocorrência desse fenômeno. O método utilizado foi o quadripolar e a análise de conteúdo proposto por Bardin permitiu que as estratégias para preservação digital nos Repositórios Institucionais nacionais fossem analisadas pelo conteúdo das suas políticas.A classificação quanto à abordagem de pesquisa será a quanti-qualitativa que articula as dimensões quantitativa e qualitativa na análise dos dados. Classifica-se como bibliográfica e documental quanto ao método de pesquisa empregado na obtenção dos dados. Tem como universo da pesquisa a análise dos 51 websites dos Repositórios Institucionais nacionais indexados no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, no Directory of Open Access Repositories e no Registry of Open Access Repositories e pelo registro do Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior contemplando as universidades públicas municipais, federais e estaduais segundo a categoria administrativa.Para as estrangeiras foi escolhido um número correspondente ao nacional na lista do Ranking Web of Repositorie. No Brasil ainda persiste nos repositórios institucionais a ausência de 15,5 % na divulgação, responsabilidades, políticas e estratégias adotadas de preservação digital, que não preenche requisitos mínimos para de preservação dos objetos digitais. Considera-se que os repositórios institucionais das universidades do Brasil necessitam de diretrizes de estratégias de preservação para garantir que a memória institucional seja preservada a longo prazo.
  • JOBSON LOUIS ALMEIDA BRANDAO
  • Modelo teórico-pragmático para políticas de informação em bibliotecas
  • Data: 25/08/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil ainda há lacunas a serem investigadas sobre os modelos teóricos baseados em evidências científicas com a finalidade de subsidiar o desenvolvimento de políticas de informação em bibliotecas. Ainda é preciso identificar as diferenças comportamentais, contextuais e normativas dos elementos componentes de regimes de informação, estabelecer relações conceituais e refletir, criticamente e em ação, sobre a questão dicotômica da ausência e presença dessas políticas. Partindo dessa lacuna, a solução para a problemática abrange a criação de um modelo teórico-pragmático. Nessa perspectiva, infere-se que a demanda que se apresenta na contemporaneidade deve ser contemplada numa agenda de pesquisa interinstitucional alinhada às demandas da Sociedade Digital. Destaca-se que a ação científica se torna primordial para a consolidação e o fortalecimento da importância das políticas de informação, com base na filosofia organizacional das bibliotecas aprendentes. O objetivo geral da pesquisa consistiu, portanto, em compreender, por meio de um modelo teórico-pragmático, o desenvolvimento de políticas de informação e sua interface com as tecnologias intelectuais, semânticas e digitais, no contexto das bibliotecas de universidades e institutos federais no Brasil. A dimensão teórica que subsidiou a Tese se constituiu a partir da Teoria da Ação; da Escola de Poder; do Modelo de solicitude organizacional para a criação de conhecimento e da relação entre poder, políticas de informação e papel do Estado. Metodologicamente, a pesquisa foi realizada pelo método Ciência-Ação, uma forma inédita de pesquisa-ação cuja intervenção se dá pela ação científica. Tomando como base o estudo das teorias em uso e na ação científica realizada para modificá-las, esta Tese pode contribuir no campo científico da Ciência da Informação e no campo profissional da Biblioteconomia, elucidando o papel das políticas de informação para a gestão da informação no âmbito de uma agenda digital, por meio de um modelo teórico-pragmático próprio para o contexto de atuação das bibliotecas de institutos e universidades federais. Conclui-se que as políticas de informação podem colaborar com o cumprimento das agendas nacionais e internacionais dedicadas aos objetivos do desenvolvimento sustentável e da sociedade digital; e podem ser instrumentos estratégicos para formulação, aplicação e avaliação da agenda digital brasileira; e que o modelo teórico-pragmático proposto e defendido na Tese evidencia três recursos inéditos para o campo da Ciência da Informação, que possibilitam que os pesquisadores colaborem com a agenda digital brasileira e com o avanço dos estudos dedicados à fluência digital, à inovação, à gestão da informação e, portanto, às políticas de informação, são eles: o método ciência-ação; as ações infoeducacionais possíveis a partir da gestão de projetos educativos em bibliotecas educativas públicas; e uma teoria da solicitude científica que colabora com a prática da comunicação científica em rede. Esses três elementos poderão ser aperfeiçoados com a aplicação futura de uma agenda de pesquisa interinstitucional que foi proposta como produto final de Tese, sendo, também, parte integrante fundamental do modelo teórico-pragmático.
  • RAYAN ARAMIS DE BRITO FEITOZA
  • GESTÃO DO CONHECIMENTO NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL: ESTRUTURAS COGNITIVA E SOCIAL NO SEU PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO CIENTÍFICA
  • Data: 18/08/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Objetiva analisar o processo de institucionalização científica da Gestão do Conhecimento na Ciência da Informação no Brasil, a partir de suas estruturas cognitiva e social. No percurso metodológico, caracteriza a pesquisa como exploratória e descritiva, de abordagem quantitativa e qualitativa, do tipo bibliográfica e documental. Realiza duas etapas na operacionalização da pesquisa: sistematização de categorias analíticas, de indicadores e de componentes enquanto critérios de avaliação; e identificação e descrição dos componentes estruturais da institucionalização científica. Na primeira etapa, adota a Análise Conteúdo para sistematizar os critérios de avaliação do atual estágio de institucionalização social e cognitiva da Gestão do Conhecimento, com base na teoria whitleyliana. Na segunda etapa, para identificação dos componentes da estrutura cognitiva da Gestão do Conhecimento, elege como universo os trabalhos publicados nos anais das 21 edições do Encontro Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação e, como amostra, a produção científica em Gestão do Conhecimento do evento, os autores mais produtivos e os representativos do núcleo temático definidos por critérios estabelecidos; e, para identificação dos componentes da estrutura social da Gestão do Conhecimento, levanta documentos na Plataforma Sucupira da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, no Diretório de Grupos de Pesquisa e no Currículo Lattes da Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, e nos portais de Programas de Pós-Graduação da Ciência da Informação, de periódicos científicos, de rede de cooperação, e dos eventos científicos. Como procedimentos de análise, faz uso, também, dos estudos métricos da informação a partir da bibliometria, com análise de citações. Identifica a linearidade e variação terminológica da temática a partir das palavras-chave e constata que a predominância dos termos mais incidentes denota as abordagens da Gestão do Conhecimento e dá previsão de temas para pesquisas futuras. Os fundamentos teóricos e metodológicos que embasam as pesquisas sobre a temática apontam a previsibilidade dos autores e obras da Gestão do Conhecimento, a partir das incidências de citações realizadas pelos citantes. Identifica instituições que ofertam programas de pós-graduação e respectivas linhas de pesquisa, grupos de pesquisa, e rede de cooperação, constatando que esses espaços são unidades formativas para pessoas interessadas no tema, como também viabilizam o fortalecimento da comunidade cientifica e identidade social interna da Gestão do Conhecimento neste campo. Identifica periódicos especializados e eventos científicos com escopo no tema, verificando o fortalecimento da identidade social externa da Gestão do Conhecimento. Identifica o perfil formativo e as afiliações institucionais de alocação dos pesquisadores responsáveis pela Gestão do Conhecimento. Infere que o atual estágio de institucionalização da Gestão do Conhecimento, com análise combinatória das suas estruturas cognitiva e social, na Ciência da Informação, é considerado de nível elevado e significativo, apesar de ainda estar ampliando o seu escopo. Conclui ratificando a tese de que a Gestão do Conhecimento se encontra em processo gradativo de institucionalização na Ciência da Informação no Brasil, a partir de componentes que viabilizam suas estruturas cognitiva e social, se posicionando como uma especialidade com abordagens que se configuram como áreas de pesquisa.
  • ELIANE MENDES LINHARES
  • O PROCESSO DE BUSCA DE INFORMAÇÕES POR ALUNOS SURDOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 17/08/2022
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A partir do pressuposto legal de que “todos são iguais perante a lei”, sem qualquer distinção, e, considerando que a informação é um elemento básico e imprescindível para o ser humano, desenvolveu-se a presente dissertação que tem por objetivo analisar o comportamento de busca de informação dos universitários surdos do Campus I da Universidade Federal da Paraíba à luz do modelo de Carol Kuhlthau. O modelo criado por Kuhlthau estrutura-se em seis estágios: iniciação, seleção, exploração, formulação, coleta e apresentação, que são acompanhados por reações emocionais, evidenciando-se os sentimentos dos usuários em cada uma das etapas. A pesquisa, do tipo descritiva, caracteriza-se como de campo e de abordagem quali-quantitativa. Utilizou o questionário como instrumento de coleta de dados e as técnicas do incidente crítico e da análise de conteúdo, como procedimentos de análise de dados. Os resultados obtidos permitiram traçar o perfil desses estudantes, que é composto pelo gênero, em sua maioria, masculino, com faixa etária entre 19 e 30 anos, matriculados principalmente na área da educação, cursando, a maioria, entre o terceiro e quarto período, na modalidade de ensino presencial, tendo utilizado como forma de ingresso na universidade o sistema de cotas. A pesquisa constatou que a maior parte deles possui grau de surdez severa e que utiliza combinações e diferentes formas de comunicação: leitura labial, Libras e da oralização. No que tange aos meios de acesso à informação, verificou-se que a maioria dos estudantes possui acesso à internet, com uma frequência de acesso diário e de suas próprias residências, através de diferentes dispositivos, sendo o smartphone e o notebook os mais recorrentes. Em relação aos sentimentos experienciados pelos estudantes durante o processo de busca por informação, foi constatado a efetiva aplicabilidade do modelo de Kuhlthau, que permitiu a verificação dos sentimentos dos estudantes em cada estágio proposto pelo modelo, evidenciando, ainda, a diminuição dos níveis de incerteza, o aumento confiança e o sentimento de satisfação, conforme o avanço do processo de busca. Sobre a existência de barreiras no acesso à informação, identificou-se que a principal delas é a dificuldade em compreender as informações encontradas. Ao tratar das ações de suporte oferecidas pelo Comitê de Inclusão e Acessibilidade da UFPB, a maioria dos alunos relatou acessar os serviços do comitê sem quaisquer dificuldades e já solicitou os serviços do profissional intérprete de Libras, dentre esses, todos já utilizaram com a finalidade de tradução de aulas da graduação. E ainda, que a maioria deles descreveu como positiva a experiência tida com o intérprete de Libras. Conclui-se que o modelo de busca de informação de Carol Kuhlthau permitiu analisar, adequadamente, o comportamento de busca de informação dos universitários surdos do Campus I da UFPB. Pontua-se a necessidade de que as instituições de ensino superior estejam atentas à realidade vivenciada e demandada por esse grupo de alunos que necessita de condições diferenciadas no acesso à informação, de forma a garantir meios que possibilitem o acesso à informação e sua efetiva permanência no ambiente acadêmico, de acordo seus direitos assegurados por lei.
  • JONATHA VIEIRA DE SOUSA
  • DOS AMBIENTES DE INFORMAÇÃO À ECOLOGIA INFORMACIONAL COMPLEXA E PERVASIVA: UM ESTUDO NO MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA
  • Data: 29/07/2022
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • O Ministério Público é a instituição pública responsável por promover justiça. Nesse cenário, este trabalho é resultado de uma pesquisa cujo objetivo foi investigar os ambientes informacionais digitais do MPPB no sentido de, na perspectiva da Arquitetura da Informação Pervasiva, modelá-los em uma ecologia informacional complexa. Foi utilizado o método quadripolar enquanto recurso de delineamento metodológico para alcance dos fins propostos pela pesquisa. Foram estabelecidas as seguintes categorias teóricas: Ciência de Informação, Informação, Arquitetura da Informação, Ecologias de Informação e Ecologias Informacionais Complexas, e elencados os autores que embasaram as discussões sobre cada categoria ao longo da pesquisa. Quanto às abordagens, foram utilizadas as abordagens funcionalista e sistêmica. Do ponto de vista da coleta de dados, foram realizadas as seguintes etapas: a primeira foi de cunho documental, com seleção, catalogação e análise dos documentos internos que se relacionaram com o objeto estudado na pesquisa; a segunda foi a navegação pelos ambientes informacionais digitais do MPPB, a qual foi documentada por meio de capturas de tela e por anotações em diário de pesquisa; a terceira etapa foi de observação do tipo participante, registrada, também, em diário de anotações; a quarta etapa foi a aplicação do Protocolo para avaliação dos ambientes informacionais digitais, o qual aborda aspectos relacionados à Arquitetura da Informação Pervasiva. Os ambientes informacionais digitais foram, então, analisados à luz dos documentos selecionados, da navegação, da observação e do Protocolo adotado, o que fundamentou as propostas de melhoria para os ambientes informacionais digitais do MPPB, o desenho do modelo de ecologia informacional digital para Ministério Público e para o Ministério Público da Paraíba.
  • LAIANA FERREIRA DE SOUSA
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS TERAPEUTICAS E A RESILIÊNCIA INFORMACIONAL
  • Data: 15/06/2022
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Compreende como as práticas de mediação da leitura desenvolvidas em ambientes online, através da Biblioterapia, podem contribuir para a construção da resiliência informacional de crianças que passam pelo luto coletivizado causado pela pandemia do novo coronavírus. Dessa forma, visa abordar a Biblioterapia como recurso multidisciplinar que auxilia de forma terapêutica através do processo dialógico e colaborativo da mediação de leitura em plataformas virtuais de videoconferência. No campo informacional, considera-se o processo biblioterapêutico uma estratégia para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais em contextos de vida em que as incertezas são aspectos limitantes. Nesse sentido, esta pesquisa apresenta o conceito de Práticas Informacionais Terapêuticas para explicar o processo informacional que resulta das práticas de mediação da leitura desenvolvidas a partir da Biblioterapia no contexto educacional, permeado pelo luto gerado pela pandemia da Covid-19. Parte-se do pressuposto, de que as práticas de mediação da leitura, aqui compreendidas como promotoras de práticas informacionais terapêuticas, uma vez que se processem, fundamentalmente, como mediadoras de conteúdos informacionais, adequados à realidade dos sujeitos aos quais são destinados, podem se configurar como um importante elemento capaz de oferecer a estes subsídios necessários para que superem um estado de incerteza informacional e construam uma situação de resiliência informacional capaz de ressignificar elementos constitutivos de seus contextos de vida. Cientes da complexidade dessa problemática, optou-se por utilizar o modelo de Brasileiro (2017), a fim de explorar os seus elementos explicativos da formação/manutenção dos laços sociais efetivados a partir da interação em grupo e as práticas informacionais de leitura geradas a partir da Biblioterapia. Do ponto de vista metodológico, foi realizada uma investigação empírica de coleta de informações por meio da pesquisa-ação e grupo focal. Em seguida, os dados foram transcritos e, posteriormente, submetidos à análise temática, sob o viés da análise de conteúdo de Bardin (2011). A partir dos depoimentos coletados durante o grupo focal, sobretudo das falas e colocações das crianças, concluiu-se, nesta investigação que as práticas informacionais terapêuticas colaborativas desenvolvidas, especificamente no âmbito das interações mediadas por plataformas virtuais, sobretudo na fase infantil, podem contribuir para que as crianças, em especial aquelas que passam pelo processo de luto, sejam capazes de lidar com as incertezas causadas pela perda e desenvolverem a capacidade de resiliência informacional.
  • RAFAELA ROMANIUC BATISTA
  • ANÁLISE DE RISCOS EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: modelo integrado e simplificado de ações de segurança da informação para instituições federais de ensino superior (IFES)
  • Data: 26/05/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A sociedade atual tem na informação o seu elemento transformador, onde estudar a informação e suas inter-relações implica no estudo das forças produtivas dessa sociedade, ampliando “per se” a relevância da segurança da informação para a proteção de algo de valor. Nas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) não poderia ser diferente uma vez que o fluxo informacional tornou-se elemento estruturador de forma progressiva, em que as dinâmicas das demandas de informação precisam ser efetivamente atendidas conforme os meios existentes. Portanto identificar e tratar os riscos de segurança que incidem nestes fluxos é um requisito para tais organizações. Contudo, observa-se que a ausência de ações de segurança d informação nessas instituições se dá, em geral, pela dificuldade de aplicação dos modelos de análise de riscos existentes, considerados o pilar desse processo. Essa dificuldade ocorre, pois modelos são propostos para fins mais genéricos que o contexto de uma universidade exige. A pesquisa propôs desenvolver um modelo integrado simplificado de ações para análise de riscos, específico para o contexto dos setores de tecnologia das IFES, a partir do framework de processo de gerenciamento de riscos OCTAVE Fort, reconhecido internacionalmente e escolhido após revisão sistemática de literatura, incluindo para este fim as normas e recomendações de segurança da informação do governo federal e a Lei Geral de Proteção de Dados, que regem os órgão e entidades da Administração Pública Federal na temática de segurança de informação. No intuito de alcançar esse objetivo, foi feito uma pesquisa aplicada, classificada como exploratória, em sua primeira fase, e descritiva, em sua segunda fase, fundamentada a partir de uma pesquisa de abordagem mista que combinou técnicas de pesquisa qualitativa e quantitativa. Com informações obtidas pelos métodos de coleta utilizados: pesquisa documental e aplicação questionário on-line. Para análise dos dados, foi utilizada a análise de conteúdo e análise estatística. Assim, pretendeu-se identificar os elementos conceituais para o desenvolvimento de um modelo integrado e simplificado de ações de segurança da informação. O questionário, utilizado como instrumento de coleta de dados, enviado para 102 IFES, ficou aberto a respostas por 4 meses e 5 dias, obtendo 101 respondentes, porém apenas 32 finalizaram o questionário e tiveram as respostas analisadas. Pela análise dos dados coletados, foi possível concluir que a realidade das IFES em relação à SI precisa de atenção e apoio da alta administração, pois, apesar de as normas elencarem diversas ações de SI aplicáveis, as IFES aplicam ações de forma ad hoc em sua maioria. Os elementos conceituais obtidos nesta tese permitiram a criação do modelo MISASI STI, que pode ser utilizado como guia para explorar e avaliar as ações de SI existentes e/ou necessárias aos setores de tecnologia das IFES.
  • KELLY CRISTIANE QUEIROZ BARROS
  • O PLATÔ DA ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS: experiências e práticas em Organização de Arquivos no Estado da Paraíba
  • Data: 31/03/2022
  • Hora: 20:00
  • Mostrar Resumo
  • O propósito inicial desta pesquisa foi analisar o protagonismo de um grupo de historiadores ligados ao Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional (NDIHR) da Universidade Federal da paraíba, criado no ano de 1976. Entretanto, no andamento desta pesquisa foi observado que este grupo de profissionais fez parte de uma imensa estrutura rizomática, com seus múltiplos ramos, conexões, florescimentos que compôs aquilo que, tomando a filosofia de Deleuze e Guattari (2011), como referência, poderiam ser características de um platô. As práticas que fizeram parte da Arquivologia na Paraíba, no período que denominamos da Organização de Arquivos, foram aqui analisadas em busca das multiplicidades e diante dos contextos entre meados da década de 1970 aos anos 2000, momento em que historiadores, arquivistas ou bibliotecários ligados a UFPB e profissionais com práticas já conhecidas e reconhecidas na sociedade paraibana participaram do processo de institucionalizadas da Arquivologia no Estado. Práticas e técnicas se sobressaiam e a todo momento foi observado como o cotidiano vivenciado nos arquivos em processo de organização as convertiam em instituições arquivistica reconhecidas. Foram abordados os entrecruzamentos de pessoas e instituições, assim como, eventos científicos, os fluxos de conhecimentos que chegavam a Paraíba, os arquivistas convidados para colaborar com os profissionais locais, a importância da oferta de cursos de especialização em Organização de Arquivos e de capacitação realizados por diversas cidades paraibanas. Viu-se que bibliotecários e historiadores foram agentes deste processo e aqui tiveram seu protagonismo avaliado pela perspectiva de que ambos colaboraram e fizeram a Arquivologia se institucionalizar, cresceram juntos entre as décadas de 1980 e 2000, entre fronteiras ainda em processo de definição.
  • CARLOS DE FRANCA BRITO
  • TESAURO DE TEOLOGIA SISTEMÁTICA: UM MAPEAMENTO CONCEITUAL A PARTIR DA PERSPECTIVA PENTECOSTAL
  • Data: 31/03/2022
  • Hora: 19:00
  • Mostrar Resumo
  • Por muitos anos os tesauros foram amplamente utilizados e são importantes instrumentos para organização do conhecimento e representação da informação, com a finalidade de representar e recuperar informações em determinado domínio do conhecimento. A construção dos tesauros exige assim o mapeamento conceitual que visa identificar e relacionar os conceitos para estruturação das classes e as relações de equivalência, hierarquia e associação entre os termos. Nesse sentido, esta pesquisa tomou como objetivo geral: Analisar os termos do domínio da Teologia Sistemática Pentecostal na perspectiva de construção futura de um tesauro nessa temática; e como objetivos específicos: a) mapear a terminologia referente ao domínio da Teologia Sistemática; b) estabelecer as relações terminológicas entre os termos mapeados para a construção de um tesauro e, por fim; c) propor um protótipo de tesauro especializado no domínio da Teologia Sistemática Pentecostal. Diante da ausência de trabalhos acadêmicos que relacionem a Ciência da Informação com a temática da Teologia em geral, e do número crescente de produções sobre o pentecostalismo nos últimos anos, estabeleceu-se como recorte a extração dos termos de uma Teologia Sistemática de cunho Pentecostal. O presente estudo compreende uma pesquisa de natureza básica, buscando discutir e sistematizar o domínio do conhecimento da Teologia Sistemática, sem a intenção, como trabalho final, de uma aplicação prática, como a construção de um tesauro. Quanto aos objetivos trata-se de uma pesquisa exploratória tendo em vista o esclarecimento e a apresentação de conceitos e novas reflexões sobre a elaboração de tesauros voltados para a área teológica. Compreende ainda uma pesquisa descritiva, por debruçar-se sobre metodologias e a descrição dos processos de elaboração de tesauros, especificamente aqueles voltados para a Teologia. Constitui uma pesquisa bibliográfica, pois parte do uso de conceitos, teorias e metodologias à luz de outros pesquisadores e conhecimentos disseminados em produções científicas sobre os estudos de Organização e Representação da Informação e do Conhecimento em Ciência da Informação, além do empreendimento de uma pesquisa de revisão integrativa para o levantamento das publicações relacionadas à Ciência da Informação e à Teologia. Como resultado apresenta-se um mapeamento estruturado dos termos encontrados na Teologia Sistemática Pentecostal de Stanley Horton, e o registro dos termos em fichas individuais que identificam as definições conceituais e as relações terminológicas do domínio, estabelecendo os processos metodológicos para a futura elaboração de um Tesauro de Teologia Sistemática.
  • MARIA EDUARDA DE OLIVEIRA SANTOS
  • APROPRIAÇÕES E USOS DOS CONCEITOS DE DESINFORMAÇÃO, FAKE NEWS E PÓS-VERDADE NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Data: 31/03/2022
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A desinformação, fake news e a pós-verdade são temáticas que têm adquirido notoriedade e relevância em pesquisas científicas nas mais variadas áreas do conhecimento, dentre elas, a Ciência da Informação, campo interdisciplinar que tem como objeto os fenômenos informacionais em toda sua complexidade. Isto posto, este estudo tem como objetivo geral apreender como se encontra a apropriação e uso dos conceitos de desinformação, fake news e pós-verdade no campo da Ciência da Informação no Brasil. No que tange ao percurso metodológico, trata-se de uma pesquisa documental, de natureza descritiva e abordagem quanti-qualitativa, que tem como campo empírico os Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação e como corpus as dissertações e teses defendidas no período de 2011 a 2021 nos PPGCIs brasileiros. Para análise/interpretação dos dados, será utilizada a estatística básica e a técnica de categorização, presente no método de análise de conteúdo, tal qual sistematizado por Bardin (2011). Após a análise dos 27 (vinte e sete) textos que foram recuperados, foi possível identificar a reincidência de citação de alguns nomes como: Pinheiro e Brito (2014), Demo (2000), Brito (2015) e Volkoff (2004) no tocante a desinformação; Lazer et. al. (2018) e Allcott e Gentzkow (2017) no que tange fake news, sobre pós-verdade prevaleceu a conceituação do Dicionário de Oxford (2016) e D’Ancona (2018). Constatamos que a Ciência da Informação, por intermédio da pós-graduação, tem investido em pesquisas dos termos discutidos, assim, evidencia-se que a área tem se preocupado com o seu aspecto social, na medida em que discute os fenômenos informacionais contemporâneos frente a sociedade.
  • KALIANDRA DE OLIVEIRA ANDRADE
  • A LEI MARIA DA PENHA E O REGIME DE INFORMAÇÃO DAS DELEGACIAS ESPECIALIZADAS DE ATENDIMENTO ÀS MULHERES NA PARAÍBA
  • Data: 28/03/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A violência doméstica e familiar contra as mulheres pode ser compreendida como violação dos direitos humanos, oriunda das desigualdades entre o gênero masculino e feminino, cometida por (ex)parceiros íntimos: companheiros/as, cônjuges e namorados/as, tipificadas em violência física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. Para prevenir, enfrentar e punir a violência doméstica e familiar as vítimas podem recorrer às políticas de enfrentamento e atendimento especializados como a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006) e as Delegacias Especializadas de Atendimento às Mulheres (DEAMs). Considerando tal contexto, a pesquisa tem como objetivo geral analisar a interveniência da Lei Maria da Penha, enquanto política pública no regime de informação das DEAMs na Paraíba. Os objetivos específicos: visam mapear as políticas de atendimento especializado às mulheres em situação de violência doméstica e familiar no Estado; identificar dispositivos, artefatos, ações de informação, atrizes sociais nas DEAMs; verificar as diretrizes de atendimento à violência doméstica realizadas pelas DEAMs anterior e posterior à promulgação da Lei Maria da Penha. No que refere às características metodológicas, trata-se de um estudo qualitativo, amparado pela metodologia quadripolar. Quanto à coleta das informações, têm-se a pesquisa documental e entrevistas semiestruturadas aplicadas às atrizes sociais: três subcoordenadoras das DEAMs e uma gestora estadual de políticas públicas para mulheres. Para interpretar os resultados, fez-se uso da análise de conteúdo, estruturada em oito categorias relacionadas à Lei Maria da Penha, Regime de Informação, rede e política pública. Os resultados demostraram que a Lei Maria da Penha, influenciou em mudanças no regime de informação das DEAMs, sobretudo nas ações de informação (Lives, Webnários e Campanhas); nos artefatos (SOS Mulher Protegida e Boletim de Ocorrência on-line); relativamente à atualização da Norma Técnica de Padronização das DEAMs, nos procedimentos policiais e na implantação de políticas de atendimento, pelo governo do estado, do Programa Integrado Patrulha Maria da Penha. Portanto, a Lei Maria da Penha, enquanto política de informação, atua com ações afirmativas para o enfrentamento à violência doméstica e familiar – legislação elaborada e reivindicada por feministas, considerada uma das três melhores leis do planeta pela ONU Mulheres e que, além de outros aspectos, oferece em seu escopo diretrizes para a atuação de entes governamentais e não governamentais. Embora muitas ações ocorram para prevenir a violência doméstica contra as mulheres, na Paraíba, ainda existem desafios: rede especializada de atendimento às mulheres condensada em João Pessoa e Campina Grande - os dois maiores municípios do Estado, desconhecimento dos fluxos de atendimento e encaminhamento por profissionais das redes locais, falta de equipe multiprofissional (Advogada, Assistente Social e Psicóloga) nas DEAMs, culpabilização das vítimas, além da necessidade de formação continuada para as/os profissionais dos serviços especializados e não especializados. Como proposta de intervenção, propõe-se a elaboração e publicação de boas práticas no enfrentamento à violência doméstica desenvolvida pela rede especializada, tais como: Casa de Acolhimento Provisório, Renovação de MPU On-line entre outros e, a criação de um aplicativo (sistema Android), para uso das vítimas no acesso à rede de atendimento com base na violência sofrida e sua localização (GPS).
  • NADINE DA SILVA COSTA
  • USO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DE MULHERES PELOS PROGRAMAS DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO BRASILEIROS: ANÁLISE DAS BIBLIOGRAFIAS INDICADAS NOS EDITAIS DE SELEÇÃO DE MESTRADO
  • Data: 25/03/2022
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • As relações de gênero são motivo de discussões nas esferas sociais e estudos no campo científico por serem vistas as desigualdades, de forma injusta, como fator principal do exercício de arbitrariedade desproporcional de homens às mulheres, formatação estruturada e construída no corpo social. Diante dessa realidade e mediante as mudanças na sociedade que parecem evoluir esse ideal de dominação de um gênero sobre o outro, considera-se a possibilidade da persistência desse sistema androcêntrico em campos julgados como evoluídos e dotados de informações, como são as universidades e suas repartições. Esta pesquisa busca compreender a existência dessa relação de gênero na área da Ciência da Informação praticada no Brasil, partindo do pressuposto da importância em evidenciar a temática, revelar e também trazer a reflexão acerca da dominação de posições e poderes do gênero masculino na CI. Como questão problema desta investigação pretendemos saber: Como estão representadas as pesquisadoras da Ciência da Informação, como autoras nas bibliografias recomendadas nos editais de seleção de mestrado dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil? Para responder a esse questionamento, delimitamos como objetivo geral: Analisar a participação das pesquisadoras na área da CI no Brasil, como autoras das bibliografias recomendadas nos editais para seleção de mestrado nos PPGCIs brasileiros. Considerando este objetivo, propomos os seguintes objetivos específicos: Identificar os programas de pós-graduação em CI, com mestrados acadêmicos, que possuam provas e bibliografias sugeridas como etapa para ingresso; elencar as autorias e coautorias por bibliografias analisadas, nomeando as pesquisadoras; apontar as temáticas das bibliografias que tenham mulheres como autoras, por meio dos títulos de cada produção científica e classificar as pesquisadoras quanto a formação inicial, instituição atual e nacionalidade. De acordo com os procedimentos metodológicos, trata-se de uma pesquisa com abordagem quanti-qualitativa, de caráter descritivo bibliográfico e documental. A coleta dos dados tem como foco o corpus formado pelos editais de seleção de mestrado dos PPGCIs brasileiros e nas bibliografias neles contidas.
  • MARCO ANTONIO ALMEIDA LLARENA
  • COMUNIDADES DE PRÁTICA À LUZ DO REGIME DE INFORMAÇÃO: ações de informação no Instituto Federal Paraíba
  • Data: 24/03/2022
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo voltou-se ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba e sugere à instituição estimular os arranjos grupais análogos às comunidades de prática como recurso informal para dinamizar o fluxo informacional em tomada de decisões e resolução de problemas demandados pelas atividades formais e/ou sinalizados no próprio regime de informação. Objetivou analisar, à luz do regime de informação, os arranjos grupais análogos às “comunidades de prática” no IFPB resultantes de ações de informação na gestão em/entre ensino, pesquisa e extensão; estabelecer uma aproximação conceitual e metodológica entre as ideias de comunidades de prática e regime de informação sob o prisma da Ciência da Informação; configurar o Regime de Informação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, por meio de desenho e descrição dos seus elementos: contextos, ações de informação, atores sociais, dispositivos e artefatos; mapear os arranjos grupais análogos às comunidades de prática a partir de registros de ações de informação sobre gestão de ensino, pesquisa e extensão da instituição; e, propor, à luz do Regime de Informação da instituição estudada, um modelo de comunidade de prática que contemple sua natureza informal e contribua com as demandas formais da instituição por meio de ações de informação de gestores do tripé acadêmico. Seus processos metodológicos se pautaram em pesquisa qualitativa de natureza básica utilizando-se das pesquisas bibliográfica, documental, exploratória, descritiva, e estudo de caso. Tudo isso sob as técnicas de aplicação de questionário e análise de conteúdo. Resultou em ponderações sobre os olhares múltiplos e abrangentes do regime da Informação e da comunidade de prática, estabelecendo tessituras e vicissitudes da relação entre os termos. Configurou os arranjos grupais da instituição selecionada a partir de registros de ações de informação que podem dinamizar o processo de aprendizagem colaborativa mediado por ações de informação voltadas às atividades de gestão em ensino, pesquisa e extensão. O produto final da tese validada foi um modelo de comunidade de prática sob a perspectiva sustentável e dinâmica que acredita contemplar a sua natureza informal na instituição e contribuir em suas demandas formais por meio das ações de informação de gestores do seu tripé acadêmico. Concluiu que o ciclo de funcionamento do modelo representa o início da comunidade de prática na instituição objeto, assim como em outras instituições, bem como o seu cultivo pode acontecer com o uso dos dispositivos de informação acessíveis, qualificando os estágios de desenvolvimento por meio de ações de informação que dinamizem o compartilhamento e integração dos membros do grupo via artefatos de informação. Também concluiu que as boas práticas dos atores sociais envolvidos podem ser facilitadas e potencializadas, evitando a dispersão e/ou possibilitando a inovação a partir da ressignificação dos contextos e domínios considerados inicialmente. E, por último, acredita-se que a proposta de modelo pode servir como orientação e/ou ferramenta de trabalho na instituição em sua estrutura multicampi.
  • MARCO ANTONIO ALMEIDA LLARENA
  • COMUNIDADES DE PRÁTICA À LUZ DO REGIME DE INFORMAÇÃO: ações de informação no Instituto Federal Paraíba
  • Data: 24/03/2022
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo voltou-se ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba e sugere à instituição estimular os arranjos grupais análogos às comunidades de prática como recurso informal para dinamizar o fluxo informacional em tomada de decisões e resolução de problemas demandados pelas atividades formais e/ou sinalizados no próprio regime de informação. Objetivou analisar, à luz do regime de informação, os arranjos grupais análogos às “comunidades de prática” no IFPB resultantes de ações de informação na gestão em/entre ensino, pesquisa e extensão; estabelecer uma aproximação conceitual e metodológica entre as ideias de comunidades de prática e regime de informação sob o prisma da Ciência da Informação; configurar o Regime de Informação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, por meio de desenho e descrição dos seus elementos: contextos, ações de informação, atores sociais, dispositivos e artefatos; mapear os arranjos grupais análogos às comunidades de prática a partir de registros de ações de informação sobre gestão de ensino, pesquisa e extensão da instituição; e, propor, à luz do Regime de Informação da instituição estudada, um modelo de comunidade de prática que contemple sua natureza informal e contribua com as demandas formais da instituição por meio de ações de informação de gestores do tripé acadêmico. Seus processos metodológicos se pautaram em pesquisa qualitativa de natureza básica utilizando-se das pesquisas bibliográfica, documental, exploratória, descritiva, e estudo de caso. Tudo isso sob as técnicas de aplicação de questionário e análise de conteúdo. Resultou em ponderações sobre os olhares múltiplos e abrangentes do regime da Informação e da comunidade de prática, estabelecendo tessituras e vicissitudes da relação entre os termos. Configurou os arranjos grupais da instituição selecionada a partir de registros de ações de informação que podem dinamizar o processo de aprendizagem colaborativa mediado por ações de informação voltadas às atividades de gestão em ensino, pesquisa e extensão. O produto final da tese validada foi um modelo de comunidade de prática sob a perspectiva sustentável e dinâmica que acredita contemplar a sua natureza informal na instituição e contribuir em suas demandas formais por meio das ações de informação de gestores do seu tripé acadêmico. Concluiu que o ciclo de funcionamento do modelo representa o início da comunidade de prática na instituição objeto, assim como em outras instituições, bem como o seu cultivo pode acontecer com o uso dos dispositivos de informação acessíveis, qualificando os estágios de desenvolvimento por meio de ações de informação que dinamizem o compartilhamento e integração dos membros do grupo via artefatos de informação. Também concluiu que as boas práticas dos atores sociais envolvidos podem ser facilitadas e potencializadas, evitando a dispersão e/ou possibilitando a inovação a partir da ressignificação dos contextos e domínios considerados inicialmente. E, por último, acredita-se que a proposta de modelo pode servir como orientação e/ou ferramenta de trabalho na instituição em sua estrutura multicampi.
  • MATHEUS JOSE PESSOA DE ANDRADE
  • O MOVIMENTO DA INFORMAÇÃO FÍLMICA Um inventário de efeitos do cinema documentário contemporâneo
  • Data: 22/03/2022
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa apresenta um inventário de efeitos decorrentes da digitalização do cinema documentário. Sob a ótica da Ciência da Informação, fez-se uma releitura da obra de Marshall McLuhan para abordar a informação a partir de sua perspectiva teórica. Ao propor uma noção de meio, a qual envolve aspectos como a materialidade, o usuário e o ambiente informativo, o autor elege o movimento da informação como fulcro de transformações socio culturais. Trata-se de um conceito constituído pelas características do meio de traduzir e conduzir o conhecimento. Assim, destaca a importância da forma como as informações se movem entre as pessoas para observar seus impactos. O método mcluhaniano consiste em descrever e comparar os efeitos sociais e culturais inscritos nos modos como as associações humanas são estruturadas pelo meio em determinados contextos. A finalidade é desnaturalizar as práticas de comunicação naturalizadas dentro de sistema maquinário de interação. No caso da informação fílmica, perpassa pelas etapas de processamento e circulação dos filmes. Das câmeras às telas, a informática possibilitou um reajuste no setor cinematográfico que modificou processos e fluxos de produção e consumo de documentários pela aceleração do movimento da informação fílmica. O documentário é visto aqui pela capacidade de mobilização das experiências audiovisuais por via das obras cinematográficas, considerando as dinâmicas que esses filmes são feitos e veiculados na era digital e as vivências diante das formas de memória audiovisual. Analisou-se instrumentos como a Handycam, o BitTorrent, a Netflix, o Youtube e o Smartphone para, num estilo ensaístico, fazer uma descrição de efeitos ocasionados pelas respectivas tecnologias junto ao cinema documentário. A tese traz à tona uma série de papéis desempenhados pelos usuários, valores e condutas, nichos de mercado, tratos de filmagem, articulações internacionais, práticas de colecionismo, modos de produção e consumo itinerante, entre outros dados oriundos das mudanças causadas pela digitalização do cinema.
  • ANA KAROLINE FRANÇA DE MENEZES
  • ADERÊNCIA DOS PRINCÍPIOS FAIR NO CONTEXTO DA LITERATURA ENVOLVENDO AS VACINAS CONTRA A COVID-19
  • Data: 18/03/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A gestão de dados de pesquisa é um processo essencial para todo projeto de investigação cientifica. Nesse âmbito é que foi desenvolvido o padrão Findable, Accessible, Interoperable e Reusable (FAIR), que tem como propósito obter melhoria quanto à localização, acesso, interoperabilidade e reuso, dos dados em uma perspectiva de compartilhamento. Esta pesquisa definiu como objetivo geral, analisar o modo como está sendo efetivada a aplicabilidade dos princípios FAIR Data BR nos repositórios de estudos voltados para as áreas da Saúde e da Ciência da Informação que abordam as vacinas contra COVID-19. A metodologia é pautada na pesquisa bibliográfico, exploratória e com uma abordagem mista tendo sido realizada em quatro etapas: (i) Análise das abordagens sobre a gestão de dados científico e a compreensão dos princípios FAIR fazendo uma ligação com a área da Ciência da Informação; (ii) análise de um conjunto de dados perante a aderência princípios Fair Data BR, experimentando então a ferramenta de verificação, desenvolvida na no âmbito do grupo de pesquisa Web, Representação do Conhecimento e Ontologias (WRCO) da Universidade Federal da Paraíba, extração dos dados utilizando-se do mecanismo Dataset Search e por meio das palavras-chaves: VACCINE AND COVID; (iii) tratamento e interpretação dos dados; e (iv) proposição de recomendações para uma melhor adequação dos dados aos princípios FAIR. Resultados: Comparando-se as quatro categorias, observou-se que houve maior aderência quanto ao reuso e ao acesso do que a interoperabilidade e a localização. Tal diagnóstico nos leva a defender que os dados são mais reusáveis, porém, não são tão interoperáveis, e possuem um bom acesso, mas não são tão fáceis de localizá-los. Conclui-se que a ferramenta Fair Data BR, apresenta certa aderência nos repositórios investigados que abordam as vacinas contra a COVID-19 evidenciando usos satisfatórios, embora ainda se tenha identificado algumas deficiências na realização da gestão dos dados.
  • BRUNO SOARES RAMOS
  • DEMOCRATIZAÇÃO DA CIÊNCIA NAS REDES SOCIAIS DIGITAIS: UM ESTUDO APLICADO AOS PERIÓDICOS CIENTÍFICOS EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Data: 15/03/2022
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A crescente efetivação da utilização das redes sociais digitais favorece o desenvolvimento de oportunidades quanto à divulgação de ações de informação voltadas à democratização do conhecimento científico no meio social. O objetivo geral da pesquisa é analisar o uso das redes sociais digitais Facebook, Instagram e Twitter utilizadas pelos periódicos científicos em Ciência da Informação (CI) no Brasil. A metodologia da pesquisa se caracteriza por ser de natureza aplicada, com abordagem descritiva e quali-quantitativa. Apresenta em seu universo 52 periódicos científicos pertencentes à temática, e como seleção da amostra adotaram-se 7 destes, a partir dos critérios estabelecidos. A coleta e análise dos dados estão estruturadas sob o foco das técnicas da Social Media Analytics (SMA) e da Observação Sistemática Direta para garantir a viabilidade e integridade dos dados coletados, eficientes para responder ao fluxo informacional produzido nas redes sociais digitais. Por fim, conclui que a eficiência do uso das redes sociais digitais Facebook, Instagram e Twitter por estes perfis, enquanto produtores de informação, é relevante e determinante para a publicização das pesquisas científicas, fortalecendo as discussões sobre a democratização da ciência no contexto digital.
  • SUÊNIA VASCONCELOS DE SOUZA
  • FONTES DE INFORMAÇÃO SOBRE DOENÇAS RARAS em ambientes digitais
  • Data: 11/03/2022
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A informação e a saúde possuem uma relação estreita, quando se condira que o sujeito acometido por mazelas demanda por informações e orientação médica para retomar a saúde ou minimizar os males causados por algum tipo de doença. No contexto das doenças raras, a informação é um recurso muitas vezes escasso, porém essencial para a sobrevivência e qualidade de vida das pessoas em condições atípicas. O objetivo principal da pesquisa consistiu no mapeamento de artigos sobre as doenças raras através do Portal da CAPES, da Biblioteca Virtual de Saúde, da SciELO e de revistas na área de “Comunicação e Informação”, a mesma que a maioria das revistas que tratam de Ciência da Informação são inseridas. Como objetivos específicos, buscou-se verificar a produção científica acerca das fontes de informação sobre doenças raras, selecionar nos portais e revistas fontes de informação para saúde sobre doenças raras e categorizar as fontes de informação. Em termos metodológicos, a pesquisa foi desenvolvida por meio do paradigma indiciário concomitante à análise de conteúdo, classificada como qualitativa com uso de recursos quantificáveis para organização documental. Quanto a sua abordagem, trata-se de pesquisa aplicada, de natureza exploratória; bibliográfica e documental, no tocante aos seus procedimentos. Para a coleta de dados, foi utilizada a técnica do brauseio: para navegar, identificar e recuperar artigos nos portais definidos para o levantamento bibliográfico e documental. Para a análise dos dados utilizou-se o método indiciário o qual permitiu a categorização, essa última proveniente da análise de conteúdo. Os dados foram organizados a partir do conteúdo temático, e fez-se ainda, análise da formação acadêmica dos autores como elemento complementar às informações obtidas para a pesquisa. Desta feita, considera-se como importante investigar as fontes de informação, em especial sobre as doenças raras dentro de uma perspectiva informacional.
  • LUIS CARLOS DA SILVA
  • A RESILIÊNCIA INFORMACIONAL NO CONTEXTO DA HOMOFOBIA: O PAPEL DAS PRÁTICAS INFORMACIONAIS NO ESPAÇO LGBT DE JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 03/03/2022
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Na contemporaneidade grupos sociais que são excluídos e estigmatizados na sociedade passaram a se unir e reivindicar seus direitos, reconhecendo que estão inseridos em disputas de valores, de poder e de comportamentos. Contudo, as formas de silenciamento e invisibilização ainda são fortes, a exemplo da LGBTQIAfobia, que limita e nega às pessoas LGBTQIA+ de terem uma vida com dignidade. Desse modo, esta pesquisa tem como objetivo analisar se/como as práticas informacionais constituídas no Centro Estadual de Referência dos Direitos de LGBTQIA+ e enfrentamento a LGBTQIAfobia da Paraíba, Pedro Alves de Souza (Espaço LGBT Pedrinho), em João Pessoa, têm contribuído com a construção da resiliência informacional diante o contexto da homofobia. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa e descritiva. Em relação a coleta de dados adotamos o questionário sociodemográfico e a entrevista semiestruturada. A análise dos dados foi realizada pelo método do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) a respeito das dificuldades vivenciadas e estratégias informacionais alternativas criadas na construção do processo de resiliência informacional diante da homofobia. Os resultados demonstram como os desafios informacionais enfrentados pelos sujeitos participantes dificultaram o processo de reconhecimento pela sua orientação sexual, pois estavam inseridos em ambientes em que a informação era pautada, principalmente, pelo modelo heteronormativo. Após a interação com o Espaço LGBT de João Pessoa esses indivíduos desenvolveram práticas informacionais cotidianas, possibilitando a promoção da resiliência informacional, os quais se ressignificaram diante dos contextos vivenciados. Nesse sentido, o ambiente informacional através das estratégias informacionais desenvolvidas no enfrentamento a LGBTQIAfobia e na garantia de direitos civis para a população LGBTQIA+ contribuíram na tomada de decisões para a superação do estado de incerteza informacional.
  • REBEKA BRUNA AZEVEDO DE CASTRO
  • PATRIMÔNIO CULTURAL NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: Os usos do conceito na área
  • Orientador : CARLOS XAVIER DE AZEVEDO NETTO
  • Data: 25/02/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O conceito de patrimônio cultural vem ganhado destaque nos estudos referente aos diferentes grupos sociais, como já foi destacado por vários autores. Na área da Ciência da Informação, tal temática também vem ganhando destaque, em especial no Brasil, com a criação de um grupo temático, como por exemplo o GT 09 – Museologia, Patrimônio e Informação e o GT 10 – Informação e Memória, dentro dos encontros nacionais da área, os ENACIB’S. Assim, o presente estudo tem como pretensão apresentar e discutir os contornos que esse conceito vem assumindo através de seus usos dentro de várias pesquisas e materializados em inúmeras publicações apresentadas dentro do evento citado. Como resultados, pretende-se produzir um quadro que demonstre as variantes de inserção na área desse conceito
  • RONIELI VICTOR DA SILVA
  • SONS DO TEMPO: a música na formação infomemorial e identitária do artista plástico Hermano José
  • Data: 21/02/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No escopo dos acervos pessoais e documentos especiais, o processo de tratamentos, organização, acesso e uso das informações que permeiam esse tipo de arquivo é um pouco complexo, especialmente quando se trata de um fundo fechado, como é o caso do acervo em tela, o de Hermano José. Trata-se de um trabalho que requer a busca ativa, da compreensão da acumulação/ formação do espólio, entender o tear da formação e sua relação com o titular para que possamos enquanto arquivistas, revelar o titular, mas sobretudo, possibilitar o acesso e uso das informações que permeiam o arquivo pessoal. Nesse contexto tomando como recorte o acervo fonográfico do artista plástico, transitamos sobre estes documentos, com o propósito de percebermos a relação de Hermano com a música, o seu gosto musical, bem como a influência da música em sua produção artística, para então compreendermos o papel da música na formação memorial e identitária do artista plástico Hermano José a partir de seu acervo fonográfico.
2021
Descrição
  • FLAVIO RIBEIRO CÓRDULA
  • Análise de Aceitação e Intenção de Uso de Redes Sociais Acadêmicas pela Comunidade Científica Brasileira
  • Data: 14/12/2021
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Uma incessante mudança está ocorrendo no âmbito da comunicação científica. Isso porque seu principal instrumento, antes restrito a um texto corrido e linear, embora digital, agora engloba, além disso, uma rede composta por dados, textos, imagens, vídeos etc. As tecnologias digitais, de um modo geral, e as mídias sociais, em particular, estão transformando continuamente as práticas de pesquisa, as condições de trabalho e a identidade profissional dos pesquisadores por meio de práticas de comunicação científica digitais e em rede. Esta pesquisa defende que a conectividade é a base tecnológica da ciência produzida no século XXI e argumenta que esta é aberta, colaborativa e tende a funcionar em rede. Nesse cenário de comunicação e produção científica, as redes sociais acadêmicas (RSAs) surgem como um espaço concebido para ser utilizado especificamente pelo público intelectual, acadêmico e envolvido em pesquisas. Essas redes são internacionais, globais, e seus usuários cadastrados são contabilizados nos milhões. Diante desse contexto, este projeto de tese teve como objetivo analisar, por meio da Teoria Unificada de Aceitação e Utilização de Tecnologia (UTAUT), o caso das redes sociais acadêmicas sob a ótica da comunidade científica brasileira. Assim, pretendeu-se identificar os fatores que influenciam a aceitação e a intenção de uso de redes sociais acadêmicas. Esta tese configura-se como sendo um estudo descritivo e exploratório, sob o amparo das abordagens metodológicas qualitativas e quantitativas. O questionário que foi utilizado como instrumento de coleta de dados ficou aberto a respostas por 47 dias consecutivos e alcançou 1.172 respostas. Pela análise dos dados coletados, foi possível concluir que as redes sociais acadêmicas alcançaram um grau de aceitação relevante e que seus usuários tentem a continuar utilizando-as para conduzir seus estudos, pesquisas científicas e/ou trabalho. Além disso, o modelo proposto nesta tese pode ser utilizado – na íntegra ou apenas como guia – para explorar e avaliar a aceitação e a intenção de uso de redes sociais por pesquisadores, docentes e discentes em outros cenários.
  • TEREZA LUDIMILA DE CASTRO CARDOSO
  • ANÁLISE DO PROCESSO DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DA PARAÍBA
  • Data: 14/12/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar o processo de Gestão da informação no Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (COREN-PB), autarquia responsável por normatizar, disciplinar e fiscalizar o exercício profissional da enfermagem. Como objetivos específicos buscou-se identificar as ações e práticas da gestão da informação (GI) por intermédio da análise de um conjunto de categorias relacionadas às necessidades, aquisição, organização, distribuição e uso da informação. O referencial teórico contempla os estudos da Ciência da Informação na área de Gestão da Informação. Trata-se de uma pesquisa de natureza aplicada, abordagem qualitativa e, quanto aos objetivos, constitui-se num estudo exploratório e descritivo. Como instrumentos de coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas e grupos focais, que foram aplicados com os diferentes públicos da autarquia: presidência, conselheiros, funcionários e profissionais da área de enfermagem. A análise dos dados se deu por intermédio da técnica da análise de conteúdo e os resultados revelaram que existe uma gestão da informação que apresenta várias lacunas em todas as fases do ciclo informacional, evidenciando a ausência de planejamento e gestão estratégica. Tudo isso acaba por comprometer e dificultar o acesso e o uso da informação por parte dos seus diferentes públicos. Por fim, concluiu-se que a aplicação da gestão da informação, de forma profissional e estruturada, com base nos conhecimentos da ciência da informação, possibilitará um melhor aproveitamento dos recursos informacionais existentes nesta entidade de classe, além de ser capaz de promover mudanças organizacionais em todas as suas estruturas funcionais, garantindo que a consecução dos seus objetivos ocorra de forma eficiente e eficaz.
  • VITÓRIA GOMES ALMEIDA
  • PATRIMÔNIOS E MATRIMÔNIOS: Intersecções entre colonialidades, gênero e memória
  • Orientador : CARLOS XAVIER DE AZEVEDO NETTO
  • Data: 10/12/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Examina as relações entre colonialidades, gênero e memória, a partir dos conceitos de patrimônio cultural e matrimônio. Partindo da crítica da palavra “matrimônio” cuja etimologia segue a mesma estrutura da palavra “patrimônio”, mas que passa por uma obliteração, seguida de ressignificação da sua acepção original, questiona-se, o que significa falar de matrimônio, não como um conceito em oposição ao patrimônio, mas sim como uma alternativa aos elementos que o este não contempla? Ou seja, quando falamos em matrimônios, quais informações, elementos, práticas, dinâmicas estão presentes? Tais questionamentos se fazem a partir do pensamento decolonial a partir da noção do paradigma outro, que argumenta a necessidade de produção de conhecimentos pluriversais, em detrimento da lógica eurocêntrica universal. Para tanto, foi traçado como objetivo do trabalho desenvolver o conceito de matrimônio a partir das reflexões sobre as intersecções entre gênero, patrimônio e teoria decolonial. Somado a esse, delineou-se como objetivos específicos: Discorrer acerca da informação e memória numa perspectiva decolonial, considerando suas relações com o patrimônio; Analisar a construção sócio-histórica do conceito de patrimônio em contraponto com as perspectivas não-ocidentais a partir dos estudos decoloniais; Discutir o papel da mulher como produtora de culturas e memórias, e os processos de apagamento a qual esteve historicamente submetida. Se configurando enquanto uma pesquisa descritivo-explicativa quanto aos objetivos, e bibliográfica-documental quanto aos procedimentos técnicos, fazendo uso de uma abordagem mista para análise de dados quali-quanti. Como considerações parciais, identificou-se: a colonialidade do saber no ensino da pós-graduação em CI, expressada através de um regime de informação que legitimam autoridades informacionais (homens brancos europeus), em detrimento de outros corpos políticos que sofrem de um apartheid epistêmico, o que influencia nas concepções da área, tais como informação e memória; a colonialidade do ser presentes na cultura material e imaterial, não só do Brasil como da América Latina, que evocam o passado colonizador e são questionados pelos movimentos sociais, que buscam a reparação histórica e ressignificação dessa memória; a colonialidade do poder presente nas políticas e processos patrimoniais, tais como, pedidos de repatriação e na lista de patrimônio mundial.
  • ITALO JOSÉ BASTOS GUIMARÃES
  • DIRETRIZES DE ACESSIBILIDADE EM WEBSITES DE COMÉRCIO ELETRÔNICO PARA USUÁRIOS CEGOS
  • Data: 09/12/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa apresenta um panorama geral sobre acessibilidade em Websites de comércio eletrônico. O objetivo geral é analisar diretrizes de acessibilidade existentes para usuários cegos buscando sua adequação ao comércio eletrônico. Parte-se do pressuposto que as atuais diretrizes de acessibilidade não são suficientes para abordar as peculiaridades inerentes ao e-commerce, especialmente no que diz respeito às barreiras de acessibilidade impostas aos usuários cegos. Desse modo, o percurso metodológico está baseado em cinco etapas: (1) avaliação das diretrizes de acessibilidade na Web no cenário nacional e internacional; (2) identificação das barreiras informacionais nos Websites de comércio eletrônico; (3) elaboração dos elementos que nortearam as diretrizes propostas na tese; (4) elaboração de um Website de comércio eletrônico (protótipo) elaborado com base nas diretrizes propostas na etapa anterior; e (5) validação das diretrizes sugeridas na tese. O estudo foi realizado com seis usuários cegos que avaliaram os Websites existentes, além do protótipo desenvolvido com as diretrizes. Ao total, são apresentadas 26 diretrizes de acessibilidade em Websites comércio eletrônico para usuários cegos, separadas em três categorias, a saber: diretrizes para página inicial, diretrizes relacionadas à pesquisa por um produto e, por fim, diretrizes sobre procedimentos de compra. As diretrizes de acessibilidade em Websites de comércio eletrônico apresentadas na tese foram validadas por meio de testes com usuários cegos. Os resultados demonstraram eficiência nas diretrizes propostas e avaliação positiva de todos os usuários participantes, cujos relatos comprovaram que as diretrizes propostas foram fundamentais para uma navegação intuitiva, simples e sem barreiras de acesso. Os dados revelaram, ainda, que nenhum usuário sentiu dificuldade em realizar a navegação de reconhecimento, busca por um produto e realização dos procedimentos de compra. Além disso, realizou-se uma análise comparativa com relação aos cinco Websites de comércio eletrônico analisados no estudo. O protótipo com a adoção das diretrizes de acessibilidade mostrou-se mais eficiente na maioria dos critérios analisados, sendo necessário apenas o ajuste de uma diretriz que foi inserida posteriormente. Ressalta-se, ainda, que as diretrizes de acessibilidade sugeridas não pretendem sanar todas as dificuldades encontradas pelos usuários cegos em páginas do comércio eletrônico ou resolver os problemas de acessibilidade, mas, representar uma alternativa de contribuição para acessibilidade em Websites de comércio eletrônico, promovendo a inclusão dos usuários cegos e proporcionando autonomia para que possam realizar suas compras com o menor nível de dificuldade possível.
  • CARLA MARIA DE ALMEIDA
  • ENTRE O CACHIMBO E A FUMAÇA: UM ESTUDO DAS MEMÓRIAS NA CULTURA MATERIAL DA JUREMA NO TERREIRO DE UMBANDA OGUM BEIRA MAR
  • Data: 30/11/2021
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A Jurema compreende em uma religião afro-indígena oriunda da cidade paraibana de Alhandra. Tal como as demais religiões e manifestações culturais, ela possui uma gama de objetos, entre adornos, instrumentos musicais e demais coisas sagradas que compõem o cenário (MILLS, 2013) religioso, que, além de serem utilizadas na realização do rito, possuem valores histórico e memorial tanto para os/as fiéis dos terreiros que as retêm, como para a própria religião, como objetos sagrados constantes nos sítios de Alhandra. Diante disso, buscaremos compreender as memórias construídas sobre a Jurema por meio das informações constantes na cultura material e nas narrativas das/dos fiéis mais experientes no contexto religioso. A cultura material é compreendida enquanto médium (ASSMANN, 2011), na qual possui a potencialidade de evocar memórias sobre a Jurema. Para tanto, executaremos a observação participante, com ênfase na abordagem etnográfica, compreendendo a cultura enquanto uma teia de significados que devem ser interpretados, aqui, à luz da semiótica (GEERTZ, 2008) (SANTAELLA; NÖTH, 1997). Para a elaboração da pesquisa, serão observados três terreiros situados no estado da Paraíba, especificamente em João Pessoa, Santa Rita e Alhandra. Os terreiros foram selecionados conforme sua relevância para religião, referências de lugar e de lideranças mais velhas. A partir da cultura material religiosa, planearemos compreender a diversidade sígnica no seio da Jurema, as informações produzidas, seus aspectos simbólicos, históricos e memoriais.
  • DENISE BRAGA SAMPAIO
  • A Memória, A Informação e o Silêncio da Lesbianidade no Serviço Nacional de Informação, nas Décadas de 1970 a 1980
  • Data: 30/11/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta o quadro de memória e informação da comunidade LGBTQIA+ na Ditadura Militar, gestada entre os anos de 1965 e 1985. Os problemas de pesquisa são: como opera o dispositivo da sexualidade à época da Ditadura Militar? Em segunda instância, como este incide na constituição de memórias e apagamentos para a comunidade LGBTQIA+, especificamente, para lésbicas? Por fim, como a informação é usada para tal empreendimento? Parte-se da inferência de que há apagamentos e silêncios que os discursos institucionais e sociais impetram sobre tal comunidade e que tais apagamentos e silêncios ajudam a constituir uma matriz fóbica própria da Ditadura Militar, que tem como base a informação. A hipótese é a de que a Ditadura Militar se constituiu de mecanismos informacionais próprios, promotores do apagamento e silêncio de mulheres lésbicas, em suas vivências e memórias, havendo um papel fundamental da informação como interferente na construção do dispositivo da sexualidade. O objetivo geral é analisar as dinâmicas informacionais e de memórias LGBTQIA+ a partir dos documentos recuperados na plataforma Memórias Reveladas, especificamente no Fundo do Sistema Nacional de Informação (SNI). Tal objetivo foi operacionalizado pela pesquisa documental, na plataforma Memórias Reveladas e pelo uso da Análise de Discurso foucaultiana. Os resultados corroboraram com a hipótese apresentadas, mostrando que há, no processo de trocas informacionais e memoriais da Ditadura Militar, apagamentos, silenciamentos de lésbicas e sua associação a termos que valoram negativamente tais mulheres. O levantamento mostra que há uma diferenciação na natureza dos documentos e em seu teor. Os anos 1970 são caracterizados por uma documentação voltada a demarcar a lesbianidade como agravante na conduta cidadã das mulheres implicadas, enquanto os anos 1980 revelam a ascensão do movimento lésbico, produzindo informações voltadas a seu empoderamento, que eram coletadas e observadas pelo SNI. Em comum, ambas as décadas têm a preocupação de observar e censurar as expressões lésbicas, o que revela um processo de silenciamento, apagamento e censura em curso. Conclui-se que a informação amalgama o dispositivo da sexualidade, a partir da sua oferta ou apagamento, da enunciação de determinados discursos, e impedimento (silenciamento) de outros. Que tal informação é refletida em memórias hegemônicas, por vezes, institucionalizadas, na forma de censura e em memórias subterrâneas, como aporte formador de resistência e, por fim, que a violência informacional, que se caracteriza incidentemente e intencionalmente conjugam os limites desta informação e, consequentemente, de discursos de resistência e das próprias memórias subterrâneas
  • RAISSA CARNEIRO DE BRITO
  • ANÁLISE DO PROCESSO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO EM UMA BIBLIOTECA VIRTUAL NO SECOND LIFE
  • Data: 30/11/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa foi realizada a partir de um estudo de caso na Community Virtual Library (CVL), uma biblioteca localizada no ambiente virtual “Second Life”, tendo como objetivo analisar como se dá a gestão do conhecimento nesse ambiente. Entre as características observadas está o fato de que as bibliotecas virtuais são capazes de viabilizar o acesso simultâneo de várias pessoas localizadas em diferentes partes do mundo, capazes de trocar e compartilhar informações e conhecimentos. Entretanto, constatou-se que nem todas as bibliotecas inseridas em ambientes virtuais conseguem aplicar todas as potencialidades que tais ambientes disponibilizam. Dentre as possíveis causas da não utilização desses recursos esta pesquisa parte da hipótese de que um dos entraves está na falta da aplicação da gestão da informação e do conhecimento para melhor viabilizar a utilização dos recursos tecnológicos, próprios da realidade virtual. Destarte, para que todo esse potencial seja verdadeiramente explorado, é necessário poder contar com um trabalho de gestão da informação e do conhecimento aplicado de maneira profissional, pois as bibliotecas com esse perfil possuem um grande potencial para a atuação de bibliotecários e profissionais da informação, bem como a efetivação do seu papel social através dos recursos tecnológicos disponíveis. A gestão da informação e do conhecimento se torna algo imprescindível para que as atividades desenvolvidas com as especificidades de um ambiente virtual se tornem verdadeiramente pontes para o compartilhamento da informação e a construção do conhecimento. Esta pesquisa é exploratória e descritiva, direcionada para o processo de gestão da informação e do conhecimento e tem como campo empírico uma biblioteca virtual. A coleta de dados foi por meio da observação participante, entrevistas semiestruturada, tendo como sujeitos da pesquisa os gestores, os voluntários e os usuários. Os dados obtidos foram tratados a partir do método da análise de conteúdo, com categorias e subcategorias construídas a partir do modelo de gestão do conhecimento que norteou toda a pesquisa. Como resultados obtidos, foi observado que a biblioteca, possui ações voltadas para a Gestão da Informação e do Conhecimento, porém não segue nenhum modelo formal de aplicação. Foi constatada a ausência de um planejamento para a aplicação de algumas etapas do modelo estudado. Percebeu-se que há lacunas nos processos de armazenamento e ausência de canais oficiais de compartilhamento de informações. Tais resultados, evidenciaram que a aplicação profissional da Gestão da Informação e do Conhecimento, pode auxiliar os gestores a obterem uma melhor organização do fluxo da informação visando conhecer as necessidades dos usuários e possibilitar a criação continua de conhecimentos auxiliando assim na consecução dos objetivos da biblioteca. A pesquisa confirmou, que a aplicação da Gestão da Informação e do Conhecimento, de maneira profissional, constitui-se num importante recurso capaz de auxiliar sobremaneira o processo de gestão administrativa da organização. Os benefícios residem no auxílio à tomada de decisão dos gestores, aperfeiçoamento dos serviços e produtos oferecidos pela Biblioteca. No caso da CVL, tudo isso pode ser potencializado, já que numa biblioteca virtual é possível explorar todos os recursos que a plataforma de realidade virtual, no caso, o Second Life, disponibiliza para os seus usuários, revelando um ambiente fortemente propício para a colaboração e o compartilhamento do conhecimento.
  • THULLIO SANTOS VIEIRA
  • A MEMÓRIA INSTITUCIONAL DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO PARAIBANO: AS PERSPECTIVAS DOS SEUS SUJEITOS INSTITUCIONAIS
  • Data: 30/09/2021
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A partir de um cenário atual de reorientação agressivo das instituições, apontado por Canclini (2020), advoga-se com o respectivo autor que, uma responsabilidade de caráter prioritário para os tempos atuais seria a de salvar as instituições. No panorama nacional, observa-se as diretrizes e ações nos últimos anos nas quais o Estado designa, ou não, no âmbito das instituições de memória, do acesso a informação e da autonomia institucional das instituições de cultura. Assim, a presente pesquisa tematiza a ideia do fenômeno da Memória Institucional no contexto de uma instituição de memória com mais de um século de trajetória institucional, o Instituto Histórico e Geográfico Paraibano (IHGP). O objetivo geral desta pesquisa concentra-se em investigar o fenômeno da Memória Institucional no âmbito do IHGP. Para o alcance deste objetivo geral, designou-se os respectivos objetivos secundários: descrever histórico e institucionalmente o IHGP; discutir o construto da Memória Institucional no IHGP e caracterizar o fenômeno da Memória Institucional no IHGP. Parte-se da obra Memória Institucional de Icléia Thiesen (2013) enquanto marco teórico. Compreende-se uma pesquisa com abordagem qualitativa. Aplica-se a metodologia de análise de documentos de Aróstegui (2006) para o estudo documental. Enquanto instrumento de coleta de dados, utiliza-se a entrevista semiestruturada, aplicada individualmente aos sujeitos institucionais do IHGP, nos quais atuam enquanto servidores e sócios da instituição. Para análise e tratamento dos dados, adota-se a Análise do Conteúdo para identificar as características do fenômeno da Memória Institucional no IHGP por meio das falas dos sujeitos institucionais. Como resultados da pesquisa, apresenta-se as falas dos sujeitos institucionais organizadas a partir de três categorias gerais: as concepções dos sujeitos sobre a Memória Institucional do IHGP; ações e os obstáculos para preservar a Memória Institucional do IHGP e os instrumentos e canais que recuperam e compartilham a Memória Institucional do instituto. Por meio dos elementos apresentados, observa-se aproximações e distanciamentos nas falas dos sujeitos institucionais sobre a Memória Institucional do IHGP.
  • MAYANE PAULINO DE BRITO E SILVA
  • DESINFORMAÇÃO X FACT-CHECKING: PROPOSIÇÃO DE MODELO DIRECIONADO À INFORMAÇÃO PARA SAÚDE
  • Data: 30/09/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Considera-se que nos últimos cinco anos deste século XXI, particularmente, o fenômeno da desinformação está cada vez mais presente no ambiente do ciberespaço, fato que chama a atenção para ser investigado. Neste sentido, a questão orientadora da pesquisa é: que critérios devem ser levados em consideração para a construção de um modelo de fact-checking de modo a contribuir para evitar a desinformação relacionada à saúde que são disseminadas nos ambientes informacionais digitais e facilitar o acesso e o uso de informações confiáveis? Tal questionamento leva à hipótese: o fact-checking no contexto da desinformação relativa à saúde viabiliza o acesso e o uso da informação confiável à medida que possibilita a análise, a interpretação e a avaliação da informação pertinente e relevante, observando sua origem, autoria e confiabilidade. No entanto, é preciso superar uma série de barreiras ideológicas, cognitivas e sociais para que o sujeito realize a prática de checar as informações que acessa e usa. Deste modo, o objetivo geral desta pesquisa é construir um modelo de fact-checking pautado em categorias de verificação de conteúdos disseminadas nos ambientes informacionais digitais, visando evitar a desinformação no acesso e uso da informações no contexto da saúde. Nessa sequência, quatro objetivos específicos são delineados de modo a operacionalizar as etapas inerentes à referida análise: compreender as peculiaridades relacionadas à informação para saúde, refletindo sobre sua forma de acesso e uso nas mídias digitais, identificando o que pode fazer os indivíduos se tornarem vulneráveis à desinformação; estudar os critérios que devem ser adotados para a construção de um modelo de fact-checking visando o acesso e uso de informações verdadeiras no contexto da saúde; construir um modelo da estrutura do processo da prática do fact-checking no contexto da desinformação relacionada à saúde, visando o acesso e uso da informação confiável; validar o referido modelo junto aos pacientes que são acompanhados, nas ações de cuidados, no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL). Com vistas à elucidar o problema que envolve o objeto de estudo em questão, foi escolhida como metodologia a Teoria Fundamentada nos Dados Construtivista, tendo como referencial teórico o Interacionismo Simbólico. O estudo terá como campo social usuários não especializados na área da saúde, sendo estes delimitados ao lócus da pesquisa do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), localizado em Natal/ Rio Grande do Norte (RN). Serão utilizadas como técnica de coleta de dados entrevista elaboradas com base na Técnica do Incidente Crítico (TIC), as quais serão analisadas e discutidas por meio do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC).
  • CILENE MARIA FREITAS DE ALMEIDA
  • Abordagens da disciplina gestão da informação e do conhecimento nas matrizes curriculares dos cursos de graduação em Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia no Brasil
  • Data: 29/09/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Sob a perspectiva da Sociedade da Informação e do Conhecimento, a informação e o conhecimento passam a ser fatores determinantes do desenvolvimento socioeconômico de países, regiões e organizações. No âmbito das instituições de ensino superior não poderia ser diferente. Os currículos acadêmicos dos profissionais da informação devem incluir disciplinas com conteúdos sobre gestão da informação e do conhecimento, para que os discentes possam se capacitar a atender as exigências impostas pelo mercado de trabalho. A gestão da informação e do conhecimento de forma integrada (GIC) é considerada um processo inerente às organizações, uma necessidade da sociedade atual. Como organização, as unidades de informação estão incluídas nessa visão, visto que, além de ambientes provedores de informação são gestoras do conhecimento para atender os usuários da informação. A pesquisa analisa as abordagens da disciplina gestão da informação (GI) e gestão do conhecimento (GC) nas matrizes curriculares dos Cursos de graduação em Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia das Instituições de Ensino Superior (IES) no Brasil. Quanto aos procedimentos metodológicos, o estudo se caracteriza como documental realizado no ambiente da web, quanto à natureza se caracteriza como pesquisa aplicada e, em relação aos objetivos é um estudo exploratório e descritivo. Para alcançar a compreensão total da realidade estudada, utiliza as abordagens quantitativa e qualitativa ao aplicar o método da análise de conteúdo na formação e organização das categorias e interpretação dos dados. Os resultados alcançados possibilitam evidenciar que os cursos de Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia no Brasil estão empenhados em formar profissionais da informação com perfis, inclusive, de gestor da informação e do conhecimento, embora existam cursos que ainda necessitem adequar-se às exigências requeridas pelo mercado de trabalho, em atendimento aos indicadores da sociedade atual. Propostas são apresentadas na inserção de conteúdos nas abordagens de gestão da informação e do conhecimento, como contribuição à formação dos arquivistas, bibliotecários e museólogos brasileiros.
  • DÉBORA GOMES DE ARAÚJO RODRIGUES
  • ELEMENTOS DE CICLOS DE VIDA DOS DADOS NO PERCURSO METODOLÓGICO DAS TESES BRASILEIRAS DA ÁREA DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: Um estudo diagnóstico
  • Data: 27/09/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Ações associadas ao tratamento de dados científicos podem ser observadas com frequência nas etapas metodológicas inerentes aos processos de investigações científicas. Neste contexto, o objetivo do presente estudo é analisar possíveis intersecções entre os elementos componentes do ciclo de vida de dados e os percursos metodológicos apresentados nas teses brasileiras, na área da Ciência da Informação. A tese defende que esses elementos associados aos ciclos de vida dos dados pertencentes às iniciativas do DataONE, do Digital Curation Centre e da Data Documentation Initiative estão presentes nas metodologias das teses brasileiras da referida área. Para tanto, foi desenvolvido um modelo referência da interseção dessas inciativas para realização do estudo. O percurso metodológico da pesquisa possui uma abordagem quali-quantitativa; caracteriza-se quanto aos meios como bibliográfica e documental; e quanto aos fins como um estudo descritivo. A técnica de análise de conteúdo foi utilizada para analisar os dados com o suporte do software QDAMiner. Os resultados apontaram que alguns Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação possuem dificuldades no acesso das próprias teses e na identificação das metodologias nos respectivos trabalhos. Foi verificado que os dados da área se distinguem quando a natureza por serem textuais, visualizações, multimídia, números e software, além disso, por apresentarem as origens de registro, observacional, computacional e experimental. Em relação à presença dos elementos do ciclo de vida dos dados foi constatado que assim como na literatura que trata sobre as metodologias nas ciências sociais, algumas etapas como planejar, coletar e analisar são abordadas de forma mais clara. Porém, não foi visto que os pesquisadores adotaram o plano de gestão de dados no momento do planejamento do estudo. Outra questão identificada é que apesar da etapa descrever ter apresentado um percentual notório de participação nas metodologias, não significa dizer que existe uma documentação robusta para descrever esses dados, pois nesse momento foram codificados os trechos aleatórios que correspondiam a algum elemento de metadados. As etapas organizar e assegurar a qualidade também foram identificadas nos trabalhos e as etapas preservar, encontrar e reutilizar foram vistas de forma muito sutil. A realidade demostrou que os pesquisadores cumprem algumas ações referentes às etapas do ciclo de forma instintiva e por isso há a necessidade de um melhor acesso aos resultados dos estudos da área. Espera-se que essa pesquisa, ao diagnosticar os desafios encontrados na Ciência da Informação em relação à gestão dos dados científicos, por meio do ciclo de vida de dados proposto, possa despertar nos pesquisadores da área a urgência em trabalhar de forma mais detalhada esses elementos nos percursos metodológicos dos seus trabalhos científicos, de forma a contribuir com o acesso, compartilhamento e reúso dos dados. Dessa forma, esse estudo apresenta um impacto inovador, pelo ineditismo da proposta; um impacto econômico e social, por incentivar reutilização e o acesso dos dados; e um impacto cultural, por propor mudanças nas práticas dos pesquisadores em relação ao uso e reúso dos seus dados científicos.
  • ALEXANDER WILLIAM AZEVEDO
  • INDICADORES DE COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO PROPOSTOS PARA O DESEMPENHO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA
  • Data: 20/07/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Com as mudanças contínuas que a sociedade vivenciou em seu percurso histórico, provocadas por revoluções sociais, industriais e informacionais, exigiram das pessoas e organizações, novas competências para lograrem vantagens em suas atividades de inteligência competitiva, destacando os atributos da informação e conhecimento como recursos econômico e estratégico. Dessa maneira, a dinâmica das organizações para prospectar, monitorar e antecipar às mudanças que ocorrem nos setores produtivos em resposta ao mercado globalizado, depende impreterivelmente de profissionais com competência em informação. Considerando que a inteligência competitiva é um processo baseado em informações, cujo resultado é a própria informação, mas com valor agregado e apropriado à tomada de decisão, a pesquisa teve como objetivo geral, desenvolver indicadores de competência em informação para o desempenho das atividades de inteligência competitiva. Metodologicamente, o estudo foi desenvolvido com procedimentos respaldados nas abordagens de pesquisa bibliográfica e descritiva de natureza qualitativa e quantitativa, contíguo à análise de conteúdo baseada em Bardin. Para coleta dos indicadores de competência em informação foram utilizados os artigos da produção científica recuperados no Portal de Periódicos da Capes no registro de cinco anos (2015 a 2019). A análise de conteúdo foi realizada com base no sistema de categorias e indicadores emergidos dos órgãos competentes: American Library Association, International Federation of Library Associations And Institutions, Council of Australian University Librarians e Australian and New Zealand Institute for Information Literacy, e nas unidades de contexto identificadas nos artigos produzidos por pesquisadores em inteligência competitiva que foram submetidos a análise ao tratamento da bibliometria. Os resultados das análises realizadas por meio do software Nvivo12 permitiram desenvolver uma proposta de indicadores de competência em informação, baseadas em concepções extraídas dos pesquisadores em inteligência competitiva na produção científica. Apresenta um quadro de trinta e seis indicadores de competência em informação para atender as especificidades do profissional de inteligência competitiva no acesso, avaliação e uso da informação, como contribuição ao desempenho nas atividades de inteligência competitiva no ambiente das organizações.
  • GIGLIOLLA DE LOURDES BATISTA MOURA
  • AS INFLUÊNCIAS DA TECNOLOGIA QUANTO A PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA: UMA ANÁLISE REFLEXIVA SOBRE A DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS PERMANENTES NO ARQUIVO CENTRAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 30/06/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os estudos envolvendo informação e memória não são uma novidade. Pode-se dizer que ainda nos anos 1950 na chamada ‘era da informática’ com a introdução das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) que aceleraram a produção e uso da informação, diminuíram as fronteiras geográficas e facilitaram a organização e, no caso dos arquivos, consolidaram a dinâmica do trabalho. Neste sentido, é preciso compreender a importância do arquivo e os aspectos de memória que os envolvem, relacionando-os com as inovações tecnológicas. Esta pesquisa apresenta como questionamento: a digitalização da documentação permanente contribui para a preservação ou ocultamento da memória institucional do Arquivo Central da UFPB? Nesta perspectiva, é necessário avaliar quais medidas de preservação são abordadas, como suporte de hardware e software apropriados para leitura da documentação digitalizada, e a disponibilidade de acesso da mesma para os usuários que dela necessitem, pois é preciso também desenvolver dentro da instituição uma cultura de ensino educacional a partir do incentivo ao conhecimento da história da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Arquivo Central, contribuindo para que a memória seja transmitida para os usuários do arquivo e a sociedade. O Objetivo geral desta pesquisa é refletir sobre a contribuição da digitalização dos documentos permanentes do Arquivo Central da UFPB para a preservação ou ocultamento da memória institucional. Os objetivos específicos pautam-se em verificar o quantitativo da documentação permanente digitalizada; refletir sobre os motivos que podem fazer com que a memória seja esquecida; verificar os pontos fortes e fracos da digitalização da documentação permanente para a preservação ou ocultamento da memória. A base lógica desta investigação está embasada no método hipotético dedutivo, os procedimentos metodológicos quanto aos objetivos estão baseados na pesquisa descritiva e exploratória. O funcionalismo é a teoria de referência para a definição e estabelecimento dos conceitos e hipóteses. A pesquisa se caracteriza como bibliográfica, documental e estudo de caso. A pesquisa também utiliza a análise do discurso (AD) para investigar as entrevistas. É esperado que essa pesquisa produza resultados a respeito da construção de uma conscientização quanto as medidas de preservação empregadas aos documentos digitalizados, assim como uma reflexão quanto ao acesso das informações para a importância da memória. É importante ressaltar o significado desta pesquisa para o desenvolvimento de uma perspectiva quanto ao conhecimento da história e a preservação da memória institucional do Arquivo Central da UFPB, contribuindo para o surgimento de novos estudos.
  • MARIA CRISTIANA FELIX LUCIANO
  • PROTAGONISMO SOCIAL DAS MULHERES NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ENCONTROS NACIONAIS DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Data: 30/06/2021
  • Hora: 10:30
  • Mostrar Resumo
  • A exclusão das mulheres na ciência é reflexo de profundas relações de poder entre mulheres e homens, alicerçadas em esquemas hegemônicos de gênero, os quais impactam na inserção das mulheres no campo científico. Partindo desse pressuposto, a pesquisa tem como objetivo geral: analisar o protagonismo social das mulheres, por meio da produção científica sobre os termos “mulheres, gênero e feminismo” nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), promovido pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), de 1994 a 2019. Como objetivos específicos pretende-se: mapear as pesquisadoras e os trabalhos produzidos sobre o tema ‘mulher’, ‘gênero’ e ‘feminismo’ nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), traçar um panorama da vinculação institucional das pesquisadoras, bem como a área de formação, a titulação, os grupos de trabalho em que as pesquisas foram publicadas e os tipos de autoria; conhecer os conteúdos informacionais mediados conscientemente pelas pesquisadoras e como estes contribuem para o protagonismo social. A pesquisa possui abordagem quantitativa e qualitativa e caracteriza-se como uma investigação de cunho exploratória, documental e descritiva. A coleta de dados foi realizada nos anais dos ENANCIBs, no repositório do BENANCIB e no currículo lattes das pesquisadoras. A amostra foi composta pelos artigos localizados nas comunicações orais, pôsteres e resumo expandido. A busca ocorreu por meio do título, do resumo e das palavras-chave. Para organizar, classificar e descrever as variáveis utilizou-se o software Excel e técnicas estatísticas para a confecção de tabelas e gráficos. Foram utilizados os procedimentos bibliométricos para análise documental e a discussão dos dados. Verifica-se que, por intermédio da mediação dos conteúdos informacionais, as pesquisadoras atuam com vistas a contribuir com o protagonismo das mulheres na Ciência da Informação. As produções científicas mediadas pelas(os) pesquisadoras(es) sobre mulher, gênero e feminismo mediam informação visibilizando as mulheres como produtoras e usuárias da informação, interferindo conscientemente em ações informacionais pautadas no protagonismo das mulheres e na redução das desigualdades de gênero.
  • FABRÍCIO RODRIGUES DOS SANTOS GARRIDO
  • BIBLIOTECONOMIA NO CONTEXTO DA E-SCIENCE: a formação do bibliotecário(a) de dados em instituições de ensino superior brasileiras
  • Data: 29/06/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A profissão do(a) bibliotecário(a) surge de atividades tais como organizar, representar e disseminar informações, e a Ciência da Informação surge dessa mesma necessidade de forma expandida, após o evidenciado aumento exponencial de informação em meados do século XX. Os dados científicos existem desde o surgimento da ciência e a organização desses dados para uso por outros pesquisadores já foi verificado no século XVI. Porém, essa preocupação em organizá-los e disseminá-los se intensifica com o surgimento da e-Science, e está intimamente ligado com a profissão do bibliotecário. Partindo desses pressupostos, este trabalho tem o objetivo analisar a formação do profissional da Biblioteconomia com enfoque em uma formação direcionada ao bibliotecário de dados, no contexto da e-Science, no Brasil. Para o alcance deste objetivo, delineou-se os seguintes objetivos específicos: discutir o surgimento e consolidação da e-Science; identificar o perfil profissional da Biblioteconomia de dados no contexto da e-Science; levantar os dados sobre os cursos de graduação em Biblioteconomia do Brasil; realizar um levantamento dos Projetos Pedagógicos de Curso; levantar e identificar nas ementas e programas de cada componente curricular quais se relacionam com a Biblioteconomia de Dados; e, por fim, consequentemente, revelar o panorama de formação dos cursos de Biblioteconomia do Brasil frente às demandas informacionais no contexto da e-Science. Trata-se, portanto, de uma pesquisa documental, de natureza qualitativa, que analisa os projetos políticos pedagógicos dos cursos de Biblioteconomia e utiliza a técnica de Análise de Conteúdo para identificar, nos seus respectivos conteúdos de formação, elementos que caracterizem as competências do profissional no contexto da e-Science, com base nos estudos desenvolvidos por Sales, Sayão, Maranhão, Drumond e Silva (2019). Constatou-se que em todas regiões brasileiras há ao menos um curso que aborde, direta ou indiretamente, alguma habilidade ou competência do(a) bibliotecário(a) de dados. No que tange a atualização dos PPCs, pouco mais de 50% foram atualizados nos últimos cinco anos, assim detectou-se a existência de um processo de atualização nos cursos, embora de forma não tão veloz. Há a expectativa que este estudo com seus dados possa contribuir para com os cursos que desejam abordar esse tema em sua matriz curricular.
  • TAHIS VIRGINIA GOMES DA SILVA
  • INFORMAÇÃO E MEMÓRIA NO ESPAÇO PÚBLICO DA CIDADE: análise de logradouros com estatuária em João Pessoa
  • Data: 29/06/2021
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Os espaços públicos das cidades possibilitam as relações socioculturais, sendo possível afirmar que a cidade é lugar de produção e consumo de informação e de construção da memória social. Esta tese objetiva analisar a relação informação e memória acionadas através dos logradouros com estatuária na cidade de João Pessoa/PB, partindo da hipótese que tais elementos, enquanto potencialmente artefatos informacionais, comunicacionais memorialísticos e patrimonialísticos podem acionar a relação informação e memória. O marco teórico que alicerça as reflexões, desta pesquisa, é a noção de espaço, como lugar praticado. A técnica de coleta de dados adotada é a observação qualitativa, auxiliada pelo uso de imagens, a partir da visitação in loco dos espaços selecionados unida à visitação virtual através da navegação no Street view do Google Maps. Concluiu-se que este estudo propiciou perceber a construção de sentidos de pertencimento constituídos pela significação do espaço público urbano da cidade, enquanto campo de construção de informação e comunicação memorialística e patrimonial e contribuindo com as pesquisas do PPGCI/UFPB oferecendo subsídios para ampliação da reflexão sobre a relação Informação e Memória no âmbito da Ciência da Informação.
  • VICTÓRIA LOPES FELIX
  • PERCEPÇÃO DOS EDITORES BRASILEIROS SOBRE OS CRITÉRIOS QUALIS PERIÓDICOS: CONTRIBUIÇÕES NA ÁREA DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Data: 25/06/2021
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta concepções históricas e conceituais acerca da comunicação cientifica com foco nos periódicos científicos desde o seu surgimento, ate os periódicos brasileiros na área da Biblioteconomia e da Ciência da Informação. Retrata a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e sua relevância no desenvolvimento e consolidação dos programas de pós-graduação no Brasil. Aborda o surgimento do Qualis Periódico, os critérios e parâmetros de atribuição utilizados a partir de 1998, as avaliações na área de Comunicação e Informação, para além dos critérios propostos para a avaliação 2017-2020. A pesquisa se caracteriza como descritiva, bibliográfica e documental, com abordagem quantitativa e qualitativa, além de analise de conteúdo. Como questão problema da investigação perguntamos: Qual a ótica dos editores dos periódicos da área da Ciência da Informação, sobre os critérios de avaliação, Qualis-periódicos? A partir desse questionamento, determinamos o seguinte objetivo geral: Analisar os critérios de avaliação do Qualis Periódicos sob a ótica dos editores da área da Ciência da Informação. Este objetivo se desdobrou nos seguintes objetivos específicos: Levantar e mapear os periódicos brasileiros da área da Ciência da Informação; Identificar e caracterizar os editores desses periódicos; Conhecer a percepção dos editores acerca dos critérios e parâmetros do Qualis Periódicos. Para a conhecer a opinião dos editores aplicou-se um questionário composto por perguntas abertas e fechadas. Do total de 46 questionários aplicados, obtivemos uma taxa de resposta de 67,4% dos editores. Conclui-se que os editores apresentam uma visão polarizada, parte se diz favorável as mudanças do Qualis Periódico, outros se mostram insatisfeitos com a exigência de critérios como internacionalização, indexação em bases de dados estrangeiras, obrigatoriedade de membros estrangeiros na comissão editorial e artigos com autoria internacional.
  • HERBERT DE OLIVEIRA REGO
  • TRANSPARÊNCIA E ACCOUNTABILITY EM PORTAIS BRASILEIROS
  • Data: 18/06/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A partir da Lei de Acesso à Informação, surgiu no Brasil o movimento da transparência pública, fazendo com que a opacidade pública perdesse espaço para a transparência pública. Esse movimento, porém, por si só não é suficiente para consolidar a cidadania e a democracia, sendo, para tanto, fundamental que o cidadão possa exercer a accountability pública. Diante disso, o objetivo desta tese foi avaliar os portais de transparência das capitais brasileiras e do Distrito Federal com relação às características que permitem a realização da accountability. Para isso, foram analisados os portais de transparência das capitais brasileiras e do Distrito Federal, sob o aspecto da transparência e da accountability, mediante dados e informações sobre contratações emergenciais em resposta à pandemia da COVID-19, coletados pela Transparência Internacional Brasil, com sua metodologia própria. Esta tese tem caráter exploratório e segue uma metodologia qualitativa, tendo como objeto de estudo os portais de informação das capitais brasileiras e do Distrito Federal, sob os aspectos da transparência e da accountability. Optamos pela estratégia documental, analisando os relatórios da Transparência Internacional Brasil no período de maio/2020 a agosto/2020. Os requisitos exigidos para que portais proporcionem condições para a realização da accountability foram categorizados por Lourenço (2015). A pesquisa baseou-se no método indiciário, que prioriza as evidências ou indícios. Observamos a evolução da transparência dos portais estudados e percebemos um desenvolvimento expressivo dessas características no período analisado. Podemos dizer que os portais das capitais brasileiras e do Distrito Federal são transparentes, com exceção do portal de transparência dos municípios de Cuiabá e Maceió, que alcançaram apenas 40% das exigências da metodologia da Transparência Internacional Brasil. Entre as 26 capitais dos estados brasileiros e o Distrito Federal, quatro portais de transparência não cumpriram os requisitos para possibilitarem a accountability. Assim, temos que a maioria das capitais brasileiras e o Distrito Federal atendem às características que permitem a realização da accountability. Apesar do avanço em atenderem a condições que permitam serem considerados transparentes e de realizarem a accountability, ainda há portais de transparência de capitais brasileiras que não possibilitam ao cidadão criar um senso crítico de sua realidade local. É preciso ressaltar que estamos analisando os portais de transparência dos principais municípios do Brasil, o que nos indica que o aprimoramento deve ser contínuo e ininterrupto. No contexto da pandemia da COVID-19, os portais de transparência precisam ser capazes de oferecer transparência e accountability para que os cidadãos possam ter ciência dos recursos públicos alocados nas ações de combate a essa pandemia.
  • GREGÓRIO GOLDMAN DOS SANTOS FELIPE
  • AS TRILHAS DOS USUÁRIOS NO PORTAL LTi: contribuição para a Gestão da informação
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • O surgimento das tecnologias digitais originou novas perspectivas para o gerenciamento de informações na Web. Nesta pesquisa são apresentadas propostas para uma Gestão da Informação no Portal do Laboratório de Tecnologias Intelectuais – LTi As propostas foram construídas através da observação direta das seções do portal, bem como por intermédio dos dados disponibilizados no Google Analytics sobre o acesso e as trilhas dos usuários no Portal. A pesquisa analisa os dados disponíveis nas Ações de Informação no Portal LTi e na Memória LTi, realizando a comparação dos layouts dessas plataformas, com objetivo de propor aprimoramentos que levem os usuários acessar informações e caminhos ainda não percorridos no Portal. A metodologia da pesquisa é constituída como uma pesquisa aplicada, documental e bibliográfica, quanto aos objetivos é descritiva. Compõe também a metodologia da pesquisa a metáfora do caçador de evidências na perspectiva do paradigma indiciário, sendo constituído nessa pesquisa os mandamentos e perfis do caçador de evidências. Constrói um Plano de Gestão de Dados – PGD formulado para os dados coletados do Google Analytics. Utiliza-se do Google Analytics para apresentar os resultados obtidos com a campanha realizada para atrair novos usuários aos conteúdos disponíveis no portal. A pesquisa define propostas para ajustar a página inicial do portal, tendo em vista que é a página mais acessada do portal. Conclui-se que, a Gestão da Informação no portal LTi é fundamental para proporcionar aos usuários do portal uma experiência de qualidade, desenvolver campanhas de divulgação do portal nas redes sociais vinculadas ao laboratório, atrair usuários potenciais que acessem não apenas a página inicial, mas, todas as trilhas disponíveis no portal que possam lhes agregar informações.
  • INDALECIA DE ANDRADE DOS SANTOS
  • PROPOSTA DE UMA POLÍTICA DE PRESERVAÇÃO DIGITAL PARA A UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A preservação dos objetos digitais nas instituições, independentemente se acadêmicas, de pesquisa ou de outra atividade já é uma realidade que não pode ser negada. Para tanto, cada vez mais estão surgindo normas e procedimentos internacionais orientando tal ação. Tal fato tem despertado interesse de gestores a preservarem seus acervos digitais na busca de preservação a longo tempo desses ativos. O trabalho em baila tem como objetivo geral: estruturar uma proposta de Política de Preservação Digital no contexto da Universidade Federal da Paraíba, levando em consideração os requisitos, padrões e diretrizes estabelecidos pelas normas nacionais e internacionais referentes a esse assunto. O caminho percorrido é a metodologia da pesquisa exploratória de natureza aplicada e de abordagem quanti-qualitativa, pautada na pesquisa bibliográfica além do estudo empírico junto aos gestores e profissionais lotados nas Pró-Reitorias; Arquivos, Bibliotecas; Museu; Superintendência de Tecnologia da Informação (STI); Editora; Portal de Periódicos Científicos Eletrônicos; Repositório Institucional; TV UFPB; Coordenação de informação (CodeInfo); e Diretores de centros. O instrumento para a coleta de dados foi o questionário online do Google Forms. Após submissão e aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa Humana enviamos o questionário, individualmente para 50 servidores. Resultados: 13 questionários respondidos e evidenciando que os respondentes conhecem a temática da preservação digital e percebem que a UFPB tem se preocupado em preservar seu legado documental embora ainda não exista uma ação mais incisiva nesse sentido. Quanto a unidade responsável pela preservação digital da instituição, o Arquivo Central foi o indicado pela maioria, uma vez que, na Resolução Nº 10/2019 aponta que os responsáveis pela gestão, procedimentos, suporte e trâmites digitais do processo eletrônico, ficarão sob a responsabilidade do Arquivo Central e da Superintendência de Tecnologia da Informação. Em que concerne a elaboração da Política de Preservação Digital, elencamos os primeiros procedimentos de uma proposta para chegar ao produto final. Ainda há um longo caminho a percorrer, e deixamos como produto desta pesquisa uma Minuta para apreciação da Universidade. Concluímos que as poucas políticas existentes é uma vulnerabilidade, a falta de conscientização e financiamento é um fator agravante na preservação digital, isso chama a atenção para que os gestores da UFPB, venham se preocupar a instituir, diretrizes, normas e padrões, para perpetuação da memória Institucional, Cultural e Científica
  • ALEXANDRE DAHER FERREIRA SALES
  • CADERNOS DE CULINÁRIA FAMILIAR: ESPAÇO DE RECORDAÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa em tela considera os cadernos de receitas objeto de cunho memorialístico e de construção identitária familiar, pois carregam, em seu contexto, a aplicação de um conhecimento que é transmitido de geração a geração, reverberando um sentido de pertencimento. Estes objetos são capazes de desvendar uma dimensão do tempo não exclusivamente cronológica na produção de um prato, mas o tempo lento ou rápido do misturar ingredientes, que constitui algo próprio e pessoal, de intimidade familiar, de investimentos afetivos, simbólicos e estéticos. Nesse sentido, temos como objetivo analisar cadernos de culinária familiar como espaços de recordação e de escrita individual e coletivas da gastronomia do século XX, sob uma perspectiva da informação de si evocadora da memória dos sentidos, considerando ainda a memória afetiva, isto é, da memória social, numa espécie de movimento de si e de outrem. Quanto aos objetivos específicos, buscamos identificar os elementos de memória individual e coletiva, a partir do inventário das receitas culinárias que constituem os cadernos de receita familiar; analisar as receitas culinárias, extraindo os aspectos da memória do cotidiano; evidenciar os aspectos da relação familiar a partir das práticas gastronômicas; identificar nos cadernos de receitas selecionados, a relação da comida com o posicionamento social e com a ideia de diferenciação a que esta remete. A pesquisa se caracteriza como pesquisa de natureza exploratório descritiva delineada por um estudo documental à análise do corpus desta pesquisa através do método indiciário e da análise documental, e acrescida das percepções pessoais e afetivas constantes no contexto da informação gastronômica que constituem os cadernos de receitas.
  • ALEXANDRE DAHER FERREIRA SALES
  • CADERNOS DE CULINÁRIA FAMILIAR: ESPAÇO DE RECORDAÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVA
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa em tela considera os cadernos de receitas enquanto espaço memorialístico de construção identitária familiar, pois carregam em seu contexto, a aplicação de um conhecimento que é transmitido de geração a geração, reverberando um sentido de pertencimento. Os cadernos de receitas são espaços de recordação capazes de desvendar-se uma dimensão do tempo não exclusivamente cronológica na produção de um prato, mas o tempo lento ou rápido do misturar ingredientes, que constitui algo próprio e pessoal, de intimidade familiar, de investimentos afetivos, simbólicos e estéticos. Nesse sentido, temos como objetivo analisar cadernos de culinária familiar como espaços de recordação individual e coletivas da gastronomia do século XX, e os específicos, Identificar os elementos de memória individual e coletiva, a partir do inventário das receitas culinárias que constituem os cadernos de receita familiar; Analisar as receitas culinárias, extraindo os aspectos da memória do cotidiano; Exemplificar os aspectos da relação familiar a partir das práticas gastronômicas; Identificar no caderno de receitas selecionado, a relação da comida com o posicionamento social e com a ideia de diferenciação a que está remete. A pesquisa se caracteriza como pesquisa de natureza exploratório-descritiva delineada por um estudo documental à análise do corpus desta pesquisa através do método indiciário e da análise documental, e acrescentando percepções pessoais e afetivas no contexto dos cadernos de receitas, incluem-se os depoimentos pessoais de familiares destas mulheres.
  • MARIA DA CONSOLAÇÃO POLICARPO
  • ESTUDOS DE CULTURA MATERIAL: o tratamento da informação em arte documentada nos azulejos paraibanos em perspectiva com a memória e o patrimônio - Séc. XVIII - XX
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa percorre as searas da cultura material, da imagem, da memória e do patrimônio para recuperar a informação em arte historicamente armazenada, nos azulejos in situ, tanto da arquitetura civil quanto religiosa de espaços públicos e privados da Capital da Paraíba que se justifica pela urgência em conhecer e salvaguardar o acervo informacional presente nesses artefatos cotidianamente expostos ao desaparecimento. O azulejo é uma criação árabe, mas foi em Portugal e em suas colônias que se nacionalizou, teve seu apogeu e se tornou de uso perene como elemento decorativo, persuasivo e construtivo da cultura material do patrimônio luso brasileiro e paraibano. O objetivo maior da pesquisa é analisar e recuperar, na perspectiva da memória e do patrimônio, a informação em arte documentada no azulejo in situ presente na arquitetura civil e religiosa da capital da Paraíba, situados situado entre os séculos XVIII e XX. Analisado por essa perspectiva, o azulejo pode se apresentar como artefato, simbolismo e patrimônio, construtores e condutores de informação. O caminho científico é a Ciência da Informação e de suas metodologias de análise que tem um corpus teórico-metodológico apropriado para investigar e recuperar a informação documentada em suportes imagéticos. A pesquisa se caracteriza como qualitativa, descritiva, documental com complementaridade na abordagem quantitativa visando a construção documental, informacional e indenitária de forma que, o conhecimento obtido possa atender tanto as necessidades de indexação, dos usuários como de salvaguarda.
  • MARIA MERIANE VIEIRA DA ROCHA
  • Um olhar sobre os Cursos de Bacharelado em Arquivologia no Brasil, à luz do regime de informação
  • Data: 30/03/2021
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Objetiva analisar, à luz do conceito de regime de informação, a implantação dos Cursos de Bacharelado em Arquivologia no Brasil, com ênfase nas ações de informação que contribuíram, no contexto da forma de vida acadêmica compartilhada por seus atores sociais, para emergência e consolidação desses Cursos. Nesse sentido, pretende explorar as mediações dessa forma de vida acadêmica a partir do modelo de regime de informação proposto por González de Gómez (1999), partindo do pressuposto de que a cultura informacional, compartilhada pelos atores no âmbito de um dado espaço social, contribui para o entendimento da sua aplicação em um dado contexto. Como ponto inicial, foram identificados os cursos de bacharelado em Arquivologia do Brasil e seus respectivos docentes que possuem currículo na Plataforma Lattes. A escolha do tema é motivada por proporcionar um espaço que favoreça o estudo dos currículos adotados nos Cursos de Bacharelado em Arquivologia no Brasil, de modo a oferecer contribuições a partir da utilização das abordagens do perfil institucional e perfil docente relacionadas às ações das pessoas, dos conteúdos e recursos institucionais/docentes, do poder implícito e das diferenças no perfil das instituições e do perfil dos docentes, buscando estabelecer parâmetros entre a teoria e a prática na área. O referencial teórico aborda a Arquivologia brasileira no contexto do regime de informação e a possibilidade de uma Inteligência Coletiva na forma de vida relacionada à Arquivologia, no Brasil. A pesquisa está caracterizada como descritiva, a partir de uma abordagem qualiquantitativa, e os caminhos de processos de busca e análises dos dados serão delineados com os princípios do método indiciário de Ginzburg (1989) e a técnica de brauseio de Araújo (2004). Espera-se, também, contribuir para a formação de uma rede de comunicação de pesquisa entre a áreas da Arquivologia e da Ciência da Informação.
  • ANDRE LUIZ DE FRANCA MADEIRO
  • ANÁLISE DOS COMPONENTES DO CICLO DE VIDA DE DADOS NA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE ARQUIVOLOGIA: Um estudo comparado
  • Data: 26/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A partir dos contínuos avanços tecnológicos ocorridos entre o final do século XX e o início do século atual, tem emergido em países desenvolvidos no âmbito dos pesquisadores a preocupação pela produção, armazenamento e acesso a dados gerados a partir do uso dos mais diversos aparatos de tecnologia da informação. Estas atividades têm exigido profissionais da informação capacitados para atuar em instituições acadêmicas e de pesquisa para gerenciarem dados com a finalidade de garantir a validação da pesquisa e sua disponibilização para outros pesquisadores, assim como a obtenção de apoio de agências financiadoras para os fomentos de suas atividades. Um dos profissionais requisitados é o arquivista com o objetivo de preservar dados a longo prazo. A presente pesquisa propõe analisar de que forma os profissionais da informação, com ênfase nos arquivistas, estão sendo habilitados para a atuar neste contexto a partir do que é apresentado nos cursos de graduação. Diante do exposto, questionou-se como as componentes inerentes a cada etapa do Ciclo de Vida dos Dados para a Ciência da Informação estão contempladas nas disciplinas ministradas nos cursos brasileiros de graduação em Arquivologia? Configura-se como uma pesquisa exploratória e bibliográfica de caráter qualitativo e quantitativo, através da metodologia comparativa e inferência da análise de conteúdo. Constatou-se que nenhum dos cursos de Arquivologia analisados possuem componentes curriculares obrigatórios que tratem acerca do paradigma e-Science e a fase de descarte do CVD-CI. Contudo há predomínio de competências que podem ser utilizadas no curso do Ciclo de Vida dos Dados para a Ciência da Informação com maior aderência nas Fases de Coleta, Armazenamento e de Recuperação. E ainda foi verificado que existe relações entre as competências do arquivista de dados com a Lei n° 6.546 /78. Como resultado, verificou-se que é possível que o arquivista trabalhar com todos os tipos de documentos como os dados. Deste modo, sugere-se a reformulação dos projetos político-pedagógicos dos cursos brasileiros de Arquivologia para incluir componentes curriculares que possam abordar o quarto paradigma científico como área de trabalho dos arquivistas com dados, cuja a finalidade é de consolidar uma Arquivística brasileira contemporânea e abrangente.
  • CÁSSIO VINICIUS CARVALHO DE SOUSA
  • INFORMAÇÃO, MEMÓRIA E LUGAR: PARQUE DA LAGOA SOLON DE LUCENA
  • Data: 26/03/2021
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O Parque da Lagoa passou por diversas transformações físicas e sociais desde a sua inauguração em 1939 até as duas primeiras décadas do século 21, as quais influenciam diretamente na paisagem urbana e nas memórias produzidas. Já nas primeiras intervenções urbanas no centro da cidade de João Pessoa, o Parque da Lagoa estava contemplado como núcleo dos traçados e dos planejamentos viários. Conforme a malha urbana do centro de João Pessoa se consolidava o Parque da Lagoa e o seu entorno necessitavam se adequar ao novo contexto que emergia. A marcante participação do Parque da Lagoa nos planos de urbanização e fluxo viário surtiram efeitos negativos posteriormente, visto que a quantidade de veículos que circula pelo local aumentou consideravelmente ao longo dos anos. Intervenções pontuais na área passaram a se tornar frequentes com intuito de amenizar os impactos que se intensificavam principalmente por tráfego excessivo de pessoas e veículos e pelas más condições de drenagem no parque. Ações tímidas para recuperar as vegetações e áreas verdes também foram implantadas, entretanto o espaço físico do parque já estava comprometido. Apenas na requalificação de 2016 houve uma grande mudança na estrutura física do Parque da Lagoa, tanto restabelecendo os espaços básicos como passeio público e áreas de descanso e lazer como também incorporando novos usos a exemplo dos esportes radicais e parques infantis. A requalificação de 2016 produziu aspectos positivos e negativos para os comerciantes locais, entretanto, os pontos positivos foram predominantes nas análises. Concluímos que apesar das evidentes melhorias através das intervenções físicas e sociais empreendidas no Parque da Lagoa, lacunas como a mobilidade urbana ainda não foram solucionadas e poderia ser o caminho das próximas intervenções no parque.
  • ALLINI PAULINI NASCIMENTO SILVA CHAGAS
  • Muito além do que se ver: representação imagética das xilogravuras de Nena Borges
  • Orientador : MARIA ELIZABETH BALTAR CARNEIRO DE ALBUQUERQUE
  • Data: 21/03/2021
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa debruça-se sobre a representação temática da informação imagética, mediante a análise das xilogravuras de Graciete Correia Borges, artisticamente conhecida como Nena Borges, a mais antiga Xilogravadora em atividade no Estado de Pernambuco. Para nortear o presente estudo, evidencia-se como ponto de partida o seguinte questionamento: como são representadas as temáticas das xilogravuras de Nena Borges? Esse cenário permite delimitar como objetivo geral, analisar as temáticas retratadas nas xilogravuras, experienciada nos três níveis de análise da imagem do método iconológico proposto por Erwin Panofsky. De forma mais específica os objetivos visam: Identificar os elementos que compõem estruturalmente as obras em análise a partir do nível pré-iconográfico; descrever a simbologia dos elementos e cenários identificados sob o prisma do nível iconográfico; contextualizar os aspectos históricos e culturais que caracterizam as temáticas das xilogravuras analisadas, com suporte do nível iconológico. Referencialmente, o arcabouço teórico se fundamenta no âmbito da representação temática e imagética da informação. Quanto ao percurso metodológico, este estudo configura-se objetivamente como uma pesquisa descritiva de cunho bibliográfico, que envolve uma abordagem qualitativa de natureza aplicada, numa perspectiva documental. Como instrumento de coleta de dados, foi utilizada a análise documental nas xilogravuras produzidas pela artista, disponíveis em formato online na plataforma Instagram. Os resultados expressam que a metodologia aplicada possibilitou uma análise mais aprofundada e interdisciplinar acerca dos assuntos contidos nas obras xilográficas. Ao realizar a descrição dos elementos e a interpretação, com base em fontes históricas, sociais e políticas, foi possível encontrar as respectivas temáticas representadas pela cultura popular: dança, brincadeira, música, tradições e figuras folclóricas. Em síntese, evidencia-se que a xilogravura é uma fonte de informação imagética relevante para o processo representativo das manifestações culturais, especialmente no Nordeste brasileiro, onde cada traço talhado compõe uma figura que retrata a memória, os costumes e a construção identitária do seu povo.
  • EMERSON CARLOS DA SILVA
  • POLÍTICAS E ESTRATÉGIAS DE GESTÃO DOCUMENTAL PARA PRESERVAÇÃO DIGITAL NO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO/RIO GRANDE DO NORTE
  • Data: 18/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Utilizam-se as politicas de informação arquivísticas para propor estratégias de gestão documental que garantam a preservação digital dos documentos permanentes no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte - TRT-RN. A pesquisa suscita compreender que estratégias de gestão de documentos devem ser aplicadas, adequadas a politica institucional de informação do órgão, garantam a preservação de documentos arquivísticos digitais e o acesso da informação a longo prazo. Tern como objetivos específicos: enunciar diretrizes estabelecidas por órgãos nacionais, projetos e comissões nacionais e internacionais relativas a gestão e preservação das informacões contidas em documentos digitais; relacionar a informação arquivística aos fundamentos técnico-pragmáticos, especificando as relações: informação e gestão; gestão e preservação; preservação e tecnologias; identificar as politicas relacionadas a informação institucional do TRT-RN; apontar as prováveis fraquezas ou forcas que podem, respectivamente, dificultar ou contribuir para a implementação de estratégias de gestão e preservação digital na instituição e sugerir estratégias de gestão documental para preservação digital para acesso a longo prazo das informações produzidas pelo TRT-RN. Quanto a metodologia, a pesquisa classifica-se como aplicada, do tipo propositiva, a partir de estudo de caso no TRT-RN. A abordagem é quanti-qualitativa, efetuada mediante questionário, direcionada a servidores das áreas da gestão documental e de tecnologia da informação. Nos resultados adotou-se categorias da análise de conteúdo que respeitam os objetivos específicos, e a bibliografia, documentos e informações para respaldar, explicar e oferecer sustentação aos argumentos discutidos e propostos. Conclui-se pela constatação da necessidade de atualização do Programa de Gestão Documental, abarcando a realidade da produção de documentos digitais, especificamente os sistemas de Processo Administrativo Virtual e o Processo Judicial Eletrõnico. Percebe-se, outrossim, um ambiente organizacional favorável a implementação de estratégias de gestão documental voltadas a preservação digital, reforçada pela publicação da Politica de Manutenção de Documentos Eletrônicos do TRT-RN, pelos Planos de Gestão Documental e Gestão da Memória do Poder Judiciário cumprindo funções voltadas ao planejamento da preservação digital na instituição. Finaliza-se com sugestões estratégicas de gestão documental, opinando que, caso implementadas, contribuirão para a preservação digital na instituição.
  • LUCIANA SILVA DE MORAIS
  • ACESSO E USO DA INFORMAÇÃO PÚBLICA: MÓDULO ACESSO À INFORMAÇÃO DO FALA.BR NO CONTEXTO DO INSTITUTO FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 08/03/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Nos dias atuais o acesso à informação é um pilar da democracia e uma das bases do direito fundamental individual e coletivo para o exercício da cidadania, garantido pela Constituição Federal. É o cerne de todos os processos sociais e respeito aos direitos humanos. A partir da implementação da Lei nº 12.527 de 2011, Lei de Acesso à Informação, foram introduzidas obrigações visando elevar o nível da transparência das ações da esfera pública e a padronização de canais de comunicação dedicados ao atendimento dos questionamentos da sociedade. Sob essa ótica a criação dos Serviços de Informação ao Cidadão estabeleceu uma nova realidade aos órgãos/entidades públicas, que tem como principal desafio adequar as condutas procedimentais de gerenciamento de informação a fim de atender às diversas demandas advindas da sociedade e respeitar os direitos consagrados pela Constituição de 1988. Nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo geral analisar o uso do Módulo Acesso à Informação do Fala.BR no contexto do Instituto Federal da Paraíba, considerando a transparência passiva da informação pública. Em termos metodológicos, trata-se de uma pesquisa de cunho descritivo e abordagem qualitativa e quantitativa. A coleta de dados ocorreu por meio da técnica de observação indireta, como também a entrevista que se compõe em duas vertentes de análise investigativa: o usuário real que busca o sistema para obter acesso à informação e os servidores responsáveis pela disponibilização da informação solicitada. Os resultados obtidos revelaram que os usuários efetivos que têm interesse na informação pública produzida e/ou custodiada pelo IFPB são sujeitos caracterizados pelo sexo masculino, têm entre 31 a 40 anos de idade, com formação acadêmica superior, profissão relacionada ao serviço público federal e residem, em sua maioria, na região nordeste do Brasil. Percebem-se como barreiras, obstáculos relativos à má comunicação institucional, a gestão documental, aos recursos tecnológicos, a falta de profissionais com habilidades para áreas específicas e a cultura organizacional. Constatou-se a ausência de ações que visem à capacitação de servidores com ênfase sobre a Lei de Acesso à Informação. Identificou-se que, dentro do contexto do ambiente dos colaborados do estudo, a implementação da LAI colaborou com melhorias em diferentes aspectos na rotina administrativa. Com isso, apresentam-se sugestões que favorecem o processo de atendimento às demandas sociais, considerando a ótica pela prática da transparência passiva e da transparência ativa. Conclui-se que a informação é, atualmente, um fator motivador que intervém no cotidiano do ser humano ressignificando ações e práticas e na perspectiva desse estudo da esfera pública, de seus profissionais e usuários.
  • FELIPE ARTHUR CORDEIRO ALVES
  • A MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO COMO EPICENTRO DO PROTAGONISMO SOCIAL NEGRO: DO EPISTEMICÍDIO À [DES] COLONIALIDADE NOS ANAIS DO ENANCIB
  • Data: 05/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Desde a ignomínia escravidão até os dias atuais, a história da população negra brasileira é repleta de luta e resistência contra processos de exclusão social. O mito da democracia racial contribuiu para a propagação de distintas formas de racismo e silenciamento de conhecimentos negros, epistemicídio negro. O epistemicídio, enquanto mecanismo de censura dos saberes, é resultado de um modus operandi da produção científica imersa em disputas políticas e relações de poder. Diante disso, o objetivo geral desta pesquisa consistiu em analisar a relação entre a mediação da informação e o protagonismo social negro, por meio das produções científicas acerca da população negra publicadas nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB). Especificamente, buscou-se: a) mapear as produções e os(as) pesquisadores(as) que têm produzido sobre a população negra no âmbito dos anais dos ENANCIBs; b) visibilizar o protagonismo negro dentre os(as) autores(as) que publicaram pesquisas com foco na comunidade negra no evento; c) descrever os conteúdos mediados conscientemente pelos(as) pesquisadores(as) nas produções acerca da população negra, buscando evidenciar a relação entre mediação da informação e protagonismo social negro. Trata-se de uma pesquisa de cunho descritivo e exploratório, com abordagem quali-quantitativa. O corpus da pesquisa foi extraído dos resumos e das comunicações orais publicados nos anais do ENANCIB, evento de significativa relevância na Ciência da Informação. O período analisado compreende os anos de 1994 a 2019. Para extrair os resultados da produção científica que compõe o corpus do trabalho foram utilizadas as bases dos estudos métricos da informação, especialmente da cientometria. A pesquisa identificou o protagonismo social de pesquisadores(as) negros(as) entre os(as) autores(as) que mais publicaram sobre a temática étnico-racial, com foco na população negra nos ENANCIBs. Destaca-se, no âmbito do estudo, a práxis da professora Dra. Mirian de Albuquerque, precursora de pesquisas étnico-raciais na CI. O estudo evidencia o protagonismo social de bibliotecários(as) e docentes ligados a esse campo do conhecimento entre os(as) pesquisadores(as) que mediaram conscientemente conteúdos informacionais pautados na luta antirracista e antiepistemicida. Os resultados permitem enunciar, também, a relação profícua e indissociável entre a mediação da informação e o protagonismo social negro nos ENANCIBs. Os conteúdos informacionais mediados conscientemente pelos(as) pesquisadores(as) revelam o acesso à informação e ao conhecimento como fundamentais no enfrentamento do epistemicídio negro, com vistas à descolonização do conhecimento. Conclui-se que as produções científicas recuperadas, na dissertação, constituem importante arcabouço teórico atinente à temática, fomentam a realização de novas pesquisas e favorecem o protagonismo social negro no campo científico.
  • SHAENNYA PEREIRA VANDERLEY
  • COMPARTILHAMENTO INDEVIDO DE INFORMAÇÕES EM REDES SOCIAIS DIGITAIS: efetividade da legislação brasileira vigente no combate à violência contra a mulher
  • Data: 05/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa o compartilhamento indevido de informações em redes sociais digitais que se constituem crime cibernético cometido contra mulheres, a partir da influência das redes sociais e privacidade, do fluxo de informação e do direito digital. Para tanto, considera-se as alterações legislativas advindas da Lei 12.737 de 2012, conhecida como Lei Carolina Dieckmann, que tipificou o delito de invasão a dispositivo informático; a Lei 13.718 de 2018 que tipifica o delito de compartilhamento não autorizado de conteúdo íntimo, com pena de reclusão de até 5 anos; a Lei 13.772 de 2018 que alterou o Código Penal e tipificou o registro não autorizado de conteúdo íntimo; e a Lei 11.340 de 2006 (Lei Maria da Penha), que considera o compartilhamento de conteúdo íntimo como violência psicológica e violação à intimidade da mulher. Metodologicamente, adota o método indutivo e se configura como pesquisa exploratória e descritiva, utilizando os métodos histórico e comparativo. Caracteriza-se como do tipo documental, a partir da consulta a legislação brasileira e aos Boletins de Ocorrência da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) do município de Sousa na Paraíba/Brasil, selecionados no período de janeiro de 2015 a janeiro de 2020 e que registraram casos de compartilhamento indevido de informações. Soma-se a estes registros, a realização de entrevistas com a delegada titular e uma agente da DEAM da cidade de Sousa. Adota a abordagem quantiqualitativa e a análise de conteúdo para organização e análise. Os resultados identificam e caracterizam os casos de compartilhamento indevido de informações, destacando a utilização das redes sociais digitais na prática desses delitos. Realça o Facebook e o WhatsApp como as redes sociais onde ocorrem os crimes com maior frequência. Registra, entre os principais fatores que auxiliam na proteção às vítimas, a qualificação dos profissionais e a existência de uma rede especializada no atendimento à mulher. Já os fatores intervenientes que se destacam para a proteção aos direitos das mulheres vítimas desses crimes foram o julgamento social, a desinformação e a necessidade de recursos específicos para investigação dos crimes digitais. Entre as diretrizes para o amparo a vítima e a responsabilização do autor do crime, elencaram-se a promoção do acesso à informação, a disponibilização de recursos tecnológicos para investigação e a repressão ao compartilhamento não autorizado no ambiente virtual. Conclui-se que a ocorrência desses crimes com utilização das redes sociais agrava os prejuízos suportados pela vítima e dificulta as investigações. Apesar da regulamentação e pertinência da legislação brasileira e da existência de profissionais especializados, existem barreiras sociais que impedem a proteção das vítimas nesses casos. Ressalta-se que o acesso à informação promove a ruptura de barreiras sociais e culturais, sendo necessário promovê-lo de forma a conscientizar as mulheres da existência e funcionamento da rede especializada e da possibilidade de amparo, demonstrando que há proteção à vítima.
  • LEVI CADMIEL AMARAL DA COSTA
  • Acessibilidade web móvel para usuários cegos: checklist para websites do comércio eletrônico
  • Data: 25/02/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A web, assim como os dispositivos móveis, representam avanços tecnológicos que modificaram as formas de criação e disponibilização da informação na sociedade, fazendo com que grandes fluxos informacionais emergissem através dos avanços proporcionados pela tecnologia. Enquanto estes avanços proporcionam, a alguns grupos sociais, experiências mais flexíveis na web, outras parcelas da sociedade correm o risco de exclusão, dentre elas a população com cegueira. Neste contexto, o objetivo geral da presente investigação é examinar os requisitos necessários para o desenvolvimento de um checklist de acessibilidade web móvel para usuários com cegueira de forma a se ter melhores experiências em websites de comércio eletrônico. Trata-se de uma pesquisa que, quanto a sua abordagem, adota aspectos qualitativos e quantitativos. Em relação aos objetivos da investigação, a mesma se classifica como descritiva. No que diz respeito aos instrumentos de coleta de dados, adota-se o questionário, como forma de validar uma versão inicial do checklist composta de 19 questões a partir da avaliação de pesquisadores da Ciência da Informação que tenham publicado sobre acessibilidade na web no período compreendido entre 2010 e 2020. O referencial teórico está fundamentado em dois eixos temáticos. No primeiro, são apresentadas questões relacionadas aos usuários cegos, acessibilidade e a tecnologia, especificamente no que diz respeito à web e aos dispositivos móveis. No segundo, são apresentados conceitos e características que se associam ao comércio eletrônico, apresentando questões envoltas à origem, atuação no Brasil, particularidades associadas aos dispositivos móveis e breves apontamentos sobre acessibilidade e comércio móvel. A partir da validação do checklist por meio da avaliação dos participantes da pesquisa, uma questão foi excluída, dez foram alteradas, oito foram mantidas sem necessidades de ajustes e quatro novas questões foram incluídas. Dentre as recomendações dos respondentes da pesquisa, podem ser mencionadas: incluir conceitos e/ou parâmetros, ressaltar que o usuário cego usufrui dos dispositivos móveis através de sua memorização e vivência prática com estes aparelhos, evitar subjetividade, mesclar questões que se complementam, evitar questões que abordam aspectos já abordados em questões anteriores, dentre outras questões. Conclui-se que o checklist desenvolvido poderá ser útil para que os projetistas da web, para os pesquisadores que investigam sobre acessibilidade, para os especialistas que desenvolvem websites do comércio eletrônico, bem como para todo e qualquer profissional que se interessa em desenvolver a web móvel de forma inclusiva.
  • ANNA RAQUEL DE LEMOS VIANA
  • MEMÓRIA FEMINISTA EM REDE: entrelaçamentos entre memória e identidade no Instagram a partir de coletivos feministas
  • Data: 25/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Com as mudanças ocorridas nas últimas décadas, sobretudo pela convergência das mídias e surgimento de novas sociabilidades e possibilidades a partir da tecnologia, percebe-se a influência e rupturas na organização social. Para acompanhar o desenvolvimento social, informacional e digital, as mulheres – em sua dimensão subversiva – buscam romper fissuras para modificar o espaço público e construir novos papéis sociais a partir de novas competências e habilidades com as tecnologias e com a internet, que cada vez mais faz parte do cotidiano dos sujeitos, embora de maneira ainda desigual e excludente. A pesquisa propôs-se a analisar como o Instagram se caracteriza como um espaço de Memória e Identidade de três coletivos feministas na cidade de João Pessoa/PB. Por isso, guia-se no interesse de possibilitar novos pontos de vista sobre o complexo fenômeno da memória que se relaciona intrinsecamente com a identidade. Considera-se espaço da memória o espaço de ressignificar, o espaço de construir e reconstruir representações e identidade atravessadas pelas representações sociais, historicamente engendradas que concernem ao todo na sociedade. Esse, por sua vez, é apoiado por três perspectivas, sendo a primeira, mulheres vinculadas à universidade; a segunda, ao mercado; e a terceira é sem vínculo estrutural. A dimensão teórica que sustenta a investigação está centrada em três eixos que se entrelaçam: a memória enquanto campo de estudo; a internet – especificamente o Instagram – como uma tecnologia que está mudando comportamentos e possibilitando novos espaços de memória; e a identidade, que vem sendo afetada por estes novos comportamentos. A partir da perspectiva feminista, são analisados coletivos de mulheres que atuam para a construção de uma sociedade democrática e com igualdade de gênero, com base em novas narrativas. Para o alcance do objetivo, a metodologia de abordagem qualitativa está estruturada quanto à fonte como pesquisa de campo, por meio da etnografia virtual para entender as características específicas dos coletivos feministas de João Pessoa no Instagram. Quanto ao objetivo, descritiva. Para isso, utiliza-se como instrumento de coleta de dados entrevistas semiestruturadas individuais com mulheres que compunham a coordenação e gerenciamento dos perfis no Instagram. Para análise e tratamento dos dados, opta-se pela análise do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), que consiste em um método de resgate de Representações sociais significativas presentes. Conclui-se que o Instagram corresponde aos pontos expostos e abordados por Pierre Nora e é compreendido como um lugar de memória. Constata-se ainda que os coletivos serviram para dar voz e fortalecer a identidade das mulheres enquanto feministas e, dessa forma, maximizar as suas ações no Instagram, possibilitando um espaço de representação e agenciamento coletivo, em que utilizam a memória como imperativo para relação de uma subjetividade política e social, com ações de conscientização promovendo o empoderamento das mulheres
  • WALQUELINE DA SILVA ARAUJO
  • A DIMENSÃO COMUNICATIVA DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO CONTEXTO DAS MÍDIAS SOCIAIS DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS
  • Data: 23/02/2021
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Na contemporaneidade vivencia-se um cenário no qual as pessoas estão conectadas a todo instante, formando uma rede global onde não há barreiras de espaço e tempo. Com isso, entende-se que a comunicação digital é o resultado do avanço tecnológico na sociedade, ou seja, um novo perfil de cultura da sociedade atual, na qual a tecnologia desempenha um papel essencial no plano econômico, político e social. A biblioteca como instituição provedora de informação, sendo este um insumo essencial para a criação do conhecimento, reflete as mudanças sociais advindas da inovação tecnológica, diante disso, ela deve estar atenta à modernização e dinamização do seu processo comunicativo com os usuários. Em ambientes de bibliotecas universitárias, o uso das plataformas de mídias sociais como apoio para a consolidação do processo comunicativo tem sido uma evolução natural estimulada pelos usuários do mundo acadêmico, bastante susceptível às mudanças e inovações, tendo em vista que, as informações que outrora eram disseminadas por meio de murais físicos migraram para plataformas de comunicação online, como o Facebook, o Instagram e o Twitter, entre outras similares. O objetivo geral desse estudo é refletir o processo comunicativo das bibliotecas universitárias das instituições de ensino superior. Para o alcance do objetivo essa pesquisa possui uma abordagem qualitativa, tendo em vista que esse tipo de abordagem visa identificar características, perfis, bem como estruturas. Utilizou-se o método da Análise de Conteúdo no sentido de categorizar os dados coletados por meio da observação, buscando classificá-los de acordo com os temas previamente estabelecidos. Logo, a amostra da pesquisa foi representada por quinze bibliotecas universitárias que fazem parte das instituições de ensino superior que obtiveram destaque no ranking da Webometrics na edição de 2018, se destacando no quesito presença acadêmica na web. Como resultado dessa pesquisa e com base nos dados coletados, bem como na leitura para elaboração do referencial teórico, foi construído um modelo que ilustra o processo comunicativo das bibliotecas universitárias nas plataformas de mídias sociais. Logo, concluiu-se que a biblioteca universitária precisa estar imbuída da relevância de instituir uma equipe responsável pelo processo comunicativo digital, que tenha consciência de como se estrutura o processo comunicativo nas plataformas de mídias sociais da biblioteca, bem como possuir um modelo de comunicação digital que oriente o processo comunicativo em todas as suas etapas, desde a criação do conteúdo que será compartilhado até a etapa de uso por parte dos usuários, na qual as informações são assimiladas cognitivamente, transformadas em conhecimento e aplicadas na criação de produtos e serviços de informação.
2020
Descrição
  • RÁISA MENDES FERNANDES DE SOUZA
  • REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM POR MEIO DE MEATADADOS: CONSIDERAÇÕES SOBRE GRANULARIDADE E MODULADIDADE
  • Data: 15/12/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O período histórico atual vem sendo marcado pela presença progressiva das tecnologias de informação e comunicação nas relações humanas, o que também vem ocorrendo nos contextos educacionais. Assim surgiram os objetos de aprendizagem, definidos inicialmente como qualquer conteúdo digital voltado para a educação. Uma das características mais proeminentes dos objetos de aprendizagem é a sua capacidade de reuso em outras realidades educacionais que não aquelas que os originaram. Para garantir a sua plena reutilização, é necessário se debruçar sobre soluções que envolvam uma descrição adequada de seus metadados, levando em consideração a granularidade e a modularidade. Partindo do problema configurado na inexistência de um modelo de representação da informação, no âmbito da Ciência da informação, que considere a granularidade e a modularidade dos objetos de aprendizagem, para assim ser possível uma melhor recuperação de conteúdos educacionais, a presente investigação propõe-se responder à seguinte indagação: como representar um objeto de aprendizagem por meio de seus metadados, considerando sua granularidade e sua modularidade? O objetivo geral deste trabalho é propor um modelo de representação por meio dos metadados considerando a granularidade e modularidade dos objetos de aprendizagem. A pesquisa alicerçou-se na hipótese de que a proposição de um modelo de representação de metadados que envolva a granularidade e a modularidade dos objetos de aprendizagem possibilita uma nova perspectiva de organização, acesso e recuperação desses objetos dentro de um repositório de objetos de aprendizagem, potencializando o reuso desses recursos digitais. Por meio da aplicação do Método Quadripolar, constituído pelos polos epistemológico, teórico, técnico e morfológico, chegou-se ao delineamento de um modelo operacional de objeto de aprendizagem para a Ciência da Informação, bem como de um modelo de representação da informação por meio de metadados que contemple os três níveis de granularidade: grupos de objetos de aprendizagem, objetos de aprendizagem e ativos de informação. Conclui-se o êxito da aplicação do Método Quadripolar no contexto da presente pesquisa, contemplando todos os polos e evidenciando que o fluxo entre eles não é sempre linear. Os modelos teóricos de objetos digitais e metadados resultantes da pesquisa atenderam aos objetivos dessa investigação. A evolução das reflexões tecidas nesta tese evidenciou escassa literatura científica sobre modularidade e granularidade na área da Ciência da informação.
  • AURICÉLIA MARIA DA SILVA
  • DE LOUCO E CANGACEIRO A VALENTE E DESTEMIDO: as representações sobre o coronel José Pereira na Guerra de Princesa (PB)
  • Data: 11/12/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O movimento armado conhecido como “Guerra de Princesa” teve como figuras centrais o coronel José Pereira, líder político do município de Princesa Isabel (PB), contra as regras impostas pelo governo estadual do político João Pessoa. A Guerra eclode em fevereiro e encerra com a morte de João Pessoa em 26 de julho de 1930. Dado a efervescência, os acontecimentos eram narrados diariamente pelos jornais da época. No Estado paraibano o jornal A União era o órgão que concedia voz ao governo vigente, em Pernambuco o Jornal do Commercio, seus idealizadores eram amigos e partidários do coronel princesense. As representações sobre o coronel, considerando o recorte temporal da história do município correspondente à “Guerra de Princesa”, liderada pelo representante político local se expressam em contradições relativas à sua figura. Diante da tomada de partido nos discursos produzidos pelos dois periódicos, nos levou a questionar, como foi representada a imagem do coronel Zé Pereira nos periódicos A União e Jornal do Commercio no ano de 1930? O objetivo geral deste trabalho é analisar como foi construída a imagem do coronel José Pereira nos veículos jornalísticos A União e Jornal do Commercio, nas publicações dos meses de fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto do ano de 1930, a partir dos discursos por eles produzidos. A pesquisa se caracteriza como qualitativa, descritiva, documental. Tem como justificativa acreditar que o trabalho pode contribuir para estudos sobre a cidade, podendo fomentar pesquisas sobre a história local e a história da política nacional. Os meses analisados foram de fevereiro, início da Guerra, e se estende a agosto, para perceber o que mais foi mencionado sobre o coronel, mesmo com o final da Guerra no mês de julho. O estudo constatou que os domínios utilizados para o representar nas matérias são opostos, entre os vários termos encontrados “cangaceiro” que significa “criminoso, bandido e salteador” foi o mais apresentado pelo jornal A União para se referir a José Pereira, ao passo que “libertador” que expressa “aquele que livra uma pessoa de grande perigo” e “defensor” que significa “aquele que defende, protetor” foram os domínios utilizados pelo Jornal do Comércio.
  • LUCAS CARNEIRO GUEDES SANTIAGO
  • Lei de Acesso à Informação: análise das práticas informacionais direcionadas à transparência ativa nas Universidades Federais do Estado da Paraíba
  • Data: 08/12/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Com a promulgação da Constituição Federal de 1988, e, posteriormente, da Lei de Acesso à Informação (LAI), em 2011, a informação pública produzida e mantida pelo Estado passa a ser reconhecida como de interesse coletivo. Nesse sentido, o direito de acesso à informação pública é entendido como um dispositivo democrático, que possibilita ao cidadão participar das atividades oriundas da administração pública, controlando-as, inclusive. A LAI trata de inúmeras normatizações, porém, nessa pesquisa, enfatizou-se a exigência do uso da transparência ativa pelas entidades públicas. A transparência ativa verifica-se quando o Estado divulga informações de interesse coletivo em sítios oficiais na internet, de forma proativa, sem que haja nenhum tipo de questionamento por parte dos cidadãos. Nessa pesquisa, estabeleceu-se a relação das práticas informacionais com a transparência ativa, considerando as Universidades como uma instituição social capaz interagir e modificar o contexto social, político, econômico e cultural do cidadão. Nesse contexto, esta pesquisa abordou a transparência ativa da informação nas Universidades Federais do Estado da Paraíba, tendo por objetivo geral, analisar as práticas informacionais voltadas à transparência ativa, a partir do que prescreve o Guia da Transparência Ativa (GTA) da união. Este estudo, de abordagem qualitativa e de caráter descritivo, foi desenvolvido através da pesquisa documental e de campo, utilizando as técnicas da observação sistemática, como também a entrevista. Por fim, aplicou-se a análise de conteúdo por categorização para tratar e analisar os dados coletados. O resultado da pesquisa, mostrou que as Universidades Federais da Paraíba se comportam como instituições sociais, que produz, media e dissemina sua informação. As entidades públicas apresentaram dois cenários diferentes, na qual a UFCG exibe baixos índices de atendimento ao GTA, e a UFPB demonstra ótimos indicadores positivos. Percebeu o empenho das instituições em aplicar, da melhor maneira possível, as políticas relacionadas ao acesso à informação, visando atender as normas vigentes legais. Identificou-se que os desafios enfrentados diariamente nas universidades são semelhantes, destacando como barreiras para alcançar as diretrizes propostas na legislação, os seguintes contextos: a falta de sensibilidade dos gestores, cultura organizacional do segredo, falta de conhecimento dos agentes públicos sobre a LAI e a comunicação interna da instituição. Todos esses pontos levantados, foram reconhecidos a partir de discursos dos sujeitos da pesquisa. Neste sentido, ressalta-se o esforço dos servidores diretamente responsáveis pela LAI, em procurar atender ao máximo dos regulamentos. Notou-se que as ações e os serviços disponibilizados pelas universidades, torna-se capaz de influenciar o contexto social do cidadão, e as atividades de ensino, pesquisa e extensão realizadas pelas instituições educacionais, fortalecem o exercício da cidadania. Assim, passamos a enxergar o acesso à informação pública como um bem social e um direito coletivo. Por fim, ressalta-se a importância de políticas efetivas relacionadas a transparência informacional, com objetivo de fomentar a cidadania e estimular o cidadão a participar efetivamente das ações praticadas pelo Estado.
  • PEDRO FELIPY CUNHA DA SILVA
  • OS REGISTROS DIGITAIS ARQUIVÍSTICOS DO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA: descrição, categorização e metadados de preservação digital
  • Data: 02/12/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O crescimento do uso da tecnologia como mediadora da ação das pessoas e instituições ocasionou o aumento do número de registros de atividades em ambientes digitais. Gerir e armazenar tais registros, conforme critérios que permitam a sua organização e acesso no presente e no futuro, constituem-se em um desafio para a comunidade científica e profissional da área de informação. No contexto da transformação digital do serviço público, as universidades federais concentram várias demandas relacionadas à criação e armazenamento desses registros digitais. Para as finalidades deste trabalho, entende-se como registro digital o conjunto de atributos que permitem que os dados constantes de um documento em ambiente digital possam se tornar um documento manifestado e acessível ao usuário no decorrer do tempo, associado ao conteúdo que o fundamenta, e às transações e requisitos que o tornam válido, e que, quando criado para evidenciar e servir de prova das atividades de uma pessoa ou instituição, é um registro digital arquivístico. Nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo estudar como se constituem os registros digitais arquivísticos produzidos pelo Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal da Paraíba (CCJ/UFPB), por meio da sua descrição, categorização e identificação dos metadados necessários à sua preservação digital. Para tal, buscou conhecer na literatura modelos que permitam descrever e categorizar os registros digitais arquivísticos criados pelo CCJ/UFPB; propor a categorização de uma amostra dos registros digitais arquivísticos produzidos pelo CCJ/UFPB baseada nos modelos disponíveis; e identificar os metadados necessários para a preservação digital dos registros digitais arquivísticos criados pelo CCJ/UFPB. Metodologicamente, trata-se de um estudo quantitativo e qualitativo, composto de pesquisa bibliográfica, descritiva e aplicada. A revisão sistemática e o estudo de caso nortearam os procedimentos utilizados para a coleta e análise dos dados. Os resultados apontam e descrevem duzentos e trinta e quatro tipos de registros digitais arquivísticos criados pelo CCJ/UFPB, categorizados de acordo com cinco modelos de registros digitais. Apresenta metadados de identificação da origem e localização, distinção entre nato digitais e digitalizados, descrição do dispositivo e sistemas utilizados, descrição automática e manual, demonstrados como os metadados para a preservação digital dos registros digitais arquivísticos. E oferece uma reflexão sobre a complexidade da natureza desses registros, os desafios teóricos e práticos decorrentes, dentre eles a necessidade de capacitação profissional dos arquivistas, com destaque para a definição de normas e padrões para os metadados de preservação digital específicos dos registros digitais arquivísticos.
  • SALE MÁRIO GAUDÊNCIO
  • REPRESENTAÇÃO SOCIOCULTURAL DO CONHECIMENTO: CONTRIBUIÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA PARA O CAMPO INFORMACIONAL
  • Data: 04/08/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Contextualmente a tese emerge em um cenário onde os (as) “excluídos (as) do conhecimento” precisam ser estudados e representados à luz de teorias que visem a sua inclusão e favoreçam os lugares de fala. É preciso um Paradigma Emergente, que viabilize uma Ecologia de Saberes e que preze pelas distintas formas de conhecimentos dos campos socioculturais. Neste sentido, a tese tem por objetivo geral, propor um método de Representação do Conhecimento à luz do paradigma sociocultural da Ciência da Informação, que seja capaz de organizar e compreender cibercordéis, cujos Objetos Digitais de Informação são híbridos e voláteis. Apresenta como problema-chave, a seguinte questão: considerando a volatilidade e o hibridismo de Objetos Digitais de Informação como os cibercordéis, nas mídias sociais, como fazer para representá-los? Propõe como hipótese que, a partir de uma ressignificação teórica e de um método híbrido (combinado), é possível realizar a Representação Sociocultural do Conhecimento de objetos híbridos e voláteis como os cibercordéis. Mostra como metodologia, o uso da Bricolagem Científica, acompanhada da inclusão da Análise de Redes em Mídias Sociais, dos Marcadores Sociais, da Semântica Discursiva e da Dialética do Conhecimento. Traz como resultados, o imbricamento do uso de Grafos para compreender as relações entre os Objetos Digitais de Informação, a Interseccionalidade para revelar os cruzamentos e os impactos socioculturais nos Grupos de cordelistas da mídia social facebook, a Discursivização de Temas e Figuras, para demonstrar as representações semânticas e a Ressignificação Conceitual das Categorias para compreender as contradições terminológicas. Os resultados produzem ao final o que se denominou de modelagem de Ecossistema de Representação Sociocultural do Conhecimento. A investigação finaliza, concluindo que a pesquisa se mostrou inédita à medida que ressignificou a teoria e combinou metodologias a fim de contribuir e responder a novas demandas ao campo científico. Permitiu também, apresentar caminhos para tratar e preservar Objetos Digitais de Informação, considerados voláteis. Não obstante a isso, mostrou que existe uma íntima relação interdisciplinar da Representação do Conhecimento com a Sociologia do Conhecimento e da Cultura, colocando-as em patamar de disciplinas que podem permitir o diálogo por meio da Ciência da Informação e da Sociologia, favorecendo novas e futuras pesquisas em torno da Desclassificação do Conhecimento e da Descolonização do Saber.
  • ANA CLAUDIA DE ARAUJO SANTOS
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS NA PRODUÇÃO DA COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA VISUAL: ficções e realidades (re) construídas sobre a esquistossomose na década de 1940
  • Data: 24/04/2020
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Esta tese apresenta uma abordagem interconceitual sobre a comunicação científica e a linguagem visual, que aqui se denomina de Comunicação Científica Visual (CCV). Tal conceito se refere ao processo de seleção, organização, uso, produção e publicização da informação científica, elaborado com uma linguagem multimodal, que é entendida como a interação das linguagens verbal e imagética, em especial, as ilustrações científicas (ICs). Essa abordagem teve ênfase nas práticas informacionais compreendidas como uma maneira de recepcionar, gerir e transferir as informações que são produzidas e desenvolvidas nos circuitos de informação ocorridos no âmbito de contextos culturais. A problemática da pesquisa baseou-se na falta de uma percepção sobre o processo comunicacional fundamentado nos documentos imagéticos, pois não foram identificados trabalhos que abordem a publicização de informações científicas tendo as imagens como canal de comunicação. Nesse aspecto, quando são selecionados e analisados os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos na área da CI sobre comunicação científica, há uma ênfase nos periódicos, ou seja, nos documentos textuais. O objetivo central da discussão foi de analisar como as ilustrações científicas sobre a esquistossomose produzidas na década de 1940, no Instituto Oswaldo Cruz, constituem-se como práticas informacionais de comunicação científica visual. A pesquisa foi descritiva, com abordagem quali-quantitativa de natureza documental. O corpus de análise foi o álbum Schistosomiasis mansoni, composto de trinta e três fotografias e trinta desenhos aquarelados sobre a esquistossomose, que foi organizado por um grupo de pesquisadores (César Ferreira Pinto, Joaquim Pinto da Silva, Antonio Firmato de Almeida e Raymundo Honório Daniel) e enviado ao médico Luiz Carvalho Tavares da Silva e demonstra as práticas informacionais de comunicação científica visual ocorridas nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e de Pernambuco, na década de 1940. Isso posto, esta pesquisa doutoral contribui para a realização de futuras pesquisas no âmbito da Ciência da Informação, na subárea da Comunicação Científica, cuja temática seja uma abordagem voltada para a linguagem visual e as práticas informacionais, além de trabalhos que estejam esteados nas áreas dos Estudos Visuais e da Visualização da Informação.
  • FABIANO CESAR DE MENDONÇA VIDAL
  • O NEGRO ESCRAVO NA PARAÍBA A PARTIR DA DOS INÉDITOS DE ADEMAR VIDAL: preposto informacional na construção da memória
  • Data: 07/04/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As informações que compõem os arquivos pessoais carregam dados de um tempo e de um lugar no passado. Quando se pensa em arquivos pessoais, geralmente relacionam-se a este termo os conceitos de memória, identidade e informação, considerando-os campos essenciais na modernidade. Assim, neste trabalho as memórias do presente apreendem os arquivos em busca da consciência histórica registrada pela consistência dessa memória em um conjunto de inéditos na produção vidaliana. O objetivo geral foi analisar a contribuição desses escritos na perspectiva da construção da memória acerca do negro escravo na Paraíba (PB). Entende-se que os inéditos produzidos por Ademar Vidal têm a função de ser suporte da informação, assumindo essa incumbência de acordo com a circunstância e uso. Dentre os vários escritos do autor, seleciona-se um corpus formado por três inéditos, os quais versam sobre o negro escravo. Focando no contexto informacional do arquivo, localizado no Instituto Histórico e Geográfico na Paraíba – IHGP apresenta-se sua organização e análise como instrumento de construção de uma memória coletiva. As memórias do negro escravo abordadas pelo autor em seus escritos fazem parte do seu acervo, que se configura como o conjunto de tudo aquilo que tem sentido social, representado de forma material e simbólica, e devem ser recuperadas, conservadas, disseminadas e socializadas. Tendo essa produção do autor como objeto de estudo, a pesquisa documental realizada neste trabalho demonstrou ser fonte essencial de apreensão da realidade. A discussão girou em torno da constituição de uma memória social com fins de uma identificação e legitimação das informações dos inéditos, que em seu lado memorialístico carregam elementos capazes de fortalecer os aspectos acerca do período da escravidão na Paraíba. A organização atribuída ao arquivo resultou na concepção desse espaço como instrumento de transmissão de uma escrita, reconstruída pelo autor/produtor do arquivo. Considera-se que a produção de Ademar Vidal trouxe à luz a contribuição de negros escravos pela história oficial, suscitando registros de uma memória que obriga a repensar outra história, em particular, do povo paraibano.
  • JOSÉ DOMINGOS PADILHA NETO
  • DIÁLOGOS ENTRE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO: contribuições para a composição curricular do curso de Biblioteconomia
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • A Ciência da Informação é uma área interdisciplinar com várias ciências, inclusive com a Ciência da Administração e a Biblioteconomia. O estudo se contextualiza na composição curricular do curso de Biblioteconomia voltada para a área da gestão. É nessa perspectiva que a pesquisa pretende esclarecer o seguinte questionamento: quais as contribuições da área da gestão para a formação curricular dos cursos de Biblioteconomia? Com base na indagação, a pesquisa objetiva analisar as contribuições da área de gestão para a formação curricular dos cursos de Biblioteconomia como resultado da interdisciplinaridade entre a Ciência da Informação e a Ciência da Administração. Tem como objetivos específicos: identificar as universidades públicas brasileiras que ofertam os cursos de Biblioteconomia; identificar os componentes curriculares dos cursos de Biblioteconomia; examinar as disciplinas com abordagens referentes à gestão; e analisar os conteúdos das disciplinas da área de gestão dos cursos de Biblioteconomia. Quanto à metodologia, a pesquisa caracteriza-se como sendo de abordagem quantitativa e qualitativa e um estudo do tipo documental realizado no ambiente da web. Os documentos de formato eletrônico que servirão para a análise correspondem aos Projetos Pedagógicos Curriculares (PPC), matrizes curriculares e/ou ementários dos cursos de Biblioteconomia no Brasil. Ressaltam-se como dimensões teóricas, a reflexão sobre os currículos dos cursos de Biblioteconomia por meio da análise de conteúdo. Com base nos resultados obtidos foi possível constatar que há abordagens significativas nos conteúdos sobre gestão nos currículos dos cursos de Biblioteconomia em nível nacional. Essa realidade permite apresentar as contribuições da área da Administração para a formação curricular dos cursos de Biblioteconomia, como decorrência da interdisciplinaridade entre as áreas.
  • KLEBER JOSE DE LIMA DA COSTA BARROS
  • PRÁTICAS DE PRODUÇÃO E COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DA PARAÍBA E DE CAMPINA GRANDE – PB: ESTUDO BIBLIOMÉTRICO NO PERÍODO 2008 - 2018
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A produção científica constitui um dos indicadores do desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação de um país. No Brasil essa produção advém, em sua maioria, das universidades públicas. Para conhecer o desempenho de duas universidades federais localizadas na região nordeste do Brasil, esta pesquisa propõe como objetivo geral: Analisar a produção científica da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) indexada na Web of Science (WoS), no período de 2008 a 2018. Para a operacionalização desse objetivo, delineamos os seguintes objetivos específicos: Identificar os títulos de periódicos onde a produção científica das respectivas universidades foi publicada; Calcular o número e a média de citações dos artigos publicados pelas respectivas universidades; Calcular o índice h dos autores; Verificar o crescimento anual da produção científica; Verificar a colaboração científica entre instituições nacionais e internacionais; Identificar o número de publicações por área do conhecimento e Identificar os autores mais citados e mais produtivos por área do conhecimento. Como questão problema, a qual responde aos objetivos propostos, tencionamos compreender como se configura a produção científicas de ambas as universidades. Justificamos a escolha da Web of Science pelo fato de a mesma ser considerada uma base de referência interdisciplinar e por ser considerada uma importante base de indexação de periódicos científicos que oferece ferramentas para análise de citações, referências e métricas. Justificamos a escolha da técnica bibliométrica em razão da quantidade e variedade de recursos que a WoS disponibiliza, como listas de frequência (rankings), matrizes de coocorrência, mapas de agrupamentos, comparação de listas, tesauros (padronização de nomes) entre outras. Esta pesquisa se classifica como descritiva e exploratória com abordagem quantitativa. É também documental, uma vez que os dados recuperados são brutos, necessitando de sistematização para se conhecer o seu significado. Para o tratamento dos dados brutos utilizamos o software VantagePoint. Os resultados identificaram 8302 documentos da UFPB e 4426 da UFCG, respectivamente, recuperadas da WoS, no período delimitado. Ressaltamos a importância dos estudos métricos na produção científica, pois através dos indicadores é possível medir o nível de desenvolvimento, de produção e de conhecimento científico, tecnológico e de inovação das instituições e de um país.
  • BARBARA CARVALHO DINIZ
  • GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO SISTEMA DE PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO (PJe) DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO – TRT 13ª REGIÃO
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A gestão da informação (GI) tem como intuito a otimização dos processos de busca, armazenamento, tratamento, organização e uso da informação, a fim de oferecer a instituição informações estratégicas para as melhores tomadas de decisão. Sabendo da importância estratégica e organizacional da GI nas instituições e nos sistemas de informação, e considerando que o poder judiciário deve tomar decisões de forma ágil, eficaz e responsável, objetiva-se neste estudo: analisar a gestão da informação no Sistema de Processo Judicial eletrônico (PJe) do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região (TRT). Para tanto, tem como objetivos específicos: Identificar o processo da gestão da informação no Sistema PJe do TRT 13ª Região; verificar as barreiras e os fatores facilitadores que auxiliam o fluxo e a tramitação de informação no processo de gestão da informação no TRT 13ª Região; mapear as necessidades de informação dos técnicos e analistas judiciários; propor diretrizes baseadas nas teorias da gestão da informação, gestão de documentos arquivísticos digitais e demais necessidades relatadas. Metodologicamente, caracteriza-se como estudo de natureza exploratória e descritiva, realizado por meio de pesquisa de campo e documental, com abordagem qualiquantitativa. Utilizou-se como técnicas de coleta de dados a entrevista semiestruturada focalizada e a observação sistemática com os usuários das 13 varas, do Fórum Trabalhista Maximiano Figueiredo (TRT 13ª Região). Os resultados foram analisados pelo método de análise do discurso do sujeito coletivo. Os resultados apontam que, para boa parte dos usuários, o sistema PJe oferece mais agilidade, acessibilidade às informações e melhoria no fluxo processual. Fornece diversos recursos que facilitam a busca, recuperação, visualização e compartilhamento de informações. No entanto, nas etapas de inserção, armazenamento, uso, eliminação e/ou preservação apresenta deficiências, principalmente no que se refere ao gereciamento dos processos judiciais, considerados como documentos arquivísticos digitais, não recebendo o tratamento adequado, podendo prejudicar num futuro próximo o processo de GI. Recomenda-se a adoção e/ou integração de um Sistema Informatizado de Gestão Arquivística de Documentos (SIGAD) e/ou Repositório Digital Confiável (RDC-Arq), bem como o uso do software Acess To Memory (ICA-Atom), ao sistema PJe. Considerando-se as necessidades relatadas pelos usuários sobre o gerenciamento das informações, apela-se para o cumprimento das políticas informacionais e arquivísticas, ressaltando que as tecnologias da informação são um dos instrumentos necessários para a GI, mas não o suficiente para promover uma gestão eficaz, acessível e democrática. Conclui-se que os desenvolvedores e gestores do sistema desenvolvem um ambiente de Utopia Tecnocrática, em que o uso das tecnologias têm enorme valor, mas desprezam políticas informacionais e arquivísticas no tocante à gestão da informação. Sabendo disto é imprescindível o cumprimento das políticas arquivísticas que visem a gestão de documentos, com o uso dos softwares específicos, bem como avaliação de documentos por meio de comissão permanente, para que haja gerenciamento e preservação das informações ao longo do tempo.
  • EMILIA EULINA PEREIRA DE SOUZA
  • ENTRE O DIGITAL E O NÃO DIGITAL: UM ESTUDO DOS USUÁRIOS DO ARQUIVO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho traz reflexões sobre as práticas arquivísticas no arquivo digital e não digital compreendendo as transformações nos suportes dos documentos. A temática de Estudos dos Usuários (EU) é presente na Ciência da Informação, tendo em vista a percepção de que estes são indivíduos fundamentais nos processos informacionais. Esses estudos são primordiais para o reconhecimento do uso dos arquivos, buscando o aperfeiçoamento quanto ao atendimento de demandas, necessidades, comportamento, etc. A partir dessas perspectivas, o objetivo geral da pesquisa consiste em compreender as necessidades de informações dos usuários do Arquivo do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tendo como problemática a seguinte indagação: quais seriam as formas adequadas para identificar e atender às questões de busca de informações dos usuários do Arquivo do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)? Especificamente, buscou-se traçar o perfil do usuário de arquivo do CCS/UFPB, identificando as principais necessidades de informações dos usuários, como também verificar se os procedimentos de gestão de documentos do arquivo do CCS/UFPB são compatíveis para atender às necessidades de informação dos usuários. Sua configuração metodológica está pautada numa perspectiva bibliográfica, descritiva, exploratória, de cunho quanti-qualitativo, utilizando uma abordagem alternativa, com uso de questionários. No início da operacionalização da pesquisa feita com os usuários, pertencentes ao ambiente interno do arquivo da direção do CCS/UFPB, possibilitou-se traçar o perfil desses utilizadores. O segundo passo consistiu na identificação das principais necessidades de informações dos usuários como uso de fontes, serviços e sistemas de informação. Ao verificar se os procedimentos de gestão de documentos do arquivo do CCS/UFPB, percebemos que são compatíveis para atender às necessidades de informação dos usuários.
  • FRANCISCO SAVIO DA SILVA
  • PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE AS TEMÁTICAS AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA NOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa nasceu da percepção sobre a importância de discutir questões étnico-raciais no âmbito da Ciência da Informação, visto que nos últimos anos temos contemplado, em inúmeros campos científicos, frequentes questionamentos que reivindicam a inserção de temas relacionados aos povos e segmentos sociais excluídos historicamente. Busca-se, então, romper com diversos paradigmas opressores visando a universalização social dos processos de organização, acesso e uso da informação, o que contribui na luta por direitos de povos há muito invisibilizados e excluídos dos bens, não só econômicos, mas de meios de acesso à informação e ao conhecimento. O objetivo geral da pesquisa é compreender a dinâmica da produção científica que aborda as temáticas afro-brasileira e indígena em 12 Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil, concernente ao período entre 2000 e 2018. Concebem-se esses programas como locais que difundem informações para diversos públicos a partir de configurações da ordem social, cultural e política, por isso, vincula-se o fenômeno ao Regime de Informação. Metodologicamente, a pesquisa caracteriza-se como bibliográfica, descritiva e exploratória, com uma abordagem quanti-qualitativa e documental, ao utilizar como fonte de pesquisa dissertações e teses, envolvendo um estudo bibliométrico e cientométrico. Como resultado, no período proposto para estudo de 2000 a 2018, totalizaram 2.756 documentos, sendo 2.058 dissertações e 698 teses. Em relação aos documentos selecionados para compor o corpus da pesquisa, foram recuperados 56, sendo 44 dissertações e 12 teses. Como observado, as temáticas afro-brasileira e indígena ainda são pouco exploradas, sendo, portanto, necessário um esforço por parte de docentes, Programas e discentes para que esses povos participem de fato da sociedade da informação, e que atuem nas discussões acadêmicas. Compreende-se que esses Programas se constituem em sistemas nos quais a informação e o conhecimento são geridos por atores específicos, envolvendo conflitos e interesses entre grupos sociais e discursos, utilizando-se de ações de informação, vinculadas a dispositivos e dando origem aos artefatos de informação.
  • MARILIA ALBERNAZ PINHEIRO DE CARVALHO
  • BORBOLETAR-SE. A MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO COMO ARTEFATO DE EMPODERAMENTO E RESISTÊNCIA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Enfatiza que a violência doméstica contra as mulheres é um fenômeno transversal que perpassa classes sociais, escolaridade, religião, raça/etnia. Investiga a mediação da informação como artefato de empoderamento no processo de rompimento com a situação de violência. Traz a seguinte questão de pesquisa, sob o olhar da CI, qual o impacto da informação mediada nos encontros do grupo formado por mulheres vítimas de violência? Apresenta como objetivo geral analisar sob o prisma da Ciência da Informação o impacto das informações mediadas nos encontros do grupo formado por mulheres vítimas de violência doméstica. Utiliza a abordagem qualitativa do tipo pesquisa-ação. O estudo tem como campo de pesquisa o Centro de Apoio Operacional (CAO) às Promotorias da Cidadania e Direitos Fundamentais, situado no município de João Pessoa – Paraíba. A amostra foi composta por mulheres vítimas de violência doméstica cometida pelo (ex) companheiro, integrante do Projeto Refletir. Utiliza na coleta dos dados as técnicas e instrumentos de pesquisas, a saber: observação participante, entrevista semiestruturada, dinâmicas, grupo focal, cuja discussão abordou questões de transformação, de empoderamento, tal qual a transformação da borboleta; diário de campo, gravação. Para analisar o material obtido e delinear as categorias utilizou-se a análise de conteúdo de Bardin (2002). Recomenda que outros projetos sociais dessa natureza sejam conduzidos na área da CI. Conclui que a mediação e a apropriação da informação contribuíram para o empoderamento e a resistência das interlocutoras da pesquisa.
  • MARIA LÍVIA PACHÊCO DE OLIVEIRA
  • COMPETÊNCIA CRÍTICA EM INFORMAÇÃO E FAKE NEWS: das metodologias de fact-checking à auditabilidade do sujeito comum
  • Data: 27/03/2020
  • Hora: 08:00
  • Mostrar Resumo
  • Os acontecimentos emergentes no cenário informacional permeado por tecnologias digitais desafiam até mesmo os sujeitos considerados competentes em informação. Diante desses fenômenos, considera-se a possível relação entre a competência crítica em informação e as práticas de disseminação de fake news, tomando-se como referência de análise as estratégias metodológicas de auditabilidade da informação adotadas por serviços de fact-checking. Partiu-se da hipótese de que a urgência de respostas definitivas sobre a veracidade de determinada informação tem progressivamente reduzido o estado de crítica do sujeito e estimulado a circulação de desinformação no formato de fake news. O objetivo geral deste estudo foi analisar as estratégias metodológicas de auditabilidade da informação adotadas por serviços de fact-checking nas práticas de disseminação de fake news, tomando como referência teórica a competência crítica em informação. Nessa perspectiva, pretendeu-se, especificamente, mapear as metodologias de checagem de notícias adotadas por serviços de fact-checking; caracterizar as estratégias utilizadas por esses serviços; identificar os elementos recursivos que validam a informação criada e veiculada por meio de comunidades virtuais; e, estabelecer, a partir da competência crítica em informação, elementos determinantes para o trato da informação no ciberespaço. A pesquisa teve como referenciais teóricos discussões sobre a verdade, information literacy e a competência crítica em informação, abordando as questões sobre autonomia e protagonismo social como indispensáveis para o enfrentamento dos problemas de desinformação, aqui especificadas nas fake news. Prezou-se pelo desenvolvimento de uma linha de pensamento teórico-conceitual sobre as principais dificuldades de auditabilidade da informação no ciberespaço. Trata-se de uma pesquisa básica estratégica, de nível exploratório-descritivo, de abordagem qualitativa, com utilização das técnicas de observação sistemática e de análise hermenêutica com base na análise de conteúdo. O universo foi composto pelos 65 serviços de fact-checking signatários do International FactCh ecking Network (IFCN) e a amostra intencional formada por 13 desses serviços. A coleta e a sistematização dos dados foram realizadas por meio das informações sobre as metodologias, publicamente expressas pelos serviços de fact-checking e organizadas de acordo com as categorias formuladas à priori. A análise dos dados se deu em torno da identificação dos elementos existentes nas metodologias de fact-checking que remontam às formas de concepção de competências em informação, analisando suas características em busca de compreender os principais elementos utilizados para a auditabilidade da informação. As discussões viabilizaram um aprofundamento conceitual sobre a competência crítica em informação, e, com isto, chegou-se aos resultados que apontaram o excesso de evidência como um complicador do processo de auditabilidade, bem como a presença de um componente subjetivo fundamental, a confiança. As metodologias utilizadas na atividade de checagem de fatos se aproximam de maneira mais realística da atuação dos sujeitos no ciberespaço, principalmente dos que não são formalmente considerados competentes em informação, ou seja, que não passaram por ensino ou treinamento que contemplasse especificamente as dimensões abordadas pela information literacy.
  • IGOR OLIVEIRA DA SILVA
  • INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DO RIO GRANDE DO NORTE: locus da identidade potiguar e preservação da memória nacional
  • Data: 26/03/2020
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho objetiva compreender como o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte tem desempenhado as práticas de preservação, organização e disseminação da memória nacional, a fim de viabilizar o acesso e efetivo uso das informações contidas nos registros documentais existentes sob sua guarda. Para isso, utilizou-se como aporte teórico os paradigmas custodial e pós-custodial desenvolvidos por Armando Malheiro e Fernanda Ribeiro no âmbito da Ciência da Informação. A pesquisa se constitui um Estudo de Caso de natureza qualitativa e de cunho bibliográfico e documental que utiliza a análise de conteúdo como procedimento metodológico para tratar os dados coletados. Ao entender a memória como campo de estudo da Ciência da Informação, consideramos que ela surge no campo da Filosofia e Psicologia, e que, posteriormente, é incorporada pelas Ciências Sociais, que passam a entender a memória a partir de uma perspectiva ampla e coletiva. Assim, diante das múltiplas possibilidades de realizar trabalhos no campo da memória, está a de compreender a função social desempenhada pelas instituições de memórias em manter as identidades sociais. Contextualizamos a criação do Instituto Histórico de Paris na primeira metade do século XIX e seu processo de transnacionalização para outras regiões longínquas. Ao expandir seus limites territoriais, viabilizou-se a criação de outras instituições memorialistas responsáveis por contribuir para o fortalecimento da memória nacional, como o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, em 1838, e o Instituto Histórico e Geográfico do Uruguai em 1843. Propomos um conceito de memória nacional e analisamos sua interface com as questões raciais no espaço brasileiro. Retratamos o contexto histórico que motivou a criação do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte no começo do século XX e o processo de formação das coleções que compõem o Arquivo, Biblioteca e Museu. Como resultados da pesquisa, apresentamos quais aspectos de preservação, organização, acesso e uso foram empreendidos pelo Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte nos últimos anos, tendo por finalidade contribuir com as práticas pós-custodiais existentes nas Instituições de Memória. Consideramos, a partir dos elementos apresentados, que os Institutos Históricos e Geográficos se constituem importantes locus de memória que devem ser resguardados e preservados para as futuras gerações.
  • RAIMUNDO NONATO RIBEIRO DOS SANTOS
  • REGIME DE INFORMAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS LGBTI+ NO BRASIL
  • Data: 26/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa o regime de informação das políticas públicas LGBTI+ no Brasil, identificando os elementos que o compõem (contextos, atores sociais, dispositivos de informação, artefatos de informação e ações de informação). Fundamentado na rede conceitual da Ciência da Informação, o referencial teórico relaciona os conceitos de políticas públicas, políticas de informação, regime de informação, gênero e diversidade sexual. A metodologia propõe a postura do paradigma indiciário para o desenvolvimento da pesquisa, classificando-a como quali-quantitativa, quanto à sua abordagem; aplicada, quanto à sua natureza; descritiva, quanto aos seus objetivos; bibliográfica/documental e pesquisa-ação, quanto aos seus procedimentos. A coleta de dados foi realizada através do brauseio, navegando, identificando e coletando dados em portais da web e sites do Governo Federal e governos estaduais e de outros atores sociais do campo da pesquisa, com informações complementares de levantamento bibliográfico/documental. Reunimos os dados coletados em dois conjuntos, visando sua organização, análise e interpretação. Inicialmente apresentamos um mapeamento das políticas públicas brasileiras para a população LGBTI+, em nível nacional e estaduais. A seguir, apresentamos uma reconfiguração do modelo do regime de informação, que junto ao mapeamento, permitiu descrevermos o regime de informação das políticas públicas LGBTI+. Concluímos apontando o impacto da informação como vetor para inclusão, protagonismo, construção da cidadania e redução de desigualdades, que pode contribuir ao enfrentamento da homofobia, da visão dominante de gênero e do machismo, promovendo a diversidade em todas as esferas da sociedade, inclusive na própria Ciência da Informação.
  • RAFAEL SILVA DA CÂMARA
  • INSTITUCIONALIZAÇÃO CIENTÍFICA DA ECONOMIA POLÍTICA DA INFORMAÇÃO: CONTRIBUTOS SOCIAIS E COGNITIVOS NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DO CAMPO DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Data: 26/03/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta os contributos sociais e cognitivos no processo de institucionalização científica da Economia Política da Informação na produção científica do campo da Ciência da Informação brasileira. Embora um tema previsto na área, a Economia Política da Informação aparenta pouca exploração nas pesquisas em Ciência da Informação. Alicerça teoricamente o estudo com as concepções de Análise de Domínio, de Hjorland Birger; de Campo Científico, de Pierre Bourdieu e de Institucionalização Científica, de Richard Whitley. Adota a pesquisa de campo e análise bibliométrica na investigação. Na trajetória descritiva e documental, reconhece e levanta formações acadêmicas de autores que publicaram trabalhos nos Grupos de Trabalhos com espaços destinados a produção de conhecimento em Ciência da Informação na seção brasileira da União Latina de Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura (Ulepicc). Analisa a produção científica em economia política recuperada na Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci) e no Repertório da Produção Periódica Brasileira de Ciência da Informação (RPPBCI). Destaca as fontes de informação e levanta as palavras-chave mais frequentes. Destaca os autores mais produtivos, os principais paradigmas de informação em seus trabalhos e os principais referentes teóricos por meio dos autores referenciados por eles. Analisa as áreas predominantes dos grupos de pesquisa em que os autores mais produtivos desenvolvem atividades. Na trajetória de campo, dialoga com pesquisadores reconhecidos pela relevância científica e acadêmica na linha de estudo e investigação em economia política da informação, comunicação e cultura, por meio da realização de entrevistas concedidas na cidade de Maceió, a fim de levantar outras informações pertinentes e que enriqueçam a análise. Percebe que o capítulo brasileiro da Ulepicc e seus associados interferem diretamente no domínio maior de Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura. Constata que o periódico científico Liinc em Revista é o principal canal de comunicação científica na área de Ciência da Informação que publica trabalhos e resultados de pesquisa em economia política da informação. Os resultados mostram que a Ciência da Informação segue em sua institucionalização social no que se refere ao reconhecimento da produção científica e de grupos de pesquisa. Contudo, a institucionalização cognitiva permanece como um desafio teórico e epistemológico na área, cujas questões de consenso de linguagem, palavras-chaves, objetos de investigação e referentes teóricos apresentam grande variedade na produção científica, além de pequenas divergências nos relatos dos pesquisadores entrevistados. Percebe que no contexto da interdisciplinaridade, a área de Comunicação é a mais atuante e influente nos estudos infocomunicacionais de um campo maior em Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura. Contudo, os eventos e os periódicos científicos com ênfase neste tema têm aberto cada vez mais espaços para as colaborações da Ciência da Informação, o que se faz relevante na área para o fortalecimento dos estudos da economia política da informação, rumo ao reconhecimento de pesquisadores, de fontes e de objetos de estudo. Assim, considera que o processo sociocognitivo de institucionalização científica do subcampo da economia política da informação na Ciência da Informação brasileira encontra-se em um estágio incipiente.
  • STPHANIE SÁ LEITÃO GRIMALDI
  • O CONCEITO DE PATRIMÔNIO CULTURAL DIGITAL NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E OS QUADROS ULTRAMODERNOS DA MEMÓRIA SOCIAL
  • Data: 25/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Os quadros da memória social que são constituídos pelos patrimônios culturais digitais e tomados pela informação digital indicam que as mudanças socioculturais são impostas, na ultramodernidade, também pela cibercultura, mas também por uma complexidade de vestígios deixados por outras formas de tecnologia não digital. Com esta proposição o objetivo maior é analisar como a implementação e uso do conceito de Patrimônio Cultural Digital na Ciência da Informação afeta os quadros da memória social e as identidades que são observados nos ambientes socioculturais da ultramodernidade. Estabelece, como hipótese, que as (re)apropriações que ocorrem com o conceito de Patrimônio Cultural infligem diretamente nas mudanças dos quadros da memória social e das identidades nos ambientes socioculturais ultramodernos. Os objetivos específicos são: Identificar as apropriações e reformulações do conceito de Patrimônio Cultural e Patrimônio Cultural Digital na produção da Ciência da Informação no Brasil; comparar as perspectivas conceituais sobre o Patrimônio Cultural em sua faceta analógica e digital; identificar as políticas e iniciativas de preservação do Patrimônio Cultural na esfera digital; relacionar o conceito de Patrimônio Cultural, e as atuais iniciativas e políticas de preservação; mapear a natureza do conceito de informação digital; descrever o conceito de cultura na conjuntura sociocultural digital que permeia a ultramodernidade; discutir os quadros da memória social e as identidades socioculturais contemporâneas impostas pelo ambiente digital, inclusive nas redes sociais. Utiliza-se de uma pesquisa qualiquantitativa. Utiliza-se de uma pesquisa bibliográfica quanto ao conceito de informação digital e patrimônio cultural digital, além de uma pesquisa descritiva, com a pesquisa bibliográfica e documental para fundamentação dos conceitos correlacionados ao tema. Com o instrumento do questionário coletam-se informações sobre as redes sociais e sua configuração na memória social, apoiadas no referencial teórico desta pesquisa. Como resultados, percebeu-se que as redes sociais contribuem para um importante fator de exposição em grande escala dos objetos digitais categorizados como patrimônios culturais digitais, inclusive. Seu modo de preservação se dá pela utilização, exposição, disseminação, divulgação e, quando não deletadas, registro memorialístico por meio de visões individuais, que virão a constituir uma memória social. Entendemos que na ultramodernidade os patrimônios digitais são parte integrante das mudanças ocorridas tanto nos quadros memoriais como nas identidades dos sujeitos. Além disso, entendemos que a informação encontra-se em meio digital, mas é, acima de tudo, informação.
  • MARÍLIA VITAL RIBEIRO
  • POLÍTICAS DE INFORMAÇÃO ERGONÔMICAS VOLTADAS AO TRABALHADOR DE ARQUIVOS E BIBLIOTECAS
  • Data: 19/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • As condições de trabalho podem impactar de forma positiva ou negativa na saúde dos trabalhadores. Estudos sobre as políticas institucionais relacionadas à questão trabalho-saúde são fundamentais para a conscientização tanto dos profissionais quanto das instituições que os empregam. O presente trabalho aproxima o universo das políticas de informação à ergonomia, campo do saber que utiliza seu arcabouço teórico para adaptar o ambiente de trabalho às características psicofisiológicas do ser que trabalha. Da aproximação entre as duas áreas, surge o conceito de políticas de informação ergonômicas que, após sua definição, passa a ser utilizado ao longo do texto e cuja adoção contribui para promover o bem-estar, o conforto e a qualidade de vida do trabalhador, razão que conduz ao seguinte questionamento: como as instituições públicas de ensino superior desenvolvem políticas de informação ergonômicas voltadas para arquivos e bibliotecas? Com base na pergunta que orienta esta pesquisa, este estudo tem como principal objetivo verificar a implementação de políticas de informação ergonômicas nos arquivos e bibliotecas de instituições de ensino superior públicas no município de João PessoaPB. Trata-se de uma pesquisa que adota o estudo entre casos de mesma natureza, com abordagem qualitativa, iniciando pelo estudo bibliográfico, realizado em livros, artigos, trabalhos de conclusão de curso, dissertações, notícias, normas, leis e recomendações. A coleta de dados foi feita por meio de observação direta nos arquivos e bibliotecas das instituições, que tiveram seus Planos de Desenvolvimento Institucional analisados quanto à implementação de políticas ergonômicas e ao cumprimento da NR-17 e das normas de prevenção a incêndios e inundações em seus arquivos e bibliotecas. Também foram feitas entrevistas semiestruturadas com os profissionais dos referidos setores para identificar quais as suas percepções sobre as condições ergonômicas de trabalho deles e se possuíam conhecimento prévio acerca do tema. Com isso, foi possível saber se, de fato, as instituições implementam ou não políticas ergonômicas em suas rotinas. As análises dos PDI e das entrevistas foram orientadas pela análise de conteúdo proposta por Bardin (2009), e as categorias elencadas foram definidas com base na NR-17. Os resultados obtidos apontaram a insuficiência de políticas de informação ergonômicas nas instituições, e essa situação reflete na insatisfação e no descontentamento de alguns servidores em relação às suas condições de trabalho, levando-nos a concluir que é urgente a necessidade de as instituições repensarem suas políticas em ergonomia, adequando seus ambientes de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores e instituindo de forma permanente programas e ações direcionados à ergonomia, saúde e segurança do trabalho.
  • PEDRO AUGUSTO DE LIMA BARROSO
  • O IMPACTO DAS LAWTECHS NO ACESSO E USO DA INFORMAÇÃO JURÍDICA: um estudo nos escritórios de advocacia da cidade de João Pessoa.
  • Data: 16/03/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Correspondente ao avanço das tecnologias digitais nos últimos tempos, em que cada dia que se passa é ponto de partida para criação de novas ferramentas tecnológicas, que surgem com o intuito de otimizar as tarefas mecânicas realizadas pelos seres humanos, reduzir gastos e reduzir o tempo de trabalho dos mais variados níveis de conhecimento. Diante desse contexto, a presente pesquisa tem como objetivo analisar nos escritórios de advocacia da cidade de João Pessoa o impacto que as lawtechs estão proporcionando no acesso e uso da informação jurídica, facilitando o fluxo informacional deste ramo do conhecimento. A base teórica assenta-se nos conceitos relacionados a três áreas: a Ciência da Informação, o Direito e a Computação. A metodologia consiste em pesquisa bibliográfica, documental, de caráter exploratório e descritivo, de natureza aplicada e o método de coleta de dados utilizado foram entrevistas estruturadas com os escritórios de advocacia da cidade de João Pessoa que utilizam a inovação tecnológica. A análise dos dados foi realizada por meio da Análise de conteúdo proposta por Bardin, na qual as categorias foram estabelecidas no decorrer da coleta. Os resultados obtidos mostram que o desenvolvimento das lawtechs dependem de sua disseminação no âmbito jurídico nacional, de modo que seja possível promover o acesso e uso da informação jurídica. Existem boas perspectivas no mercado jurídico para o desenvolvimento das lawtechs, constituindose em um nicho promissor para os profissionais da informação, cujos conhecimentos especializados, podem trazer grandes contribuições acadêmicas, sociais e científicas para a temática. Destarte com referência ao acesso e uso da informação jurídica, por meio das lawtechs, pode-se perceber a aproximação entre advogado e clientes, pois a partir da ferramenta tecnológica o cliente verifica o andamento processual, facilitando o andamento de outros processos dos advogados. E outro ponto relevante, é com relação a jurisprudência que através dos produtos desenvolvidos nas lawtechs ficou mais fácil de encontrar as decisões dos juízes, facilitando a solução e argumentos que os advogados devem ter com relação a cada caso em curso.
  • JEFFERSON HIGINO DA SILVA
  • A REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO NO CONTEXTO DA ARQUIVOLOGIA NO BRASIL
  • Data: 10/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, as pesquisas que tratam sobre a representação da informação, em Arquivologia, estão ligadas aos Programas de Pós-graduação em Ciência da Informação. Apesar de aproximações da representação da informação com as funções de descrição e de classificação arquivística, surge a necessidade de compreensão dessas relações nas pesquisas, visando a possíveis direcionamentos acerca da temática. Propõe-se analisar o delineamento da representação da informação no contexto da Arquivologia, por meio das teses e de dissertações produzidas em Ciência da Informação no Brasil. Discorre-se sobre a Arquivologia nos caminhos informacionais e suas transformações teórico-conceituais, demarcando as particularidades do documento arquivístico. Destacam-se a representação da informação na Ciência da Informação e os possíveis reflexos da temática na Arquivologia. Quantos aos objetivos, esta pesquisa classifica-se como descritiva, de abordagem qualitativa e bibliográfica, quanto aos procedimentos de coleta dos dados. Por meio de busca realizada na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, obtiveram-se 17 estudos distribuídos em diferentes programas de universidade do país, analisando-os a partir da “Análise de Conteúdo” de Bardin, estabelecendo categorias acerca dos elementos característicos nos estudos. A representação da informação, na Arquivologia, através da análise das teses e das dissertações em Ciência da Informação, no Brasil, é visualizada por meio da classificação e da descrição, em sua dimensão temática ou descritiva, ora sendo essas atividades, ora os resultados delas a partir dos planos de classificação e de instrumentos de pesquisa. Isso se dá por meio de relações interdisciplinares com outras áreas do conhecimento, o que auxilia em ações, como a identificação, a análise e a organização dos documentos em ambientes analógicos ou digitais, com observância dos princípios arquivísticos, bem como as características documentais.
  • DYEGO MIGUEL VICENTE DE AGUIAR
  • REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM ARQUIVOS PERMANENTES: UM OLHAR SOBRE A ANÁLISE DOCUMENTÁRIA
  • Data: 03/03/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A representação e recuperação da informação em arquivos, sobretudo, nos arquivos permanentes, requer habilidades como compreensão, análise e síntese, pautadas em técnicas, realizadas pelo profissional de Arquivologia, de forma mais precisa, tendo em vista que o acervo permanente é de suma importância social, com vistas a atender a pesquisa e a preservação da memória. A Análise Documentária (AD) é um dos procedimentos metodológicos que auxilia o Arquivista nessa primeira etapa da representação, e é a partir de seus métodos que este profissional consegue extrair as informações necessárias para uma futura pesquisa ao documento. Assim, este estudo evidencia aspectos sobre a importância da AD para representação e recuperação da informação em arquivos permanentes, especificando seus conceitos e finalidade. Para desenvolvimento da pesquisa e sua aplicação fora analisada a atual situação do Fundo da Escola Politécnica, pertencente ao arquivo permanente da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), uma vez que este é um acervo de grande relevância na história da Cidade, e seu tratamento merece um olhar especial. A abordagem visou despertar as instituições, sobretudo o Arquivo Geral da UFCG, e também os profissionais da Ciência da Informação, sobre o resultado final do trabalho de recuperação realizado nos arquivos permanentes, uma vez que depende firmemente de como foi elaborado o processo de AD, para se evidenciar a necessidade de investimentos e maior preparação para uso dos procedimentos na leitura dos documentos. Visando a execução da pesquisa, foram tomados como objetivo geral da pesquisa: Procedimentar a Descrição Arquivística do Fundo da Escola Politécnica da UFCG, a partir da Análise Documentária; e, como objetivos específicos: Diagnosticar a documentação do Fundo da Escola Politécnica (FEP); Propor a aplicação do Plano de classificação no FEP; Especificar as áreas de Descrição Arquivística usadas no FEP a partir da NOBRADE; Descrever o Software AtoM como instrumento de representação e recuperação da informação do FEP; Contribuir para a visualização do processo de representação da informação da documentação do Fundo da Escola Politécnica. Para o alcance dos objetivos a investigação foi conduzida por uma pesquisa exploratóriadescritiva, direcionada especificamente ao Fundo da Escola Politécnica, custodiado pela UFCG. As análises apresentaram como conclusão que os princípios teóricos da AD atendem aos processos de análise, síntese e representação da informação em arquivos podendo auxiliar os Arquivistas da UFCG a realizar a descrição Arquivística do Fundo da Escola Politécnica, a partir de suas etapas analítica e sintética apresentadas por Cândido (2014) e dos níveis da AD de forma e de conteúdo propostas por Pinto Molina (1989), guiadas pelas diretivas da NOBRADE. Assim, foi possível concluir que a aplicação de um Plano de Classificação no Fundo da Escola Politécnica contribuirá para organização e contextualização da documentação de forma hierárquica no fundo e a implantação do AtoM como Software de representação da documentação do FEP, possibilitará a descrição em meio digital, facilitando o acesso e a difusão das informações do acervo, que agora poderão ser feitos por ambiente Web.
  • ARTHUR FERREIRA CAMPOS
  • ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PERVASIVA NO CONTEXTO DA CORREGEDORIA GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA
  • Data: 20/02/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo aborda a Arquitetura da Informação Pervasiva no contexto da Corregedoria Geral do Ministério Público da Paraíba. A Arquitetura da Informação Pervasiva compreende os ambientes, tecnologias de informação e sujeitos interconectados numa Ecologia Informacional Complexa. Este estudo contribui na ampliação das pesquisas sobre Arquitetura da Informação Pervasiva, com o potencial de produzir um conhecimento sobre o melhoramento do fluxo ecológico de informações, no contexto na Corregedoria Geral do Ministério Público da Paraíba. O objetivo geral desta pesquisa é delinear diretrizes de Arquitetura da Informação Pervasiva no âmbito da Corregedoria Geral do Ministério Público da Paraíba. Os objetivos específicos são: identificar os fluxos de sujeitos e de informação no âmbito da Corregedoria Geral do Ministério Públicos da Paraíba; mapear e analisar os ambientes de informação utilizados pela Corregedoria Geral do Ministério Público da Paraíba; compreender um possível funcionamento ecológico informacional na Corregedoria Geral do Ministério Público da Paraíba. O Método Quadripolar, utilizado neste estudo, dinamiza a pesquisa por meio de quatro polos não lineares. O polo epistemológico discorre sobre o paradigma social da Ciência da Informação e o sistemismo, e nele se constrói a problemática e o objeto de pesquisa. No polo teórico, abordam-se os estudos em Ciência da Informação, Arquitetura da Informação e Arquitetura da Informação Pervasiva. No polo técnico, apresentam-se a coleta e análise dos dados, feitas nos ambientes de informação, analógicos e digitais, da Corregedoria. São identificados os fluxos de informação e de sujeitos, assim como o mapeamento dos ambientes de informação, capturas de tela, aplicação de questionário aberto e verificação dos Sistemas de Arquitetura da Informação e de vestígios dos atributos da Arquitetura da Informação Pervasiva. No polo morfológico, delineiam-se as diretrizes de Arquitetura da Informação Pervasiva e sugerem-se futuras demandas de pesquisa na Instituição Ministério Público da Paraíba. Os resultados apontam ações a serem seguidas tendo como produto as recomendações aos atributos da Arquitetura da Informação Pervasiva.
  • ROBERIA DE LOURDES DE VASCONCELOS ANDRADE
  • PERSPECTIVAS DA PUBLICAÇÃO DE LIVROS EM FORMATO DIGITAL PELAS EDITORAS UNIVERSITÁRIAS NA AMÉRICA LATINA
  • Data: 14/02/2020
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • O uso das tecnologias da informação e comunicação bem como o movimento de acesso aberto estimulam a ampliação dos artefatos informacionais e do acesso a eles. A utilização de ferramentas para auxiliar o processo editorial geram mudanças na elaboração da estrutura do livro, que passa a poder ser disponibilizado apenas no universo digital, não mais precisando passar pelo processo de impressão e distribuição física, o que possibilita uma ampliação da produção e da divulgação científica. Diante desse contexto, o objetivo da pesquisa é investigar a perspectiva da publicação de livros em formato digital e seus processos nas editoras universitárias na América Latina. A pesquisa é de natureza descritiva e exploratória, com uma abordagem quali-quantitativa ancorada no método de cenários prospectivos de Michel Godet. A pesquisa se desenvolveu em duas etapas: uma amostra constituída apenas das editoras universitárias brasileiras filiadas à ABEU e, em seguida, foram incluídas as editoras universitárias da América Latina filiadas à EULAC. Os instrumentos de coleta dos dados utilizados são: a análise documental dos sites das editoras e o uso do questionário online composto de duas partes. Na fase de análise dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo e análise das variáveis, com suporte nos princípios e ferramentas da metodologia de cenários de Michel Godet, sendo o software MICMAC para análise estrutural, o MACTOR para análise das estratégias dos atores e o MORPHOL para análise morfológica. Como resultado, afere-se que as editoras universitárias públicas brasileiras estão publicando em formato digital, mesmo que a adoção de novos formatos ainda seja lenta e que 89% das editoras universitárias da América Latina publicam em formato digital. Foram pontuadas pelas editoras algumas barreiras para a expansão do livro digital, tais como: a financeira e a falta de equipe especializada. Dos resultados gerados com o uso dos softwares dentre as dez variáveis e atores analisados oito variáveis e cinco atores foram indicados como muito influentes. A análise morfológica possibilitou descrever quatro cenários prospectivos, sendo todos eles favoráveis ao desenvolvimento do mercado editorial acadêmico. Conclui-se que, apesar do perfil moderado das editoras, há uma ascensão da publicação em formato digital e da disponibilização das obras em acesso aberto por parte das editoras universitárias da América Latina.
  • AUREKELLY RODRIGUES DA SILVA
  • ASAS DA INFORMAÇÃO: PROTAGONISMO DAS MULHERES USUÁRIAS DA CASA ABRIGO DA PARAÍBA
  • Data: 11/02/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Considerada uma violação dos direitos humanos e fruto das relações desiguais de poder entre homens e mulheres, a violência contra mulheres é um fenômeno transversal, que ocorre em sociedades falocêntricas. Os dados sobre a violência de gênero no Brasil explicitam o alto índice de feminicídio. Graças ao protagonismo dos movimentos feministas, por meio de reivindicações, criaram-se políticas públicas específicas para mulheres que se tornaram fundamentais no enfrentamento à violência. A pesquisa debruça-se sobre Casa Abrigo (CA) enquanto uma das políticas existentes, especialmente a Casa Abrigo da Paraíba, uma moradia protegida, de caráter sigiloso e implantada no Estado para acolher mulheres vítimas de violência doméstica em risco iminente de morte. Tem como objetivo geral: analisar, sob o paradigma social da Ciência da Informação, de que forma a mediação dos conteúdos informacionais dinamizados pela Casa Abrigo contribui no desenvolvimento do protagonismo das mulheres, impactando nas percepções sobre a violência doméstica e o rompimento com o ciclo de violência. Como objetivos específicos: traça o perfil socioeconômico das mulheres atendidas na Casa Abrigo no período entre 2011 e 2018; identifica a dinâmica de acesso e busca de informação protagonizado pelas mulheres; verifica quais são os dispositivos de mediação da informação disseminados pela CA; e estabelece como se dinamiza o protagonismo das mulheres que acessaram o serviço. Compreende um estudo de caso do tipo descritivo, além de ser uma pesquisa de campo e documental. Faz uso das abordagens quali e quantitativa. Os dados quantitativos foram coletados por meio das fichas de atendimento das mulheres da CA. Quanto aos dados qualitativos, utiliza como técnica entrevista por meio de um roteiro de entrevista semiestruturada com oito interlocutoras: cinco com mulheres, usuárias da CA, vítimas de tentativa de feminicídio; duas com integrantes da equipe técnica da CA; e uma com uma integrante do movimento feminista da Paraíba. Para análise dos dados, utiliza a análise de conteúdo. Constata que 156 mulheres foram acolhidas na CA entre 2011 e 2018. O protagonismo das mulheres pôde ser constatado na resistência e luta para romper com a situação de violência desde o momento que essas buscaram ajuda e foram direcionadas para a CA. Os resultados demonstram que a CA é um espaço crítico, de dialogia, criatividade e alteridade, na qual a mediação da informação é consciente e constante com o intuito de ressignificar a violência vivenciada pelas mulheres acolhidas na casa. Verifica que a informação é substrato do processo de empoderamento das mulheres por gerar novos conhecimentos e ressignificar a violência que as levaram ao abrigo. Considera que o acesso, a mediação e a apropriação da informação são ações fundamentais para que as mulheres desenvolvam seu protagonismo e empoderem-se para romper com o ciclo de violência. Sugere a ampliação de pesquisas sobre protagonismo social, assim como sobre violência doméstica, pois são temas ainda pouco explorados na CI. Infere que a informação mediada conscientemente pode ser uma das vias para mudança de mentalidades e reversão dos diversos problemas existentes na sociedade que ainda é regida pelo machismo, racismo e a desigualdade social.
2019
Descrição
  • CLAUDIALYNE DA SILVA ARAUJO
  • POLÍTICAS DE INFORMAÇÃO DE GÊNERO E PROTAGONISMO DAS MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
  • Data: 12/12/2019
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • A violência contra as mulheres existe há séculos, configurando um problema social, cultural e a violação aos direitos humanos. No Brasil, a ação política dos movimentos feministas e de mulheres se inseriu na problemática do cenário público a partir da década de 1970 e, por meio da interlocução com o Estado, dinamizou-se a implantação de políticas públicas específicas de atendimento às mulheres em situação de violência, em âmbito federal, estadual e municipal. Nesse contexto, o objetivo principal desta pesquisa é analisar a interface das políticas de informação de gênero com o empoderamento e o protagonismo social de mulheres que vivenciaram a violência doméstica durante seus relacionamentos. A base teórica assentou-se nos conceitos de políticas de informação de gênero, mediação da informação, empoderamento e protagonismo social. O Centro Estadual de Referência da Mulher Fátima Lopes, localizado na cidade de Campina Grande, Paraíba, é o lócus da pesquisa. A abordagem metodológica adotada possui natureza qualiquantitativa, utilizando o método da história oral, com ênfase em história de vida. Quanto aos instrumentos de coleta de dados, adotou-se a entrevista, aplicada às mulheres em situação de violência doméstica e às gestoras da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, do Centro Estadual de Referência da Mulher Fátima Lopes e da Coordenadoria das Delegacias da Mulher na Paraíba. Foram utilizadas categorias previamente estabelecidas para realizar a análise dos dados. Como resultados, observa-se a adoção das Diretrizes Federais de Enfrentamento à Violência Doméstica para a elaboração das políticas públicas de gênero, pelo Estado da Paraíba, a fim de auxiliar as mulheres a romperem o ciclo contínuo de violência, tornando-as protagonistas da própria história e repudiando a situação vivenciada anteriormente. Conclui-se que as ações informacionais mediadas pela rede de enfrentamento à violência contra as mulheres, em especial as políticas desenvolvidas no Centro Estadual de Referência Fátima Lopes, têm atendido as necessidades informacionais das mulheres, promovendo o empoderamento e o protagonismo social. No entanto, evidencia-se a necessidade de elaboração de informação estratégica mais integrada para mobilizar mudanças nas estruturas sociais e culturais, com vistas à ressignificação de esquemas dominantes de gênero e à conquista da cidadania plena das mulheres.
  • VALDIR DE LIMA SILVA
  • O ARQUIVO PESSOAL DE HELITON SANTANA COMO FONTE DE INFORMAÇÃO E MEMÓRIA: a militância social na Paraíba
  • Data: 18/10/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Cada arquivo pessoal tem, em sua acumulação, um sentido de imortalizar a história de um indivíduo, personificando-o em suas relações. O objeto de análise desta pesquisa é o Arquivo Pessoal de Heliton Santana, dentro do bojo da militância social na Paraíba. Esse paraibano de Santa Rita soube associar informação e memória ao contexto das práticas sociais que o rodeiam, protagonizando lutas simbólicas, criando movimentos sociais e registrando seu tempo em suportes diversos, a saber: som, imagem e letras. As experiências vividas por ele estão ligadas à produção cultural e aos movimentos sociais, os quais se incluem os movimentos negros na Paraíba, constituindo espaços pouco conhecidos pela crítica. A pesquisa teve como objetivo analisar a constituição da informação e da memória a partir do arquivo pessoal de Heliton Santana, contidas nos itens documentais, à luz da concepção teórica da escrita de si. A apreciação dos atributos memorialísticos foi norteada pela perspectiva da pesquisa documental associada à técnica da entrevista livre. A partir da análise e interpretação dos dados foi possível delinear a trajetória, como também identificar os traços significativos da constituição do arquivo. Conclui-se que o Arquivo pessoal de Heliton Santana se configura como registro material da escrita de si do produtor, constituindo-se como uma significativa fonte de pesquisa, capaz de evidenciar os traços memorialísticos de sua produção cultural. Pretende-se contribuir dessa forma para a perpetuação da sua memória e de grupos de pessoas que dedicaram e dedicam parte de suas vidas à luta por causas coletivas salvaguardando essas memórias.
  • ANDRE LUIZ DIAS DE FRANCA
  • VIOLÊNCIA E CRIMES POLÍTICOS:ESTUDO CENTRADO NA TEORIA FUNDAMENTADA E ANÁLISE DE REDES SOCIAIS
  • Data: 11/09/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Trata-se da pesquisa de doutorado que fez uso dos princípios da Teoria Fundamentada e da Análise de Redes Sociais fazendo emergir a tese de que o regime de exceção no Brasil durou 21 anos pois estava sustentado por uma rede coesa e robusta formada por indivíduos que partilhavam do mesmo pensamento ideológico. Para tanto, em uma abordagem de aproximação do objeto estudado, a Teoria Fundamentada se inseriu na perspectiva exploratória de dados levantando os nomes dos personagens ligados a atos violentos constantes no relatório final da Comissão Nacional da Verdade e divulgados em 2014. Assim, foram coletados os nomes de indivíduos que compuseram um quadro inicial de atores sociais para construção da rede de violadores de direitos humanos. Por meio da construção de uma matriz, foram associadas a cada autor, suas respectivas ligações a quinze determinados eventos. Para dar profundidade, foram realizadas pesquisas nos repositórios digitais de documentos (tais quais suas respectivas disponibilidades) das seguintes referências: Projeto Brasil Nunca Mais de 1985, da Arquidiocese de São Paulo, Arquivo Nacional e Hemeroteca Digital Brasileira. Com os achados, foi possível finalizar a metodologia da Teoria Fundamentada com o seguinte: É possível esquadrinhar uma relação entre um dado par de atores realizando uma escrutinação documental! De ordem de tal premissa, foi realizada uma pesquisa em profundidade nos arquivos do Sistema de Informação do Arquivo Nacional e nele, foram recuperados milhares de documentos associados àqueles indivíduos ora categorizados como atores violentos do regime supracitado. Para a análise da massa documental recuperada em meio digital, foram realizadas minerações de texto com o intuito verificar a frequência com que os atores se relacionavam. A abordagem utilizada fundamentou o grau de conexão desses indivíduos o que tornou possível perceber a rede estrutural que sustentou o regime de exceção em vigor no País e dela, através da Análise de Redes Sociais, fundamentar a tese aqui apresentada.
  • KATIANE VIEIRA CHAVES
  • A REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO POR MEIO DA DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA: um estudo nos arquivos permanentes públicos de João Pessoa JOÃO PESSOA
  • Data: 28/06/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A informação é objeto de reflexões, pesquisas e investigações em diferentes áreas do conhecimento, dentre elas a Ciência da Informação e a Arquivologia. A história dos arquivos e a sua evolução estão diretamente ligadas ao progresso e crescimento econômico e social, sendo um diferencial que propicia acesso aos direitos dos cidadãos, respondendo pela guarda de informações individuais e coletivas, reconhecidamente como entidades custodiadoras de memória. Diante dessa realidade esta pesquisa é motivada pela percepção da importância da representação, da descrição arquivística e da elaboração dos instrumentos de pesquisa, pois por meio deles os usuários terão acesso ao conteúdo dos documentos e à recuperação das informações de maneira mais eficiente e eficaz. Esta pesquisa objetiva analisar o uso e a aplicabilidade das normas de descrição arquivística em arquivos permanentes na cidade de João Pessoa. Metodologicamente, este estudo é de abordagem qualitativa, de caráter descritivo e quanto às fontes, classifica-se como documental e pesquisa de campo, fazendo uso da observação não participante como técnica para a coleta de dados. O universo estudado foram seis arquivos permanentes, registrados no Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos, do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), localizados na cidade de João Pessoa, estado da Paraíba. São eles: Arquivo dos Governadores Fundação Casa de José Américo; Arquivo Eclesiástico da Paraíba; Gerência Operacional de Arquivo e Documentação da Paraíba; Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos; Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba; e, Universidade Federal da Paraíba - Arquivo Central. A partir da investigação pudemos identificar que apenas dois arquivos utilizam as Normas de Descrição Arquivística e outros dois arquivos têm Instrumentos de Pesquisa. Embora parte dos arquivos analisados possuam suas peculiaridades e dificuldades no que tange a representação dos seus acervos, estes se mantêm abertos cumprem seu papel social, preservando a memória política, social, histórica e cultural da Paraíba.
  • RENATA LOPES DE SANTANA
  • PROPRIEDADES E CARACTERÍSTICAS DOS DOCUMENTOS EM ARQUIVOS PESSOAIS: UMA REVISÃO DA LITERATURA
  • Data: 28/06/2019
  • Hora: 10:05
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo objetiva trazer reflexões concernentes às multiplicidades de perspectivas do conceito de documento em Arquivos Pessoais. Tendo em vista os diversos usos sociais do documento, os Arquivos Pessoais são de fundamental importância para a guarda e salvaguarda da memóriade grupos, comunidades e individuos.Desse modo, com o advento da tecnologia da informação e da comunicação, compreendemos que o conceito de documentopromove reflexõesprincipalmente quanto a sua gênese e contexto de uso. Logo, na própria definição de documento, o mesmo apresenta profusas nuancesde concepções teóricas, como no caso de documento de arquivo e documento arquivístico, termos utilizados comfrequência. Porém, ao nos referirmos aos documentos pessoais, estes guardam o que é conveniente, o que é selecionado pelo títular do acervo, como o que deseja ficar de memória de sua história de vida para a posteriodade.Nosso objetivo geral consiste em analisar os principais conceito(s) de Documento em Arquivos Pessoais que podem melhor refletir sua importância e funcionalidadeno cenário informacional. Desse modo, a princípio, discorremos a respeito dos variados conceitos de documento, em seguida, abordamos as características pertencentes aos arquivos pessoais, relatando a importância do binômio informação e suporte, como elementos principais para a construção identitária dos acervos pessoais, além disso, dialogamos sobre os documentos arquivísticos pessoais, citando desde a sua formação e processo de construção, até relatarmos alguns exemplos de documentos pessoais. Por fim, refletimos a relevância da conceituação documental dos artefatos, documentos e materias pessoais, corroborando os estudos do campo científico, da Ciência da Informação, da Arquivologia e demais áreas do conhecimento.
  • MARIA EUNICE CABRAL DE LUNA VICTOR
  • CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS NO CAMPO DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: UMA ANÁLISE DAS DISSERTAÇÕES E TESES DEFENDIDAS NOS PPGCIs DO NORDESTE
  • Data: 28/06/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa coteja as produções científicas sobre Cidadania e Direitos Humanos em dissertações e teses defendidas nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação mais antigos do Nordeste do Brasil, que também são aqueles que oferecem o curso do mestrado e doutorado na região, a saber, na Universidade Federal da Bahia, na Universidade Federal da Paraíba e na Universidade Federal de Pernambuco. O objetivo foi cotejar a aparição dessas temáticas nas dissertações e teses produzidas no período compreendido entre os anos de 2008 a 2018, pelos discentes pertencentes aos PPGCIs do Nordeste, levando-se em consideração, para melhor análise, as subáreas contemporâneas existentes na Ciência da Informação destacadas por Araujo (2018). Trata-se de uma pesquisa descritiva, de natureza quantitativa e qualitativa, desenvolvida através do método bibliográfico e documental, cujo universo estudado foi constituído por 379 dissertações e 32 teses. A partir dos dados obtidos nesta pesquisa, evidenciou-se que 15% da produção das dissertações e 28% da produção de teses alcança as temáticas de Cidadania e/ou Direitos Humanos. É importante ressaltar os resultados referentes à presença de subáreas específicas na maioria das produções com as temáticas estudadas, análise a partir da qual se verificou que os estudos que dizem respeito à economia política da informação e à representação e organização da informação têm se mostrado na última década como facilitadores de diálogos sobre Cidadania e Direitos Humanos numa relação abrangente com a Ciência da Informação. Assim, através desta pesquisa, conclui-se que os PPGCIs do Nordeste possuem uma produção discente no que diz respeito a temas relevantes à comunidade acadêmica, científica e social sobre Cidadania e Direitos Humanos de modo que tal siga sendo explorada na Pós-Graduação em Ciência da Informação em todo o Brasil.
  • LUCIANA DANTAS DE MEDEIROS
  • GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA
  • Data: 28/06/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa apresenta a Gestão da informação (GI) no Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual da Paraíba (SIB/UEPB), considerando-se que a GI possibilita um melhor aproveitamento dos recursos informacionais existentes nas unidades de informação, além de promover mudanças organizacionais nas suas estruturas funcionais e de recursos humanos. O objetivo geral é analisar o processo de GI no Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual da Paraíba. Como objetivos específicos, buscou-se identificar as ações e práticas de GI de acordo com o modelo proposto por Choo (2006), seguindo as seis categorias que contemplam as necessidades, busca e uso da informação. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, utilizando-se o método qualitativo e como estratégia de pesquisa o estudo de campo. Quanto aos instrumentos de coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas para todos os sujeitos da pesquisa, exceto para a categoria de alunos, que foram utilizados questionários semiestruturados. Os resultados revelaram que existe uma gestão da informação que atua de forma deficitária no Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual da Paraíba. Percebem-se falhas em todas as fases que compõem o ciclo informacional, o que significa dizer que não há um planejamento estruturado para a gestão da informação nesse contexto. Isto, portanto, compromete o acesso e uso da informação por parte dos seus usuários. Por fim, tais resultados evidenciaram a necessidade de implementar uma gestão da informação estruturada de maneira profissional nesse Sistema, contribuindo assim para um melhor aproveitamento dos recursos informacionais disponíveis nas bibliotecas, com vistas a atender às necessidades de informação dos seus usuários, e, consequentemente, potencializar o uso da informação para o direcionamento de suas ações e tomadas de decisão.
  • ADRIANA ALVES RODRIGUES
  • VISUALIZAÇÃO DE DADOS NO CENÁRIO DA DATA SCIENCE: Práticas de laboratórios de inovação guiados por dados
  • Data: 27/06/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Investiga o impacto da Visualização de Dados e seus desdobramentos no contexto da Data Science e da Ciência da Informação. A tese defende a existência de narrativas disruptivas de Visualização de Dados guiadas por dados nos laboratórios de inovação e constitui-se em um processo de reconfiguração emergente para novos formatos como foi em sua origem com a "explosão informacional" na década de 1940. Como metodologia, a pesquisa tem caráter quali-quantitativa, constituindo em estudo de caso a partir do objeto empírico do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (LABIC). Além disso, utilizou-se de abordagem etnográfica baseada em observação não-participante e entrevistas semiestruturada de práticas de laboratório de inovação guiado por dados visando a estruturação de Visualização de Dados, monitoramento destas produções, somando à pesquisa bibliográfica que perpassa referencial teórico interdisciplinar sobre Ciência da Informação, Design da Informação, Big Data, Ciência de Dados e Visualização de Dados, Teoria da Inovação Disruptiva. Como resultado, a investigação identificou, no estudo de caso analisado, que práticas inovadoras podem construir narrativas disruptivas de Visualização guiadas por Dados a partir da exploração de grandes volumes de dados (Big Data) em contexto da Ciência de Dados.
  • KARIN HERCULANO PICADO
  • UM OLHAR SOBRE A SINALIZAÇÃO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS À LUZ DO WAYFINDING
  • Data: 27/06/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação incide na construção de estratégias para a criação e desenvolvimento de um sistema de orientação para o espaço da biblioteca universitária, sustentado em premissas identificadas segundo autores reconhecidos na área de conhecimento do Design de Informação: Sinalética, Semiótica, Sensemaking e Wayfinding. A temática abordada nesta pesquisa se refere a questões relacionadas à característica estética e funcional da orientação espacial em espaços públicos e as sinergias entre os utilizadores e o espaço. Este trabalho estabelece como proposta para o objetivo geral analisar o material gráfico do sistema de sinalização existente na Biblioteca Central da Universidade Federal da Paraíba –UFPB a e na Biblioteca Joacil de Britto Pereira da Faculdades Nova Esperança – FACENE/FAMENE em João Pessoa sob à luz do Wayfinding, em seus aspectos técnicos, estéticos e funcionais, embasados na escola semiótica Peirceana. Para o desenvolvimento deste estudo, fez-se necessário definir uma estratégia metodológica, onde utilizamos das pesquisas: aplicada, qualitativa, exploratória, descritiva e um estudo propositivo de wayfinding, realizado sobre a situação existente. Em cumprimento dos objetivos, conduzimos a investigação, iniciando por um inventário de sinalização das bibliotecas selecionadas para esta amostra. Durante os trabalhos de investigação in loco, desenvolvemos o formulário para o inventário e procuramos descobrir quais os fluxos estavam sinalizados como principais, se os recursos de Sinalética utilizados atendiam ou não às necessidades dos usuários e se as peças do sistema de sinalização estariam dispostas nos melhores locais, considerando os fluxos principais. Com a resultante do inventário, que correspondeu à coleta dos dados, realizamos a interpretação desses dados, sob a luz da semiótica peirciana. Após a análise, com os resultados obtidos e a partir do emprego do Método de Desdobramento em 3 Etapas - MD3E, juntamente com a perspectiva do sensemaking apresentamos um projeto de sinalização aplicável aos referidos ambientes fundamentado nos diversos conceito estabelecidos para um Sistema de Informação para Wayfinding (SIW). Após leituras especializadas, análises aprofundadas de projetos de sinalização e Sinalética pensados para bibliotecas universitárias, acreditamos ser possível criar sistemas de wayfinding integrados com a estrutura arquitetônica de qualquer espaço, com um olhar multidisciplinar para ambiente de informação. Observamos que estes projetos devem sempre considerar a forma como os usuários, frequentam e interagem com esses espaços (ou não). Compreendemos que existem princípios importantes e obrigatórios em qualquer projeto de wayfinding, porém é salutar que cada biblioteca universitária tenha a sua identidade e que não existe projeto “pronto” para ser adotado sem qualquer tipo de adaptação. Não houve a pretensão de trabalhar modificações nas estruturas das bibliotecas. As propostas aqui apresentadas foram feitas a partir do objetivo de criar uma sensação de unidade nos espaços e facilitar a orientação espacial de qualquer pessoa que entre numa biblioteca universitária e que também possa encontrar o caminho da saída, sem esforço algum.
  • MARIA DA CONCEIÇÃO DAVI
  • IDENTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE QUALIDADE DE VIDA A PARTIR DO ACESSO E USO DA INFORMAÇÃO POR MULHERES EM PRIVAÇÃO DE LIBERDADE.
  • Data: 13/06/2019
  • Hora: 13:30
  • Mostrar Resumo
  • Pesquisa realizada na ala feminina do Complexo Penal João Chaves em Natal, Rio Grande do Norte, com internas que cumprem penas em regime fechado. Ressalta a necessidade de estudos que discutam de maneira significativa o acesso e uso da informação nessas instituições, evidenciando a qualidade de vida enquanto fator interligado a informação, sobretudo pelo caráter social e mudanças de paradigmas na atualidade. Questiona como mulheres em contexto de privação de liberdade interpretam e constroem o conceito de qualidade de vida a partir da necessidade, acesso e uso da informação. A pesquisa tem como objetivo geral analisar que informações as internas do CPJC necessitam e acessam para esta finalidade, e como objetivos operacionais: identificar o que elas consideram qualidade de vida; caracterizar sua necessidade de informação requerida e acessada; especificar possibilidades do CPJC de oferta de atividades e informação que conduzam a melhoria da qualidade de vida. Metodologicamente, consiste em uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, do tipo estudo de caso, instrumentalizada pela observação participante não sistemática e aplicação de entrevistas semiestruturadas. As entrevistas foram realizadas com 36 mulheres que aceitaram participar da pesquisa após contato com a gestão CPJC. O entrecruzamento de conceitos da teoria estudada com a realidade das entrevistadas
  • ANA CLÁUDIA CRUZ CÓRDULA
  • MEMÓRIAS EM CRÔNICAS: ITINERÁRIOS DA CIDADE JOÃO PESSOA NA PRODUÇÃO DE GONZAGA RODRIGUES
  • Data: 28/05/2019
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • A memória é a base para a construção da vida, da consciência do indivíduo e, portanto, dos grupos sociais, iniciando-se pela formação da própria sociedade. É através dela que ocorrem os mais variados registros nos processos de identificações dos sujeitos com o espaço em que se inserem e as consequentes relações que se vêm estabelecer a partir dessa identificação. A presente pesquisa buscou refletir sobre as informações extraídas de um conjunto de crônicas, compreendendo-as como documento capaz de fazer emergir a memória das cidades. Nesse contexto analisamos um corpus formado por crônicas produzidas por Gonzaga Rodrigues, que versam sobre a cidade João Pessoa, Paraíba. Ao tornarmos conhecidas as memórias intrínsecas nas crônicas, como produção intelectual do escritor paraibano Gonzaga Rodrigues, mais profundamente, consideramos a ação social do discurso recaindo sobre a sociedade. O objetivo principal foi analisar a produção intelectual de Gonzaga Rodrigues, mais especificamente, a crônica como documento memorialístico e fonte de informação capaz de ressignificar a memória da cidade João Pessoa, auxiliando na construção e no fortalecimento das identidades local. Entende-se que as crônicas produzidas pelo cronista têm a função, originalmente, de ser suporte de informação, mas acaba assumindo essa atribuição de acordo com a situação e uso. Para além do debate entre a cidade e a crônica, o que interessa reter aqui, de modo particular, é o fato de que a crônica pode ser considerada um artefato de informação. A base teórica selecionada sustenta a suposição de que as representações que o cronista paraibano elabora, acerca dele próprio e de suas ações, estão contidas em suas práticas cotidianas. O corpus analisado foi formado por nove crônicas, produzidas por Gonzaga Rodrigues e publicadas em duas obras: “ Filipéia e outras saudades” e “Café Alvear: ponto de encontro perdido”. A abordagem metodológica adotada é de natureza exploratório-descritiva e delineada por um estudo documental. Utilizou-se na metodologia o modelo de Análise Indiciário baseado na formulação do chamado paradigma indiciário, o que assegurou explicitar, de forma mais completa, a relação com o objeto de estudo. Apresentam-se algumas inferências sobre a crônica e o seu modo de funcionamento, sustentando a convicção de que a crônica é arte literária, embora caminhe num território precário e movediço, e o cronista é aquele capaz de construir uma existência além do cotidiano, revelando-se como fonte de informação e memória. Articulando reflexões teóricas sobre as relações memória e identidade, sobretudo a consideração da identidade como evidência histórica, a discussão gira em torno da constituição de uma memória social com fins de identificação e legitimação das informações da crônica que, em seu viés memorialístico, carrega informação capaz de fortalecer os aspectos identitários da cidade: suas ruas, pessoas, lugares. À medida que o cronista publica as memórias sobre a cidade, potencializa os aspectos identitários, haja vista que a memória é o elemento fundamental para a construção identitária.
  • TIAGO JOSÉ DA SILVA
  • HISTORIOGRAFIA E EPISTEMOLOGIA NO CAMPO DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: Um olhar sobre a literatura brasileira.
  • Data: 20/05/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Investiga a produção científica na temática Epistemologia e Historiografia da Ciência da Informação a partir dos Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), de dados da Plataforma Lattes e da literatura indexada na Base de Dados da Ciência das Informação (Brapci). Identifica o coletivo de pesquisadores que dão suporte, continuidade e consistência ao trabalho epistemológico e historiográfico da área. Descreve o contexto de criação e desenvolvimento da Ciência da Informação a partir das comunicações científicas dos estudiosos desse campo científico. Verifica as relações literárias entre os pesquisadores. Trabalha os conceitos das temáticas epistemologia e historiografia da Ciência da Informação, remetendo aos autores consagrados desse domínio. Para tanto, usa o método indiciário proposto por Ginzburg (1989) e a técnica do brauseio de Araújo (1994). Também se aplicam as técnicas dos estudos métricos da informação desenvolvidos na área, para ranquear e traduzir os indícios da produção e comunicação da área. Destaca, na temática abordada, um pequeno grupo que consegue produzir mais que a maioria dos demais pesquisadores. Os resultados indicam que as relações de colaboração em artigos são feitas, na maioria das vezes, a partir da relação orientando e orientador. Pesquisadores com alunos na pós-graduação tendem a publicar mais artigos em colaboração do que os outros autores que se não encaixam nesse perfil. Projetos de pesquisa de Pós-Graduação strictu sensu, em sua maioria, trabalharam especificamente a temática em tela. Os resultados permitiram a descrição de perfis de pesquisadores a partir de um recorte. Conclui que as pesquisas sobre a referida temática, alinhadas aos preceitos dos estudos métricos, podem permitir o desenvolvimento de teiasconceituais e metodológicas da Ciência da Informação.
  • ISAAC ROZAS RIOS
  • ANÁLISE DE FLUXOS INFORMACIONAIS: Estudo do processo de aquisição por pregão eletrônico da Pró-Reitoria Administrativa da UFPB sob a ótica da análise de valor agregado (AVA)
  • Data: 30/03/2019
  • Hora: 20:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa os fluxos de informacao do processo de aquisicao por pregao eletronico da Pro-Reitoria Administrativa da UFPB, sob a otica da Analise de Valor Agregado (AVA). Pesquisa desenvolvida a partir dos conceitos, concepcoes e principios envolvendo a Gestao da Informacao, Fluxo informacional, transparencia e acesso as informacoes na Gestao Publica Federal. Apresenta a evolucao do conceito, marcos e caracteristicas da Gestao de Processos, com abordagens nos modelos Business Process Management (BPM), Business Process Modeling Notation (BPMN) e Business Processes Management Suits/System (BPMS). Estudo de caso unico do tipo descritivo com abordagem qualitativa, considera a ISO/TR 26122, que trabalha com os registros arquivisticos e a Analise de Valor Agregado (AVA), como tecnicas para analise qualitativa. Abrange o mapeamento e a analise dos fluxos do processo de aquisicao por pregao eletronico da Pro-Reitoria Administrativa (PRA) da UFPB, envolvendo todos os aspectos teoricos, com identificacao das etapas que agregam valor quanto: ao cliente/usuario; ao negocio e aos registros. Este estudo possibilitou conhecer o funcionamento do processo, seus fluxos, atividades, legislacoes e responsaveis envolvidos, bem como todos os registros, documentos, informacoes gerados e recebidos durante a execucao das atividades do processo o que corrobora com a utilizacao do metodo AVA como tecnica de analise qualitativa de processos. Dentre os resultados, foram encontradas atividades consideradas Sem Valor Agregado (SVA), sendo sugeridas melhorias que podem ensejar uma maior organizacao e clareza no processo, trazendo uma fluidez mais logica das suas atividades. Os processos de trabalho da PRA sao essenciais para o sucesso administrativo da Universidade Federal da Paraiba. Se a gestao dos fluxos informacionais desses processos for eficiente, pode-se oferecer a possibilidade de uma visao mais clara e abrangente do potencial informativo, um melhor controle da gestao dos documentos e resgistros, acompanhamento das atividades realizadas e melhorias no desempenho organizacional.
  • ISAAC ROZAS RIOS
  • ANÁLISE DE FLUXOS INFORMACIONAIS: Estudo do processo de aquisição por pregão eletrônico da Pró-Reitoria Administrativa da UFPB sob a ótica da análise de valor agregado (AVA)
  • Data: 30/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa os fluxos de informacao do processo de aquisicao por pregao eletronico da Pro-Reitoria Administrativa da UFPB, sob a otica da Analise de Valor Agregado (AVA). Pesquisa desenvolvida a partir dos conceitos, concepcoes e principios envolvendo a Gestao da Informacao, Fluxo informacional, transparencia e acesso as informacoes na Gestao Publica Federal. Apresenta a evolucao do conceito, marcos e caracteristicas da Gestao de Processos, com abordagens nos modelos Business Process Management (BPM), Business Process Modeling Notation (BPMN) e Business Processes Management Suits/System (BPMS). Estudo de caso unico do tipo descritivo com abordagem qualitativa, considera a ISO/TR 26122, que trabalha com os registros arquivisticos e a Analise de Valor Agregado (AVA), como tecnicas para analise qualitativa. Abrange o mapeamento e a analise dos fluxos do processo de aquisicao por pregao eletronico da Pro-Reitoria Administrativa (PRA) da UFPB, envolvendo todos os aspectos teoricos, com identificacao das etapas que agregam valor quanto: ao cliente/usuario; ao negocio e aos registros. Este estudo possibilitou conhecer o funcionamento do processo, seus fluxos, atividades, legislacoes e responsaveis envolvidos, bem como todos os registros, documentos, informacoes gerados e recebidos durante a execucao das atividades do processo o que corrobora com a utilizacao do metodo AVA como tecnica de analise qualitativa de processos. Dentre os resultados, foram encontradas atividades consideradas Sem Valor Agregado (SVA), sendo sugeridas melhorias que podem ensejar uma maior organizacao e clareza no processo, trazendo uma fluidez mais logica das suas atividades. Os processos de trabalho da PRA sao essenciais para o sucesso administrativo da Universidade Federal da Paraiba. Se a gestao dos fluxos informacionais desses processos for eficiente, pode-se oferecer a possibilidade de uma visao mais clara e abrangente do potencial informativo, um melhor controle da gestao dos documentos e registros, acompanhamento das atividades realizadas e melhorias no desempenho organizacional.
  • LAILA LEANDRO VIEIRA DA SILVA
  • Entre cactus e palmeiras: limites e possibilidades da construção da memória nos arquivos da UFAL
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A universidade possui como missao fomentar o conhecimento cientifico e tecnologico, possibilitando a promocao de servicos e produtos para a sociedade. O arquivo universitario com seu potencial informativo, testemunha a memoria da instituicao e possibilita mecanismos que evidenciam a memoria social. As informacoes armazenadas e preservadas nos arquivos universitarios possibilitam o desenvolvimento de novas pesquisas, concernindo assim que os registros custodiados incentivam o desenvolvimento e o progresso intelectual e cientifico. Desta forma, esta pesquisa buscou analisar as potencialidades geradas pelas acoes tecnico-instrumentais nos processos de transferencia da informacao nos arquivos dos Campi da Universidade Federal de Alagoas, considerando seu impacto na construcao da memoria institucional e da sociedade alagoana. Como pressuposto metodologico adotamos a pesquisa documental, com cunho qualitativo, correlacionada a realizacao de entrevistas com os servidores dos arquivos dos Campi da instituicao. Pensar nos limites e possibilidades da construcao da memoria nos arquivos da Universidade Federal de Alagoas e perscrutar compreender as condicoes simbolicas, materiais, estruturais e socioeconomicas que a instituicao esta inserida em seus 58 anos de criacao. Compreendemos que os arquivos dos Campi da UFAL, constituem uma fonte informacional riquissima, oferecendo a sociedade informacoes capazes de auxiliar em suas necessidades.
  • MARCELA DE OLIVEIRA MUCCILLO
  • ESTUDO DA CULTURA MATERIAL DAS TRIBOS INDÍGENAS CARNAVALESCAS DE JOÃO PESSOA
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A partir da perspectiva dos estudos de cultura material, reconhecendo a tradição como um suporte de memória, este trabalho buscou identificar as referências culturais presentes na performance das Tribos Indígenas Carnavalescas. Reconhecendo esta brincadeira de carnaval como um marco informacional e memorialístico de segmentos sociais da cidade de João Pessoa/PB, a pesquisa em tela dedicou-se a este bem cultural de significativa expressão material. A não existência de quaisquer registros minimamente sistematizados dos objetos produzidos pelos grupos culturais demandou a necessidade de realização de um trabalho de documentação da cultura material dos oito grupos em atividade durante o evento Carnaval Tradição, de 2018. Com base nas experiências de inventários, como a metodologia do Inventário Nacional das Referências Culturais e bem como os modelos de estudo e catalogação de objetos e peças de museus, este trabalho desenvolveu um modelo próprio de inventariação. Desse modo, elaborou-se um inventário como instrumento de estudo e organização da informação acerca dos objetos produzidos pelos grupos estudados, contemplando as relações sociais, simbólicas, políticas e econômicas de um fazer cultural coletivo. Assim, este trabalho apresenta o registro da discussão conceitual e metodológica da elaboração do modelo utilizado, bem como apresenta o registro da aplicação da metodologia de inventário.
  • PAULLINI MARIELE DA SILVA ROCHA
  • RESILIÊNCIA INFORMACIONAL NO CONTEXTO DA MICROCEFALIA: o papel das práticas informacionais no ambiente digital
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O acesso às tecnologias de informação e comunicação é nítido e cada vez maior em nossa sociedade, assim como o imenso volume informacional existente em ambiente digital e a realidade de crescente busca por informação na web por parte dos usuários dessas tecnologias. Situamos esse contexto contemporâneo em um período histórico para os estudos sobre informação e saúde: o surto de microcefalia causada por Zika vírus em 2015, no Brasil. Assim, essa pesquisa teve o objetivo principal compreender se e como o ambiente digital interfere na construção da resiliência informacional de mulheres com filhos com microcefalia, causada por Zika vírus, atendidos no Centro de Referência Municipal de Inclusão para Pessoas com Deficiências (CRMIPD) de João Pessoa, por meio dos objetivos específicos que iniciam com o mapeamento das práticas informacionais empreendidas por essas mulheres em situação de adversidade e incerteza vivenciadas em contexto de saúde, da identificação das barreiras encontradas durante o processo, da verificação das estratégias utilizadas para dirimir as dificuldades relacionadas a busca por informação e da observação de como se deu a ressignificação da realidade vivenciada. Para tanto, no estudo de abordagem qualitativa realizou-se coleta de dados através de entrevistas semiestruturadas relativas aos objetivos de pesquisa, baseadas no modelo bidimensional de práticas informacionais elaborado por Pamela Mckenzie. Trouxe em seu referencial teórico conceitos relativamente novos e de abordagem incipiente na Ciência da Informação, como: Desinformação, Resiliência Informacional e Práticas Informacionais. Os dados coletados foram analisados por meio da análise temática de conteúdo, através da técnica de categorização. O estudo revelou que as práticas informacionais empreendidas pelas mulheres com filhos ou filhas com microcefalia em ambiente digital ou por intermédio de agentes informacionais, serviram de suporte e base de conhecimento para promoção da resiliência informacional em situação adversa e deram condição para que ressignificassem o contexto vivido. As práticas sociais de acesso à informação permitiram o desenvolvimento da interação e da colaboração com outras mulheres em situação semelhante.
  • FLAVIA DE ARAUJO TELMO
  • ANÁLISE DE REDES SOCIAIS DE COLABORAÇÃO EM BANCAS DE DEFESA DE DOUTORADO NA PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As redes sociais de produção do conhecimento, as formas de colaboração entre pesquisadores, a constituição de redes e a dinâmica das interações sociais, tornam-se assuntos de interesse de comunidades científicas que lidam com a informação. Analisar a participação em bancas de defesa constitui oportunidade de conhecer as características inerentes aos atores de uma rede social em que estão vinculados, as pesquisas realizadas, os fatores que influenciam as relações, os interesses temáticos das pesquisas científicas, a interligação entre programas e instituições e o modo como as áreas se consolidam e ampliam as parcerias no compartilhamento do conhecimento para o desenvolvimento científico, principalmente pela interdisciplinaridade. Nesse contexto, o estudo analisou a rede social de colaboração em bancas de defesa de doutorado na Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Metodologicamente, fundamentase a partir dos objetivos como pesquisa descritiva e documental, com abordagem quantitativa e qualitativa. Para a coleta de dados utilizou-se de formulários; o software Excel para elaboração de planilhas; o VantagePoint para mineração dos dados; o Ucinet e Netdraw para construção das matrizes e grafos. Os resultados foram analisados sob a perspectiva da metodologia de análise de redes sociais. A análise dessas redes de colaboração resultou na caracterização dos membros e da estrutura de defesa das teses, bem como a compreensão das relações ator-rede estabelecidas nas bancas de defesas do doutorado do PPGCI/UFPB no período de 2015 a 2018.1. Identificou-se que a interação e a comunicação dialógica entre os membros nas bancas de doutorado no referido Programa efetivam-se sob regras formais e interesses de pesquisas inerente a atuação destes membros, linhas de pesquisas e formação acadêmica, o que proporciona o desenvolvimento do programa bem como a qualidade de suas ações no âmbito acadêmico que são avaliadas periodicamente. Ressaltou-se a constituição de redes com relações de pesquisadores com programas externos, bem como instituições nacionais e internacionais. Concluiu-se que a rede de colaboração em bancas de defesa de doutorado no PPGCI/UFPB permite o compartilhamento da informação e a ampliação de conhecimento em redes entre esses atores e a oportunidade de novas parcerias colaborativas para produção de pesquisas.
  • DIOGO ARAUJO SAMPAIO
  • CONHECIMENTO E TERRITÓRIO: A UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA NO DESENVOLVIMENTO LOCAL
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Estuda a importância da informação e o conhecimento para o desenvolvimento local, objetivando analisar os fatores que viabilizam ou que impedem a Universidade Federal da Paraíba, como agente integrante do processo de produção e disseminação de informações e conhecimento, a possibilitar a dinamização do território paraibano. Parte da hipótese de que a universidade atua na dinâmica do desenvolvimento econômico-social com ações de informação, por meio de um processo frágil de integração com os atores sociais, políticos e econômicos do território em que opera, desperdiçando o potencial de interação e de cooperação, fundamentais para a construção do conhecimento, na busca do processo de promoção do desenvolvimento local. A fundamentação teórica para alicerçar a hipótese está estruturada em Raffestin (1993), que estabelece a constituição de um território por meio de uma perspectiva relacional, das múltiplas dimensões políticas, sociais, econômicas, e atrelando a abordagem neo-schumpeteriana do processo inovativo com a discussão própria da Ciência da Informação para tratar da importância da informação, do conhecimento e da inovação como elementos centrais do desenvolvimento. Entrelaçam-se os conceitos de Regime de Informação de González de Gomez (1999, 2002, 2008,2012) com o de Arranjo e Sistema Produtivo e Inovativo Local (ASPIL) de Cavalcanti Filho (2011, 2013), que dá suporte à discussão relacionada a política e a poder na relação entre os atores. A metodologia utiliza abordagem qualitativa, a partir de um estudo de caso, que utiliza a análise de pesquisa documental, base de dados institucionais, bem como entrevistas semiestruturadas com atores internos e externos à instituição. Os resultados encontrados demonstraram que a instituição tem um Regime de Informação em que existe estrutura de poder externa e interna à instituição. A estrutura externa atua por meio do fomento, da normatização e do controle de suas ações, enquanto, internamente, existe uma cultura de não integração dos atores estratégicos para a construção de políticas institucionais, que faz com que eles atuem de forma isolada. A universidade tem potencial estratégico para atuar em conjunto com os atores locais, tendo em vista seu peso institucional, formado por suas ações de informação, de pesquisa, de ensino e de extensão que atuam no território, porém não estruturadas em prol do desenvolvimento da localidade. No tocante às suas relações com os Arranjos Produtivos Locais (APL), a UPFB tem parcerias pontuais, em geral, informais, mas não se atrela como um importante ator na dinâmica dos APL. Conclui-se que a Universidade Federal da Paraíba pode e deve melhorar sua relação com o território em que atua, buscando fortalecer a integração com os atores externos, por meio de reestruturação que favoreça a criação, a dinamização e a articulação das redes internas, bem como o envolvimento com os atores externos, para que a instituição coopere, estrategicamente, com o desenvolvimento local e seja reconhecida como um ator do território.
  • FERNANDA FERNANDES DA SILVA
  • Acesso à Informação: uma análise a partir do portal da secretaria de transparência pública do município de João Pessoa
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As instituições públicas que disponibilizam as informações em ambiente digital e tem po r finalidade conceder o acesso à informação no exercício de suas atividades ao cidadão, deve seguir os padrões que preconiza a Lei de Acesso à Informação. A presente pesquisa t em como objetivo principal analisar os fatores que interferem no acesso à informação no portal da Secretaria de Transparência Pública do município de João Pessoa. Para atender o objetivo proposto, foram delimitados os seguintes objetivos específicos: discutir a importância do adequado acesso à informação; avaliar o portal de transparência do ponto de vista da Arquitetura da Informação; averiguar se há a aplicação da Lei de Acesso à Informação no portal de transparência; propor ações intervencionistas para melhoria do acesso à informação no portal de transparência conforme a legislação vigente. Trata se de pesquisa em pírica, de natureza exploratória e descritiva, com um a abordagem quanti qualitativa. Os procedimentos metodológicos incluem uma pesquisa bibliográfica, sobre as temát icas, Arquitetura da Informação, Ciência da Informação, Direito de Acesso à Informação, Le i de Acesso à Informação, Portal de Transparência e Transparência Pública. Adota como técnica e instrumento de coleta, a entrevista estruturada, utilizando se da aná lise de conteúdo como técnica de aná lise e interpretação dos dados por meio do sistema de categorias. A partir dos dados analisados e da revisão da literatura, concluiu se que n o Portal da Secretaria de Transparência Pública do Município de João Pessoa , há fatores de ordem burocrática, organizacional e humana que interferem no processo de coleta das informações o que ocasiona a demora no compartilhamento das informações. Contudo o Portal cumpre com as exigências legais de acesso à informação pública e verificou se que o portal está estruturado seguindo parcialmente os princípios da Arquitetura da Informação o que contribui para o acesso no ambiente digital. Traz como sugestão para melhoria do acesso à informação a implantação do sistema de busca no portal com a finalidade auxiliar o usuário e otimizar o processo de busca.
  • MICHEL BATISTA SILVA
  • ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PERVASIVA NO CONTEXTO DO CENTRO ESTADUAL DE REFERÊNCIA DOS DIREITOS DE LGBTS E ENFRENTAMENTO À LGBTFOBIA NA PARAÍBA
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem por base a verificacao da aplicabilidade dos principios da Arquitetura da Informacao Pervasiva, no contexto da Ecologia Informacional Complexa do Centro Estadual de Referencia dos Direitos de Lesbicas, Gays, Bisexuais, Travestis e Transexuais e Enfrentamento a LGBTfobia na Paraiba. A informacao vem, ao longo dos anos, ganhando cada vez mais espaco e visibilidade. Nesse ambito, a Ciencia da Informacao, contribui na construcao de aportes teoricos, metodologicos e pragmaticos, capazes de melhorar a capacidade das instituicoes de acumular, recuperar e transmitir informacao. Dessa forma, a Arquitetura da Informacao Pervasiva, nova vertente da Arquitetura da Informacao, pode contribuir significativamente para a evolucao dos ambientes informacionais. A partir dai, surge um interesse especial em estudar as questoes ecologicas, informacionais e tecnologicas relacionadas ao contexto social da comunidade de Lesbicas, Gays, Bisexuais, Travestis, Transexuais, Intersexuais, Mais. Por isso, decidiu-se abordar neste estudo a questao da Arquitetura da Informacao Pervasiva no contexto do Centro Estadual de Referencia dos Direitos de Lesbicas, Gays, Bisexuais, Travestis e Transexuais e Enfrentamento a LGBTfobia na Paraiba, cuja questao de pesquisa e: Como a Arquitetura da Informacao Pervasiva pode ser aplicada no contexto do Centro Estadual de Referencia dos Direitos de Lesbicas, Gays, Bisexuais, Travestis e Transexuais e Enfrentamento a LGBTfobia na Paraiba? Tal questionamento nos leva ao objetivo de: Analisar a aplicabilidade da Arquitetura da Informacao Pervasiva no contexto do Centro Estadual de Referencia dos Direitos de Lesbicas, Gays, Bisexuais, Travestis e Transexuais e Enfrentamento a LGBTfobia na Paraiba. Para isto, a base metodologica utilizada para nortear a execucao desta pesquisa sera o modelo proposto por Oliveira, Vidotti e Bentes (2015), denominado Modelo Metodologico para a Arquitetura da Informacao Pervasiva, sendo composto por seis etapas que norteiam a pesquisa cientifica e a praxis em Arquitetura da Informacao Pervasiva. A partir desse modelo metodologico foi realizado o delinamento dos fluxos informacionais e montagem da ecologia informacional complexa presente no Centro de Referencia e como ela poderia melhorar com a aplicacao dos principios da Arquitetura da Informacao Pervasiva.
  • TADEU RENA VALENTE
  • PITADAS AFRO-INDÍGENAS: A Cozinha de Santo de Mãe Rita Preta como lugar de memória
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Visa discutir algumas questões sobre a relação entre a Cozinha de Santo e as experiências pessoais dos indivíduos que participam dessas práticas culturais, mostrando como a literatura e as histórias de vida se ligam em discursos que marcam uma identidade cultural. Ancora-se ante a necessidade de um maior aprofundamento nas pesquisas da formação sociocultural das preferências alimentares dos indivíduos e dos grupos sociais, e focaliza a culinária como patrimônio histórico cultural imaterial a ser preservada. O estudo se detém na análise do relato pessoal de Mãe Rita, moradora na cidade de Santa Rita-PB, configurando os espaços público e privado desse sujeito, um modo de conceber a Cozinha de Santo e a prática culinária nela desenvolvida. Nossa preocupação está em perceber essas manifestações como fruto de uma herança, considerando ainda os contextos de produção nos quais essas práticas culturais existem, evidenciando a voz dos sujeitos que nelas se inserem. Como objetivos, destacamos através da memória social a preservação da Cozinha de Santo; relacionamos os sabores da Cozinha de Santo em uma espécie de memória indissociável entre espaço e experiências; verificamos entre Mãe Rita e Mãe Expedita a compreensão de seus pensamentos sobre os saberes e sabores na Cozinha de Santo; por fim, procuramos identificar os costumes, rituais, vestimentas, alimentação, religiosidade e mesmo mentalidade que marcam a prática cultural e religiosa na Casa de Mãe Rita. Através da metodologia da história de vida, utilizando-se a técnica da entrevista e a observação participativa, foi possível conhecer de perto Mãe Rita e seu habitat, identificando os mecanismos pelos quais ela reinventa a sua experiência pessoal. A aproximação do seu universo particular e a discussão dos conceitos de memória, identidade e oralidade nos permitiram perceber a relação existente entre as práticas que ela exerce e o relato pessoal de sua história. A análise realizada possibilitou compreender a Cozinha de Santo como universo de Mãe Rita a partir das atividades e dos discursos inerentes às práticas religiosas e às relações socioculturais implícitas entre ela e os membros que cultuam essa prática. Infere-se que as preferências alimentares são definidas social e culturalmente, e que a formação do “paladar”, como conceitua Luís da Câmara Cascudo, está diretamente relacionada aos padrões culturais de determinado grupo social, permeados pela memória social, nos sentimentos de pertencimentos e de identificação. Da mesma forma, tem-se que, abordando a culinária e a alimentação como patrimônio cultural imaterial, existe a necessidade de sua proteção.
  • KAMILLA REBECA SOUTO DE QUEIROZ
  • COMPORTAMENTO DE BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO DE UNIVERSITÁRIOS INDÍGENAS DO CAMPUS IV – UFPB.
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Nos ultimos anos, as politicas publicas de educacao no ensino superior tem contribuido para inclusao de indigenas nas universidades. Entretanto, os universitarios indigenas como usuarios de informacao enfrentam dificuldades ao longo da graduacao que podem interferir no desenvolvimento academico dos mesmos. O acesso e uso da informacao sao primordiais para inclusao intelectual e social das classes menos favorecidas, onde a intervencao da Ciencia da Informacao busca mediar junto aos universitarios indigenas na superacao de suas lacunas informacionais. Buscando entender como se configura o comportamento de busca da informacao dos universitarios indigenas, a pesquisa tem como objetivo geral analisar o comportamento de busca e uso da informacao dos universitarios indigenas do Campus IV da UFPB a luz do Modelo de Ellis, Cox e Hall (1993) ampliado com as contribuicoes de Crespo (2005), e Tabosa e Pinto (2015). Trata-se de uma pesquisa de cunho exploratorio e descritivo e abordagem quanti-qualitativa. O estudo contempla duas fases: a pesquisa bibliografica, para compor o referencial teorico e uma pesquisa de campo, com a aplicacao de um questionario composto por questoes abertas e fechadas. Os sujeitos da pesquisa sao os universitarios indigenas do CCAE- Campus IV da UFPB, com vinculos ativos com a instituicao e matriculados no semestre 2017.2. A analise de dados da pesquisa realizou-se com base na Analise de Conteudo de Bardin, com apresentacao de resultados atraves de inferencias estatisticas e representacao em graficos e tabelas. Os resultados da pesquisa apontam o seguinte perfil dos UI: a maioria tem idade entre 21 a 30 anos, do sexo feminino e de baixa renda familiar (ate dois salarios minimos), sao aldeados, fazem curso da area de educacao, nao cursaram escola diferenciada no ensino regular e adentraram na universidade por meio de cotas raciais. Verifica-se no comportamento informacional dos universitarios indigenas, o uso intenso dos livros e da internet como canais e fontes de informacao. Quanto ao comportamento de busca, os UI preferem iniciar a busca em livros e pela internet. A atividade de encadear e feita pela maioria dos usuarios pesquisados, porem as atividades de navegar, monitorar e verificar nao sao praticadas amplamente. A acao de diferenciar e realizada mais pela indicacao de professores e colegas, relevancia no assunto e credibilidade dos autores. A finalizacao da busca ocorre pela satisfacao obtida e a personalizacao ao adicionar pagina aos favoritos e assinalam itens de interesse. O compartilhamento ocorre em maior parte no repasse de informacoes a amigos e parentes e na postagem em redes sociais. Conclui-se que, os UI do campus IV da UFPB utilizam amplamente a Internet e o seu comportamento de busca e uso de informacao esta em conformidade com uma tendencia atual do uso intensivo das fontes de informacao eletronicas.
  • ROSA MANUELA TEIXEIRA PINTO MUNGUAMBE
  • DIÁLOGOS ENTRE POLÍTICA, REGIME DE INFORMAÇÃO E AS COMPETÈNCIAS EM INFORMAÇÃO DOS BIBLIOTECÁRIOS DO SISTEMA DE BIBLIOTECA DA UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE (SIBUEM) ‒ MOÇAMBIQUE.
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento das competências em informação do bibliotecário tem demonstrado ser uma das ferramentas que auxilia na satisfação das reais necessidades dos usuários num regime de informação de biblioteca, regido por políticas de informação direcionadas as ações de informação. Entretanto, várias têm sido as abordagens em torno de competências em informação, mas é quase inexistente a discussão da interdependência desta com as políticas de informação do regime de informação na qual fazem parte as ações de informação a serem praticadas com competências em informação. Com o intuito de estabelecer um diálogo entre a política e regime de informação e a competência em informação desenvolveu-se a presente pesquisa com o objetivo geral de analisar as competências em informação dos bibliotecários da biblioteca da Universidade Eduardo Mondlane – BCE - na perspectiva da política e do regime de informação. Para a discussão foram traçados os objetivos específicos que se centraram em primeiro lugar na apresentação das políticas de informação em Moçambique tanto do Governo, assim como da UEM e das normas da BCE; tendo seguido o mapeamento do regime de informação da BCE. A partir destes identificaram-se as ações de informação dos bibliotecários da BCE dentro do regime de informação vigente com vista a desenvolver as competências em informação necessárias para o exercício de suas atividades bibliotecárias e identificadas as competências dos bibliotecários. Com estes elementos propôs-se um modelo para a criação de uma política de informação para o desenvolvimento de competências em informação adequadas ao contexto dos bibliotecários em estudo. Para a consolidação das ideias e discussões sobre a literatura que versam sobre os objetivos específicos desta pesquisa seguiu-se uma metodologia de carácter descritiva ou explicativa (causal), com uma estratégia integrada de investigação, assente na conjugação articulada das abordagens de natureza qualitativa e quantitativa, para uma melhor compreensão do problema sobre a competência em informação na Biblioteca e alargar a base de sustentação das conclusões a tirar depois da análise dos dados recolhidos e comparados. Não somente a necessidade de ações de informação adequadas e geridas pelas políticas de informação, mas também a pesquisa revelou que a competência em informação dos funcionários da BCE está longe de ser alcançado se não se observarem as políticas de informação para o regime de informação de biblioteca. As ações de informação por si só não podem ser realizadas com eficiência se os artefatos não fizerem parte do elemento principal das normas reguladoras macro, que ditem e fazem cumprir a forma de vida do conjunto. Deixaram perceptíveis as razões pelas quais as atividades da Biblioteca enfrentarem constrangimentos para o alcance a eficácia na satisfação das necessidades do usuário. Portanto é fundamental a formulação de um instrumento legislativo que assegure a realização do ciclo de produção da informação com a eficiência e eficácia no regime de informação tendo em conta a capacitação constante dos atores de informação em competências em informação. Isto é, assegurar a interligação e dependência de estes elementos no processo de produção.
  • MARIZA DE OLIVEIRA PINHEIRO
  • YÎHCAMNOPURA NATU CETAKNAMACHONHÎRÎ: Informação, memória e identidade cultural indígena dos Waiwai do Anauá/ Roraima
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O tema desta tese e Informacao, Memoria e Identidade Cultural Indigena do povo Waiwai, do Norte do Brasil, esta inserido na linha investigativa de Informacao, Memoria e Sociedade, sobretudo, estao inter-relacionadas com as areas de: Ciencia da Informacao, Antropologia, Historia, Literatura e Artes Visuais. Propoe-se analisar as influencias da nossa matriz, como povo brasileiro, intentando responder como as informacoes acerca da identidade cultural, em particular no que se refere ao povo Waiwai do Norte do Brasil, esta presentificada na memoria coletiva dessa cultura, considerando as influencias da colonizacao portuguesa. A metodologia adotada esta fundamentada no paradigma antropologico-hermeneutico a luz de Geertz (2008; 2014), no esforco de compreensao da realidade complexa e multipla (ontologia) do povo Waiwai e a sua cultura (matriz na antropologia), caracterizaveis pela sua esfera subjetiva e complexa. O aporte teorico tem sua matriz nas Ciencias Sociais pela possibilidade de diversificacao de metodos e, sobretudo, pelo suporte da Ciencia da Informacao, tendo-a com a concepcao de Ciencia aberta, a qual oportuniza uma Epistemologia criativa que designo de Etnopoiesi. Classifica-se como investigacao qualitativa. Utiliza-se a abordagem etnografica, atraves da pratica da observacao participante e do diario de campo, que versara sobre as categorias da memoria e da identidade cultural nos aportes de Assmam (2011); Halbwachs (2003); Candau (2012); Bauman (2005, 2012, 2013) e Hall (2011). Nao ha uma sequencia hierarquica e rigida no processo de ethopoiesi do conhecimento. Tentar-se-a “compor” um corpo de pensamento, interligado a uma rede rizomatica, onde os elementos teoricos e metodologicos compoem um harmonioso conjunto de investigacao na perspectiva da epistemologia memorialistica. A memoria cultural e a identidade indigena representam um vinculo entre o tempo e o espaco da recordacao. As lembrancas evocadas no presente contribuem para a transmissao e difusao da tradicao. O etnonimo da identidade cultural Waiwai da comunidade Anaua, foi caracterizado a partir de uma construcao fragmentaria e complexa que perpassa por nocoes “traduzidas” e interpretadas nos registros etnohistoricos. O complexo processo de agregacao identitaria dos Waiwai perpassa tambem, de forma especulativa, por questoes da metafisica. E o resultado da inflexao dialetica entre o si-mesmo e o Outro abordado na hermeneutica do si de Ricouer (2014). O si-mesmo transmuta-se como Outro coletivo ao constituir-se em um membro de outro grupo-comunidade (Waiwai Anaua). A concepcao deontologica da moral (os valores ancestrais de cada etnia que se agrega) tambem continua vinculada a concepcao teleologica da etica da comunidade waiwai (cosmologia da origem etnica + valores cristaos da MEVA). Deste modo, o si-mesmo, nao e apenas o eu (individuacao do si-mesmo), pode-se considera-lo Outros, ou seja, como a representacao simbolica de valores culturais enraizados na etnomemoria, do coletivo etnico do seu parentesco (ancestrais). Do mesmo modo, pode-se afirmar que a heranca simbolica representada nos costume, valores e praticas das mulheres Waiwai, materializam-se atraves de suportes mnemonicos que funcionam como gatilhos. O fluxo de etnoinformacoes que sao transmitidas “protegem” o passado do esquecimento e contribui com o conhecimento partilhado entre epocas e geracoes. O contato com as missoes religiosas favoreceram uma transmutacao natural entre a cultura tradicional nativa e as manifestacoes religiosas, que geraram significativas transformacoes na identidade cultural deste povo.
  • RAFAEL MELO GOMES DE ARAUJO
  • Aplicabilidade da Lei de Acesso à informação: Uma análise das informações disponibilizadas nos websites institucionais das Universidades Públicas Estaduais e Municipais Brasileiras
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa propoe realizar uma analise critica sobre os requisitos que a Lei de Acesso a Informacao (Lei 12.527/2011) estabelece para websites instituicoes publicas com enfase nas Universidades Publicas Estaduais e Municipais Brasileiras. O objetivo geral desta pesquisa e analisar a disposicao das informacoes obrigatorias pela LAI nos portais eletronicos institucionais das Universidades Publicas Estaduais e Municipais Brasileiras, avaliando sua conformidade ao que e exigido por lei com destaque para seus Portais de Transparencias. Para coleta de dados optou-se pela pesquisa documental, considerando o valor de um site como um documento passivel de analise, para isso utilizamos dois metodos, o metodo Comparativo onde foi feita a analise de todos os sitios eletronicos institucionais e como dispuseram as informacoes caracterizadas como obrigatorias pela Lei de Acesso a Informacao e o metodo Indiciario, utilizado para se verificar acoes inovadoras, boas praticas e barreiras em portais de transparencia das instituicoes pesquisadas. Por fim, foi possivel analisar o grau de transparencia das Universidades Publicas Estaduais e Municipais Brasileiras pelas informacoes disponibilizadas em seus websites institucionais. Para concluir, ficou evidenciado que as universidades necessitam urgentemente se adequar as exigencias minimas da LAI, de forma a facilitar o acesso a informacao, promovendo a democracia atraves da participacao e controle social.
  • RENATA LEMOS DOS ANJOS
  • ANÁLISE DOS COMPONENTES DO CICLO DE VIDA DOS DADOS NA MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS DE BIBLIOTECONOMIA: Um estudo comparado
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Desde que foram publicados os primeiros periódicos científicos, a comunicação científica limitava-se à publicação e divulgação apenas dos resultados, produto das investigações científicas na forma de artigos de periódicos científicos. Com o avanço significativo das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, cada vez mais, dados são gerados mediante a realização de atividades acadêmico-científicas, fazendo com que a comunicação científica esteja inserida no escopo do fenômeno conhecido como e-Science. Este novo cenário demanda profissionais aptos a atuar no processo de curadoria dos dados de pesquisa durante todas as etapas do ciclo de vida, trazendo reflexões sobre a capacitação dos bibliotecários em lidar com o tratamento de dados oriundos dessas investigações. Nesta perspectiva, a presente pesquisa propõe analisar de que forma os profissionais da informação, com ênfase nos bibliotecários, estão sendo capacitados para tal realidade, em nível de graduação. Diante do exposto, indagou-se: como os componentes inerentes a cada etapa do Ciclo de Vida dos Dados para a Ciência da Informação estão contemplados nas disciplinas ministradas nos cursos de graduação em Biblioteconomia do Brasil? Configura-se como uma pesquisa exploratória e bibliográfica de cunho qualitativo e quantitativo, por meio do método comparativo através da inferência da análise de conteúdo. Observou-se que nenhum dos cursos de Biblioteconomia analisados possui componentes curriculares obrigatórios que abordem o quarto paradigma científico. Embora possuam competências que podem ser utilizadas – aplicadas e/ou adequadas – no decorrer do Ciclo de Vida dos Dados para a Ciência da Informação, com maior aderência à Fase de Recuperação do ciclo. Desta forma, sugere-se a reformulação das matrizes curriculares dos cursos de Biblioteconomia do Brasil, de maneira a acrescentarem componentes curriculares que abordem a e-Science e a apresentem como campo de atuação para os bibliotecários de dados.
  • JAYRO PITA BRITO
  • Projetando a experiência do usuário no Laboratório de Tecnologias Intelectuais
  • Data: 27/03/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo compreender como a arquitetura da informação contribui para o desenvolvimento de ambientes informacionais digitais. Para tanto, a pesquisa foi inserida no campo científico da Ciência da Informação compreendendo que este campo preocupa-se com os problemas ligados ao objeto informação seja no âmbito analógico ou digital além de aproveitar o seu aporte teórico-metodológico e sua característica interdisciplinar para tecer relações com outras áreas do conhecimento. Neste sentido, construiu-se um diálogo entre a Ciência da Informação, Arquitetura da Informação e o processo de construção da experiência do usuário para responder ao seguinte problema de pesquisa: como os princípios da arquitetura da informação e a experiência do usuário contribuem para promover o acesso e o uso da informação no Laboratório de Tecnologias Intelectuais (LTi)? Para tanto, foi adotado um levantamento bibliográfico e exploratório com a realização de uma pesquisa de campo e de abordagem qualitativa. Os dados foram coletados a partir do método indiciário e do uso da técnica de browsing. O primeiro proporcionou a construção de uma narrativa dentro do contexto do campo empírico e o segundo possibilitou a navegação de todo o espaço informacional digital do projeto. Na análise dos dados foi discutida a contribuição que o conceito de regime de informação oferece para identificar a ecologia informacional do ambiente informacional além de demonstrar a aplicabilidade dos princípios da Arquitetura da Informação fundamentada ao modelo de construção da experiência do usuário e como este modelo auxiliou de forma prática a gestão e o desenvolvimento do novo ambiente informacional para o LTi.
  • RAFAELA KAROLINE GALDENCIO DE MOURA
  • A Construção da Memória Institucional e os Registros Fotográficos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Data: 27/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O documento, na perspectiva de representar determinado acontecimento na sociedade funciona como meio de construcao da memoria na sociedade. O presente trabalho e fruto de experiencia no acervo fotografico da Agencia de Comunicacao da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o qual tem como objetivo geral investigar aspectos relativos a memoria institucional da UFRN a luz do acervo fotografico da Agencia de Comunicacao (AGECOM); como objetivos especificos: caracterizar o acervo fotografico da Agencia de Comunicacao da UFRN como registro memorialistico da instituicao; compreender a relevancia do acervo fotografico da Agencia de Comunicacao da UFRN para a construcao da memoria da instituicao; analisar o acervo fotografico no processo de construcao da memoria institucional. Utiliza como metodologia na analise dos dados a pesquisa documental e representacao descritiva para imagem no acervo fotografico da Agencia de Comunicacao (AGECOM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), sob uma abordagem qualitativa; no que tange aos objetivos pretendidos, caracteriza-se pelo cunho descritivo e exploratorio. Enfoca os aspectos relacionados a memoria sob um vies geral; em especifico, traz concepcoes de memoria institucional. Perpassa os tres paradigmas da informacao, em conexao aos fatores que envolvem os documentos sob uma perspectiva social e material. Apresenta o documento como recurso memorialistico na construcao da memoria institucional, em conformidade aos vetores da memoria. Conceitua a representacao da informacao e imagem, com vistas a compreensao e representacao documental. Destarte, a memoria institucional enquanto construcao social reflete na caracterizacao de praticas que possam agregar valor a instituicao, em sua dimensao politica, social e cultural. Finaliza o estudo com reflexoes concernentes a resolucao dos objetivos, que se fazem necessarias acoes de organizacao das fotografias com vistas a melhorar a recuperacao da informacao no presente.
  • DEREK WARWICK DA SILVA TAVARES
  • PERSPECTIVAS ACERCA DAS RACIONALIDADES CONSTITUTIVAS DO ARQUIVO NO ÂMBITO DA GOVERNAMENTALIDADE
  • Data: 27/03/2019
  • Hora: 10:30
  • Mostrar Resumo
  • O estudo considera os arquivos como instituições e espaços de consignação e hermenêutica que possibilitam o controle e o acesso às informações, mas que, para, além disso, situam-se em zonas de inter-relacionamento político. Ao abordar a governamentalidade, busca situa-la como um instrumento heurístico das práticas e técnicas de execução do governo no interior de racionalidades políticas. As concepções se articulam para poder perceber as relações estratégicas, técnicas que promovem as racionalidades constitutivas do arquivo enquanto instrumento de poder político. Assim, a pesquisa descreve as dinâmicas da instituição arquivística a partir do conceito de “governamentalidade”, tal como desenvolvida na obra de Michel Foucault. Para tanto, empreende reflexões acerca dos contextos que levariam à sobredeterminação do fenômeno informação e dos quadros da memória social a partir das racionalidades constitutivas dos arquivos. Adota como princípio metodológico a noção de “genealogia” presente em Foucault e Nietzsche, que conduziu à caracterização de uma pesquisa de delineamento bibliográfico, no uso restrito de fontes secundárias para articular elementos teóricos, conceituais e analíticos das concepções de “governamentalidade”, racionalidade e arquivo que, por sua vez, foram substanciais para o empreendimento procedimental da investigação em nível descritivo. Considera ainda que o arquivo é um dispositivo de poder político, por meio do qual são operadas ações de governamentalidade nas instâncias de controle da informação e dos saberes, e ainda de vigilância, na captura, no registro e uso da informação em práticas panópticas. Trata-se, portanto, de uma pesquisa que apresenta o arquivo como um instrumento estratégico políticoadministrativo do Estado, através do uso disciplinar e vigilante da conduta dos sujeitos e da população.
  • WENDIA OLIVEIRA DE ANDRADE
  • O CONCEITO DE INFORMAÇÃO NA ARQUIVOLOGIA CONTEMPORÂNEA: Da tradução conceitual à delimitação do objeto de estudo na produção científica brasileira
  • Data: 27/03/2019
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • O conceito informacao na Arquivologia Contemporanea aparece como parte do seu objeto de estudo, que emerge principalmente em duas correntes distintas: o paradigma pos-custodial, informacional e cientifico portugues, e a Arquivistica Integrada canadense. Nas duas perspectivas arquivisticas, a relacao disciplinar com a Ciencia da Informacao se faz presente, embora cada ponto de vista apresente conotacoes diferentes para a utilizacao do conceito informacao. De maneira geral, a pesquisa busca compreender a ocorrencia da traduzibilidade do conceito informacao, saindo do seu contexto original na Ciencia da Informacao, assumindo carater de objeto de estudo na contemporaneidade arquivistica. Para chegar a essa compreensao, foi necessario apontar os objetos de estudo da Arquivologia contemporanea apresentam relacao com o conceito informacao; descrever o processo de traduzibilidade conceitual, identificando as propriedades da informacao arquivistica, com base nas caracteristicas encontradas na Ciencia da Informacao; e averiguar a relacao disciplinar existente entre a Arquivologia e a Ciencia da Informacao no que se refere ao objeto informacao. Mediante o recorte temporal estabelecido (1997-2018), foram mapeados em doze periodicos brasileiros, os artigos que apresentam tematica relevante ao objeto da Arquivologia relacionado ao conceito informacao. A pesquisa foi realizada a partir de duas buscas, uma atraves das ferramentas disponiveis no Portal de Periodicos da Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior (CAPES) e a outra nos proprios sites de periodicos escolhidos com base na Associacao do Arquivistas do Estado do Rio de Janeiro (AAERJ). A pesquisa teve como caracteristicas metodologicas a abordagem qualitativa, o nivel descritivo e o uso da analise de conteudo como tecnica de avaliacao documental. A coleta do material para formacao do corpus da pesquisa foi feita considerando as duas primeiras etapas da analise de conteudo, a pre-analise e a exploracao do material, seguida da organizacao e identificacao documental. Para realizacao da ultima etapa do processo de analise de conteudo, a inferencia e interpretacao, foi utilizada a ficha de analise conceitual como instrumento elaborado com categorias previamente estabelecidas. A partir da analise do corpus, mais especificamente dos artigos que discutiram o conceito de informacao junto a Arquivologia, pode-se inferir, atraves de uma aproximacao disciplinar, a traduzibilidade da informacao. O objeto informacao vem sendo discutido na Arquivologia Contemporanea e encontra-se na literatura indicios do uso do conceito informacao para caracterizar o novo cenario com as Tecnologias de Informacao e Comunicacao (TICs), sendo este sentido generico, a informacao arquivistica. Para discutir a dualidade do objeto de estudo na perspectiva de documento – suporte – e informacao – fenomeno –, tem sido defendida as definicoes de informacao organica ou informacao registrada. E, mesmo na adocao do objeto informacao arquivistica, organica, registrada, e ainda discretamente informacao social, percebeu-se a intensa utilizacao do termo alem da proximidade interdisciplinar com a Ciencia da Informacao.
  • LUCIANA DUMER
  • REPRESENTAÇÃO DESCRITIVA DA INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS: UM ESTUDO SOBRE OS FORMATOS DE INTERCÂMBIO
  • Data: 26/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Situa-se no ambito da organizacao da informacao em catalogos de bibliotecas com enfoque na representacao descritiva e nos formatos de intercambio de dados bibliograficos. Tem como objetivo principal conhecer caracteristicas da trajetoria e da estrutura da descricao de livros, em diferentes formatos de intercambio, realizando um cotejamento desses formatos com o padrao MARC 21. Para atender o objetivo proposto, foram delimitados os seguintes objetivos especificos: identificar formatos de descricao e intercambio de dados bibliograficos entre bibliotecas, bem como suas caracteristicas e principios norteadores; enfatizar a importancia de se adotar as regras de descricao e os formatos de intercambio para a representacao descritiva em sistemas de bibliotecas; e apontar em que aspectos a estrutura de descricao de livros em outros formatos de intercambio se assemelha ou se diferencia do atual formato MARC 21. Trata-se de pesquisa bibliografica, de natureza descritiva e abordagem qualitativa. Mostra que, alem do amplamente conhecido padrao MARC, outros formatos de intercambio bibliografico foram desenvolvidos ao longo dos anos, alguns dos quais deixaram de ser utilizados e outros permanecem em vigor. Alem disso, traz a tona o cenario de consolidacao dos principais instrumentos, regras e padroes de descricao bibliografica utilizados na automatizacao de catalogos de bibliotecas, a partir de meados da decada de 1960 ate o inicio do Seculo XXI, revelando os esforcos dos profissionais da informacao no intuito de oferecer a sociedade contemporanea acesso a informacoes bibliograficas de forma organizada e padronizada.
  • GEYSA FLAVIA CÂMARA DE LIMA NASCIMENTO
  • ENTRE LINHAS, AGULHAS E ALMOFADAS: os processos memoriais das mulheres rendeiras de PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Camalaú-PB, a partir da renda renascença
  • Data: 25/03/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa objetiva compreender como as memórias individuais e coletivas das rendeiras de Camaláu-PB auxiliam a construção das identidades locais e fortalecem as identidades nacionais na construção artística da produção de rendas renascença. Enfatizamos a organização social das rendeiras para mostrar as relações sociais e de produção da renda principalmente na família, como unidade reprodutiva da mão-de-obra (saber-fazer), quanto formadora de uma tradição que se consolidou entre mulheres responsáveis pela formação de uma nova geração de rendeiras. Tratamos de mostrar como essa produção se organiza no espaço da cooperativa e do núcleo familiar de rendeiras existente na área pesquisada. O trabalho alicerçado na Ciência da Informação, a partir da linha de pesquisa: Informação, Memória e Sociedade, renovará a densidade do olhar por meio de novos cruzamentos de interpretações sobre como vivem e resistem, como pensam e estabelecem relações próprias, ou apropriadas, as mulheres dessa região. Nesta perspectiva, tratamos de unir a abordagem etnográfica, documentando fotograficamente a rendeira na unidade de produção familiar e na cooperativa; mapeando as técnicas desenvolvidas e utilizadas, que em uma primeira abordagem seriam: tipos de peças, amostras de pontos, técnicas de manufaturas, materiais empregados na produção da renda. Com poucas referências históricas, que relatem as relações desenvolvidas em torno deste fazer artesanal, a pesquisa revisitou os espaços de vida e lembranças das rendeiras, a partir de um estudo qualitativo que reuniu técnicas interpretativas para descrever e explicar os componentes do sistema de valores que dão significados às práticas culturais da mulher rendeira. A partir das narrativas dessas mulheres, discutimos a preservação, apropriação e democratização das relações no contexto dos ambientes de informação e memória, do patrimônio cultural e da construção de identidades.
  • RAIMUNDA FERNANDA DOS SANTOS
  • INDEXAÇÃO DE XILOGRAVURAS EM VERSOS: a representação entre o real e o imaginário coletivo
  • Data: 23/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Estuda a indexacao de xilogravuras cujas imagens expressivas representam narrativas da memoria e da cultura popular, evocando em seus leitores percepcoes e sensacoes plurais. Tem como objetivo geral apresentar uma proposta de metodologia para a indexacao de imagens, em especial xilogravuras, considerando o arcabouco teorico-metodologico da Semantica Discursiva e as potencialidades da Folksonomia. Face ao objetivo geral, os seus objetivos especificos consistem em: a) analisar as abordagens de estudos da Ciencia da Informacao sobre indexacao colaborativa de imagens; b) avaliar os aspectos relativos a analise e representacao da informacao imagetica; c) Apresentar propostas de diretrizes que nortearao a atividade de identificacao e selecao dos termos para representar esses recursos com base no arcabouco teorico-metodologico da Semantica Discursiva e nas potencialidades da Folksonomia. Utiliza metodologia de carater descritivo e exploratorio pautada na abordagem qualitativa, com universo que compreende os folhetos de cordel cujas xilogravuras e versos foram produzidos pelo poeta e xilografo Marcelo Soares. Busca subsidio teorico-metodologico na discursivizacao semantica e nas potencialidades da Folksonomia, privilegiando os processos de figurativizacao e tematizacao, no intuito de contribuir para a producao significativa de metadados semanticos na indexacao de imagens. Destaca que as xilogravuras se configuram como imagens que retratam o real e o imaginario popular e possuem elementos singulares que diferem daqueles apresentados nas propostas de indexacao de imagens ate entao apresentadas, desse modo a representacao tematica desses recursos imageticos deve prever as suas nuances, as quais estao alicercadas nas premissas da cultura e da etica. Identifica a riqueza e a diversidade tematica das xilogravuras analisadas cujos elementos entalhados representam aspectos historicos, reais, fantasticos, tradicionais ou contemporaneos -dada a heterogeneidade de culturas, narrativas, causos, situacoes, mitos e fatos. Constata que a complementaridade e a convergencia entre a Semantica Discursiva e a Folksonomia se tornam oportunas para que os profissionais indexadores tenham certeza de que estao muito mais proximos dos temas retratados nas xilogravuras. Considera que a analise de imagens como as xilogravuras deve estar pautada, primeiramente, na narrativa visual e na articulacao semantica da mesma com o conteudo das fontes adicionais relacionadas a esses recursos (como o titulo, legendas, versos do folheto e tags atribuidas pelos usuarios em um dado sistema), contemplando os procedimentos de figurativizacao e tematizacao da Semantica Discursiva. Conclui que a Folksonomia e a indexacao se constituem como elementos distintos que possuem os seus proprios papeis, mas devem ser vistos como complementares para a representacao, organizacao, recuperacao, acesso e uso de recursos complexos e altamente subjetivos como as imagens, objetivando atenuar o hiato semantico entre os termos atribuidos pelo indexador e o vocabulario dos usuarios de um sistema.
  • SUZANA DE LUCENA LIRA
  • MODELO DE COMUNIDADE DE PRÁTICA COM FOCO EM GESTÃO DO CONHECIMENTO NO AMBIENTE CONTÁBIL PÚBLICO DE UNIVERSIDADES FEDERAIS BRASILEIRAS.
  • Data: 21/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A comunidade de pratica e considerada um recurso de gestao do conhecimento que promove o aprendizado, o compartilhamento e o desenvolvimento de pessoas que se integram em grupo, como meio de unir-se em prol de alavancar o conhecimento individual e coletivo, para incentivar a criacao, a inovacao e a utilizacao da informacao e do conhecimento nas organizacoes. A gestao do conhecimento estimula essa interacao, por meio de favorecimento de ambientes propicios onde o conhecimento floresce, desenvolve-se e transforma-se em novos conhecimentos. O estudo objetiva analisar o ambiente de interacao existente no setor contabil publico das universidades federais do pais. Busca especificar as universidades federais do pais e os contadores que manifestem interesse e disponibilidade para participar do compartilhamento de conhecimentos; caracterizar os contadores das universidades federais em nivel nacional; identificar os beneficios e as barreiras para os contadores na obtencao e no compartilhamento de conhecimentos; e propor uma comunidade de pratica apropriada ao setor contabil publico de universidades federais. Pauta-se no embasamento teorico da informacao na sociedade contemporanea, na construcao do conhecimento e sua possibilidade de gestao para evolucao das praticas organizacionais e compartilhamento por meio de comunidade de pratica. A metodologia fundamenta-se na pesquisa social, cuja corrente teorica realista pressupoe um conhecimento pre-existente. O processo de conducao da pesquisa configura-se como dedutivo, por embasar-se em teoria ja existente. Adota-se o paradigma cientifico dialetico. Caracteriza-se, quanto a abordagem do problema, como qualitativa. Do ponto de vista dos objetivos, e descritiva e exploratoria. Quanto aos instrumentos de coleta de dados, adota-se questionario, bem como entrevista e observacao participante em sessao de grupo focal. Para a analise dos dados adota-se a analise de conteudo. Considerando os aspectos essenciais a desenvolver numa comunidade de pratica, apresenta proposta de formacao de comunidade apropriada para o setor contabil de universidades federais, apresentando as dimensoes para desenvolve-la, com seus indicadores. Os dados obtidos revelam que o ambiente de interacao contextualizado pelos contadores publicos de universidades federais, torna-se propicio a uma comunidade de pratica. Confirma a defesa do ambiente de interacao contextualizado pelos contadores publicos de universidades federais, com promocao do intercambio, da aprendizagem e do compartilhamento para a construcao de conhecimentos, alavancando o potencial dos contadores, aperfeicoando as tecnicas, auxiliando o processamento das praticas e procedimentos contabeis, e promovendo a troca de conhecimentos na area, por meio de recurso de gestao do conhecimento, com a proposta de comunidade de pratica da contabilidade publica para as universidades federais.
  • REBECA DE OLIVEIRA PATRÍCIO
  • ESTRATÉGIAS DE BUSCA POR ASSUNTO NO SISTEMA ÚNICO DE INFORMAÇÃO: estudo com os usuários internos da Procuradoria da República nos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco
  • Data: 21/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Estuda questões relativas à Recuperação da Informação, Representação da Informação e Usuários da Informação. Tem como objetivo geral analisar as estratégias de busca por assunto utilizadas pelos usuários internos da Procuradoria da República nos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco no Sistema Único de Informação para fins de recuperação dos documentos judiciais cíveis e criminais. Objetiva especificamente descrever as funcionalidades do Sistema Único de Informação no que concerne à atividade de busca por assunto para fins de recuperação desses documentos judiciais; Identificar as estratégias de busca por assunto que os usuários internos da Procuradoria da República nos Estado da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco utilizam para a recuperação dos documentos judiciais nesse sistema; Verificar se os usuários associam as suas estratégias à tabela de assuntos na atividade de busca dos documentos judiciais. Utiliza como metodologia a pesquisa bibliográfica e descritiva com abordagem qualitativa, sendo o referencial teórico constituído pela literatura da Ciência da Informação. Utiliza como instrumento de coleta de dados um questionário semiestruturado desenvolvido à luz da abordagem alternativa dos estudos de usuários e aplicado com os servidores da Procuradoria da República dos Núcleos Cível, Criminal e da Seção de Atendimento ao Cidadão e usuário. Evidencia que apesar do órgão conter um vocabulário controlado, os sujeitos participantes da pesquisa, em sua maioria, utilizam a linguagem natural como estratégia principal para realizar a busca e recuperar documentos. Identifica que os usuários comumente associam um comportamento de busca como ideal, utilizando-o repetidas vezes, mesmo que a demanda ou a situações seja distinta. Conclui apresentando propostas de melhorias para o Sistema Único e estratégias que podem repercutir de maneira positiva na recuperação de documentos nesse contexto.
  • ADELAIDE HELENA TARGINO CASIMIRO
  • GESTÃO POR COMPETÊNCIAS NOS CURSOS DE ARQUIVOLOGIA NO BRASIL: abordagem nos princípios da Gestão do Conhecimento
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os estudos que têm como base os princípios da Gestão do Conhecimento (GC) tem suas bases ligadas à criação de ambientes favoráveis ao compartilhamento controlado dos conhecimentos de cada indivíduo. O estudo tem o objetivo de analisar a prática de Gestão por Competências (GpC) adotada na distribuição dos docentes e disciplinas nos Cursos de Graduação em Arquivologia em nível nacional. Os quatro objetivos específicos são de reconhecer as disciplinas obrigatórias que formam o eixo comum entre as universidades; apontar as competências necessárias ao curso, por meio das disciplinas comuns obrigatórias; mapear as competências técnico-profissionais dos docentes que ministram as disciplinas obrigatórias comuns aos cursos; e comparar as competências essenciais dos cursos com as competências essenciais individuais dos docentes. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa de natureza documental direta, em que utilizamos fontes primárias; o método é indutivo, e os objetivos são de cunho exploratório e descritivo, com a aplicação da abordagem qualitativa e quantitativa-descritiva. Em relação aos procedimentos, utiliza o estatístico e o tipológico, e as variáveis dependentes e independentes são as categorias de disciplinas e os currículos Lattes dos docentes, respectivamente. Os objetos de estudo são as disciplinas comuns obrigatórias das 16 universidades que ofertam Cursos de Graduação em Arquivologia, autorizados pelo Ministério da Educação brasileiro, e os professores que atuam nas respectivas disciplinas. Os currículos Lattes destes foram analisados de acordo com o método de Análise de Conteúdo, com as diretrizes da GpC e com as técnicas de estatística descritiva. Os resultados indicam que há traços da aplicação das diretrizes da Gestão por Competências nas disciplinas obrigatórias comuns aos Cursos de Graduação em Arquivologia no Brasil. As análises e as discussões nos possibilitam concluir que a hipótese de que os professores dos Cursos de Arquivologia no Brasil são alocados nas disciplinas de acordo com suas competências técnico-profissionais é parcialmente verdadeira e corresponde à metade das categorias de disciplinas obrigatórias comuns, enquanto a outra metade não tem índices igualmente positivos. Caso a GpC seja empregada de maneira adequada, eficiente e eficaz, poderá sanar ou minimizar os problemas apontados e aumentar os índices encontrados durante esta pesquisa, além de agregar inúmeros benefícios ao serviço público. Espera-se que, com este trabalho, a GpC possa ser considerada uma solução emergente para as questões que se apresentam nos referidos cursos.
  • LARISSA FERNANDES DA SILVA
  • FORMAÇÃO DE USUÁRIOS NO ARQUIVO JUDICIAL DA JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As instituições e as unidades informacionais, cuja finalidade é de conceder o acesso à informação, e exercem suas atividades destinadas aos usuários, precisam realizar ações de formação de usuários tanto para os internos, que organizam os documentos, quanto os externos, que desejam acessá-los. Tendo em vista que os estudos de usuários e, mais precisamente, os estudos de formação de usuários ainda são pouco explorados, realizou-se uma pesquisa que tem como objetivo geral analisar as atividades de formação de usuários no arquivo judicial da Justiça Federal na Paraíba. Trata-se de uma pesquisa de cunho descritivo e abordagem quanti-qualitativa, cujos procedimentos metodológicos incluem uma pesquisa bibliográfica sobre os temas Ciência da Informação e Arquivologia, Estudos de Usuários e Competência em Informação e Formação de Usuários, que dão suporte teórico à pesquisa, e uma pesquisa de campo, realizada no Arquivo Judicial da Justiça Federal da Paraíba da Seção João Pessoa. A população estudada correspondeu a 51 usuários - 20 internos à instituição e 31 externos. O instrumento de coleta de dados aplicado foi um questionário que incluiu perguntas abertas e fechadas e compõe-se de duas partes: a primeira, para identificar o perfil dos usuários, e a segunda, para verificar as atividades de formação de usuários e os procedimentos de acesso e busca de informação. Os dados obtidos foram analisados, interpretados e sistematizados por tabulação em meio eletrônico. Para analisar as questões abertas, adotou-se a Análise de Conteúdo de Bardin (2009). A pesquisa confirmou que não existe, de modo formal e padronizado, um programa de educação de usuários, sejam eles internos ou externos, e apenas se passam instruções oralmente, para os primeiros, e por telefone, para os segundos, quando eles entram em contato com a JFPB. Também ratificou a necessidade de se fazerem atividades de formação de usuários no arquivo judicial da JFPB. A partir dos dados analisados e da revisão da literatura, elaboramos diretrizes para a implantação de um programa de formação de usuários na JFPB. Conclui-se que as ações práticas de formação dos usuários, atualmente, estão em expansão a partir do uso ativo e da implantação dos sistemas para que os usuários saibam utilizá-los e buscar as informações que desejam. Essa é a nova atividade que o arquivista e todos os profissionais da informação devem exercer, principalmente porque as instituições estão ansiosas para digitalizar seus acervos.
  • RAYAN ARAMIS DE BRITO FEITOZA
  • MEMÓRIA ORGANIZACIONAL NO CONTEXTO DOS PROCESSOS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO ASSOCIADOS ÀS PRÁTICAS ARQUIVÍSTICAS
  • Data: 27/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Objetiva analisar como os processos de gestao do conhecimento associados as praticas arquivisticas podem contribuir com a formacao e preservacao da memoria organizacional no Servico de Apoio as Micro e Pequenas Empresas da Paraiba (SEBRAE/PB). Metodologicamente, trata-se de um estudo exploratorio-descritivo e correlacional, com uma abordagem qualitativa. E uma pesquisa documental e de campo, configurando-se como um estudo de caso no arquivo da organizacao pesquisada. Adota como tecnica e instrumento de coleta, a observacao direta intensiva com anotacoes em diario de campo formalizado, bem como entrevista semiestruturada para validacao, utilizando-se da analise de conteudo como tecnica de analise e interpretacao dos dados por meio do sistema de categorias, subcategorias e indicadores fundamentados em autores nacionais e internacionais. Os processos de gestao do conhecimento associados as praticas arquivisticas foram identificadas a partir das seguintes categorias: selecao, organizacao, armazenamento e atualizacao do conhecimento. Ratifica que o SEBRAE/PB e uma organizacao baseada em conhecimento, considerando sua estrutura administrativa, os seus documentos de nivel estrategico, como tambem as acoes de gestao do conhecimento identificadas nas categorias de analise. Constata que, mesmo nao ocorrendo de forma integrada e continua, existem acoes efetivas de processos de gestao do conhecimento conjuntamente com as praticas arquivisticas no SEBRAE/PB. No entanto, a organizacao precisa criar diretrizes ou politicas mais consistentes para o melhoramento desses processos, dando continuidade as atividades que colaboram para manter a memoria organizacional atualizada no ambiente de trabalho dos colaboradores e para seus clientes. Com base nos resultados obtidos e inferencias, apresenta as dimensoes da memoria organizacional no contexto dos processos de gestao do conhecimento associados as praticas arquivisticas. Conclui que a memoria organizacional pode ser formada e preservada pela criacao, compartilhamento e socializacao do conhecimento, ou seja, por praticas de gestao do conhecimento, como tambem tende a receber contribuicoes de praticas realizadas em ambiente arquivistico.
  • WELLINGTON DA SILVA GOMES
  • CARACTERÍSTICAS, FUNÇÕES E PRESERVAÇÃO DIGITAL DO ARCHIVEMATICA À LUZ DA RESOLUÇÃO Nº 43 DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A emergencia das Tecnologias da Informacao e Comunicacao (TICs) fez surgir um novo paradigma na sociedade pos-industrial: o da evolucao tecnologica sobre a informacao. Isto acarretou a dinamizacao dos meios de comunicacao instrumentalizados pela informatica e Internet, especialmente, na difusao do que se conhece como o ciberespaco. Tais alteracoes tiverem impacto na realidade dos campos cientificos que tem como praxis a relacao entre analise e objeto: a informacao, os quais passaram se adaptar as transformacoes causadas pelo progresso tecnologico, produzindo mecanismos para racionalizar e controlar o aumento dos seus registros. Destarte, a transicao dos documentos analogicos para os digitais, prova inconteste que as (TICs) vem possibilitando diferentes formas de interacao entre os individuos, tem alterado a forma de pensar o gerenciamento da informacao no ambiente virtual, sobretudo, pela intermediacao do hardware e software. Dessa forma, percebe-se, que os softwares livres possuem papel essencial no gerenciamento informacional. Esta pesquisa teve como objetivo geral: Analisar o Archivematica a partir das perspectivas arquivisticas dos requisitos da Resolucao n º 43 do CONARQ e como objetivos especificos: Analisar as funcionalidades e caracteristicas do Archivematica de acordo com o Guia do usuario e sua pagina eletronica; Caracterizar o referido sistema e Verificar se suas funcoes preenchem os requisitos preconizados pela Resolucao nº 43. Trata-se de uma pesquisa com carater descritivo, bibliografico e documental com abordagem qualitativa e utilizacao do metodo comparativo. Os resultado demonstram o total cumprimento dos requisitos preconizados pela Resolucao 43, o que respalda o Archivematica como um repositorio digital arquivistico confiavel.
  • JOSEMAR ELIAS DA SILVA JUNIOR
  • FOLHA DA ESPERANÇA: trajetória e perspectivas da Liga Canábica da Paraíba
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Versa acerca da trajetória de luta da Liga Canábica da Paraíba, associação sem fins lucrativos fundada em razão da união de pais e familiares de crianças com epilepsia de difícil controle que militam diariamente para o alcance de uma política nacional para cannabis medicinal e assim proporcionar melhor qualidade de vida aos seus familiares por meio dos benefícios terapêuticos presentes nos componentes da planta. A trajetória foi construída considerando o que preconiza Bourdieu (1996), de que o sujeito ou mesmo instituição é fractal e percorre diversos lugares no seio social, sendo assim não se assume um viés de biografia em que o histórico é trazido de maneira linear. Desta forma, tomamos como principal fonte para coleta de dados o acervo documental da Liga, até então inexplorado e considerado por nós uma fonte de memórias e informações inesgotáveis capaz de revelar aspectos do progresso desta associação no espaço e no tempo. O conceito de memória norteador para a construção da trajetória é o adotado por Thiesen (2013) que traz o que chama de memória institucional, capaz de abranger os testemunhos do passado do período de emergência da instituição (2014) quando ainda não era uma associação sob o aspecto formal até sua conjuntura atual de Liga Canábica da Paraíba. Como pressuposto metodológico utilizamos a pesquisa de abordagem qualitativa do tipo documental associada a realização de entrevistas livres com os dirigentes da Liga: Júlio Américo e Sheila Geriz com vistas a corroborar com as informações existentes nos documentos selecionados para a pesquisa. Os documentos foram analisados para além das ações que os geraram ao considerar os aspectos memorialísticos e valor sociocultural dos mesmos, para tanto utilizamos a técnica da análise documental de Aróstegui (2006). Através do potencial informativo presente em seu acervo documental, associado ao mecanismo da memória com o auxílio das narrativas orais de seus dirigentes, revelamos a existência de uma instituição social em constante atuação que percorre várias esferas de poder, dentre elas, social, política, educativa e medicinal buscando disseminar informações confiáveis sobre os efeitos medicinais benéficos da utilização dos componentes da cannabis sativa como o CBD e o THC. Destarte, suas dinâmicas envolvem corriqueiramente luta, amor, acolhimento, companheirismo e resistência no tocante a busca por uma política pública voltada à cannabis medicinal e subversão do preconceito arraigado na planta e estendido para quem dela faz uso.
  • FERNANDA CARLA DA SILVA COSTA
  • O ESTADO NOVO NO CONTROLE DA INFORMAÇÃO COTIDIANA: O CASO DA CIDADE DE NATAL (1941-1943) A PARTIR DO JORNAL “A REPÚBLICA”
  • Data: 22/02/2019
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • O Estado brasileiro passa por variados momentos de controle, repressão e silenciamento da informação cotidiana, nos quais os sujeitos informacionais vivem, criam significados e conjuntos de lembranças. Diante disso, a década 1940, coloca a cidade de Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte, em maior evidencia, frente aos conflitos da Segunda Guerra Mundial. Perante isso, a pesquisa tem como problemática, a partir dos indícios memorialísticos no Jornal A República, analisar como eram produzidas e disseminadas, as informações cotidianas na Cidade de Natal 1941-1943? Com objetivo geral de analisar os tipos de informações cotidianas que circulavam a partir desse jornal e nessa cidade, levando em consideração, os aparatos de controle do Estado Novo. Os objetivos específicos: Especificar como se davam os processos de informação cotidiana dos anos de 1937-1943 na estrutura do Estado Novo; Identificar, categorizar e mapear a partir do Jornal A República quais conteúdos informacionais, circulavam em Natal (1941-1943); Verificar nos conteúdos informacionais, a presença de sentidos e intencionalidades, relacionando-as a seus produtores. Com uma fundamentação teórica no cotidiano de Lefebvre (1991); Heller (1992); Martins (2014), informação cotidiana com Xifras-Heras (1975); Gonçalves; Freire (2015) e em memória, com Le Goff (1990), Certeau (2013), Halbwachs (1990), Gondar (2016), Assman (2011), Pollak (1989). Metodologicamente é uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, de análise hermenêutica-dialética (MYNAYO, 1996), de diversas fontes documentais e com recorte de corpus para os jornais com Semana Artificial (BAUER, 2002) e análise de conteúdo (BARDIN, 2009) a partir da técnica de categorização. Nesse sentido, a pesquisa procura, contribuir nos estudos sobre o controle da informação no Estado Novo e Natal na década de 1940 com seu envolvimento na Segunda Guerra. Por meio dessa busca, também o entendimento da cultura informacional, além de alargar as pesquisas sobre informação cotidiana no campo da Ciência da Informação, sendo aqui, o aporte da memória essencial, considerando por fim, que a produção, disseminação e uso da informação cotidiana de acordo com a análise do A República, passara por processos de mudança que atendiam ao controle do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) e do Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda (DEIP), porém, toda forma tinha corroboração dos grupos da maior parte dos grupos da elite e da política local.
  • DANIELLA ALVES DE MELO
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS E A CONSTRUÇÃO DA COMPETÊNCIA CRÍTICA EM INFORMAÇÃO: Um estudo na Bamidelê – Organização de Mulheres Negras da Paraíba
  • Data: 21/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Durante muito tempo mulheres e negros/as vem sendo invisibilizados/as na sociedade e na construcao do saber. No entanto, os discursos que asseguram essa sujeicao, revelam, ao mesmo tempo, formas de resistencia. Assim, pode-se dizer que a informacao se coloca hoje como uma das mais importantes ferramentas de enfrentamento para os segmentos sociais historicamente oprimidos. Baseando-se nessas premissas, esse trabalho teve como objetivo compreender se/como as Praticas Informacionais desenvolvidas pelas feministas negras, que atuam na Bamidele, tem contribuido para a construcao de competencias criticas em informacao que as possibilitam orientar suas acoes de enfrentamento as relacoes de dominacao/submissao de genero e etnico/raciais. Para tanto, lanca mao dos seguintes objetivos especificos: 1. Tracar o perfil das feministas negras que atuam na Bamidele; 2. Mapear as Praticas Informacionais realizadas por elas; 3. Identificar quais Praticas Informacionais vem contribuindo para a construcao de uma Competencia Critica em Informacao por parte dessas mulheres; 4. Analisar como a Competencia Critica em Informacao contribui para o enfrentamento das relacoes de dominacao/submissao de genero e etnico/raciais, por parte das feministas negras da Bamidele. E um estudo realizado por meio de pesquisa de campo, com uma abordagem qualitativa, onde os dados foram coletados atraves de entrevistas semiestruturadas. Trata-se de uma pesquisa correlacional, que visa relacionar os conceitos de Praticas Informacionais e Competencia Critica em Informacao. Os dados foram analisados atraves da analise tematica de conteudo, por meio da tecnica de categorizacao, com base nas categorias analiticas abordadas no trabalho. A pesquisa mostrou que as que as Praticas Informacionais desenvolvidas pelas mulheres negras incorporam em si um aspecto de resistencia, que e fortalecido atraves das praticas coletivas, assim, e por meio dessas praticas que elas desenvolvem uma Competencia Critica em informacao que fornece subsidios para seus enfrentamentos diarios, seja adquirindo informacao/conhecimento para si, ou democratizando essa informacao/conhecimento com outras mulheres.
  • LAELSON FELIPE DA SILVA
  • PRÁTICAS INFORMACIONAIS: LGBTQI+ E EMPODERAMENTO NO ESPAÇO LGBT
  • Data: 20/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As violações dos Direitos Humanos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, queer e intersexo (LGBTQI+) se expressam, cotidianamente, em distintas formas e tipos de preconceitos, discriminações e violências, variando da violência psicológica, física, sexual, ameaças, até a morte. Um dos desafios no enfrentamento a tal cenário consiste na carência de dados oficiais no Brasil, no que diz respeito às violências e homicídios de LGBTQI+. Outra dificuldade encontrada localiza-se na construção sócio-histórica ancorada no sistema sexocorpo-gênero-desejo de caráter heteronormativo, que censura as transgressões da norma heterossexual. O que nos levou a questionar como em uma sociedade marcada pela heterormatividade se dá a relação entre as práticas informacionais e o processo de empoderamento de sujeitos transexuais? O objetivo geral deste trabalho consiste em analisar as práticas informacionais dos/as usuários/as do Centro Estadual de Referência dos Direitos de LGBTs e Enfrentamento à Homofobia na Paraíba (Espaço LGBT) e verificar as suas influências no processo de empoderamento. Utilizamos os aportes teóricos: relações de gênero, práticas informacionais, empoderamento e habitus. A pesquisa caracteriza-se como descritiva e correlacional. Tem cunho documental e de campo. Possui natureza quantitativa e qualitativa. Fez uso das fichas de atendimento das/os 544 usuários/as atendidos/as no Espaço LGBT no período entre 2015 a 2017. A estatística descritiva foi utilizada como instrumento de análise dos dados numéricos. No segundo momento, para compreender como se expressam as práticas informacionais e buscar os significados que sujeitos transexuais fornecem às suas vivências e às expressões de suas experiências identitárias aplicamos entrevistas semiestruturadas. A amostra compreendeu uma travesti, uma mulher transexual e quatro homens trans. Assim, utilizamos a abordagem qualitativa e por meio da análise de conteúdo obtivemos as seguintes as categorias e suas respectivas subcategorias: significados da vivência transexual (subcategorias: percepção de si, nomeação, família, escola, trabalho); práticas informacionais de transexuais na interação com o Espaço LGBT (subcategorias: fontes de informação, conhecimento do Espaço LGBT, serviços utilizados); práticas informacionais e empoderamento (subcategorias: ressignificação, ações emancipatórias, informação no processo de empoderamento, importância das práticas informacionais do Espaço LGBT). A análise dos resultados obtidos no estudo, tornou possível verificar a relação que o acesso a conteúdos informacionais produzidos e/ou disseminados pelo Espaço LGBT têm com o processo de empoderamento de sujeitos transexuais. Deste modo, o aparelho público em suas práticas informacionais contribuiu no processo de ressignificação de um habitus pautado na heteronormatividade, no qual expressões identitárias de gênero distintas das legitimadas pela norma heterossexual são concebidas como abjetas e marginalizadas. Assim, o acesso à informação possibilitou aos sujeitos empreender ações emancipatórias individuais e coletivas que consolidam a continuidade do processo de empoderamento. Por fim, reitera-se que a Ciência da Informação se configura como campo de conhecimento fundamental na subversão das desigualdades e na geração de conhecimentos contra-hegemônicos pautados no respeito às diferenças sexuais e de gêneros.
  • ANA LÚCIA TAVARES DE OLIVEIRA
  • CULTURA DE MATRIZ AFRO-BRASILEIRA: um estudo à luz da história de vida de Vó Mera mestra da cultura popular de João Pessoa-Paraíba
  • Data: 04/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa objetiva analisar a contribuição da mestra Vó Mera enquanto fonte de informação para a memória patrimonial da cultura de matriz afro-brasileira em João Pessoa, Paraíba. Desse modo, propõe mapear o acervo documental da Casa de Cultura Vó Mera, compreendendo-o como fonte informacional na construção da memória patrimonial dessa cultura; identificar as atividades culturais e artísticas realizadas pela mestra que fomentam a memória patrimonial da cultura pesquisada e compreender a história de vida de Vó Mera como fonte de informação para a memória patrimonial das práticas e manifestações da cultura de matriz afro-brasileira no município em tela. A trajetória artística da mestra Vó Mera é fonte de informação e memória patrimonial da cultura analisada, por isso investigam-se as manifestações culturais dessa mestra, compreendidas no campo da Ciência da Informação. Esta pesquisa se justifica no sentido de fomentar as discussões dos aspectos pertinentes da cultura de matriz afro-brasileira, de maneira especial, nos Programas de Pós- graduação em Ciência da Informação. Apresenta contribuições para a memória e identidade no cenário cultural local, aspirando compreender as fontes informacionais como elementos constituintes para a disseminação das manifestações culturais. O procedimento teórico e metodológico desta pesquisa consiste na História de Vida Temática através de entrevistas semiestruturadas. O estudo aponta a história de vida, as práticas e as manifestações culturais difundidas pela mestra Vó Mera, como fontes de informação que influenciam na constituição da cultura de matriz afrobrasileira, bem como na preservação, conservação e disseminação dessa cultura. As práticas e manifestações artísticas do grupo Vó Mera e suas Netinhas, no decorrer da sua trajetória no cenário cultural, são consideradas elementos formadores da cultura e disseminam o patrimônio cultural em João Pessoa. Ponderamos que as protagonistas das manifestações afro-brasileiras são instigadas a refletir seu papel na sociedade contemporânea, sobretudo, no cenário cultural, o qual ainda é moldado pela ideologia dominante da cultura que tende a não contemplar as diversas manifestações culturais existentes na atualidade.
2018
Descrição
  • TANISE DANTAS BEZERRA
  • GESTÃO DOS BENS INFORMACIONAIS PRODUZIDOS POR PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 17/12/2018
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Investigamos a gestão dos bens informacionais científicos e tecnológicos, em particular as patentes, dos Programas de Pós-Graduação da Universidade Federal da Paraíba em parceria com a Agência UFPB de Inovação Tecnológica (INOVA-UFPB). Sob a perspectiva cognitivista da equação fundamental da Ciência da Informação, procura-se demonstrar como a informação-valor, detentora da propriedade intelectual, relacionada ao princípio da inovação (suscita a congregação estratégica de atores necessários, representados por um Trevo de Quatro Folhas: universidade, empresa, governo e investidores, de forma a propiciar um ambiente adequado para a proliferação do Homo Inovatus) e, em alguns momentos, em adição ao princípio da transparência, são capazes de gerar rentabilidade, absolutamente essencial à vida social, cultural, política e econômica. Tem como questão de pesquisa, a partir da ciência da informação, a investigação da propriedade intelectual dos programas de pós-graduação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), questionando como as coordenações de programas de pós-graduação da UFPB tratam e gerem os bens informacionais que nelas se originam por meio das dissertações, teses e outros bens produzidos. Constitui-se como objetivo analisar práticas e percepções adotadas pelos Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação da UFPB no que diz respeito à gestão e à proteção dos bens informacionais. A metodologia utiliza uma abordagem qualitativa, a partir da análise de pesquisa documental, base de dados da UFPB, bem como entrevistas semiestruturadas com coordenadores de programas de pós-graduação, pesquisadores/inventores dos bens informacionais tecnológicos e dirigentes da INOVA – UFPB. Constatamos que tem sim havido gestão dos bens informacionais científicos e tecnológicos produzidos nos PPG – UFPB, ainda que não tenham sido atendidos aos ditames da Resolução nᵒ 18 / 2017. Espera-se, por outro lado, uma integração mais efetiva entre atores envolvidos na invenção, gestão e proteção do bem informacional como um trevo de quatro folhas: UFPB, governo, empresas e investidores (pessoas físicas ou jurídicas), favorecendo um ambiente de inovação aberta.
  • MARCIA MARIA DE MEDEIROS TRAVASSOS SAEGER
  • Análise do processo de Gestão da Informação e do Conhecimento no Orçamento Participativo do município de João Pessoa/PB
  • Data: 12/12/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta os resultados de uma pesquisa imersa no contexto dos programas de gestao publica participativa, tendo como objetivo geral analisar o processo de Gestao da Informacao e do Conhecimento no Orcamento Participativo do municipio de Joao Pessoa/PB (OPJP). A dimensao teorica acostou-se nas concepcoes advindas da Ciencia da Informacao, por se constituir no campo dedicado aos estudos sobre os fenomenos informacao e conhecimento, assim como as suas contribuicoes para o desenvolvimento social e institucional dos sujeitos, fornecendo o arcabouco teorico apropriado para os estudos sobre a Gestao da Informacao e do Conhecimento (GIC) em seus diferentes contextos de aplicacao. Partiu-se do pressuposto teorico de que a GIC, enquanto um processo integrado de gestao, se constitui no diferencial para a eficiencia da gestao publica, por oferecer os meios e os recursos necessarios para que a informacao e o conhecimento sejam utilizados em prol da gestao da coisa publica e da melhoria da qualidade de vida da populacao. Quanto a dimensao metodologica, a pesquisa e classificada como exploratoria e descritiva, com abordagem qualitativa, utilizando como estrategias de pesquisa o levantamento bibliografico, a pesquisa documental e o estudo de caso. O campo empirico foi composto pela Secretaria Executiva do OPJP, pelas assembleias regionais e pelas regioes orcamentarias municipais, considerando-se a divisao regional adotada no OPJP. Fizeram parte da pesquisa os gestores, articuladores, conselheiros municipais, conselheiros regionais do OPJP e os membros das comunidades de cada regiao da cidade. Para a coleta de dados foram utilizados como instrumentos a entrevista semiestruturada, grupos focais, observacao participante e analise documental. Os conteudos obtidos na coleta de dados foram tratados a partir de uma analise de conteudo, adotando-se a perspectiva de Bardin (2011), com categorias e subcategorias construidas a partir do processo de GIC de Bergeron (2003). Os resultados dessa pesquisa revelaram que atualmente existem acoes de GI e de GC adotadas pela gestao do OPJP, no entanto, tais acoes nao se originam a partir de um processo de GIC planejado especificamente para o Programa. Com isso, a gestao dos fluxos informacionais existentes no OPJP nao e realizada de forma profissional, apresentando limitacoes quanto aos seus resultados, o que acaba por comprometer o amplo acesso e uso da informacao por parte dos diferentes atores relacionados ao Programa. Os resultados permitiram identificar ainda a ausencia de um protagonismo social comprometido com a cidadania por parte dos membros das comunidades, que participam de maneira limitada do Programa. Tais resultados evidenciaram a necessidade da elaboracao de diretrizes capazes de contribuirem com a implantacao de um processo de GIC para o OPJP. Nesse sentido, identificou-se, em um primeiro momento, a necessidade de que a gestao do OPJP estabeleca acoes de cunho educativo para a populacao de Joao Pessoa, fomentando uma consciencia cidada e participativa, educando esses sujeitos para a cidadania, alem de estimular o desenvolvimento de competencias informacionais para que o acesso, a producao e a disseminacao da informacao e do conhecimento permitam o dialogo necessario entre estes sujeitos de forma critica e reflexiva. Ademais, foram propostas tambem diretrizes de cunho tecnico, compostas por um conjunto de acoes que irao viabilizar a implantacao da GIC na gestao do Programa. Conclui-se que a adocao de tais diretrizes podera contribuir para uma participacao mais ativa dos cidadaos, atendendo aos fundamentos do OPJP e proporcionando a melhoria da gestao dos fluxos informacionais do Programa.
  • JOSÉ MARCOS DIAS DA SILVA
  • CULTURA MATERIAL COMO FONTE DE INFORMAÇÃO E MEMÓRIA: A RELAÇÃO ENTRE OS OBJETOS E A INFORMAÇÃO PARA A CONSTRUÇÃO DAS MEMÓRIAS
  • Data: 28/08/2018
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa propõe uma reflexão sobre a concepção de Cultura Material como fonte de informação e memória, a partir da análise de artigos publicados em revistas científicas sobre artefatos arqueológicos, tendo como elemento específico da pesquisa dos estudos voltados para a pintura rupestre, estruturando encaminhamentos possíveis para que essa leitura seja realizada o mais fiel possível. Ao longo da análise problematizamos a concepção de informação, de cultura material e de memória. Caracterizar o entendimento da cultura material enquanto fonte/suporte de informação na construção da memória social/coletiva. Para sua execução, alguns objetivos foram indicados, tais como: Instrumentalizar a conceituação de Memória no âmbito da Ciência da Informação; Contextualizar a noção de informação, enquanto produto humano dentro de um contexto sociocultural; verificar a composição da noção de cultura material direcionada para o âmbito da Ciência da Informação. Fizemos uma comparação dos conceitos estudados (memória, cultura material e informação) destacando os que tomamos como referência na construção deste trabalho, procurando identificar os atributos fundamentais que definem esses conceitos, em momento subsequente demonstrou como construímos nosso pensamento acerca da cultura material como fonte de informação e memória, tomando como ponto de partida as pinturas rupestres com o enfoque nos principais conceitos de cultura material, informação e memória. Partindo do ponto de vista do pesquisador, as informações contidas na arte rupestre podem não ser as que foram intencionadas ou mesmo sugeridas, mas por si só, já são informação, tornando possível uma releitura dos signos, mesmo que não sigam seu significado original eles revelam vestígios de uma civilização remetendo a informações importantes do cotidiano de uma sociedade.
  • DEBORA ADRIANO SAMPAIO
  • CARIRI CEARENSE: INFORMAÇÃO, MEMÓRIA E PATRIMÔNIO À LUZ DA TEORIA ATOR-REDE
  • Data: 21/08/2018
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa analisa as redes de associacoes constituintes das praticas e discursos que conformam “Memoria” e “Patrimonio Cultural” na regiao do Cariri cearense, privilegiando seus aspectos informacionais. A tematica desenvolveuse sob uma perspectiva “construtivista radical”, inspirada nos estudos da chamada “Teoria Ator-Rede”. Para tanto, reflete acerca da adequacao dos conceitos de informacao baseados no contexto teorico-epistemologico consolidados na Ciencia da Informacao. Trata-se de uma tentativa de prover um dialogo e possivel incorporacao das premissas do “construtivismo radical” nas analises e pesquisas da Ciencia da Informacao. Possibilitando um dialogo com a literatura, o referencial teorico desenvolve uma discussao sobre informacao, memoria e patrimonio e suas relacoes, subsidiando, assim, a construcao de uma rede das relacoes que representam praticas e discursos que conformam “Memoria” e “Patrimonio Cultural” na regiao do Cariri cearense, a partir de suas perspectivas informacionais. Identifica os atores por meio da tecnica da observacao e, assim, coletando “multiplas vozes” envolvidas nesse contexto, onde mediadores e controversias revelam-se em um cenario em que os objetos sao percebidos como protagonistas no pacto das entidades, juntamente com os humanos, estabelecendo uma ontologia onde a realidade e tomada como dinamica complexa nao-linear em formacao constante, cujos entes atuam em um ambiente reciproco, de forma igualitaria, porem rival, formando e deformando outros objetos e a si mesmos. Por fim, destaca as contribuicoes dessa experiencia de pesquisa para a producao do conhecimento acerca das acepcoes de memoria e patrimonio, a partir da Teoria Ator-Rede no ambito da Ciencia da Informacao, emergindo como possibilidade da construcao novas abordagens e discussoes.
  • GISELLE DE MOURA ARANTES
  • PROSPECÇÃO DE CENÁRIOS: UM ESTUDO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO ELETRÔNICO NACIONAL NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 18/06/2018
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A Administração Pública tem se adaptado às constantes mudanças impostas pela Sociedade, com a implantação de políticas públicas voltadas ao acesso à informação e serviços disponibilizados online através das iniciativas de Governo Eletrônico, Governo Aberto e a abertura de Dados Governamentais. Para atender essas demandas, a legislação brasileira disciplina os dispositivos legais para a aquisição das informações e os serviços atrelados a ela, como a Lei nº 12.527/2011, que regula o acesso à informação e dispõe sobre procedimentos a serem observados, e o Decreto nº 8539/2015, que regula os processos eletrônicos para a realização do processo administrativo no âmbito da administração pública federal e estabelece que esses órgãos devem se adequar às determinações até outubro de 2018. O Processo Eletrônico Nacional – PEN apresenta-se como projeto de gestão pública que visa atender às demandas informacionais requeridas pelos cidadãos e impostas pela legislação vigente. Dessa forma, essa pesquisa teve como objetivo investigar o processo de implantação do PEN através de cenários, e identificar as suas implicações junto aos diferentes setores e seus impactos aos processos e servidores no âmbito da UFPB. A aplicação do método de prospecção de cenários, proposta por Michel Godet, indicou como variáveis mais influentes para a implantação do PEN, a “Legislação” e os “Sistemas de Informação”, apontando suas relações entre si e às demais variáveis, bem como aos respectivos atores A partir desses resultados, foram criadas hipóteses que fundamentaram a criação de três cenários, a saber: otimista, intermediário e pessimista. Essas informações poderão auxiliar a gestão em seu processo decisório e no planejamento estratégico das organizações.
  • SANDERLI JOSE DA SILVA SEGUNDO
  • Análise de aceitação de tecnologia no ambiente da Biblioteca Virtual Paul Otlet
  • Data: 22/05/2018
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Percebendo o crescente apelo por interacoes baseadas em Realidade Misturada, inicia discutindo os efeitos provenientes da popularizacao dos computadores pessoais e da internet na sociedade contemporanea. Apresenta a Ciencia da Informacao sob uma perspectiva tecnologica. Discute como os conceitos de ubiquidade e pervasividade realizam a transicao do paradigma produto para o paradigma experiencia, no ambito da interacao homem-tecnologia. Traz uma revisao literaria sobre realidade virtual, ilustrando essa tecnologia com a plataforma Second Life. Apresenta a Biblioteca Virtual Paul Otlet, discutindo as possibilidades do ambiente virtual como alternativa na atuacao bibliotecaria. Levanta a seguinte questao: qual a aceitacao de participantes de eventos promovidos por bibliotecas virtuais em relacao a atuacao delas nas plataformas de realidade virtual nao-imersiva? Para responder isto, desenvolve uma analise prospectiva, sobre bibliotecas virtuais, utilizando a tecnica e softwares de prospeccao de cenarios desenvolvidos por Michel Godet, tendo como recorte temporal a atuacao da Biblioteca Virtual Paul Otlet entre 2012 e 2016. Apresenta, como resultado, tres cenarios futuros provaveis para as bibliotecas virtuais brasileiras e demonstra que a atuacao delas esta diretamente ligada a formacao bibliotecaria oferecida pelas universidades nacionais. O metodo prospectivo trouxe resultados coerentes na medida em que explicou as lacunas encontradas em dois dos tres problemas coletados pelos membros da prospeccao, o da producao literaria e o cultural, este na perspectiva do habito e facilidade de uso das tecnologias de realidade virtual. A prospeccao indicou ainda que a formacao dos bibliotecarios e fundamental para o desenvolvimento de bibliotecas virtuais. Com base nestes resultados, esta pesquisa teve como objetivo geral: analisar a aceitacao tecnologica de participantes do Encontro de Bibliotecas Virtuais, promovido pela Biblioteca Virtual Paul Otlet, sobre a atuacao dela no ambiente virtual nao-imersivo do Second Life. Para atingir este objetivo, realizou-se uma analise de aceitacao tecnologica, utilizando-se do metodo TAM 2 (Technology Acceptance Model), elaborado por Venkatesh e Davis (2000). O metodo foi aplicado durante o Encontro de Bibliotecas Virtuais, promovido em 2017. Os resultados indicaram que as variaveis imagem, norma subjetiva e experiencia mantem maior correlacao com a “utilidade percebida” sobre a tecnologia estudada. Ou seja, os participantes da pesquisa acreditam que saber utilizar ambientes virtuais melhora a imagem profissional, amplia a area de atuacao e destaca o usuario entre seus pares. Observou-se que o aumento ou diminuicao de usuarios e o surgimento ou estagnacao de outras bibliotecas virtuais serao consequencias das politicas adotadas na fase formativa.
  • EMY PORTO BEZERRA
  • UM OLHAR SOBRE AS AÇÕES DE INFORMAÇÃO NO REGIME DE INFORMAÇÃO DO LABORATÓRIO DE APLICAÇÕES DE VÍDEO DIGITAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 06/04/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Propoe a busca e a analise de elementos que permitam observar as acoes de informacao no Regime de Informacao (Ri) de uma comunidade academica (laboratorio de pesquisa em Ciencia da Computacao) que compartilha uma cultura informacional propria. Nesse sentido, objetiva explorar os limites e as mediacoes dessa forma de vida academica a partir do modelo de Ri proposto por Gonzalez de Gomez (1999), partindo do pressuposto que a cultura informacional, compartilhada pelos atores no ambito de um dado espaco social, contribui para o entendimento da sua aplicacao em um dado contexto. Como procedimento inicial, foram identificados os atores do Laboratorio de Aplicacoes de Video Digital (LAVID) da Universidade Federal da Paraiba, mediante uso de interface para Analise de Redes Sociais. Na fase atual da pesquisa, a interface do laboratorio na Internet foi definida como campo empirico para a caracterizacao das acoes de informacao, conforme seus estratos e modalidades, e para a identificacao de dispositivos e artefatos de informacao os quais apontam os limites epistemologicos dessa comunidade. Assim, analisaremos a organizacao do site do LAVID em quadros de observacoes para analise das acoes de informacao no Ri em uma forma de vida academica. No processo de investigacao tambem estara em pauta a busca por indicios de como as acoes de informacao contribuem para um projeto de inteligencia coletiva entre os atores sociais no LAVID, conforme analise de Levy (2000) sobre o espaco do saber na sociedade contemporanea. Esperamos contribuir para a compreensao do modelo de Ri como construto teorico e metodologico para observacao e analise de problemas de informacao de interesse da Ciencia da Informacao.
  • EMY PORTO BEZERRA
  • UM OLHAR SOBRE AS AÇÕES DE INFORMAÇÃO NO REGIME DE INFORMAÇÃO DO LABORATÓRIO DE APLICAÇÕES DE VÍDEO DIGITAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • Data: 06/04/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Propoe a busca e a analise de elementos que permitam observar as acoes de informacao no Regime de Informacao (Ri) de uma comunidade academica (laboratorio de pesquisa em Ciencia da Computacao) que compartilha uma cultura informacional propria. Nesse sentido, objetiva explorar os limites e as mediacoes dessa forma de vida academica a partir do modelo de Ri proposto por Gonzalez de Gomez (1999), partindo do pressuposto que a cultura informacional, compartilhada pelos atores no ambito de um dado espaco social, contribui para o entendimento da sua aplicacao em um dado contexto. Como procedimento inicial, foram identificados os atores do Laboratorio de Aplicacoes de Video Digital (LAVID) da Universidade Federal da Paraiba, mediante uso de interface para Analise de Redes Sociais. Na fase atual da pesquisa, a interface do laboratorio na Internet foi definida como campo empirico para a caracterizacao das acoes de informacao, conforme seus estratos e modalidades, e para a identificacao de dispositivos e artefatos de informacao os quais apontam os limites epistemologicos dessa comunidade. Assim, analisaremos a organizacao do site do LAVID em quadros de observacoes para analise das acoes de informacao no Ri em uma forma de vida academica. No processo de investigacao tambem estara em pauta a busca por indicios de como as acoes de informacao contribuem para um projeto de inteligencia coletiva entre os atores sociais no LAVID, conforme analise de Levy (2000) sobre o espaco do saber na sociedade contemporanea. Esperamos contribuir para a compreensao do modelo de Ri como construto teorico e metodologico para observacao e analise de problemas de informacao de interesse da Ciencia da Informacao.
  • ANA CLAUDIA MEDEIROS DE SOUSA
  • NOS ACORDES DO QUINTETO DA PARAÍBA: Memórias e Escritos de um Acervo
  • Data: 05/04/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O objeto de análise desta pesquisa é o arquivo do grupo de cordas Quinteto da Paraíba, considerado pelos críticos como um dos grupos mais virtuosos do cenário da música de câmara brasileira. Assim como a informação, a produção musical está associada ao contexto e às práticas sociais que rodeiam o produtor, ou seja, o acúmulo de documentos musicais pode se constituir em celeiros da identidade sociocultural de seus produtores. Reitera-se o espaço do arquivo musical como um lugar de memória. Nessa conjuntura, a pesquisa teve como objetivo geral compreender a construção memorialística e identitária do Quinteto da Paraíba, a partir dos vestígios informacionais contidos nos itens documentais, à luz da concepção teórica da escrita de si. Para atingir os objetivos propostos, a apreciação dos atributos memorialísticos e identitários foi norteada pela perspectiva do paradigma indiciário. Por meio da análise e da interpretação dos escritos do Quinteto da Paraíba, foi possível delinear sua trajetória artística, evidenciar o entrelaçamento de sua produção musical com o Movimento Armorial e identificar os traços significativos da constituição da memória e da identidade do Grupo. Conclui-se que o Arquivo do Quinteto da Paraíba se configura como um registro material da escrita de si do Grupo e uma significativa fonte de pesquisa de informação musical, capaz de evidenciar os traços memorialísticos e identitários de sua produção musical.
  • ANA CLAUDIA MEDEIROS DE SOUSA
  • NOS ACORDES DO QUINTETO DA PARAÍBA: Memórias e escritos de um acervo
  • Data: 05/04/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O objeto de analise desta pesquisa e o arquivo do grupo de cordas Quinteto da Paraiba que e considerado pelos criticos como um dos grupos mais virtuosos do cenario da musica de camara brasileira. Assim como a informacao, a producao musical esta associada ao contexto e as praticas sociais que rodeiam o produtor, ou seja, o acumulo de documentos musicais pode se constituir em celeiros da identidade sociocultural de seus produtores. Dessa maneira, reitera o espaco do arquivo musical como lugar de memoria. Nessa conjuntura, a pesquisa teve como objetivo identificar a producao memorialistica e construcao identitaria do Quinteto da Paraiba a partir dos vestigios informacionais contidos nos itens documentais, a luz da concepcao teorica da escrita de si. Para atingir os objetivos propostos neste estudo, a apreciacao dos atributos memorialisticos e identitarios foram norteados pela perspectiva do paradigma indiciario associado aos dados coletados atraves de entrevistas. A partir da analise e interpretacao dos escritos do Quinteto da Paraiba foi possivel delinear sua trajetoria artistica, evidenciar o entrelacamento de sua producao musical com o Movimento Armorial, como tambem identificar os tracos significativos da constituicao da memoria e identidade do Grupo. Portanto, Conclui-se que o Arquivo do Quinteto da Paraiba se configura como registro material da escrita de si do Grupo, constituindo-se como uma significativa fonte de pesquisa de informacao musical, capaz de evidenciar os tracos memorialisticos e identitarios de sua producao musical.
  • THAIS CATOIRA PEREIRA
  • PATRIMÔNIOS EM FLUXOS: A FRUIÇÃO DA INFORMAÇÃO DOS PATRIMÔNIOS ARQUEOLÓGICOS JUNTOS AOS SEUS ATORES NO MUNICÍPIO DE CAMALAÚ, PB.
  • Data: 30/03/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa buscou refletir, a partir da fruicao, sobre as memorias e representacoes evocadas pelas pessoas que habitam o entorno ou exercem atividades ligadas aos sitios arqueologicos presentes no municipio de Camalau, no Cariri paraibano, de modo a compreender atraves das informacoes apresentadas como essas manifestacoes culturais sao percebidas. Assim levou-se em consideracao o conceito de patrimonio cultural que ultrapasse a dicotomia material e imaterial, bem como a nocao de informacao patrimonial, pensada no campo da Ciencia da Informacao. Desta maneira, por meio de uma abordagem etnografica, foi possivel promover diferentes conversas a respeito dos sitios arqueologicos camalauenses, percebendo os diferentes niveis do processo de patrimonializacao e institucionalizacao que perpassam os bens culturais, assim como identificar as diferentes representacoes que as pessoas constroem a partir de seus repertorios culturais, memorialisticos e suas relacoes sociais. A fruicao entre os bens culturais e as pessoas, percebida pelo pesquisador, pode gerar novos mecanismos, representacoes e metodologias para diferentes profissionais que atuam nos processos organizacionais, preservacao e gestao do patrimonio, criando caminhos alternativos de aproximacao entre populacao contemporanea e bens patrimoniais preteritos.
  • MANUELA EUGENIO MAIA
  • PRÁTICAS AUTORAIS DO CORDEL NO CONTEXTO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL
  • Data: 28/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • O cordel enquanto documento e um tema pouco explorado no ambito das teses produzidas junto a Pos-Graduacao em Ciencia da Informacao no Brasil. Dos 17 (dezessete) programas identificados pela Associacao Brasileira de Educacao em Ciencia da Informacao e, correlacionados com os dados obtidos na Biblioteca Digital de Teses e Dissertacoes, ha um campo potencial para pesquisas que tratem desse genero literario no contexto da area. Isso possibilita ao pesquisador uma pluralidade de analises que podem ser realizadas. Nessa direcao, ha uma decada trabalhando nesse universo, principiado em 2006 pelo gerenciamento da Biblioteca de Obras Raras Atila Almeida, um dos temas que ganhou destaque nesse espectro foi o relativo a autoria, principalmente, no tocante a disponibilizacao do conteudo digital na base desenvolvida no ambito dessa Biblioteca. Debrucando-se sobre o cordel, fenomeno literario nordestino ressignificado, percebeu-se uma complexidade descritiva e, no tocante ao produtor intelectual, controversias em funcao do papel do proprietario e autor-proprietario. Pesquisar acerca dessa distincao entre autor e proprietario de modo diacronico envolve a percepcao dos cordelistas quanto aos mecanismos que entornam a propriedade intelectual e sua esfera legalista na atualidade. Desse modo, problematiza-se: como se caracterizam e se efetivam as praticas autorais do cordel no contexto da propriedade intelectual? Assim, o objetivo geral deste estudo e analisar as praticas autorais do cordel no contexto da propriedade intelectual. Nessa direcao, a tese repousa na comprovacao da seguinte assertiva: a autoria no cordel se caracteriza em tres perspectivas - o ineditismo, o plagio e a intertextualidade, quando o documento perpassa o processo de ressignificacao autoral. Essa pesquisa envolve a triade memoria, propriedade intelectual e direito autoral numa perspectiva da multiplicidade de sentidos, ancorando-se na hermeneutica enquanto mecanismo de interpretacao, incluindo o sujeito no seu universo simbolico, cultural e processual. De abordagem quanti-qualitativa, a pesquisa assume caracteristicas documental, bibliografica e descritiva, utilizando-se dos seguintes instrumentos de coleta de dados: (a) entrevistas com cordelistas e personalidades relacionadas e (b) 1.404 cordeis digitalizados oriundos do acervo da Biblioteca de Obras Raras Atila Almeida. Comprova-se nas esferas sociais, culturais e comerciais a demarcacao das complexas relacoes que envolvem o cordel nos campos das praticas autorais e do direito da propriedade intelectual.
  • RILDO FERREIRA COELHO DA SILVA
  • SANTA ROSA DA LINHA E DA COR: o passado presente por meio da escrita autobiográfica
  • Data: 28/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A partir do repertorio autobiografico de Tomas Santa Rosa Junior, e possivel ressignificar as suas memoria e experiencias pessoais, e ainda, o contexto social e politico de acontecimentos historicos, da sua epoca, que faz parte da memoria coletiva. Analisa-se a producao tecnica e artistica impressa, enquanto um espaco revelador de sua memoria autobiografica, por meio da escrita de si. Ao mapear essa producao, indaga-se sobre a memoria autobiografica enquanto escrita de si, presente nas cartas de Santa Rosa para Jose Simeao Leal, construindo-se uma trajetoria de vida. Foca-se ainda na producao das capas dos livros de Jose Lins do Rego associada a outros documentos. Utiliza-se da abordagem qualitativa do tipo documental atraves do exame minucioso dos documentos, presente nos arquivos, trazendo novas possibilidades de compreensao do objeto de estudo. O conjunto dos documentos analisados abrange as cartas de Tomas Santa Rosa a Jose do arquivo privado de Jose Simeao Leal do Nucleo de Documentacao e Informacao Historica Regional (NDIHR/UFPB), bem como as capas das primeiras edicoes dos romances escritos por Jose Lins do Rego da Biblioteca do Museus Jose Lins do Rego no Espaco Cultural de Joao Pessoa, Paraiba, ilustradas e interpretadas por Santa Rosa. A memoria autobiografica, por meio da escrita de si de Santa Rosa, transparece a personalidade do homem, rico em talento e proficuo em obras, construindo materia prima do mais alto valor social e estetico para as nossas memorias.
  • MAYANE PAULINO DE BRITO E SILVA
  • ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO PERVASIVA EM REPOSITÓRIOS DIGITAIS INSTITUCIONAIS: ESTUDO DE CASO DO REPOSITÓRIO DA UFRN
  • Data: 15/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Discute a Arquitetura da Informação Pervasiva (AIP) no contexto dos Repositórios Digitais Institucionais (RDI). Para tanto, objetiva aplicar o modelo adaptado da AIP no cenário que envolve os RDIs. Como objetivos específicos, a pesquisa desmembra-se em: compreender os RDIs como ecologias informacionais complexas e como espaços de memória; adaptar o modelo geral de AIP para o contexto dos RDI e, por fim, aplicar o modelo de AIP para o RDl da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Fundamenta-se no método quadripolar, que embasa os aspectos: epistemológico (polo epistemológico), enquadrando o objeto de pesquisa no contexto paradigmático pós-custodial; teórico (polo teórico), em que foram definidos os conceitos que basearam a investigação; técnico (polo técnico), utilizando como técnicas para a resolução do problema proposto a pesquisa bibliográfica, o modelo metodológico adaptado de Oliveira (2014) para a compreensão da AIP para RDI e uma entrevista semiestruturada; e morfológico (polo morfológico), em que foram alcançados os seguintes resultados: listas de categorias e representações gráficas, como a produção do modelo adaptado para RDI e a exposição de figuras e mapas conceituais para visualização da distribuição dos relacionamentos existentes e do delineamento ecológico no RDI da UFRN, buscando evidenciar como se configura a AIP nos Repositórios Digitais Institucionais. Conclui que os RDIs possuem uma estrutura ecológica com uma diversidade de ambientes, espaços, tecnologias e usuários que contribuem para a aplicação da AIP, contudo não permite a tendência de movimento, propagação, infiltração e difusão total desses elementos dentro da ecologia.
  • VITÓRIA GOMES ALMEIDA
  • TRÂNSITOS DE VOZES E MEMÓRIAS: dimensões sociais, patrimoniais e institucionais das tradições culturais do Cariri Cearense
  • Data: 12/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Discute o livre desenvolvimento da cultura e da preservacao da memoria diante dos processos de desigualdade e exclusao social, a partir dos mestres da cultura e brincantes do Cariri cearense. Para tanto reflete acerca dessa questao, objetivando diagnosticar a situacao das tradicoes culturais do Cariri cearense, tendo em vista as dimensoes socioeconomicas e institucionais que permeiam sua salvaguarda. Como objetivos especificos, a pesquisa desdobra-se em explicitar a situacao de vida dos mestres da cultura e brincantes identificando a influencia desta na preservacao da memoria cultural no Cariri cearense; Cartografar as acoes desenvolvidas em ambito institucional local para fomento e salvaguarda das tradicoes culturais; e por fim, utilizar o instrumental teorico critico da Ciencia da Informacao para a reflexao acerca da memoria, em suas dinamicas, representacoes e acoes de preservacao no ambito do Cariri cearense. Realiza o estudo atraves de entrevistas semiestruturadas, configurada na ferramenta metodologica da Historia Oral, assim como utiliza o suporte da tecnica da analise documental, para auxiliar na identificacao dos sentidos sociais e institucionais que circundam as tradicoes orais.
  • VITÓRIA GOMES ALMEIDA
  • TRÂNSITOS DE VOZES E MEMÓRIAS: dimensões sociais, patrimoniais e institucionais das tradições culturais do Cariri Cearense
  • Data: 12/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Discute o livre desenvolvimento da cultura e da preservacao da memoria diante dos processos de desigualdade e exclusao social, a partir dos mestres da cultura e brincantes do Cariri cearense. Para tanto reflete acerca dessa questao, objetivando diagnosticar a situacao das tradicoes culturais do Cariri cearense, tendo em vista as dimensoes socioeconomicas e institucionais que permeiam sua salvaguarda. Como objetivos especificos, a pesquisa desdobra-se em explicitar a situacao de vida dos mestres da cultura e brincantes identificando a influencia desta na preservacao da memoria cultural no Cariri cearense; Cartografar as acoes desenvolvidas em ambito institucional local para fomento e salvaguarda das tradicoes culturais; e por fim, utilizar o instrumental teorico critico da Ciencia da Informacao para a reflexao acerca da memoria, em suas dinamicas, representacoes e acoes de preservacao no ambito do Cariri cearense. Realiza o estudo atraves de entrevistas semiestruturadas, configurada na ferramenta metodologica da Historia Oral, assim como utiliza o suporte da tecnica da analise documental, para auxiliar na identificacao dos sentidos sociais e institucionais que circundam as tradicoes orais.
2017
Descrição
  • LUIZ EDUARDO FERREIRA DA SILVA
  • A REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO COMO “ASSEMBLAGE”: a Teoria da Assemblage de Manuel Delanda na Ciência da Informação
  • Data: 14/12/2017
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa aborda as relacoes entre a Teoria da Assemblage e o campo da representacao da informacao e tece consideracoes sobre os termos ‗ontologia social‘, ‗multiplicidade‘ e ‗composicao‘, a luz das reflexoes de Manuel Delanda. Nossa hipotese e de que o campo da representacao da informacao pode ser ancorado no debate filosofico sobre a questao da Teoria da Assemblage. Tomamos como fundamentacao a obra New Philosophy Society, que interliga esse debate do social no Seculo XXI e propoe um dialogo entre a filosofia de Giles Deleuze e a de Felix Guattari acerca dos aspectos sociais e de suas reflexoes sobre a complexidade social. Adotamos como percurso metodologico a pesquisa teorica e a bibliografica, no entanto, para interpretar a Teoria da Assemblage e o campo da representacao da informacao, utilizamos o metodo hermeneutico, para interpretar os conceitos de assemblage e representacao da informacao. Alem dos autores acima referenciados, recorremos a outros que desenvolveram estudos no campo da Filosofia e que influenciaram Manuel Delanda, principalmente no que se refere aos estudos sobre a complexidade social, porque a representacao da informacao e a raiz da organizacao e do uso da informacao na Ciencia da Informacao, especificamente, da informacao arquivistica, porque nosso intuito foi o de evidenciar seus meios por intermedio da assemblage. Por fim, nao menos relevante, visamos a busca filosofica da representacao da informacao na perspectiva da teoria de Manuel Delanda.
  • JACQUELINE DE CASTRO RIMA
  • PRODUÇÃO TÉCNICO-CIENTÍFICA DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - CAMPUS III, BANANEIRAS – PARAÍBA
  • Data: 07/12/2017
  • Hora: 20:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta-se estudo sobre os servidores técnico-administrativos em educação (TAE) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) com o objetivo macro de analisar a produção técnico-científica dos TAE do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias (CCHSA / UFPB) Campus III, Bananeiras – Paraíba (PB). A partir daí, enunciam-se os objetivos específicos: (1) categorizar o perfil dos técnico-administrativos em educação do CCHSA / UFPB com maior produção; (2) mapear a produção técnico-científica; (3) identificar os canais de comunicação utilizados para disseminar tal produção; (4) detectar a temática dos diversos tipos de produção técnico-científica dos TAE. Frente aos objetivos pretendidos, apresentamse os pressupostos: (1) o perfil dos TAE que mais produzem são os que possuem formação acadêmica de nível superior, mesmo quando ocupam cargos / funções que exigem nível de escolaridade menor; (2) os servidores TAE da UFPB possuem produção técnico-científica, sendo os artigos de periódicos científicos, comunicações de eventos e capítulos de livros os canais de comunicação mais utilizados; (3) a produção técnico-científica dos TAE concentrase nas áreas / temáticas educação, administração, agronomia, zootecnia, ciência e tecnologia de alimentos. Para consecução dos objetivos, no que concerne à revisão de literatura, recorrese a fontes impressas ou eletrônicas que versam sobre os tópicos comunicação científica e ciência da informação / modalidades de comunicação / produção técnico-científica, e também sobre a realidade das instituições de ensino superior no Brasil, com ênfase para a realidade da UFPB. Em termos metodológicos, referente à tipologia da pesquisa, trata-se de pesquisa exploratória, a partir de abordagem quali-quantitativa, realizada por meio de pesquisa bibliográfica e documental, isto é, o corpus resulta de consulta ao currículo Lattes de todos os 131 servidores TAE do CCHSA / UFPB para identificação e estudo da produção, no período de 2013 a 2016. A partir de então, a análise de dados foi do tipo descritiva via análise estatística simples, com uso da técnica da análise de conteúdo, através da qual se categoriza a temática das produções. Após mapeamento da produção técnico-científica, verifica-se que os pressupostos levantados se confirmam. O perfil do técnico-administrativo em educação com maior produção é constituído por profissionais com formação de nível superior, mesmo quando ocupam cargos / funções de menor nível. Os canais de comunicação mais utilizados são anais de eventos, apresentação de trabalho e palestra, artigos de periódicos, cursos de curta duração ministrados, livros e capítulos de livros, e desenvolvimento de material instrucional. A temática da produção concentra-se nas áreas Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Humanas. Ao final, apresentam-se as considerações finais, a lista de fontes consultadas e os apêndices.
  • LUZIA GOES CAMBOIM
  • Gestão Estratégica da Informação em coordenações de cursos de graduação: proposta para a engenharia de produção.
  • Data: 07/12/2017
  • Hora: 18:00
  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de estudo teorico acerca da tematica Gestao Estrategica da Informacao com o objetivo de desenvolver um modelo de gestao estrategica da informacao, adequado as coordenacoes de cursos de graduacao em Engenharia de Producao de universidades publicas federais, especificamente, a Universidade Federal de Pernambuco. A pretensao e propiciar o aperfeicoamento dos resultados, de forma global, obtidos pelas referidas coordenacoes, face aos atuais padroes de exigencia em consonancia com as tendencias mundiais para a atividade de gestao, inclusive no setor publico. Eis os objetivos especificos: (i) identificar documentacao alusiva as estrategias tracadas para o curso de graduacao em Engenharia de Producao da UFPE; (ii) delinear os fluxos formais de informacao que perpassam o ambito da coordenacao de curso, sejam estes de origem interna ou externa, seja em perspectiva situacional ou permanente; (iii) descrever as etapas da Gestao Estrategica da Informacao utilizadas na coordenacao para a tomada de decisao em perspectiva situacional; (iv) confrontar a forma de gestao dos fluxos de informacao identificados com os modelos disponiveis na literatura sobre o tema no ambito da Ciencia da Informacao; (v) identificar, na realidade empirica estudada, os obstaculos ao processo de tomada de decisao e suas causas, do ponto de vista da gestao dos fluxos de informacao; (vi) propor as adequacoes necessarias, com base na revisao de literatura empreendida, para aderencia entre gestao da informacao mapeada e gestao estrategica da informacao na coordenacao estudada. A relevancia do trabalho justifica-se porque as universidades sao instituicoes imprescindiveis ao processo de desenvolvimento de qualquer nacao. Dentre os cursos de base tecnologica com significativa demanda no Brasil, destacam-se os de Engenharia de Producao, por suas competencias fortemente relacionadas aos planos industriais de inovacao e a gestao eficaz como forma de consolidacao e de aumento da competitividade da industria nacional. De natureza qualitativa, a pesquisa caracteriza-se como estudo de caso no ambito de uma instituicao federal de ensino superior (IFES) da regiao Nordeste, Universidade Federal de Pernambuco. Recorrendo-se a conjuncao das tecnicas de entrevista e de questionario junto a comunidade academica (alunos e administradores, respectivamente), os dados coletados sao analisados a luz do metodo de Analise de Conteudo (AC), com o adendo de que a amostra, no caso dos alunos, obedece aos parametros da amostragem probabilistica estratificada. Infere-se que a gestao estrategica da informacao na IFES estudada, embora apresente sistematizacao, nao provem de planejamento previo, caracterizando-se pelo empirismo, nao respeitando, necessariamente, um fluxo formal de informacoes. Inexiste total aderencia entre o que reza a literatura sobre a Gestao Estrategica da Informacao e o que e executado na coordenacao estudada, mas, a partir de adaptacoes, chega-se a um modelo para direcionar ainda melhor tal atividade. Com isso, propoe-se modelo baseado nos padroes vigentes de gestao da informacao, que contemple, ainda, a definicao de um objetivo estrategico visado, como ponto de partida, e uma selecao de documentos estrategicos de interesse, antes da etapa de identificacao de necessidades informacionais. Sugerem-se fases de selecao / adaptacao / desenvolvimento de tecnologias da informacao adequadas a coleta informacional e ao tratamento da informacao, sem a qual a fase de uso da informacao fica prejudicada.
  • ROBERTO VILMAR SATUR
  • Competência em Informação dos Profissionais Negociadores na Atuação nos Mercados Internacionais
  • Data: 20/10/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A informacao e o conhecimento sao as principais necessidades e recursos para as pessoas conviverem em sociedade, usa-los estrategicamente no mercado e atuar profissionalmente. Isso acontece em um contexto de evolucao constante das TICs/TDIs e excesso de informacoes, na denominada Sociedade da Informacao ou Sociedade do Conhecimento. Os profissionais que nela atuam nao podem mais se limitar a serem usuarios da informacao, portanto, precisam ser competentes em relacao a esse assunto. Nesta tese, investigou-se a Competencia em Informacao dos negociadores internacionais brasileiros que atuam no mercado internacional, considerando esse contexto da sociedade da informacao agregado a interculturalidade que ha no mercado externo. O objetivo geral do estudo foi de analisar as competencias em informacao de que o profissional negociador precisa para atuar nos mercados internacionais. Inicialmente apresentou teoricamente a relacao da Gestao da Informacao e Conhecimento com a Competencia em Informacao e a interligacao destas com as negociacoes internacionais a atuacao dos profissionais negociadores. Trata-se de um estudo de natureza qualiquantitativa e aplicado, para cujo desenvolvimento foi utilizado o modelo de Bruce, com suas sete categorias, que foi base para elaborar o instrumento de coleta dos dados aplicado aos negociadores internacionais brasileiros que atuam no mercado. Depois de aplicados, os questionarios foram validados e utilizados na analise dos resultados. Os dados foram lancados em softwares apropriados para tal, como o Excel e o SPSS, e a partir dos resultados obtidos, fez-se a analise. Esses resultados tambem consideraram duas entrevistas feitas com experts da area. A pesquisa confirmou que, como a informacao e o principal recurso que o negociador internacional emprega para atuar, e as TICs/TDIs sao ferramentas importantes para essa atuacao, ele deve ter competencia em informacao, portanto nao deve se limitar a ser um usuario da informacao. O estudo mostrou, ainda, que a maioria dos negociadores internacionais pesquisados conhece bem as TICs/TDIs, sabem encontrar e usar fontes de informacao, deflagram seus processos de busca e a controlam. Sobre o controle das informacoes, demonstraram que preferem o arquivamento em meios eletronicos ou combinados (eletronicos e fisicos) e conhecem os conteudos mais relevantes do chamado conhecimento de base para atuar na area. Eles fazem analise critica da informacao, transformam-na em conhecimento e o expandem com novas ideias e sao criativos. Alem disso, usam sabiamente a informacao e o conhecimento nao so em seu beneficio, mas tambem em beneficio de outros, impactando positivamente as pessoas envolvidas. E como tiveram mestres inspiradores em sua profissao, como retribuicao, ensinam a outras pessoas que queiram atuar na area. A tese apresenta, alem do perfil dos negociadores e do resultado de sua Competencia em Informacao, a proposta de um modelo de Competencia de Informacao para esses negociadores e aponta areas relevantes para Cursos de Formacao na area, visando formar profissionais negociadores que tambem sejam mais competentes nessa area e mais bem preparados para atuar no mercado atual, em que prevalece a chamada Sociedade da Informacao.
  • FABIANO SERGIO DE ARAUJO SERRANO
  • DESENHOS METODOLÓGICOS: OS MÉTODOS, TÉCNICAS E INSTRUMENTOS UTILIZADOS NAS DISSERTAÇÕES DO PPGCI/UFPB
  • Data: 23/08/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa analisa as estrategias metodologicas da producao cientifica do Programa de Pos-Graduacao em Ciencia da Informacao da Universidade Federal da Paraiba – PPGCI/UFPB. Onde cada etapa dos objetivos especificos estabelecidos, tais como: categorizar, por linha de pesquisa e area tematica, as dissertacoes; classificar, quanto aos tipos de abordagem utilizadas, as fontes de informacao e os objetivos pretendidos, as dissertacoes; identificar as tecnicas e instrumentos de coleta de dados utilizados nas dissertacoes e especificar os metodos e tecnicas de analise utilizadas nas dissertacoes, foram cumpridos. Para tanto, foram analisados os resumos e os procedimentos metodologicos de cada uma das dissertacoes. Assim, a presente pesquisa pode ser classificada como descritiva, quanto aos objetivos, qualiquantitativa, no que diz respeito a abordagem e documental, relativo as fontes de informacao que serao utilizadas. O corpus da pesquisa compreende o total de 146 dissertacoes, analisados no periodo de 2010 a 2016. Foi utilizado a tecnica de categorizacao, presente no metodo de analise de conteudo. A pesquisa atraves dos dados analisados e quantificados, demonstra que ha uma tendencia a area tematica de estudos de representacao e recuperacao da informacao. Fica caracterizado o predominio da natureza qualitativa, da pesquisa descritiva, abordagem dedutiva e do conjunto de 6 metodos (entrevista, questionario, analise documental, analise bibliografica, analise estatistica e tecnica de categorizacao) representando 76% do total de utilizacoes. Contudo, a producao das dissertacoes, quando comparadas aos objetivos das linhas de pesquisa existentes no referido Programa, apresenta coerencia entre os temas estudados e os interesses das linhas. E importante ressaltar a atuacao da Coordenacao de Aperfeicoamento de Pessoal de Nivel Superior – CAPES, a qual tem contribuido com o desempenho dos Programas de Pos-Graduacao do Brasil a partir de seus criterios de avaliacoes. Sendo assim, quando os resultados desta pesquisa foram confrontados com as exigencias estabelecidas pelas avaliacoes realizadas pela CAPES, eles revelaram um bom nivel de qualidade das dissertacoes produzidas pelos discentes do PPGCI/UFPB. Assim, atraves desta pesquisa conclui-se que o PPGCI/UFPB possui uma producao discente de qualidade, envidando esforcos para a manutencao da mesma, contribuindo, assim, para a consolidacao da Pos-Graduacao em Ciencia da Informacao no Brasil.
  • MAYTÊ LUANNA DIAS DE MELO
  • PROGRAMAS DISCIPLINARES DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: Conformação do Campo Epistemológico no Brasil
  • Data: 31/07/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O estudo estabelece um desenho disciplinar da Ciência da Informação através dos elementos que compõe os programas disciplinares do campo, no Brasil. Para isto, buscou-se explorar a produção que aborda os elementos disciplinadores, caracterizar o contexto de institucionalização destes elementos, compreender a natureza constitutiva e evidenciar os contornos dos programas disciplinares da área. Para tanto, optou-se pela pesquisa de abordagem Quali-Quantitativa, por intermédio de um levantamento bibliográfico e documental. Os dados foram coletados na Plataforma Sucupira quanto aos Programas de Pós-graduação da área da Ciência da Informação e Biblioteconomia. Utilizou-se também o Laboratório de Tecnologias Intelectuais e a Plataforma de Periódicos Científicos. Todos os dados coletados foram sistematizados em quadros e ilustrações, em seguida analisados e discutidos em consonância com os artigos que compuseram o referencial teórico. O resultado aponta que os programas disciplinares promovem construções disciplinares identificadoras, pautadas no objeto de estudo da área, a informação. Seu uso, suas práticas, seus processos, são essenciais para estabelecer as atribuições, favorecer ligações, difundir técnicas entre todas as áreas que se co-relacionam com a Ciência da Informação. Isso foi percebido no âmbito dos programas de pós-graduação por meio das áreas de concentração, da formação do corpo-docente pesquisador, do financiamento das pesquisas, das associações e do foco e escopo dos periódicos científicos.
  • IRVIN SOARES BEZERRA
  • Analise do Ambiente do Pokemon GO considerando a Arquitetura da Informacao Pervasiva
  • Data: 19/06/2017
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Na Ciencia da Informacao pesquisas relacionadas com a utilizacao da informacao vem sendo desenvolvidas com influencia da informatica e telecomunicacoes. O seu desenvolvimento foi mais acelerado no periodo pos-industrial em que a sociedade comecou a produzir uma elevada quantidade de informacoes. No seculo XXI, o acesso a informacao por meio do uso da internet por meio dos smartphones tornou-se algo ao alcance da populacao, proporcionando um aumento da comunicacao. Diante desta tematica, o presente trabalho teve como objetivo analisar o aplicativo Pokemon GO, considerando a Arquitetura da Informacao Pervasiva em que a motivacao da utilizacao desta tematica foi o recente lancamento de aplicativos para smartphones que utilizam ambientes pervasivos, destacando o jogo que se tornou um enorme sucesso de downloads e trouxe uma grande inovacao na forma de jogar. Para realizacao desta pesquisa, adotou-se a metodologia de pesquisa participante, na qual o usuario-pesquisador interage diretamente com o objeto pesquisado. Os dados coletados foram analisados de forma qualitativa. Ao utilizar o ambiente do jogo e avaliar a interacao pervasiva apresentada no limiar entre o ambiente fisico e digital foram consideradas as heuristicas descritas por Resmini e Rosati (2011). Na utilizacao do jogo foram explorados os ambientes fisicos presentes na cidade de Joao Pessoa, alem dos momentos de interacao. Nos resultados discutiu-se a aderencia as heuristicas propostas e estas foram pontuadas como Presente, Parcialmente Presente e Nao Presente. Por fim, os dados foram analisados, sugerindo-se melhorias tanto para o jogo, considerando a Arquitetura da Informacao Pervasiva, como para o proprio ambiente.
  • ELIANE EPIFANE MARTINS
  • Práticas de preservação da memória social nas instituições-memória da cidade de Belém (Pará)
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • Estuda as praticas de preservacao da memoria social, representadas atraves dos patrimonios culturais (obras, objetos e documentos) salvaguardados pelas instituicoes-memoria publicas da cidade de Belem (Para). Nesse enfoque, objetiva-se mapear as instituicoes-memoria, tendo como base para identificacao suas missoes institucionais, caracteriza-las conforme ordem cronologica de fundacao, identificar as praticas de preservacao dos patrimonios culturais, apresentar as estrategias de preservacao dos patrimonios culturais e compreender a partir do ponto de vista historico as funcoes e objetivos das instituicoes-memoria da cidade de Belem. Os autores utilizados para construcao do referencial teorico sao, Maurice Halbwachs, Pierre Nora, Jo Gondar e Aleida Assmann. A metodologia se ateve a pesquisa bibliografica, pesquisa de campo, analise documental e teve como base a obra “A pesquisa historica: teoria e metodo”, de Julio Arostegui (2006) seguindo os caminhos que o autor orienta para construcao de uma pesquisa historica. Como resultado, mapearam-se oito instituicoes-memoria, optou-se por delimitar as de carater publico no ambito municipal, estadual e federal, diferenciadas conforme seus tipos de documentos e acervos. Neste sentido, identificamos e apresentamos as praticas e estrategias de preservacao dos patrimonios culturais, em que, cada instituicao-memoria aplica de forma diferenciada e de acordo com a quantidade de recursos financeiros que recebem, no entanto, existe uma que realiza seus proprios projetos culturais e arrecadar recursos para aplica-los quanto a preservacao do seu acervo, por fim, compreendeu-se que cada instituicao antes de se tornar uma instituicao-memoria, possuia funcoes e objetivos diferenciados, no entanto, algumas foram criadas para se tornarem ambiente de preservacao da memoria, sendo que outras atendiam a interesses politicos ou economicos.
  • GABRIELLA DOMINGOS DE OLIVEIRA
  • GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO LABORATÓRIO DE ACESSIBILIDADE DA BIBLIOTECA CENTRAL ZILA MAMEDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A Ciência da Informação estuda os paradigmas informacionais e preocupa se com o sujeito da informação, ou seja, aquele que cria, compartilha e usa a informação. Como um campo científico que auxilia a mediação da informação para a sociedade, essa ciência também tem como foco intermediar a informação inclusiva e atender à diversidade e aos perfis de usuários, principalmente, quando se fala em informação como objeto de significado e interpretação para o sujeito informacional. A obtenção, a disseminação e o uso da informação tornaram se processos essenciais na vida profissional, social e pessoal dos indivíduos tanto para a inclusão informacional/social quanto para a realização de atividades. Nesse contexto, o objetivo geral desta pesquisa é analisar os processos da gestão da informação no Laboratório de Acessibilidade da Biblioteca Central Zila Mamede da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na perspectiva do modelo de Choo (2011), visando à acessibilidade informacional de alunos com deficiência visual. Trata-se de uma pesquisa de campo com abordagem qualitativa, cujos dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada aplicada a 14 sujeitos, entre gestores, funcionários, bolsistas e usuários do laboratório, e analisados com base no método de análise de conteúdo. Os resultados revelaram que os pesquisados apresentam necessidades informacionais comuns para a realização das atividades, todavia, também, há demandas específicas. Quanto maior a posição hierárquica, mais fontes de informação são utilizadas na realização das atividades no laboratório. Na organização, armazenamento, recuperação e distribuição da informação pelos pesquisados prevalece a forma digital. Há certo desconhecimento com relação aos produtos e serviços oferecidos pela unidade, uma vez que alguns dos sujeitos apenas conhecem aqueles que utilizam mais frequente, e também problema de comunicação o que afeta a entrega no prazo do material ao usuário do laboratório, que, contudo, não compartilha a informação recebida, apenas a armazena para seu próprio uso.
  • MAYARA MACHADO LEITE
  • Estudos de Usuários da Informação: tipificando os usuários internos e externos do Arquivo Central do Instituto Federal da Paraíba (IFPB)
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os estudos direcionados aos usuários da informação necessitam de maiores investigações, sobretudo, os usuários da informação arquivística, portanto, a pesquisa traçou como objetivo principal tipificar os usuários internos e externos do Arquivo Central da Coordenação de Controle Acadêmico (CCA) do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) e como específicos identificar o perfil dos usuários internos e externos, identificar as necessidades, busca e uso informacional dos usuários de acordo com a fenomenologia e analisar a metacognição no processo de comportamento informacional dos usuários. Como quadro teórico utiliza-se Capurro (2003), Araújo (2008), Ávila e Sousa (2011) e Dervin (1983). Do ponto de vista metodológico, trata-se de uma pesquisa qualitativa, quantitativa e exploratória que utiliza das bases teóricas nos estudos fenomenológicos, na observação participativa e na entrevista semiestruturada que possui um recorte do universo estudado com 300 usuários entre o Arquivo Corrente e Intermediário nos quais foram analisados em cinco etapas delineadas como o Perfil, Necessidade, Comportamento, Busca e Uso da informação. Pode-se afirmar que a pesquisa possibilitou uma abrangência contributiva para novas perspectivas teóricas e práticas nos estudos de usuários da informação arquivística, a partir das tipificações encontradas, conclui-se que os usuários estão além das condições passivas que os arquivos oferecem e que suas classificações podem ser diversificadas conforme a demanda do Arquivo, contudo, a pesquisa clarificou um enfoque voltado para desenvolvimento dos usuários no aspecto tecnológico, a fim de, alcançar novas terminologias quanto à classificação dos usuários de arquivo, portanto, enfatizando orientações na Arquivologia e Ciência da Informação, espera-se que os resultados alcancem desenvolvimento de novas pesquisas.
  • UTHANT SATURNINO SILVA
  • ARQUIVO DE MEDICINA LEGAL COMO GUARDIÃO DE MEMÓRIA INDIVIDUAL E COLETIVA: ESPAÇO DE IDENTIFICAÇÃO DO APARENTE NÃO IDENTIFICÁVEL
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Documentos se caracterizam como uma das principais fontes de registro historico, configurando-se como importantes elementos de informacao, produzindo uma memoria, um legado para a geracao de arquivos. Ao longo da historia os suportes de memoria material ou nao deram uma grande contribuicao a ciencia arquivistica, nas mais diversas instituicoes. Tomando como base o conceito de memoria, a pesquisa aqui desenvolvida objetivou propor a adequacao do conceito de memoria em instituicoes publicas, mais precisamente no caso de arquivos de Medicina Legal, especificamente, o arquivo do Nucleo de Medicina e Odontologia Legal (NUMOL), do municipio de Joao Pessoa no estado da Paraiba, passando a gerenciar e utilizar novos suportes com a finalidade de identificacao de pessoas desaparecidas. A construcao da pesquisa foi baseada no estudo da tipologia documental deste arquivo, que caracteriza seu fundo arquivistico em armazenar desde o documento tradicional, a qualquer outro tipo de objeto, vestigios que posteriormente serao transformados em fontes de informacao, todavia, o foco principal sao os laudos ou documentos tanatoscopico, antropologico, datiloscopico e o DNA forense, que tem a capacidade de reunir e disponibilizar informacoes dos levantamentos de dados coletados no local do crime, para serem usados como memoria individual e coletiva de pessoas vivas, corpos identificados e nao identificados, patrimonio antropologico, genetico e datiloscopico, para que o profissional da informacao passe a utiliza-lo, e atraves do mesmo, preservar e atuar na manutencao do acervo arquivistico.Assim, a pesquisa apresentada serviu nao apenas para engrandecer o conhecimento cientifico, mas tambem investigar aspectos sociais na Ciencia da Informacao e propiciar a sociedade a ressignificacao da memoria registrada seus diversos suportes.
  • UTHANT SATURNINO SILVA
  • ARQUIVO DE MEDICINA LEGAL COMO GUARDIÃO DE MEMÓRIA INDIVIDUAL E COLETIVA: ESPAÇO DE IDENTIFICAÇÃO DO APARENTE NÃO IDENTIFICÁVEL
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Documentos se caracterizam como uma das principais fontes de registro historico, configurando-se como importantes elementos de informacao, produzindo uma memoria, um legado para a geracao de arquivos. Ao longo da historia, os suportes de memoria material nao deram uma grande contribuicao a ciencia arquivistica nas mais diversas instituicoes. Tomando como base o conceito de memoria, a pesquisa aqui desenvolvida objetivou propor a adequacao do conceito de memoria em instituicoes publicas, mais precisamente no caso de arquivos de Medicina Legal, especificamente, o arquivo do Nucleo de Medicina e Odontologia Legal (NUMOL), do municipio de Joao Pessoa no estado da Paraiba, passando a gerenciar e utilizar novos suportes com a finalidade de identificacao de pessoas desaparecidas. A construcao da pesquisa foi baseada no estudo da tipologia documental deste arquivo, que caracteriza seu fundo arquivistico em armazenar desde o documento tradicional a qualquer outro tipo de objeto, vestigios que, posteriormente, serao transformados em fontes de informacao. Todavia, o foco principal sao os laudos ou documentos tanatoscopico, antropologico, datiloscopico e o DNA forense, que tem a capacidade de reunir e disponibilizar informacoes dos levantamentos de dados coletados no local do crime, para serem usados como memoria individual e coletiva de pessoas vivas, corpos identificados e nao identificados. Alem disso, o profissional da informacao, ao fazer uso do patrimonio antropologico, genetico e datiloscopico, visa preservar e atuar na manutencao do acervo arquivistico. Assim, a pesquisa apresentada serviu nao apenas para engrandecer o conhecimento cientifico, mas tambem para investigar aspectos sociais na Ciencia da Informacao e propiciar a sociedade a ressignificacao da memoria registrada nos seus diversos suportes.
  • NOADYA TAMILLYS DE OLIVEIRA DUARTE
  • Compartilhamento de informações e conhecimentos na Comunidade Virtual do SIGAA/UFPB
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O compartilhamento de informacoes e conhecimentos e compreendido como um comportamento humano, que se viabiliza por meio do dialogo entre os sujeitos em seus ambientes de convivencia. No ambito das organizacoes, essa pratica permite a sinergia das informacoes e a criacao de novos conhecimentos, resultando em inovacao e melhorias para o desenvolvimento dos processos organizacionais. Nesse cenario, as tecnologias de informacao e comunicacao sao consideradas como ambientes virtuais que podem subsidiar o compartilhamento entre os sujeitos e resultar em novas possibilidades de convivencia nas organizacoes. Por considerar que essa pratica envolve um conjunto de aspectos intervenientes - facilitadores ou inibidores -, sobretudo quando mediada em ambientes virtuais, analisa-se o compartilhamento de informacoes e conhecimentos na comunidade virtual do SIGAA, entre os agentes de pessoas da Universidade Federal da Paraiba. Metodologicamente, a pesquisa configura-se como um estudo de caso do tipo descritivo, cujo corpus e constituido pelo ambiente da comunidade virtual e pelos agentes de gestao de pessoas. Para a coleta de dados, utiliza-se dos instrumentos formulario, diario de campo e questionario. Para a analise dos dados, realiza-se a interpretacao dos resultados a partir dos metodos quantitativo e qualitativo, por meio das tecnicas de analise de conteudo e analise do discurso do sujeito coletivo. Quanto aos resultados acerca dos recursos disponiveis para o compartilhamento na comunidade virtual, infere-se que, apesar de esse ambiente dispor de aplicacoes computacionais projetadas para subsidiar o compartilhamento de informacoes e conhecimentos, e necessario que sejam disponibilizados outros tipos de recursos que possam auxiliar a pratica desse comportamento apenas no nivel tacito, no intuito de promover a socializacao das experiencias dos sujeitos. No que concerne ao uso desses recursos para o compartilhamento observa-se que nao houve uma continuidade com o passar do tempo, resultando em diminuicao na frequencia da participacao dos usuarios. Tambem nota-se que as praticas de compartilhamento de conhecimento nao apresentaram um percentual elevado em relacao ao total de registros identificados, revelando que ha uma preferencia por compartilhamentos que envolvem fluxos informacionais formais (informacao). Conclui-se que os aspectos intervenientes ao compartilhamento entre os agentes, nesse ambiente virtual, ao mesmo tempo que envolvem facilitadores, tais como, motivacao para compartilhar e satisfacao dos sujeitos quanto ao uso desse mecanismo, tambem apresentam alguns inibidores que precisam ser contornados, entre eles, o relacionamento entre os agentes, a cultura e a estrutura da organizacao e o entendimento desses colaboradores quanto ao uso dos recursos disponiveis. Como recomendacoes, sugere-se iniciativas que possam envolver, de maneira integrada, a cultura e a estrutura da organizacao, os agentes e os recursos da comunidade virtual.
  • CLEBSON LEANDRO BESERRA DOS ANJOS
  • COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO, GESTÃO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO: Um estudo com gestores da Biblioteca Central da Universidade Federal da Paraíba
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Existe um problema na sociedade contemporanea referente ao excesso de informacao que e produzida e disseminada por intermedio das tecnologias de informacao e comunicacao, em especial, a Internet. Nesse contexto, surge a necessidade dos bibliotecarios que sao profissionais da informacao tornarem-se competentes em informacao, a fim de buscar, acessar e usar a informacao de forma eficiente, gerenciando o fluxo crescente de informacao com o intuito de criar conhecimento no ambito da organizacao. Nesse cenario, objetiva-se averiguar de que modo a competencia em informacao dos gestores da Biblioteca Central da Universidade Federal da Paraiba pode contribuir para o desenvolvimento das praticas de gestao da informacao e gestao do conhecimento. Para tanto, realizou-se um estudo exploratorio e descritivo, por meio de um levantamento e observacao participante. Os principais resultados revelaram, com relacao as dimensoes da competencia informacional, que os gestores buscam identificar fontes informacionais em varios formatos, selecionam os metodos investigativos mais apropriados na busca das fontes de informacoes, organizam conteudos e internalizam valores que promovam o uso da informacao como criacao de significado para sua vida e dos colaboradores. Quanto as dimensoes da gestao da informacao, obteve-se que os gestores avaliam acuradamente a sua necessidade de informacao e de seus colaboradores, exploram, classificam e estruturam as informacoes de maneira eficaz, classificam a informacao para ser armazenada e tratada, distribuem a informacao que os colaboradores necessitam e criam produtos e servicos para solucionar problemas informacionais da organizacao. No que se refere a gestao do conhecimento, os dados revelaram que os gestores identificam os conhecimentos e habilidades necessarios para a implementacao das estrategias definidas para a biblioteca. Todavia, na opiniao da maioria dos gestores, nao existe a definicao de metodos formais de compartilhamento do conhecimento entre seus participantes e nao ha determinacao de formas de motivacao e encorajamento para o compartilhamento de conhecimento na unidade pesquisada.
  • PABLO MATIAS BANDEIRA
  • MOVIMENTO DE ACESSO ABERTO NO BRASIL: contribuição do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia a partir da implementação do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • -Analisa os resultados da implementacao do Sistema Eletronico de Editoracao de Revistas (SEER), customizacao do Open Journal System pelo Instituto Brasileiro de Informacao em Ciencia e Tecnologia (IBICT), enquanto dispositivo de uma politica de acesso livre a informacao cientifica, no Brasil entre 2003 (ano de sua criacao) e 2015. Propoe-se tecer um contexto a partir do conceito de “acesso aberto”, reunindo os fios conceituais da "comunicacao cientifica", entrelacado ao da "editoracao cientifica", que por sua vez esta entremeado a "disseminacao da informacao cientifica e tecnologica", para a qual se propoe uma politica de acesso mediante adocao de tecnologia colaborativa e livre. A motivacao da pesquisa se deve, antes de tudo, pela importancia do periodico cientifico para a ciencia, sendo uma ferramenta indispensavel e um canal imprescindivel para a comunicacao da ciencia, uma vez que confere ao pesquisador prestigio, status, visibilidade, legitimando e garantindo credibilidade a pesquisa (MEADOWS, 1999; MUELLER, 1999). Em segundo lugar, por que o SEER/OJS contempla os requisitos de acessibilidade e usabilidade de acesso pleno.
  • THAMYRES FERREIRA RODRIGUES
  • O LABORATÓRIO DE TECNOLOGIAS INTELECTUAIS – LTi NA PERSPECTIVA DA COMPETÊNCIA INFORMACIONAL: os múltiplos olhares da Ciência da Informação JOÃO PESSOA 2017
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A aprendizagem pode ocorrer em diversos ambientes e um deles é o virtual, inclusive as fontes de mídias sociais, blogues e sites. É nesta perspectiva, que apresentamos o Projeto de Redes do Laboratório de Tecnologias Intelectuais - LTi, que tem a pro-posta de aprofundar nos estudos do campo científico da Ciência da Informação, con-siderando a importância das redes de aprendizagem, conforme o regime e a mediação da informação, com o auxílio da competência informacional aplicados no Portal do LTi, sem deixar de compreender a ação social como uma forma de vida. Por esse motivo, que buscamos explorar quais são as competências informacionais que pode-mos indicar ao Portal do LTi. Objetivamos analisar o Portal, no âmbito da competência da informação, identificando os elementos do regime de informação do LTi; compa-rando os padrões e os frameworks de competência informacional dos dispositivos e artefatos; descrever as competências informacionais do Portal LTi. Para isso, fizemos uso dos métodos da pesquisa documental em ambiente virtual, de natureza qualita-tiva, exploratória e descritiva. A coleta de dados foi realizada no site do LTi, organiza-dos em categorias de habilidades informativas, de acordo com Padrões e Framework de Competência Informacional para o Ensino Superior, propostos pela Association of College and Research Libraries. Conclui-se que os frameworks conseguem abranger mais competências informacionais, proporcionando mais benefícios aos alunos e usu-ários em relação aos padrões de competência. Recomendamos que seja realizado um aprofundamento epistemológico sobre o regime de informação e modelos de com-petências com base no framework, visto que essa estrutura é mais completa e aplicá-vel. Acredita-se que as competências informacionais que são: identificar, acessar, buscar, avaliar, organizar e usar sejam promovidas pelos professores, bibliotecários e todos os profissionais da informação aos seus alunos e usuários para que eles desen-volvam produtos e serviços de informação, cada vez mais avançados e inovadores.
  • EDIENE SOUZA DE LIMA
  • DIRETRIZES PARA UMA POLÍTICA INTEGRADA DE GESTÃO DOCUMENTAL, DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO NO SEBRAE NA PARAÍBA
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As transformacoes de ordem mundial nos ambitos cultural, economico e social conduzem as organizacoes a inovacao. Com a valorizacao dos ativos intangiveis verificada nas ultimas decadas, demonstra-se uma maior preocupacao com a gestao do conhecimento tacito e explicito. Nessa perspectiva, a gestao do conhecimento vem sendo considerada um desafio em um novo paradigma, que por sua abrangencia requer iniciativas integradas. Assim, esta pesquisa apresenta diretrizes norteadoras para uma politica integrada de Gestao Documental (GD), da Informacao (GI) e do Conhecimento (GC) no Sebrae na Paraiba. Optou-se por trabalhar em nivel estadual, com base no organograma da organizacao abrangendo, estrategicamente, cinco gestores de Agencias Regionais mais treze gestores das Unidades de Gestao localizadas na sede na cidade de Joao Pessoa, perfazendo um total de dezoito colaboradores. Metodologicamente, a pesquisa e de carater exploratorio e descritivo com abordagem qualitativa e quantitativa. Utiliza como instrumentos de coleta de dados o questionario, a analise na literatura cientifica e em determinados documentos internos da organizacao com foco no tema. Para a disposicao e apreciacao dos resultados adota o metodo de analise de conteudo com o uso de um sistema de categorias, subcategorias e indicadores fundamentados em Vanderlei Batista dos Santos no que se refere a GD; em Chu Wey Choo quanto a GI; e sob a otica de Regina Barros Cianconi quando se trata de GC. Os resultados atingidos remetem a formulacao das seguintes diretrizes: alinhar as estrategias da organizacao com os planos da documentacao, informacao e do conhecimento; desenvolver a valorizacao dos ativos intangiveis; estabelecer uma comissao de GD, GI e GC; estimular a cultura informacional e do conhecimento; promover a capacitacao do cliente interno e externo como foco na apreensao dos processos de GD, GI e GC; implementar a infraestrutura de Tecnologias da Informacao e Sistemas de Informacao incorporadas a GD, GI e GC; e elaborar uma politica integrada. Conclui que e imprescindivel a visao integrada dessa politica para contribuir com a governanca do Sebrae/PB, principalmente no planejamento estrategico, na comunicacao e na tomada de decisao.
  • JANIELE MOURA LOPES DOS SANTOS
  • LIVRO DIGITAL: estudo de cenários do setor editorial nacional
  • Data: 29/03/2017
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • É notória a função do mercado editorial quanto à produção de livros, sendo este um suporte informacional tradicional para a sociedade. Percebe-se que este mercado tem passado por mudanças significativas em suas formas de produção ao agregar o formato digital as suas publicações. Esta pesquisa estudou o mercado editorial nacional do livro com foco nas editoras que produzem livros digitais, com o objetivo de construir cenários prospectivos para o mercado de livros digitais no Brasil. Integrando em sua revisão de literatura elementos da gestão e a informação estratégica com os estudos de cenários prospectivos. Para tanto, identificou-se as variáveis-chave e os atores do mercado do livro digital, analisou suas respectivas interações e elaboraram-se os cenários prospectivos para o mercado editorial nacional do livro digital. Caracterizou-se como descritiva e bibliográfica, de abordagem quali-quanti e, como instrumento de coleta de dados, utilizou-se o questionário. Na fase de análise dos dados, utilizou como suporte os princípios e ferramentas da metodologia de cenário de Michel Godet. Evidenciou-se que as editoras apresentam boas perspectivas com relação ao mercado do livro digital, porém não acreditam que no futuro a venda do livro digital venha a se equiparar ou até mesmo superar o livro impresso. Constatou-se que as editoras cogitam reformular suas estratégias de publicação referentes ao livro digital. Indicou que as variáveis mais influentes no mercado editorial são as externas: cultura, economia e legislação e que os atores que exercem maior influência sobre este mercado também são externos: leitores, governo, escola e biblioteca. Com base nas informações obtidas por meio da pesquisa bibliográfica, do questionário e dos resultados gerados com o uso de software específicos da metodologia de cenários de Godet para o tratamento de variáveis e atores, construiu-se três cenários prospectivos para o mercado editorial nacional do livro digital, sendo estes: um cenário provável, um cenário otimista e um cenário pessimista ou de crise como recomendado pela metodologia. Apresentou-se como resultado final uma visão das possíveis transformações que poderiam vir a ocorrer no futuro deste setor, promovendo uma reflexão prospectiva para todos os atores que compõem a cadeia do livro digital, como editoras, escolas, bibliotecas, universidades e leitores.dados, utilizou o questionario. Na fase de analise dos dados, utilizou como suporte os principios e ferramentas da Metodologia de Cenario de Michel Godet, a qual auxiliou no construto de cenarios aplicado ao mercado editorial nacional do livro digital. A pesquisa evidenciou que as editoras participantes desta pesquisa apresentam boas perspectivas com relacao ao livro digital, porem nao acreditam que no futuro a venda do livro digital venha a se equiparar ou ate mesmo superar o livro impresso. Constatou-se tambem que as editoras cogitam reformular suas estrategias de publicacao referentes ao livro digital. A pesquisa tambem indicou que as variaveis mais influentes no mercado editorial sao as externas: cultura, economia e legislacao e que os atores que exercem maior influencia sobre este mercado tambem sao externos: leitores, governo, escola e biblioteca. Com base nas informacoes obtidas atraves do questionario e dos resultados gerados com o uso de softwares especificos da Metodologia de Cenarios de Godet para o tratamento de variaveis e atores, apresentou-se um construto de cenarios aplicado ao mercado editorial nacional do livro digital sendo composto por um cenario provavel, um cenario otimista e um cenario pessimista ou de crise como recomendado pela metodologia. Apresentou-se assim como resultado final uma visao das possiveis transformacoes que poderiam vir a ocorrer no futuro deste setor, promovendo uma reflexao prospectiva para todos os atores que compoem a cadeia do livro digital como editoras, escolas, bibliotecas, universidades e leitores.
  • GERMANA OLIVEIRA ALMEIDA DE MENDONCA
  • ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA NA UFPB: estudo de caso da Coordenação de Contabilidade e Finanças da PRA
  • Data: 28/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A informacao sempre foi um importante diferencial para as instituicoes, publica ou privada, assim como para os cidadaos, por isso e crescente o numero de estudos voltados para o acesso, sigilo e uso da mesma. A informacao publica e reconhecida internacionalmente como um direito humano fundamental, no Brasil seu acesso percorreu um caminho marcado pela presenca de legislacoes que asseguram o sigilo, e uma insipiente possibilidade de abertura dos arquivos publicos. O preludio do pos-regime ditatorial e promulgacao de legislacoes como: a Constituicao da Republica Federativa do Brasil de 1988; a Lei da Politica Nacional de Arquivos Publicos e Privados (Lei nº 8.159/91); a Lei de Acesso a informacao (Lei nº 12.527/11); o Decreto nº 7.724/2012 e iniciativas como o Portal da Transparencia Publica a elevaram a condicao de ser um bem publico. Produzida durante a atividade laboral ou sob a tutela do Estado o seu acesso e a regra e o sigilo a excecao. A Universidade Federal da Paraiba e uma importante instituicao de ensino, pesquisa e extensao para a regiao nordeste. Nela, localizamos a Coordenacao de Contabilidade e Financas, orgao responsavel pela producao e guarda do maior volume de informacoes economico-financeiras da instituicao, e, portanto, nosso campo empirico de pesquisa. O objetivo da pesquisa e compreender a dimensao do conhecimento que os servidores da Coordenacao de Contabilidade e Financas da Pro-Reitoria de Administracao da Universidade Federal da Paraiba possuem sobre as regras de procedimento que normatizam a transparencia e acesso a informacao publica de acordo com a Lei nº 12.527/11. A pesquisa tem natureza descritiva, com abordagem quantitativa/qualitativa, foi desenvolvida mediante estudo de caso. A coleta de dados se deu atraves da pesquisa bibliografica, documental, aplicacao de questionario semiestruturado e observacao direta estruturada no endereco eletronico da instituicao. Para o estudo foram utilizados dois metodos para tratar e analisar os dados obtidos: para os quantitativos a analise estatistica; e para os dados qualitativos a analise de conteudo. O referencial teorico aborda a informacao como constructo necessario para o conhecimento por ser motivada pelo desejo de satisfazer uma necessidade, e, por isso, contempla os seus aspectos enquanto objeto de estudo da Ciencia da Informacao e como bem publico; os arquivos como fonte de informacao e o seu acesso enquanto processo de construcao historica. E, por fim, atinge as consideracoes finais.
  • SUELEEM VIEIRA BRITO
  • CATÁLOGOS ON-LINE: ESTUDO DO OPAC SIGAA/BIBLIOTECA DO SISTEMOTECA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA E O AACR2
  • Data: 23/03/2017
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • A organização da informação vem sendo cada dia mais necessária, devido o crescimento constante do volume informacional, esse fator vem impulsionando medidas de tratamento pelos profissionais nas diversas unidades de informação. Esta pesquisa tem como objetivo analisar o catálogo on-line do Sistemoteca da Universidade Federal da Paraíba, que utiliza o SIGAA/módulo Biblioteca, quanto aos campos do AACR2 do nível um, sua pontuação e pontos de acesso. Para a metodologia utilizada na pesquisa realizamos o levantamento bibliográfico de fontes de interesse e relevantes a pesquisa – pesquisa teórica, posteriormente passando a prática. A abordagem quanti-qualitativa será utilizada na pesquisa, o uso da pesquisa quantitativa é pertinente porque oferece mais confiabilidade e maior clareza na análise de possíveis quadros que são apresentados neste trabalho, como também, a abordagem qualitativa que se propõe a esclarecer o contexto dos diferentes itens. Quanto ao objetivo, a pesquisa se traduz em exploratória, e também um estudo de caso. A coleta dos dados se deu a partir da pesquisa no SIGAA/módulo biblioteca, através da Internet, para levantamento dos itens de interesse, totalizando 22 itens para a pesquisa e análise um a um de cada área do nível um do AACR2. Como resultados encontramos que a maioria dos 22 itens segue as normas de descrição para o nível um do AACR2, e as maiores inconsistências estão na falta de resumo e não paginação da Bibliografia. Palavras-chave: Catálogo on-line – UFPB. SIGAA – módulo biblioteca. AACR 2.
  • THERESA CYNTHIA MIRANDA SOUZA ALVES
  • REPRESENTAÇÃO DESCRITIVA: proposta de catálogo de medalhas recebidas por José Simeão Leal
  • Data: 23/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa objetivou apresentar uma proposta de representacao descritiva de documentos tridimensionais, especificamente as medalhas recebidas por Jose Simeao Leal (JSL). Para isso, buscou as abordagens teoricas centradas na representacao descritiva da informacao; nas normas de representacao para descrever documentos tridimensionais em arquivos pessoais; na analise da descricao arquivistica para o Arquivo JSL e na elaboracao de metadados para a representacao descritiva das medalhas. Trata-se de uma pesquisa exploratoria e descritiva, com abordagem qualitativa e uso das tecnicas de observacao e de analise documental para a coleta de dados. Como instrumento de coleta de dados foi elaborado um modelo de ficha descritiva documental, constituido de metadados, usados na representacao descritiva de cada medalha. Para que a delimitacao dos metadados fosse feita corretamente, a fim de que eles representassem os documentos tridimensionais de modo fidedigno, buscou-se seguir recomendacoes trazidas por normas representacao descritiva consagradas como a ISAD(G), a NOBRADE e a AACR2. Utilizou-se referencias sobre representacao descritiva da informacao, descricao arquivistica e arquivo pessoal de Bellotto (2004), Camargo e Goulart (2007), Schellenberg (2005), Santos (1999) entre outros. Sobre a vida e o acervo de JSL se reportou as consideracoes de Oliveira (2009). A representacao descritiva dos objetos tridimensionais (medalhas) no ambito do AJSL, pretendeu contribuir para facilitar o acesso e o uso das mesmas, e manter viva a memoria de seu titular, considerando a importante contribuicao dada por Jose Simeao Leal a cultura brasileira.
  • LAIANA FERREIRA DE SOUSA
  • ENCONTRO COM AS MEMÓRIAS LEITORAS DO BIBLIOTECÁRIO CONTADOR DE HISTÓRIAS
  • Data: 22/03/2017
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa visa analisar as memórias leitoras do bibliotecário contador de histórias, formadas ao longo de sua trajetória de vida familiar, escolar, acadêmica e profissional, avaliando se possuem relação com suas práticas enquanto mediador de leitura, sobretudo nas bibliotecas públicas e escolares. Busca-se suscitar a rememoração de histórias de vida e o seu entrelace com a trajetória pessoal e profissional. Os referenciais teóricos adotados compreendem, principalmente, o campo da mediação da informação, leitura literária, oralidade e narrativas, a partir de autores como: Martins (1994), Kleiman (1997), Quevedo (2002), Lajolo e Zilberman (1982), Chartier (1996), Soares (2010), Yunes (2002), Busatto (2003), Meireles (1984), Benjamin (1994) e Almeida Júnior (2009). Também busca a compreensão dos conceitos de memória e de suas inter-relações em Halbwachs (2006), Nora (1993), Ricoeur (2007) e Santos (2012). Ademais, propõe-se a investigar como as ações de mediadores sociais de leitura (pessoais e institucionais) podem ter contribuído para a formação literária desses profissionais. Para tanto, foram analisadas as memórias de leitura e as narrativas de quatro bibliotecários contadores de histórias que atuam em bibliotecas públicas e escolares de Fortaleza. A escolha metodológica foi a História Oral, com abordagem em História Oral de Vida, utilizando-se a entrevista semiestruturada para garantir o acesso às memórias orais dos interlocutores. A partir deste estudo, foi possível constatar que a presença da contação de histórias enquanto prática de mediação e promoção da leitura no fazer biblioteconômico, sobretudo em bibliotecas públicas e escolares, advém da relação do bibliotecário com a leitura, desde a sua constituição enquanto leitor até a sua formação profissional, quando lhe é proporcionado, porém, o contato com a prática leitora. Esta pesquisa pode, ainda, contribuir para o aperfeiçoamento constante e inovador da formação acadêmica, destacando, à luz das entrevistas feitas com bibliotecários recém-egressos, as manifestações de aprendizagens significativas durante a realização e participação em projetos de extensão universitária. Na perspectiva de estender a discussão teórica acerca da temática abordada, esta pesquisa apresenta caminhos a serem percorridos e estudos a serem aprofundados.
  • CARLA MARIA DE ALMEIDA
  • ABRAM AS PORTAS DA CIÊNCIA PARA OS MESTRES E AS MESTRAS PASSAREM: a ressignificação da Jurema no Acervo José Simeão Leal
  • Data: 16/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo compreender como as informacoes constantes dos documentos que constituem o Acervo Jose Simeao Leal contribuem para a construcao das memorias da Jurema no estado da Paraiba. Ao assumir, na decada de 1940, o cargo no Departamento Administrativo de Servico Publico do estado da Paraiba, o medico e intelectual paraibano Jose Simeao Leal se debrucou em pesquisar e registrar as manifestacoes de cultura popular de seu estado. Em meio a esse estudo, foram levantadas informacoes sobre a Jurema, religiosidade afro-indigena. Os documentos levantados encontram–se em forma de fotografias, desenho, datilografados e manuscritos. Tambem, constam correspondencias recebidas pelos pesquisadores sobre o tema, como Roger Bastide. A documentacao consta no Acervo Jose Simeao Leal, situado, desde 2009, no Nucleo de Documentacao e Informacao Historico Regional. O acervo se constitui tanto como um espaco de memoria do proprio Jose Simeao Leal, quanto das pessoas e praticas que tiveram contato e deixaram resquicios em sua vida, como os/as religiosos/as e rituais de Jurema registrados em sua pesquisa. Compreendemos a importancia das fontes para a construcao da narrativa memorialistica dos/das religiosos/das afro-indigenas na Paraiba tomando como fundamentacao teorico-metodologica os estudos inseridos no campo das ciencias sociais, especificamente da Ciencia da Informacao, que versam sobre a memoria social, cultura, identidade e sobre os documentos utilizados enquanto mediuns de memoria (ASSMANN, 2011), somado as pesquisas sobre a religiao. Os pressupostos metodologicos partem da analise documental (AROSTEGUI, 2006) e, tendo em vista que a imagem, especialmente a fotografia, se constitui documento principal do estudo, os recursos da semiotica (SANTAELLA; NOTH, 1997) direcionaram a analise desse tipo documental.
  • FELLIPE SÁ BRASILEIRO
  • RESILIÊNCIA INFORMACIONAL: MODELO BASEADO EM PRÁTICAS INFORMACIONAIS COLABORATIVAS EM REDES SOCIAIS VIRTUAIS
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa se propoe a explicar, por meio de um modelo, as circunstancias em que a informacao e as praticas colaborativas agenciadas no contexto dos espacos virtuais, atrelados aos dispositivos de comunicacao moveis, viabilizam a construcao da resiliencia informacional e o desenvolvimento das competencias informacionais necessarias para a transicao de ambientes complexos em tempos de incertezas. Parte da hipotese de que as praticas informacionais colaborativas mediadas pelos espacos virtuais viabilizam a construcao da resiliencia informacional a medida que possibilitam uma coesao social negociada e construida nas situacoes de interacao. A dimensao teorica que sustenta a hipotese de trabalho esta estruturada na Teoria da Interacao Ritual (IR) de Randall Collins (2004) e sua expansao, na perspectiva de Ling (2008), para o contexto das interacoes mediadas pelas tecnologias moveis. A dimensao metodologica esta estruturada na combinacao de dois desenhos metodologicos – o estudo de caso e o estudo retrospectivo. O estudo de caso se desenvolve em torno de um grupo de mulheres que vivenciam a experiencia da maternidade pela primeira vez (mulheres primiparas) e utilizam o espaco virtual do dispositivo movel, especificamente o aplicativo de mensagens instantaneas WhatsApp, como uma estrategia informacional destinada ao enfrentamento coletivo das incertezas que emergem do contexto vivenciado. O estudo retrospectivo – envolvendo os procedimentos de coleta e analise dos dados – se desenvolve com base no metodo do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os resultados encontrados demonstram que as praticas colaborativas mediadas pelos espacos virtuais sao efetivamente agenciadas, negociadas e coordenadas a partir do momento em que os participantes passam a experimentar uma consciencia coletiva – a respeito da estrategia informacional de enfrentamento coletivo na rede – direcionada para o bem comum. Esta consciencia coletiva, por sua vez, e resultado de uma experiencia intensa de emocao compartilhada, que emerge das microdinamicas situacionais das interacoes tecnomediadas e que gera os sentimentos/valores/emocoes individuais e coletivos necessarios para a construcao da resiliencia informacional e o desenvolvimento de competencias informacionais – de forma alternativa, criativa, situacional e negociada – frente as restricoes de informacao que particularizam o contexto vivenciado. Concluiu-se que o modelo da resiliencia informacional em redes sociais virtuais pode se configurar como um recurso metodologico para os estudos de competencias, praticas informacionais e politicas de informacao assentados em contextos de vida significativos/pessoais/de saude, uma vez que desvela uma microdinamica das praticas colaborativas que pode estruturar o processo de resiliencia informacional nas ambiencias virtuais e, ao mesmo tempo, orientar as acoes de mediacao dos provedores de informacao atreladas aos dispositivos de comunicacao moveis. Evidencia, assim, que o emprego dessas tecnologias como estrategia de uma politica de informacao para o desenvolvimento de competencias informacionais em coletivos de pessoas em situacoes de adversidade implica uma articulacao entre a dimensao situacional das praticas colaborativas em redes sociais virtuais (agenciadas por sujeitos que necessitam de informacoes de cunho intimo e/ou pessoal) e a dimensao da acao informacional de provedores de informacao cientifica e de credibilidade.
  • DEISE SANTOS DO NASCIMENTO
  • MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO: estudo das práticas na Colônia de Pescadores “Benjamin Constant” Z5 em Lucena-PB.
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Trata-se de uma pesquisa etnografica realizada com pescadores artesanais no municipio de Lucena-Pb e teve como objetivo geral analisar as praticas de mediacao da informacao desenvolvida pela Colonia de Pescadores “Benjamin Constant, Z-5” para os pescadores artesanais e, como objetivos especificos: fazer o mapeamento dos pescadores em atividade na praia de Lucena; caracterizar o perfil socioeconomico dos pescadores e dos gestores da Colonia de pesca; observar como se constitui a relacao estabelecida entre a Colonia de pesca e os pescadores; compreender nas narrativas orais dos gestores da Colonia de Pesca e, dos pescadores, os aspectos que possam se constituir como barreiras no processo de comunicacao da informacao; apresentar diretrizes para a construcao de um regime de informacao e uma politica de informacao que promova o dialogo entre a Colonia de pescadores, os pescadores locais e demais instituicoes que atuam no segmento da pesca. Teve como base teorica a literatura da area Ciencia da Informacao e da Sociologia, pelo olhar da teoria sociologica do segredo de George Simmel, abordando especificamente os tres aspectos desta teoria: o segredo, o silencio e o conflito, pautando-se na informacao como um fenomeno social, com respaldo no paradigma social de Capurro, do regime e politica de informacao e dos estudos de mediacao da informacao. Do ponto de vista metodologico, a abordagem e etnografica e qualitativa, a partir da utilizacao da pesquisa-acao, da observacao participante e da historia oral para a coleta dos dados, os quais foram analisados priorizando-se o significado dos fatos e das falas, como preza o metodo de analise de conteudo. A apresentacao da analise dos dados foi realizada em dois momentos: incialmente coletou-se os dados atraves do cadastramento efetivado com os pescadores e gestores da colonia de pescadores e, em seguida, apresentou-se a analise feita a partir das narrativas da historia oral, com a exposicao das falas e representacao grafica, para melhor visualizacao de relacoes constituidas e dos aspectos de sociabilidade. As consideracoes finais abordam as impressoes acerca do campo da pesquisa e do objeto investigado apresentando, conforme proposto num dos objetivos especificos, direcionamentos para que os futuros gestores possam fazer uma administracao mais participativa, priorizando a realizacao de praticas de informacao que atendam as necessidades dos pescadores artesanais, associados a Colonia de pescadores “Benjamin Constant”, Z5.
  • EDCLEYTON BRUNO FERNANDES DA SILVA
  • A FORMAÇÃO DA AUTORIA NA PRODUÇÃO COLABORATIVA NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
  • Data: 20/01/2017
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A diversidade de formacao dos pesquisadores presente na Ciencia da Informacao sinaliza para o complexo processo de producao colaborativa de conhecimentos. Nesse sentido, aborda a producao colaborativa no campo da Ciencia da Informacao no Brasil, buscando, especificamente, identificar as autorias da producao colaborativa e caracterizar a formacao dos coautores que produzem de forma colaborativa. Nessas condicoes, esta pesquisa busca analisar as implicacoes da formacao da autoria na producao colaborativa na Ciencia da Informacao. Para tanto, foi mapeada a producao colaborativa, para posteriormente identificar as autorias da producao colaborativa na Ciencia da Informacao, caracterizar a formacao dos autores e entao apontar os efeitos da autoria na producao colaborativa em Ciencia da Informacao. A pesquisa se caracteriza como exploratoria e descritiva, de cunho quantiqualitativa, referente as implicacoes da formacao da autoria na producao colaborativa na Ciencia da Informacao. O universo da pesquisa correspondeu ao conjunto de comunicacoes produzidas por mais de um autor, apesentadas no ENANCIB. A amostra se referiu a producao apresentada nas edicoes XIII, XIV, XV e XVI. A pesquisa teve, portanto, como sujeitos os pesquisadores da producao colaborativa no campo da Ciencia da Informacao, compreendidos nas publicacoes do ENANCIB, realizadas entre os anos 2012 e 2015. O levantamento foi realizado nas bases do repositorio Benancib – Questoes em Rede, que indexam e armazenam as comunicacoes realizadas nos ENANCIB.Complementarmente, na caracterizacao da formacao da autoria, foi realizado levantamento documental, nos curriculos dos autores na Plataforma LattesCNPq e, quando necessario, foi verificado, nos sites dos PPGCI‟s recomendados pela CAPES, obtendo maiores informacoes sobre a formacao dos pesquisadores. Os resultados mostram o total de 1.265 comunicacoes, sendo 264 realizadas de forma individual e 1.001 de forma colaborativa. Alem disso, em media, foram produzidas por edicao 316 comunicacoes, sendo 66 comunicacoes individuais e 250 comunicacoes em colaboracao. Foi identificada na producao em colaboracao a participacao de pesquisadores com formacoes multiplas e diferentes titulacoes. Os resultados evidenciam que, das nove grandes areas que compoem a Tabela de Areas do Conhecimento da CAPES, oito estao presentes na formacao da autoria da producao em colaboracao da Ciencia da Informacao analisada. Percebe-se que apenas a grande area Multidisciplinar nao aparece na pesquisa. Em contrapartida, observa-se que todas as outras grandes areas compreendem areas que possibilitam aproximacoes com a Ciencia da Informacao. E possivel observar que a grande area que tem maior destaque na producao sao as Ciencias Sociais Aplicadas, na qual foi possivel encontrar 16 formacoes. Isso se deve, em certa medida, a proximidade de objeto em relacao a algumas disciplinas, como a Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicacao e Museologia. Alem dessas, outras duas grandes areas tem participacao consideravel na producao da Ciencia da Informacao, a partir da formacao dos autores, sao elas: as Ciencias Exatas e da Terra e as Engenharias. A partir do mapeamento e da caracterizacao das formacoes presentes possibilitaram a constatacao de dois efeitos da autoria na producao em colaboracao em Ciencia da Informacao, a saber, o efeito interdisciplinar e o efeito da colaboracao entre formacoes distintas, sendo que o primeiro interfere no segundo.
2016
Descrição
  • FABIANA DA SILVA FRANCA
  • FORMAS DE REDUÇÃO LÉXICA NA REDAÇÃO DE RESUMOS DE ALTA EM PRONTUÁRIO DO PACIENTE VISANDO A INDEXAÇÃO E RECUPERAÇÃO DA INFORMAÇÃO
  • Data: 12/12/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Nos esquemas, simples e complexos, de representacao e recuperacao da informacao de textos verbais, a terminologia desempenha papel fundamental. Diante disso, nesta tese se defende que, na representacao indexal de prontuarios do paciente, as siglas, acronimos, abreviaturas e simbolos sao termos fundamentais a serem considerados como cabecalhos de assunto para a indexacao e recuperacao da informacao. Esse fato e embasado pela Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT), ao defender que os termos cumprem condicoes proprias das unidades terminologicas. O objetivo principal da pesquisa foi investigar unidades terminologicas referentes as abreviacoes e aos simbolos utilizados na redacao dos resumos de alta de prontuarios do paciente, em hospitais publicos do Brasil e da Espanha, visando a estruturacao de metadados (semanticos) para a representacao e recuperacao da informacao no ciberespaco. A escolha do tema e justificada, principalmente, pela necessidade de se criar uma estrutura de representacao com utilizacao de funcionalidades que beneficiem a construcao de uma Wiki colaborativa, pelos profissionais de saude, visando facilitar tanto a redacao como a recuperacao de informacao em prontuarios do paciente junto ao Servico de Arquivo Medico e Estatistico (SAME), considerados, na Espanha, como Unidade de Documentacao Clinica. A pesquisa e de cunho exploratorio e se apoia nos fundamentos teoricos da TCT, estando ancorada no metodo funcionalista, com caracteristicas quanti-qualitativas e em um estudo de casos multiplos. Como loci do estudo empirico, no Brasil, o SAME do Hospital Universitario Lauro Wanderley da Universidade Federal da Paraiba (HULW-UFPB) e, na Espanha, a Unidade de Documentacao Clinica do Hospital Clinic de Barcelona (HCB). Os corpora da pesquisa recairam sobre os resumos de alta de prontuario do paciente das especialidades medicas: Hepatologia, Neurologia e Nefrologia, em hospitais publicos, do Brasil e da Espanha, sendo estudados 300 resumos de alta de cada pais, totalizando 600 documentos. Foram adotadas dois metodos para a coleta dos dados: analise de conteudos referentes as reducoes lexicas dos resumos de alta e um questionario aplicado aos profissionais da saude que atuam HULW/UFPB e aos profissionais com especializacao em documentacao sanitaria da Espanha, buscou-se conhecer as contribuicoes e/ou implicacoes decorrentes da padronizacao dessas unidades linguisticas e nao linguisticas. Os resultados encontrados indicam a presenca de 2.175 siglas, 212 abreviaturas, 480 acronimos e 337 simbolos adotados nos resumos de alta. No cotejamento do mapeamento das unidades de reducao lexica, junto as fontes de informacoes especializadas em saude, disponiveis online, foram confirmados que no Brasil, somente 15,70% das unidades de reducao lexical estao padronizadas nessas fontes, enquanto na Espanha, 99,22% dessas formas sao localizadas em alguma das fontes de informacao analisadas. No quesito referente as contribuicoes e/ou implicacoes decorrentes da padronizacao dessas unidades linguisticas e nao linguisticas, foram apontados que a padronizacao minimiza ruidos de comunicacao entre a equipe multiprofissional de saude. Esses resultados possibilitaram o planejamento da plataforma colaborativa em ambiente Wiki, que chamamos de Siglario Saude. Concluimos que, a partir dos resultados alcancados, a representacao das siglas, acronimos, abreviaturas e simbolos por especialidade medica, auxiliam na compreensao desses termos de acordo com o contexto que foi empregado, facilitando a recuperacao de suas respectivas descricoes.
  • JULIANNE TEIXEIRA E SILVA
  • NOÇÃO DE REPRESENTAÇÃO NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: CONCEPÇÕES A PARTIR DA FILOSOFIA DE ARTHUR SCHOPENHAUER
  • Data: 09/12/2016
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta-se um alargamento do campo nocional da representacao da informacao no contexto da Ciencia da Informacao, trazendo-se o traco do caminhar epistemico, desde a antiguidade classica e seu pensamento ocidental linear, passando por suas herancas, ate as conexoes percebidas entre a Ciencia da Informacao e o pensamento de Arthur Schopenhauer. A tese de que seria encontrado tal recurso para as bases desse alargamento no pensamento de Schopenhauer, e que defende o cotejamento e reflexao entre os aspectos filosoficos do pensamento do autor e as bases teoricas da representacao da informacao no seio da Ciencia da Informacao, no Brasil, indicou, diante das reflexoes e argumentos arrolados, que existem relevantes elementos no pensamento schopenhaueriano, nos quais ha pontos de convergencia teorica e que podem fundamentar estes debates no ambito da Ciencia da Informacao, sobretudo em sua Teoria do Conhecimento, especialmente na sua nocao de esferas conceituais.
  • EVELINE FILGUEIRAS GONCALVES
  • A FOTOAUTOBIOGRAFIA COMO ESPAÇO DE RECORDAÇÃO: fragmentos em álbuns de memória sobre a Universidade Federal da Paraíba no Arquivo Afonso Pereira
  • Data: 16/11/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Tal como a fotografia, o objeto arquivistico e dotado de singularidade e registra as influencias do tempo sob a forma de acontecimentos. Por sua natureza indexical, a fotografia ocupa um papel cultural de testemunha, o que contribui para torna-la um objeto, por essencia, arquivistico. Neste trabalho, analisamos a dimensao educacional do paraibano Afonso Pereira da Silva. Para isso elaboramos sua fotoautobiografia, com base nas fotografias e nos albuns constantes em seu arquivo privado pessoal, com foco em sua acao de educador fundador da UFPB. Analisamos as informacoes imageticas do seu acervo fotografico para descrever os icones, os indices e os simbolos figurados nas imagens e produzir a fotoautobiografia a partir das informacoes historico-sociais e potenciais contidas nas fotografias. Partimos da hipotese de que a fotoautobiografia e uma fonte de informacao memorialistica. Nesse sentido, a Ciencia da Informacao se faz presente por perceber a fotografia como um documento, fonte de informacao potencial capaz de produzir memoria. Assim, elegemos a escrita de si, nao so por apresentar cunho qualitativo, mas tambem por ser uma pratica que envolve autobiografias. Essas praticas de producao de si nos levam a entender um conjunto de acoes que foram elaboradas pouco a pouco por Afonso Pereira da Silva, desde as mais diretamente ligadas as autobiografias ate a da constituicao de uma memoria de si, realizada com o apanhado de objetos materiais. Partindo de uma leitura de seus feitos, colocamo-los em dialogo com sua propria trajetoria de educador, que compoe o acervo do centro de memoria.
  • ADRIANA CARLA SILVA DE OLIVEIRA
  • DESVENDANDO A AUTORALIDADE COLABORATIVA NA E-SCIENCE SOB A ÓTICA DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL
  • Data: 10/11/2016
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • O estudo traz uma tematica inovadora no cenario da ciencia contemporanea. A perspectiva apresenta um novo espectro de uma ciencia aberta com mudancas nas praticas cientificas vigentes. Essas praticas estao sendo aprimoradas, ressignificadas e reconduzidas para as novas dinamicas no fazer e publicar a pesquisa cientifica. O quarto paradigma cientifico conduz essa ciencia que e baseada no uso intensivo de dados cientificos atraves das praticas do modelo emergente da e-Science. A e-Science reflete um ambiente cientifico de colaboracao, compartilhamento, convergencia, conectividade, interatividade, uso e reuso de dados cientificos. Esse ambiente constitui os pressupostos da ciencia aberta e do modelo emergente. O ciclo de vida dos dados e adotado para conduzir e apoiar o gerenciamento de dados cientificos. Dessa forma, a tese traz um estudo multidimensional e multidisciplinar atraves da confluencia entre a Ciencia da Informacao e as Ciencias Juridicas e suas intersecoes com a Economia e Tecnologia. Teoricamente, o estudo apoia-se na vertente do commons preconizado pela Teoria do Commons e Economia Criativa, nas regulacoes e legislacoes da Propriedade Intelectual vigentes e em diretrizes internacionais para as novas dinamicas da e- Science. O argumento de tese propoe que na e-Science a autoralidade e colaborativa e promovida pela recompensa autoral. O objeto de estudo esta centrado na autoralidade dos dados cientificos como bens intelectuais e o objetivo geral busca elaborar padroes que promovam a recompensa autoral na e-Science. A pesquisa e predominantemente qualitativa e adotou a analise de conteudo de Bardin para a categorizacao, codificacao e inferencias do corpus de analise. Foi substanciada pelas seis dimensoes (epistemologica, teorica, tecnica, morfologica, politica e etica) do estudo de Bufrem. Tal estudo foi norteador para o desenvolvimento dos capitulos, analise de conteudo e constituicao do modelo conceitual. Utilizou-se para a categorizacao e codificacao do corpus de analise o software NVivo. A visao multidimensional e conexoes tematicas resultaram em cinco categorias e treze subcategorias que ajudaram a alcancar o objetivo e constituir os padroes do modelo proposto para a representacao da autoralidade na e-Science. Concluiu-se que a autoralidade no contexto da e- Science e colaborativa. A autoralidade colaborativa e garantida mediante a recompensa autoral atraves da atribuicao, citacao e responsabilizacao. A atribuicao e citacao sao procedimentos usuais, contudo nas praticas contemporaneas a responsabilidade e atribuida a cada colaborador na proporcionalidade de sua participacao. Assim, a tese se confirmou e esta representada pelo modelo conceitual de autoralidade colaborativa na e-Science. O modelo e composto por padroes multidimensionais que representam o cenario da ciencia aberta colaborativa, compartilhada e acessivel orientada ao uso e reuso dos dados cientificos. Por fim, cada padrao do modelo constitui-se em axiomas norteadores que auxiliarao autores, pesquisadores, curadores, bibliotecarios e demais colaboradores, bem como instituicoes academicas, cientificas e agencias de fomento a conduzirem projetos de compartilhamento e gerenciamento de dados cientificos no contexto da e-Science com garantia minima a autoralidade de todos os envolvidos.
  • LUCAS ALMEIDA SERAFIM
  • COMPETÊNCIAS EM INFORMAÇÃO E THE SERIOUS LEISURE PERSPECTIVE: UM NOVO ESPAÇO DE INTERLOCUÇÃO
  • Data: 29/09/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As competencias em informacao, topico de pesquisa da Ciencia da Informacao, nascido no ambito biblioteconomico do Ensino Superior, e ampliado para outras situacoes da vida. Para tanto, processos de informacao bem-definidos, orientados para a solucao de problemas das contexturas formais (academico e profissionais), frequentemente sistematizados em modelos que mapeiam habilidades cognitivas, sao contrastados com outras realidades informacionais, especialmente as caracterizadas por outras naturezas de informacao, como a afetiva e/ou emocional, a qual carece de interesse da pesquisa das praticas de informacao. Com intento holistico e complementar, e munidos de arcabouco teorico sociocognitivo da informacao, e realizada pesquisa participante no mundo social dos fisiculturistas competitivos, contexto que e, por natureza, positivo, estabelecido a partir da The Serious Leisure Perspective. Desta feita, o fisculturismo competitivo na modalidade amadora e analisado em profundidade, oferecendo olhar renovado para a visao tradicional das competencias em informacao. Fatores como “problema” e a “necessidade” cedem espaco para o “prazer” e o “profundo” no entendimento dos engajamentos de busca por informacao. Junto ao aprendizado formal, metodico e abstrato, sao observados outros meios de estar informado nao tao bem definidos, em que o uso da informacao depende da aplicacao pratica do conhecimento adquirido. Por esta visao pratica, destaca-se que a precisao da informacao nao depende exclusivamente da autoridade cognitiva da informacao, mas tambem de aspectos fisicos, emocionais, afetivos e socioculturais e, em ultima instancia, da singularidade dos corpos dos participantes. Este estudo conclui que abordagem positiva da informacao, especialmente no lazer, deve fazer parte da agenda de pesquisa do campo da informacao, ja que ela permite a compreensao de outras realidades de informacao que compoem a vida humana, e como a informacao (e as competencias em informacao) pode contribuir para o desenvolvimento de comunidades mais felizes e saudaveis, ao mesmo tempo em que, no caso do fisiculturismo competitivo, esta perspectiva pode auxiliar no reconhecimento de grupos (e praticas) socialmente desconhecidos.
  • ANA VIRGINIA CHAVES DE MELO
  • Aprendendo a aprender pensando sobre como pensar: o desenvolvimento de competência em informação sobre o suporte da metacognição.
  • Data: 27/07/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Considerando-se que os processos metacognitivos seriam a base mais adequada para o desenvolvimento de competencia em informacao, objetivou-se analisar a influencia dos processos metacognitivos no desenvolvimento da competencia em informacao, em relacao ao processo de producao de textos academicos nos professores e estudantes concluintes do curso de Graduacao em Biblioteconomia da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). Com este fim, foi realizada uma fundamentacao teorica sobre os temas: competencia em informacao tecendo no Modelo de Busca de Informacao de Kuhlthau (2010); os estudos sobre busca de informacao de Ellis, Cox e Hall (1993) e o conceito de autoeficacia da Teoria Sociocognitiva de Bandura (1996). A psicologia cognitiva esclareceu os processos de memoria, linguagem e cognicao. A metacognicao trouxe as Teorias da Metamemoria e da Metacompreensao da leitura e escrita. Apresentando-se as conexoes entre as tres areas descritas. Utilizou-se o metodo Grounded Theory, a historia de vida e o incidente critico como formas de escuta das vivencias que explicitam as solucoes cognitivas e metacognitivas utilizadas pelos participantes da pesquisa para os problemas de informacao, sendo, realizada entrevista semiestruturada, sobre praticas de busca, leitura e escrita com dez professores e nove estudantes concluintes do curso de graduacao em Biblioteconomia da Universidade Federal da Paraiba. As entrevistas foram transcritas e as respostas foram analisadas atraves da analise comparativa continuada do metodo Grounded Theory. Como resultado, foram identificados os processos e estrategias cognitivos e metacognitivos em relacao aos desafios cognitivos dos sujeitos e analisada a influencia da metacognicao sobre o desenvolvimento de competencia em informacao. Como produto teorico foram percebidos os eixos centrais da cognicao e metacognicao em relacao ao desenvolvimento de competencia em informacao. Aponta-se, entao, (1) um mecanismo metacognitivo de despertamento da necessidade de informacao, a partir da interacao de construtos como interesse e estado de alerta metacognitivo; (2) uma compreensao teorica dos fluxos informacionais na academia baseados na percepcao de quatro redes interligadas como meios de acesso ao conhecimento no espaco academico: a rede de regimes de informacao, de autoria, de producao intelectual e de conteudo. (3) Os processos de leitura tomam como base o transito e a capacidade de interacao com estas redes para alimentar a propria rede semantica interna do estudante e do professor, que, (4) ao tornarem-se autores, tornam-se ofertantes de produtos as mesmas redes onde buscaram informacao, gerando um fluxo de producao academica continuo. Estas compreensoes indicam a importancia pratica que pode assumir na academia e na propria area da Ciencia da Informacao o desenvolvimento de competencia em informacao e apresentam a necessidade de ampliar os espacos de conhecimento e discussao sobre a atuacao da competencia em informacao, das suas interrelacoes com a metacognicao e das possibilidades inseridas na compreensao das redes de fluxo de informacao cientifica e suas transacoes, como instrumento teorico para compreensao do desenvolvimento de competencia em informacao. Tambem foi percebida a necessidade de discussao os que fazem o aprender a respeito da competencia em informacao e da metacognicao para ampliar as possibilidades de desenvolvimento de competencia em informacao e, por consequencia da producao textual academica da area.
  • ROSILENE PAIVA MARINHO DE SOUSA
  • A Informação como Elemento da Regulação dos Institutos Jurídicos da Propriedade Intelectual
  • Data: 27/07/2016
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo analisa a informacao como elemento de regulacao dos institutos juridicos da Propriedade Intelectual (PI), apresentando uma visao sobre a protecao juridica da PI no ambito nacional e internacional. Realiza consideracoes sobrea deficiencia dos institutos que regulam a PI, pelo seu carater de rigidez, por estarem previstos em areas distintas das ciencias juridicas e nao contemplarem, em sua totalidade, a diversidade de criacoes do intelecto humano que surge no ambiente do mundo moderno, a exemplo dos bens intelectuais advindos das Tecnologias da Informacao e Comunicacao. Verifica o modo pelo qual a informacao adentra no mundo juridico como meio de regulacao da Propriedade Intelectual. Para isso, a pesquisa busca identificar as barreiras de acesso a aplicabilidade dos institutos, alem de procurar construir um conceito de bens informacionais, no qual a informacao apresenta-se contendo caracteristicas proprias que possam abranger as lacunas identificadas ou que traga flexibilidade, inclusive para que possa atingir bens que a legislacao vigente ainda nao rege. Com relacao a metodologia, trata-se de uma pesquisa qualitativa, documental e bibliografica, utilizando-se como instrumentalizacao a hermeneutica, pela necessidade de analise dos institutos. Ao final, buscando indicar um caminho para reorientacao normativa dos institutos da PI, reconhece a informacao como valor economico, tendo como base o trabalho intelectual, gerador de conhecimento codificado, que reflete como resultado o capital intelectual, passando a constituir os bens informacionais que podem ser regidos por direitos individuais homogeneos.
  • EDILENE MARIA DA SILVA
  • O PACTO PELA VIDA NO ESTADO DE PERNAMBUCO: informação, política e poder
  • Data: 21/07/2016
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • O estudo sobre a gestao da informacao do Pacto pela Vida do estado de Pernambuco evidencia a relacao entre informacao, politica e poder. A sistematica de monitoramento, oriunda do modelo de gestao por resultados Todos por Pernambuco, pressupoe o uso intensivo de informacoes precisas e pertinentes. Para tal fim, o governo criou condicoes estruturais, instrumentais e politicas para que a informacao se tornasse um dos elementos de suporte a avaliacao das politicas publicas e a tomada de decisao. Esses pressupostos conduzem a tese que a politica e a gestao por resultados interferem no fluxo das informacoes que subsidiam a administracao publica, alterando o exercicio de poder dos atores do nivel tatico que desenvolvem praticas informacionais, invisiveis ou inexistentes, na administracao predominantemente burocratica. Teoricamente, o estudo apoia-se no pluralismo teorico da informacao descrito por Braman (1989; 2009), no qual os diversos entendimentos da informacao podem ser associados aos diferentes estagios da tomada de decisao politica. Igualmente, o estudo utiliza as quatro manifestacoes de exercicio de poder: instrumental, estrutural, simbolico e informacional, estudadas pela referida autora. O objetivo se constitui em analisar como a estrategia politica e a mudanca da administracao publica do estado de Pernambuco alteram o poder dos atores que atuam no Pacto pela Vida por meio do uso intensivo da informacao. Os procedimentos metodologicos sao compostos por analise de conteudo das entrevistas dos atores governamentais dos niveis estrategicos, taticos e operacionais e da legislacao do Pacto pela Vida; para tal finalidade, utilizou-se o software NVivo. A documentacao e as entrevistas foram examinadas por meio da analise de conteudo e guiadas pelo mote teorico referente a informacao, poder e politica, que constituiram categorias e subcategorias estabelecidas a priori e reagrupadas em atendimento ao que preceitua Bardin (2009), sobre a categorizacao, como sendo a classificacao de elementos constitutivos de um conjunto por diferenciacao e, seguidamente, por reagrupamento segundo o genero, com criterios previamente definidos. Tambem foram realizadas visitas ao Nucleo de Gestao por Resultados, Gerencia de Analise Criminal e Estatistica e delegacias circunscricionais e seccionais para fazer observacao direta das praticas informacionais empreendidas nestes locais. Conclui-se que a informacao esta na genese do processo de monitoramento e avaliacao bem como na base dos poderes instrumental, estrutural, simbolico e informacional. Ela e usada para exercer controle sobre individuos, instituicoes, processos, resultados, moldar comportamentos, criar e propagar ideias e imagens, enfim, criar no imaginario dos atores governamentais e nao governamentais a confianca dos beneficios do novo modelo de conducao do Estado. A politica e a gestao por resultados interferem no fluxo das informacoes que subsidiam a administracao publica e alteram o exercicio de poder dos atores do nivel tatico que desenvolvem praticas informacionais invisiveis ou inexistentes na administracao burocratica. Assim, a tese foi confirmada. Ademais, reconhece-se que o problema da informacao no Brasil e eminentemente politico, pois depende da decisao do Estado brasileiro fazer com que a informacao seja recurso para a administracao e ferramenta basica de responsabilizacao e controle social.
  • ZAYR CLAUDIO GOMES DA SILVA
  • PRODUÇÃO INTERDISCIPLINAR NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: Abordagem nos Domínios da Arquitetura da Informação
  • Data: 10/06/2016
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A interdisciplinaridade e tratada como um dos principais fundamentos da Ciencia da Informacao. A producao interdisciplinar na area e caracterizada pela complexidade do objeto informacao, pela formacao plural dos pesquisadores e pela consequente convergencia com outras disciplinas que fazem interface com a Ciencia da Informacao. Busca-se compreender os elementos teorico-metodologicos que contribuem para a producao interdisciplinar nos dominios da arquitetura da informacao, no campo da Ciencia da Informacao. Trata-se de uma pesquisa exploratoria e descritiva. Para tanto, busca-se mapear a producao cientifica do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciencia da Informacao (ENANCIB), no periodo de 2003 a 2013 no repositorio “Questoes em Rede”. Utilizou-se uma confluencia metodologica triadica para a sistematizacao e analise dos dados atraves da bibliometria, da analise de redes sociais e da analise de conteudo para servir de procedimentos que possam identificar elementos paratextuais e textuais com indicadores bibliometricos, a formacao das redes sociais com as interacoes de pesquisadores, disciplinas e areas do conhecimento e a compreensao dos elementos teorico-metodologicos a partir de deducoes logicas baseadas na analise de conteudo. Constataram-se, na producao sobre arquitetura da informacao, alguns elementos que fundamentam a producao interdisciplinar na Ciencia da Informacao, a saber: a formacao plural dos pesquisadores que abordam essa tematica no campo da Ciencia da Informacao, indicios das convergencias de producoes interdisciplinares a partir da colaboracao em coautoria, a formacao de redes sociais entre pesquisadores que representam as justaposicoes de diferentes disciplinas e areas do conhecimento cientifico, com destaques para a Biblioteconomia e a Ciencia da Computacao. Ha referencias do compartilhamento de elementos teorico-metodologicos, que se efetivam em torno dos processos de organizacao, representacao e recuperacao da informacao, embora se considere a necessidade de maiores aprofundamentos para explicitar a processualidade desses elementos que sustentam as praticas interdisciplinares na area.
  • SERGIO RODRIGUES DE SANTANA
  • INFORMAÇÃO ÉTNICO-RACIAL NO ÂMBITO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A producao cientifica no contexto da Sociedade da Informacao e do Conhecimento pode se apresentar como um subsidio pratico que reforca a ideologia do paradigma socio tecnico. A Informacao disponivel para ser acessada, usada, apropriada e assimilada pelos sujeitos, possibilita o crescimento cognitivo e individual, bem como o crescimento economico e social. Neste contexto de disseminacao da informacao a producao de conhecimento deve estar articulada ao contexto multicultural na perspectiva da promocao da diversidade e da igualdade etnico-racial. No que se refere a Informacao Etnico-Racial com o foco na populacao negra, ela se revela como qualquer processo, conhecimento ou coisa inscrita, registrado ou acomodado em um suporte fisico ou digital, passivo de significacao linguistica (psicologica) por parte do sujeito que a utiliza. Esse tipo de informacao tem o potencial de produzir conhecimento sobre os elementos historicos e culturais de um determinado grupo etnico-racial. O presente estudo investiga a producao da IER no contexto da pos-graduacao em Psicologia no recorte 2010 a 2015. Tracaram-se os seguintes objetivos especificos: a) Identificar os programas de pos-graduacao em Psicologia no Brasil; b) Identificar os ambientes digitais utilizados para armazenar e disseminar as dissertacoes e teses dos programas brasileiros de Pos-Graduacao em Psicologia; c) Mapear as tematicas etnico-raciais sobre pessoas negras nas dissertacoes e teses dos programas brasileiros de Pos-Graduacao em Psicologia no periodo entre 2010 a 2015. A pesquisa e compreendida a partir do metodo fenomenologico, que consiste em demostrar e investigar a essencia dos fenomenos. Posiciona-se na abordagem mista, quantitativa-qualitativa, e para tratamento de dados foi utilizado o software Alceste. Este estudo torna-se relevante, pois contribui com a continuidade das investigacoes sobre a populacao negra no Brasil que tem se intensificado nos ultimos cinco anos. Sua importancia para Ciencia da Informacao se figura a partir da responsabilidade social da CI como sistema de conhecimento. Os resultados apontam que do total de 48 programas que atenderam os criterios desta pesquisa, a producao de IER foi encontrada em 17 PPGP. A busca nos 17 PPGP resultou no total de 52 trabalhos que tratam acerca da IER, consistindo assim em 32 dissertacoes e 14 teses. A producao cientifica de dissertacoes e teses nos Programas de Pos-Graduacao em Psicologia do Brasil produzem IER cuja essencia trata dos sujeitos negros no contexto educacional, no contexto da politicas de cotas raciais e ainda de elementos da cultura, identidade e memoria do negro.
  • MARISA PIRES RODRIGUES
  • ENTRE PALAVRAS E IMAGENS: O legado artístico de Rossini Perez
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O estudo analisa o processo de constituicao do arquivo pessoal do gravador Rossini Perez, com vistas a registrar sua trajetoria pessoal, artistica e cultural, compreendendo a memoria como principio condutor da escrita de si. Para tanto, optou-se pela pesquisa de abordagem qualitativa do tipo documental, associada a conversas livres e a caderneta de campo, pautada na historia oral tematica enquanto tecnica de coleta. A partir dessa perspectiva, buscamos compreender a estrutura da selecao e organizacao de seu acervo como colecao de si, informacao do ethos. O resultado aponta para uma escrita autobiografica a partir seu acervo pessoal, considerado enquanto patrimonio, rico em experiencias vividas, e uma valiosa producao grafica que o enquadra entre os grandes gravadores brasileiros com reconhecida fama internacional.
  • BRUNO DE ARAUJO RIBEIRO
  • ANÁLISE DO PROCESSO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO DOS PROJETOS ARTÍSTICO-CULTURAIS DESENVOLVIDOS PELA ONG - CENTRO CULTURAL PIOLLIN
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve o objetivo analisar as acoes que compoem o processo de Gestao da Informacao adotadas na implementacao das oficinas artisticas desenvolvidas pela Organizacao Nao Governamental – Centro Cultural Piollin. No referencial teorico foram abordadas as tematicas da Ciencia da Informacao e a importancia da Gestao da Informacao no contexto do Terceiro Setor. Os procedimentos metodologicos da investigacao integram a abordagem quantiqualitativa, caracterizada como uma pesquisa exploratoria, aplicada e descritiva, alem do uso da pesquisa bibliografica, documental e de campo para a coleta dos dados. Quanto aos instrumentos de coleta de dados, foram utilizadas entrevistas semiestruturadas para todas as categorias de publico do Centro. A analise bibliografica e a pesquisa documental, ocorridas numa primeira etapa, revelaram os processos de gestao da informacao que foram utilizadas como parametro para a analise das categorias segundo o modelo proposto por Choo (2003). A partir do levantamento, apresentacao e analise dos dados, que foram coletados durante a pesquisa de campo, foi possivel analisar as categorias que compoem o processo de gestao da informacao adotadas na implementacao das oficinas artisticas desenvolvidas pelo Centro Cultural Piollin. A analise dos dados se deu por meio da analise de conteudo, a partir da tecnica tematica segundo Bardin (1979). Sendo estas categorias: a de necessidades de informacao; a de aquisicao da informacao; a de organizacao e armazenamento da informacao; a de desenvolvimento de produtos e servicos de informacao; a de distribuicao da informacao e a de uso da informacao. No final das analises sao apresentadas as consideracoes finais e a analise critica elaboradas com base nos objetivos e nos dados coletados acerca do campo de pesquisa.
  • MARTA MARIA DE BRITO HIPÓLITO
  • MEMÓRIA INSTITUCIONAL ECLESIÁSTICA PRESBITERIANA: procedimentos arquivísticos para a organização e preservação da memória do Presbitério Sul da Paraíba
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O Presbiterio Sul da Paraiba e um concilio da Igreja Presbiteriana do Brasil no Estado da Paraiba que tem sob sua jurisdicao atualmente onze igrejas. A visibilidade aos contextos socioculturais promovidos pela Ciencia da Informacao motivou neste trabalho de pesquisa a preservacao documental e de memoria institucional eclesiastica como um tema de reflexao e procedimentos arquivisticos na massa documental acumulada do Presbiterio Sul da Paraiba e suas igrejas. A convivencia de muitos anos e a vivencia institucional Presbiteriana trouxe um questionamento: Como a gestao documental pode contribuir para a construcao da memoria institucional eclesiastica do Presbiterio Sul da Paraiba? A questao apresentada motivou a pesquisa e suscitou a definicao do objetivo geral como: Analisar o estado atual da massa documental que constitui o universo memorialistico do Presbiterio Sul da Paraiba com vistas a preservacao de sua memoria institucional e de modo especifico elaborar um manual de procedimentos arquivisticos para a preservacao de documentos pautado pelos principios de gestao documental. Pesquisa exploratoria, documental, qualitativa, direcionou sua coleta e analise dos dados aos documentos de uso permanente por entender que a preservacao desses documentos com seu valor informacional historico, de memoria e conhecimento da instituicao vao fortalecer a memoria individual e coletiva da comunidade. O manual de procedimentos arquivisticos para a organizacao e preservacao da memoria institucional do Presbiterio sul da Paraiba designado de Manual de arquivo permanente para o Presbiterio Sul da Paraiba participa da apresentacao escrita deste trabalho como apendice e logo apos os tramites legais de entrega a coordenacao do Programa de Pos Graduacao de Ciencia da Informacao sera entregue a diretoria do Presbiterio Sul da Paraiba com o proposito de suscitar a possibilidade de uma estruturacao arquivistica para os suportes de informacao cuja pesquisa apontou a necessidade de uma organizacao arquivistica para a preservacao da historia e da memoria coletiva institucional eclesiastica das igrejas do Presbiterio Sul da Paraiba no Estado da Paraiba.
  • CARLA DANIELLA TEIXEIRA GIRARD
  • MEMÓRIA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA: a relação entre a coleção arqueológica e a produção acadêmica dos arqueólogos do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG)
  • Data: 30/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho demanda evidenciar um estudo tratando do alinhamento entre as colecoes arqueologicas e a producao cientifica, papers, de quatro arqueologos no decurso de tempo compreendido entre 2005 a 2014, por meio de seus curriculo lattes e da Documentacao Museologica que registra e controla a formacao e desenvolvimento das colecoes arqueologicas constituidas pelo Museu Paraense Emilio Goeldi. Neste sentido, objetiva-se evidenciar os principais componentes presentes nas duas fontes de informacao analisadas, verificar a abrangencia dos campos existentes na Documentacao Museologica, mensurar a quantidade de colecoes arqueologicas que foram desenvolvidas a partir das tematicas selecionadas nas duas fontes de informacao e examinar a cronologia existente na Documentacao Museologica que formam as colecoes arqueologicas do Museu Paraense Emilio Goeldi. A metodologia utilizada para o desenvolvimento desta atividade e baseada em um estudo caracterizado como uma pesquisa que parte de um fundo bibliografico, exploratorio e documental. Alem disso, utilizou-se a abordagem qualitativa e quantitativa ja que busca verificar a relacao entre as duas fontes de informacao propostas. A partir dos achados da pesquisa, inferimos que as duas fontes de informacoes trabalhadas, por meio das relacoes nas tematicas imanentes, apresentam-se de forma relevante para o desenvolvimento da formacao das colecoes encontradas no Museu Paraense Emilio Goeldi. Sendo assim, verificou-se que tais colecoes se entrelacam no aspecto memorialistico que permeiam esses patrimonios encontrados pelos pesquisadores estudados.
  • LILIANE BRAGA ROLIM H DE SOUZA
  • COMPARTILHAMENTO DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO ENTRE OS BIBLIOTECÁRIOS DO SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (SIB/UEPB)
  • Data: 30/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O compartilhamento da informacao e do conhecimento nas bibliotecas universitarias pode ser compreendido como uma pratica capaz de mobilizar a informacao e o conhecimento, com vista a geracao de outros novos e da aprendizagem organizacional, necessarios ao desenvolvimento das atividades bibliotecarias. Desta forma, objetiva-se analisar o compartilhamento realizado entre os bibliotecarios do Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual da Paraiba (SIB/UEPB). Como revisao teorica, divide-se em duas partes: uma visao geral, convergindo para area da gestao da informacao e do conhecimento, sobre o compartilhamento no ambiente organizacional, com suas praticas, ferramentas, influencias e barreiras, e; uma visao focada nas bibliotecas e nos bibliotecarios universitarios e suas ferramentas e praticas de compartilhamento. Do ponto de vista metodologico, caracteriza-se, quanto aos objetivos, como exploratoria e descritiva, e quanto a natureza dos dados, como quantiqualitativa. Como tecnica para coleta de dados adotou-se a triangulacao metodologica composta por: questionario online, grupo focal online e entrevista com pauta. A tecnica para analise e interpretacao dos dados foi a analise de conteudo tematica. Ao analisar e interpretar os dados constatou-se que o compartilhamento e realizado no SIB/UEPB principalmente por praticas informais, utilizando e-mail, telefone, redes sociais e conversas com colegas. Os bibliotecarios consideraram o ambiente do SIB/UEPB, na maioria das vezes, favoravel as trocas de informacao e conhecimento. As barreiras encontradas foram relacionadas a distancia geografica e falta de incentivos. Por outro lado, a coordenacao e os bibliotecarios, possuiam boa vontade e interesse em participar de atividades que envolvem o compartilhamento. Propoem-se um plano de acoes para o compartilhamento sistematico entre os bibliotecarios do SIB/UEPB, iniciando com a constituicao de uma equipe responsavel e direcionando para a utilizacao de praticas e ferramentas de maneira sistematizada e formalizada.
  • HANNA PACHU HAMAD FERREIRA
  • ANÁLISE DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL (NEDESP/UFPB)
  • Data: 29/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A informacao e uma ferramenta estrategica essencial no meio organizacional, pois e por meio dela que se e permitido estabelecer uma relacao entre o meio externo a organizacao e seus pontos fortes e fracos, levando em consideracao as necessidades de seu publico. Este trabalho compreende o processo de Gestao da Informacao utilizado pelo Nucleo de Educacao Especial (NEDESP) na disponibilizacao de informacoes para os alunos deficientes visuais da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). Abrange o estudo da Ciencia da Informacao em sua interacao com a Gestao da Informacao, visando a equidade social a partir da disponibilizacao de conteudos informativos. Foi adotado metodologicamente, o estudo de caso e a abordagem do tipo qualiquantitativa de carater descritivo. Parte, num primeiro momento, de uma pesquisa bibliografica e documental e, em um segundo momento, da aplicacao de instrumentos para coleta dos dados. O campo da pesquisa e o NEDESP/UFPB e a amostra constituida pelos alunos atendidos pelo Nucleo e seu corpo funcional. Foi utilizada a analise de conteudo de Bardin (2010) para a analise dos resultados, e adotado o modelo da Ecologia da Informacao de Davenport (1998) para definir as seguintes categorias: percepcao do ambiente informacional, estruturacao da informacao, estrutura politica organizacional, utilizacao da informacao e avaliacao dos processos informacionais. Somou-se a essas categorias a Avaliacao (MONTEIRO, S. A; DUARTE, 2015) dos Processos Informacionais (monitoramento e avaliacao da informacao) por considerar imprescindivel ao processo de Gestao. Como resultados, foi identificado que nao existe uma gestao da informacao estruturada no NEDESP, que as informacoes nao sao sistematizadas e que nao ha um processo de monitoramento e avaliacao para adequar as praticas informacionais utilizadas. Para auxiliar o processo de GI do NEDESP foram propostas praticas de gestao da informacao, passando pela gestao de documentos, gestao por processos, pela sistematizacao do levantamento de dados do Nucleo e pelo Portal Corporativo. Pode-se contribuir para ampliar o conhecimento, tanto da gestao como dos funcionarios, a respeito do processo de gestao da informacao no Nucleo e colaborar com praticas que auxiliem o processo de disponibilizacao de informacao do NEDESP para que possam atender os deficientes visuais em seu ciclo informacional no processo de ensino-aprendizagem.
  • KALIANDRA DE OLIVEIRA ANDRADE
  • O acesso e uso da informação como dispositivo de empoderamento das usuárias do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra (CRMEB)
  • Data: 29/03/2016
  • Hora: 08:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa o acesso e uso da informacao
  • EMILSON FERREIRA GARCIA JUNIOR
  • AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) COMO ESTRATÉGIA DE DISSEMINAÇÃO E USO DA INFORMAÇÃO RELIGIOSA PELAS COMUNIDADES CATÓLICAS DE CAMPINA GRANDE - PARAÍBA
  • Data: 28/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa as estrategias de disseminacao e uso da informacao religiosa por meio das tecnologias de informacao e comunicacao (TIC) pelas comunidades catolicas: Pio X, Remidos no Senhor e Obra Nova da cidade de Campina Grande – Paraiba. De natureza quantiqualitativa e tipo descritiva, o nosso estudo adotou como ferramenta de coleta de dados, a entrevista semiestruturada no dialogo com os lideres religiosos das agremiacoes referidas e o questionario misto na interlocucao com os jovens participes das comunidades. Para a analise dos dados, optamos por adotar a tecnica de categorizacao da Analise de Conteudo (AC).No desenvolvimento da pesquisa, refletimos sobre os conceitos de midiatizacao que reconfigura as nocoes de espaco e tempo dos fenomenos sociais, em especial o campo da informacao. Os resultados apreendidos evidenciam uma presenca forte por parte das entidades catolicas Pio X e Obra Nova no ciberespaco, especialmente em sites e redes sociais, enquanto que a Remidos no Senhor investe de forma mais personalizada. Em todas as citadas, o objetivo central e ressoar as acoes da comunidade e agregar novos membros. Os jovens inquiridos na investigacao relataram estar conectados as novas plataformas de interacao e destacaram que um das motivacoes para o uso das TIC, e estar atentos as tematicas que envolvem as comunidades que participam, reiterando o ser religioso, com reafirmacoes de posturas que se coadunam numa plena militancia virtual.
  • ANNA CAROLLYNA DE BULHOES MOREIRA
  • O PROFISSIONAL ARQUIVISTA EM INSTITUIÇÃO PÚBLICA UNIVERSITÁRIA: atribuições de responsabilidade social e ética perante a Lei de Acesso à Informação
  • Data: 28/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A necessidade de democratizacao informacional, ou seja, de instrumentos e meios que viabilizem o alcance das informacoes solicitadas, tornou indispensavel a reflexao no que tange as atribuicoes dos profissionais que intermedeiam tal processo. No campo das informacoes arquivisticas, este profissional sera o arquivista. Imersos em uma realidade institucional publica, surgem direcionamentos legais a serem aplicados, dentre eles a Lei de Acesso a Informacao (LAI), que contempla especificamente o acesso e o sigilo das informacoes publicas. Isso faz surgir a seguinte questao de pesquisa: em que aspectos a Lei de Acesso a Informacao e as suas diretrizes incidem nas atribuicoes do profissional arquivista das instituicoes publicas universitarias no que diz respeito a responsabilidade etica e social? O objetivo principal da pesquisa envolve compreender as atribuicoes do profissional arquivista na perspectiva da responsabilidade etica e social anteriores e apos a publicacao da Lei de Acesso a Informacao. Como objetivos especificos, temos: tracar o caminho paralelo entre a legislacao Arquivistica e a LAI, perante a realidade do profissional arquivista; constatar as atuais atribuicoes dos profissionais arquivistas perante a realidade imposta pela LAI; situar as atribuicoes anteriores e atuais do arquivista da Universidade Federal da Paraiba perante a LAI; e identificar a postura social e etica do profissional arquivista, diante das mudancas aplicadas pela LAI. Em termos metodologicos, a pesquisa caracteriza-se como estudo de caso, por visualizar a realidade dos profissionais arquivistas da Universidade Federal da Paraiba como campo do estudo. Utiliza a estrategia da bricolagem para completar possiveis vazios deixados por outros pesquisadores e, dessa forma, encontra o vies a ser estudado. A coleta de dados utiliza-se das entrevistas semiestruturadas para, de forma coerente, identificar a natureza qualitativa da pesquisa. A analise dos dados realiza-se atraves do metodo de interpretacao de sentidos que Minayo (2005), com base em Norman Denzin, defende como a possibilidade de compreensao da realidade social feita por aproximacao exercita a disposicao de percebe-la por varios angulos. Constata-se o real distanciamento dos arquivistas em relacao a aplicabilidade da LAI, como tambem das mudancas nas atribuicoes profissionais nos seus aspectos de responsabilidade etica e social. As limitacoes sao estruturais, pessoais e de qualificacao e reafirmam a falta de reconhecimento da universidade com a classe. Logo, ha real necessidade de uma reestruturacao dos parametros arquivisticos dentro da UFPB, visando a melhoria na prestacao dos servicos arquivisticos, atraves de incentivo profissional, elevando as atribuicoes do profissional arquivista ao conceito de responsabilidade social na universidade. Finalmente, a construcao de politicas publicas arquivisticas solidas e o conhecimento multidisciplinar, por meio de visao holistica da realidade dos arquivos da instituicao, devem ser construidos em consonancia com todos os profissionais que trabalham diretamente nos arquivos. Como defendido pelos arquivistas, a lideranca e a uniao da classe tornam-se imprescindiveis.
  • ANNA CAROLLYNA DE BULHOES MOREIRA
  • O PROFISSIONAL ARQUIVISTA EM INSTITUIÇÃO PÚBLICA UNIVERSITÁRIA: atribuições de responsabilidade social e ética perante a Lei de Acesso à Informação
  • Data: 28/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A necessidade de democratizacao informacional, ou seja, de instrumentos e meios que viabilizem o alcance das informacoes solicitadas, tornou indispensavel a reflexao no que tange as atribuicoes dos profissionais que intermedeiam tal processo. No campo das informacoes arquivisticas, este profissional sera o arquivista. Imersos em uma realidade institucional publica, surgem direcionamentos legais a serem aplicados, dentre eles a Lei de Acesso a Informacao (LAI), que contempla especificamente o acesso e o sigilo das informacoes publicas. Isso faz surgir a seguinte questao de pesquisa: em que aspectos a Lei de Acesso a Informacao e as suas diretrizes incidem nas atribuicoes do profissional arquivista das instituicoes publicas universitarias no que diz respeito a responsabilidade etica e social? O objetivo principal da pesquisa envolve compreender as atribuicoes do profissional arquivista na perspectiva da responsabilidade etica e social anteriores e apos a publicacao da Lei de Acesso a Informacao. Como objetivos especificos, temos: tracar o caminho paralelo entre a legislacao Arquivistica e a LAI, perante a realidade do profissional arquivista; constatar as atuais atribuicoes dos profissionais arquivistas perante a realidade imposta pela LAI; situar as atribuicoes anteriores e atuais do arquivista da Universidade Federal da Paraiba perante a LAI; e identificar a postura social e etica do profissional arquivista, diante das mudancas aplicadas pela LAI. Em termos metodologicos, a pesquisa caracteriza-se como estudo de caso, por visualizar a realidade dos profissionais arquivistas da Universidade Federal da Paraiba como campo do estudo. Utiliza a estrategia da bricolagem para completar possiveis vazios deixados por outros pesquisadores e, dessa forma, encontra o vies a ser estudado. A coleta de dados utiliza-se das entrevistas semiestruturadas para, de forma coerente, identificar a natureza qualitativa da pesquisa. A analise dos dados realiza-se atraves do metodo de interpretacao de sentidos que Minayo (2005), com base em Norman Denzin, defende como a possibilidade de compreensao da realidade social feita por aproximacao exercita a disposicao de percebe-la por varios angulos. Constata-se o real distanciamento dos arquivistas em relacao a aplicabilidade da LAI, como tambem das mudancas nas atribuicoes profissionais nos seus aspectos de responsabilidade etica e social. As limitacoes sao estruturais, pessoais e de qualificacao e reafirmam a falta de reconhecimento da universidade com a classe. Logo, ha real necessidade de uma reestruturacao dos parametros arquivisticos dentro da UFPB, visando a melhoria na prestacao dos servicos arquivisticos, atraves de incentivo profissional, elevando as atribuicoes do profissional arquivista ao conceito de responsabilidade social na universidade. Finalmente, a construcao de politicas publicas arquivisticas solidas e o conhecimento multidisciplinar, por meio de visao holistica da realidade dos arquivos da instituicao, devem ser construidos em consonancia com todos os profissionais que trabalham diretamente nos arquivos. Como defendido pelos arquivistas, a lideranca e a uniao da classe tornam-se imprescindiveis.
  • HAMILTON RODRIGUES TABOSA
  • MODELO INTEGRATIVO SOBRE O COMPORTAMENTO DO USUÁRIO NA BUSCA E USO DA INFORMAÇÃO: APLICAÇÃO NA ÁREA DE SAÚDE
  • Data: 23/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta tese e construir um modelo integrativo de comportamento de busca e uso de informacao com base nos modelos de Ellis (1989), Krikelas (1983), Kuhlthau (1991), Taylor (1986) e Wilson (1981, 1996 e 1999), e valida-lo por meio da aplicacao junto a usuarios de informacao nao especializados na area da Saude (pacientes, excetuando-se estudantes e profissionais da area). A fundamentacao teorica partiu do estudo desses modelos, bem como da literatura especializada no que se refere a identificacao de necessidades informacionais, processos de busca e uso da informacao, alem de abordar os conceitos de Ciencia da Informacao e Saude, bem como dos estudos comportamentais a partir de teoricos da area de Psicologia. Por meio de um estudo fenomenologico, construimos uma integracao dos modelos supracitados e consolidamos a proposta final de um unico modelo integrativo de comportamento de busca e uso de informacao. Para sua validacao, foram realizadas entrevistas em profundidade e aplicacao da tecnica do incidente critico com pacientes do Hospital Geral Dr. Cesar Carls de Oliveira, em Fortaleza. A investigacao teorico-pratica apresentada valida o modelo integrativo de comportamento de busca e uso da informacao proposto, como uma ferramenta capaz de identificar regularidades quanto ao comportamento de busca e uso de informacao de usuarios nao especializados na area da saude, sendo tambem passivel de aplicacao no estudo de outros publicos-alvo, caracterizando-se como um modelo generalista de comportamento de busca e uso de informacao. Essa afirmacao decorre do fato de que todos os aspectos, fases e etapas do comportamento informacional dos sujeitos desta pesquisa se inserem (estao representados) no modelo integrativo construido, sendo capaz de trazer resultados dentre os quais destacamos: os sujeitos desta pesquisa sentem necessidade de informacao tao logo percebem uma doenca em si proprio ou em alguem de sua familia; eles se lancam na busca por informacao imediatamente, mesmo sem conhecer fontes formais de informacao na area, por meio da Web, realizando buscas no Google, atraves de termos populares e descricao dos sintomas; no inicio das buscas, eles se sentem inseguros por desconhecerem os termos mais eficientes para usar nas estrategias de busca, mas confiam na potencialidade do Google de fornecer informacoes que possam julgar relevantes; nao admitem, mas preferem fontes de informacao informais, que veiculem depoimentos de outros individuos que passaram pelos mesmos problemas de saude, e que sejam capazes de indicar medicamentos; ha usuarios de informacao que so procuram assistencia medica quando nao conseguem encontrar tratamento e cura por conta propria na Web; ha usuarios que procuram informacao para melhor compreender e dialogar sobre seu problema de saude com o medico; eles tem urgencia na busca por informacao por terem pressa na cura da doenca nao so por causa dos incomodos fisicos que elas causam, mas tambem por temerem perder seus empregos devido a entrega de atestados medicos e se afastar do convivio social com a familia e amigos; a Web e utilizada como forma de acesso a informacoes que sao utilizadas para o autodiagnostico e automedicacao. Pesquisas sobre o comportamento de busca e uso de informacao realizados a partir da aplicacao do modelo integrativo trarao resultados mais amplos e fornecerao insumos cientificos que poderao ser utilizados por gestores de unidades de informacao no momento do planejamento e implementacao de produtos e servicos.
  • RAFAELA ROMANIUC BATISTA
  • ANÁLISE DE RISCOS APLICADA AO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS - SIGAA: um estudo do módulo Stricto Sensu da Universidade Federal da Paraíba.
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • A sociedade atual tem na informacao o seu elemento transformador, o que chama atencao para a importancia dos estudos da informacao e suas inter-relacoes, inclusive a seguranca da informacao. O termo seguranca remete a ideia de que algo de valor deve ser guardado ou assegurado. Os sistemas de informacao surgem no cerne do problema envolvendo a seguranca da informacao, pois acompanham as inovacoes tecnologicas da atualidade ao automatizarem os processos atraves de sistemas integrados. Nesse sentido, a Universidade Federal da Paraiba - UFPB implantou o Sistema Integrado de Gestao com o intuito de apoiar o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensao. Ao se considerar a dimensao das atividades administrativas e academicas da UFPB, o sistema integrado possui uma abrangencia e complexidade que exigem cuidados especificos no que se refere a criacao, uso, armazenamento e compartilhamento das informacoes ao longo de todo seu ciclo de vida, o que demanda uma preocupacao quanto aos padroes de seguranca. Cabe a seguranca da informacao, por meio de seus controles, proteger os sistemas de informacao em varios aspectos, desde seguranca fisica, seguranca envolvendo recursos humanos ate a seguranca logica desses sistemas. A analise de riscos de seguranca da informacao nos sistemas de informacao academicos torna-se necessaria por ser a informacao um importante ativo, com riscos inerentes em todo o seu ciclo de vida. Perante o exposto, a presente pesquisa teve por objetivo estudar os riscos de seguranca da informacao, tendo como referencia o metodo da ABNT NBR ISO/IEC 27005:2008, que afetam o Sistema Integrado de Gestao de Atividades Academicas, Stricto Sensu, da UFPB - SIGAA-StrictoSensu, em que foi possivel identificar as ameacas e vulnerabilidades. Esta pesquisa se caracterizou como uma pesquisa descritiva, com abordagem quali-quantitativa, tendo como metodo o estudo de caso. Referente aos metodos de coleta, foram utilizados pesquisa documental, desenvolvimento de entrevistas na Superintendencia de Tecnologia da Informacao da Universidade Federal da Paraiba, e utilizacao de scanner de vulnerabilidades no SIGAA-StrictoSensu da UFPB. Para a analise, foi utilizado o metodo de analise de risco da ABNT NBR ISO/IEC 27005:2008, por meio da planilha da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. Como resultado, foram identificados riscos existentes envolvendo tecnologia, processo e pessoas do sistema SIGAA-StrictoSensu. Dentre os 92 controles analisados, foi verificado que 18 estao relacionados a risco de alto impacto, 66 de risco medio e oito de risco baixo. Com a pesquisa foi possivel identificar ameacas, vulnerabilidades e consequencias existentes no sistema analisado - considerando as variaveis pessoa, processo e tecnologia - e relaciona-las aos controles elencados na ABNT NBR ISO/IEC 27002:2013. O resultado desta pesquisa permitiu propor medidas de melhorias que possam minimizar os riscos existentes a um nivel aceitavel.
  • CAMILA AUGUSTA LIMA ALVES
  • A INFORMAÇÃO IDEOLÓGICA E SUA DISSEMINAÇÃO EM REDES SOCIAIS: Uma análise a partir da teoria de Louis Althusser
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa as redes sociais, mediadas por computador, a partir da teoria althusseriana dos Aparelhos Ideologicos de Estado (AIE) percebendo-as enquanto um Aparelho Ideologico de Informacao. Para tanto, considera a internet enquanto um ciberespaco, na perspectiva de Pierre Levy, ou seja, como um espaco de comunicacao aberto pela interconexao mundial dos computadores. Propoe a construcao do conceito de informacao ideologica, base conceitual construida a partir de reflexoes sobre o entendimento do fenomeno informacao, seguindo do conceito ideologia. Percebe a Informacao Ideologica como um fenomeno subordinado a condicao de materialidade uma vez que todo sujeito, enquanto ser livre age por suas ideias, pois dotado de consciencia, cre nessas ideias agindo de acordo com elas, imprimindo nesse agir os atos de sua pratica material. Nossa urdidura metodologica busca apresentar o Facebook em seu historico, abordando suas principais caracteristicas, discutindo para isso a internet e as redes sociais na internet (ou redes sociais mediadas por computador) na visao de alguns teoricos, ancorando nas concepcoes de Manuel Castell acerca de caracteristicas que envolvem o Facebook, enquanto rede social mediada por computadores. Segue investigando as caracteristicas dos meios de comunicacao de massa, instituicoes estas que compoem os Aparelhos Ideologicos de Informacao, possibilitando-nos perceber a internet como um meio de comunicacao de massa. Sendo assim e diante da compreensao de Informacao Ideologica analisamos o Facebook como um espaco de luta, aonde os sujeitos percebem e fazem uso das armas cientificas e politicas, encontradas nesta ferramenta, para se contrapor as ideologias transmitidas pelas classes dominantes. Assim o Aparelho Ideologico de Informacao nao e apenas objeto, mas lugar da luta de classes, uma vez que as resistencias das classes oprimidas podem encontrar o meio e a ocasiao de, nele e a partir dele, se expressarem.
  • GIULIANNE MONTEIRO PEREIRA MARQUES
  • O ACESSO À INFORMAÇÃO NA UFPB: memórias para lembrar direitos “esquecidos”
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa traz uma breve explanacao a respeito dos direitos adquiridos atraves da legislacao, resolucoes, normas brasileiras e internacionais, bem como as resolucoes, setores e servicos no ambito da UFPB destinadas as pessoas com deficiencia. Em seu desenvolvimento, aborda os conceitos de informacao, como tambem o seu acesso e o uso como um direito e fator de in(ex)clusao na Universidade. Tambem apresenta as diferencas entre deficiencias e necessidades especiais enfatizando as necessidades educacionais, o panorama dos desafios, lutas e conquistas nas ultimas decadas. O estudo objetiva analisar o acesso a informacao no ambito da UFPB sob o olhar e memorias individuais/coletivas dos alunos com deficiencia e caracteriza-se como uma pesquisa exploratoria e descritiva, de abordagem qualitativa. Para tanto, utiliza na coleta de dados a tecnica Shadowing (acompanhamento) e a entrevista pela perspectiva da Historia oral tematica. Como sujeitos da pesquisa, instituiu-se os alunos regularmente matriculados na UFPB, acometidos por alguma deficiencia, analisando-se as memorias individuais e coletivas dos sujeitos pesquisados sob a egide da tematica trabalhada. Esta dissertacao identifica a partir das memorias, os setores, servicos, programas e outros recursos que auxiliam a permanencia do aluno com deficiencia na UFPB. Ao fim desta pesquisa, concluiu-se que os sujeitos da pesquisa encontram muitas barreiras para o acesso as informacoes na UFPB, fato que fere os principios e os direitos que garantem o acesso, lembrando que este tem papel em sua vida pessoal e academica e e de suma importancia pelo seu cunho transformador e formador.
  • CHRISTIANE GOMES DOS SANTOS
  • ACESSIBILIDADE INFORMACIONAL: UM ESTUDO SOBRE CONFIGURAÇÕES DE SEGURANÇA EM OBJETOS DIGITAIS ACESSÍVEIS SEGUNDO ANÁLISE DE ACEITAÇÃO POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa aborda sobre aplicacoes de configuracoes de seguranca em objetos digitais acessiveis, com base na percepcao de usuarios com deficiencia visual de uma biblioteca digital, conforme a influencia das ferramentas de acessibilidade. A pesquisa utilizou como procedimento metodologico o modelo de aceitacao tecnologica (Technology Acceptance Model), que investigou o impacto da percepcao e compatibilidade das ferramentas de acessibilidade, em relacao as configuracoes de seguranca, sobre as variaveis principais do modelo de investigacao: facilidade de uso percebida, utilidade percebida, atitude em relacao ao uso e intencao de uso das configuracoes de seguranca em objetos digitais acessiveis. Fundamentado em um metodo de investigacao quantitativo, foi efetuada uma pesquisa de campo que permitiu o desenvolvimento de tarefas pre-estabelecidas que testaram objetos digitais acessiveis com protecao, nas quais foram utilizados questionarios estruturados como instrumento de coleta de dados. A amostra desta pesquisa foi constituida por doze participantes, usuarios ativos de uma biblioteca digital voltada para usuarios com deficiencia visual da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. No procedimento de tratamento dos dados obtidos, e determinacao dos testes das hipoteses foi utilizada analise estatistica multivariada. Os resultados mostraram que, para os participantes com baixa visao o objeto em formato DOC marcado como final foi o que alcancou significancia, seguido pelo objeto em formato DOC com restricao de edicao, em que foi possivel observar a sustentacao total ou parcial das hipoteses, observando influencia direta e positiva total e parcial das variaveis. Para o grupo de participantes com cegueira, apenas o objeto em formato DOC marcado como final obteve diferenca estatisticamente significativa com sustentacao de todas as hipoteses, e influencia direta e positiva total de todas as variaveis. Para ambos os grupos de participantes, o objeto em formato PDF com combinacao marca d’agua/restricao de edicao nao apresentou diferenca significativa, apontando rejeicao de todas as hipoteses e influencia baixa entre as variaveis, o que mostrou que a experiencia com esse objeto foi insatisfatoria. Esta pesquisa contribuiu com a analise da relacao entre as pessoas com deficiencia visual e as ferramentas de acessibilidade, observados como elementos decisivos para pesquisas no campo da tecnologia da informacao. Os resultados gerais da pesquisa confirmaram que a aplicacao de configuracoes de seguranca e determinante para o funcionamento de ferramentas de acessibilidade, condicao que foi comprovada a partir das distintas experiencias positivas e negativas que foram constatadas com a percepcao dos usuarios com deficiencia visual, mostrando que aplicacoes de configuracoes de seguranca em objetos digitais acessiveis podem representar limitacoes no processo de acesso a informacao.
  • ISMAELLY BATISTA DOS SANTOS SILVA
  • DIÁLOGOS SOBRE PRESERVAÇÃO DOCUMENTAL E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • Preservar documentos e uma acao ja conhecida e de interesse dos profissionais que lidam com a organizacao, tratamento e disseminacao da informacao no contexto das Unidades de Informacao (Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentacao e Museus). Neste sentido o presente estudo visa elucidar em que consiste preservar documentos a partir da analise tematica da preservacao documental mediante a perspectiva Arquivistica. A pesquisa caracteriza-se do ponto de vista dos objetivos como sendo do tipo Descritiva. As tecnicas de investigacao utilizadas foram a Bibliografica e Documental. Como fontes de informacao foram adotadas as bases de dados da CAPES, SciELO, tambem livros, artigos cientificos, revistas, leis, resolucoes, normas nacionais e internacionais. O estudo possui abordagem qualitativa e mediante o tratamento dos dados e utilizada a tecnica de Analise de Conteudo. Como resultados sao apresentados dialogos que apontam para a ideia de preservacao documental entendida sistematicamente enquanto area do conhecimento que possui potencial para crescimento cientifico e epistemologico. Com base na Arquivistica se conclui que a preservacao documental entendida enquanto politica e um instrumento imprescindivel a manutencao dos acervos institucionais e fontes de informacao presentes nas Unidades de Informacao. Por fim, contextualiza-se que a partir da perspectiva da Ciencia da Informacao a preservacao documental atua como fator preponderante a manutencao da memoria social e encontra nela respaldo cientifico para seu desenvolvimento.
  • MARIA ELIZIANA PEREIRA DE SOUSA
  • GESTÃO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS: APLICAÇÃO DAS CINCO LEIS DE RANGANATHAN NA BIBLIOTECA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI, CAMPUS DE JUAZEIRO DO NORTE – CEARÁ
  • Data: 21/03/2016
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • Com o crescimento e o desenvolvimento das organizacoes, e imprescindivel investir na competencia de gestores e em atitudes proativas que auxiliem no direcionamento de atividades humanas na esfera organizacional, por conta do significativo incremento das mudancas caracteristicas da sociedade contemporanea. Diante de tantas alteracoes, as Bibliotecas Universitarias (BU), como organizacoes do conhecimento, impreterivelmente, devem acompanhar, de forma substancial, o desenvolvimento de produtos e servicos pautados em novos modelos de gestao. Afinal, elas sao responsaveis por disseminar informacoes que geram novos conhecimentos para a comunidade academica. Objetiva-se, pois, analisar o Sistema de Bibliotecas Universitarias da Universidade Federal do Cariri (UFCA), atraves de diagnostico organizacional embasado nos pressupostos propostos pelas cinco Leis de Ranganathan / Leis da Biblioteconomia. Para tanto, sao objetivos especificos: (1) apresentar as cinco Leis de Ranganathan na gestao de bibliotecas universitarias em geral; (2) discutir as propostas de cada uma das Leis no cenario atual do referido Sistema de Bibliotecas; (3) analisar a aplicabilidade das cinco Leis de Ranganathan no desempenho de servicos e produtos oferecidos pelo Sistema; (4) estudar, do ponto de vista social, administrativo e educacional, a atuacao do Sistema de Bibliotecas Universitarias da UFCA, a partir dos pressupostos teoricos e filosoficos das cinco Leis da Biblioteconomia. Para a realizacao dos objetivos, em termos teoricos, de inicio, contextualiza-se a gestao organizacional enfocando a gestao da informacao e do conhecimento, alem da gestao alusiva as tecnologias da informacao e da comunicacao. Em seguida, discute-se o universo das BU em sua acepcao de organizacoes, e, como tal, afeitas as mudancas sociais, incluindo as de natureza tecnologica. O momento seguinte limita-se a analisar, em separado, cada uma das cinco Leis de Ranganathan com suas subsecoes. No que concerne aos procedimentos metodologicos, a pesquisa caracteriza-se como bibliografica de natureza exploratoria e descritiva, alem de seguir os passos de estudo de caso. As tecnicas utilizadas para coleta e analise de dados inclui a utilizacao da entrevista semiestruturada, cujos conteudos sao discutidos e interpretados a luz da analise de conteudo (AC). Dentre os resultados centrais do estudo, no que se refere a atuacao do Sistema de Bibliotecas Universitarias da UFCA sua postura e a de disponibilizar as informacoes para a comunidade, cumprindo seu papel social. Sobre a adocao das Leis para melhorar o desempenho de produtos e servicos, e evidente que nao ha proposito explicito visando ao cumprimento das Leis, embora o staff reconheca que elas sao atuais. Em contraposicao, ha consenso de que ainda resta um longo caminho para se chegar ao ideal, haja vista que o Sistema nao adota sistematicamente ou enfaticamente as Leis em sua totalidade, justamente por questoes administrativas e burocraticas que dificultam sua aplicacao no dia a dia. Ao final, estao as consideracoes finais e recomendacoes, seguidas da listagem de fontes bibliograficas e eletronicas consultadas para elaboracao do texto e apendices contendo as entrevistas utilizadas para coleta de dados.
  • ITALO JOSÉ BASTOS GUIMARÃES
  • ACESSIBILIDADE EM WEBSITES DE COMÉRCIO ELETRÔNICO: AVALIAÇÃO ATRAVÉS DA INTERAÇÃO COM USUÁRIOS CEGOS.
  • Data: 21/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Apresenta uma abordagem acerca da acessibilidade em websites de comercio eletronico, cujo objetivo e delinear sua estrutura atraves da interacao com usuarios cegos nos websites mais acessados no Brasil, das empresas Americanas, Netshoes e Walmart. Dentre os aspectos metodologicos, foi adotado o levantamento bibliografico com a realizacao de uma pesquisa exploratoria e descritiva atraves de uma abordagem quali-quantitativa. A aplicacao da pesquisa foi dividida em duas etapas: (1) avaliacao automatica de acessibilidade nos websites que fazem parte da pesquisa e (2) teste de acessibilidade com cinco usuarios cegos dividido em tres tarefas, a saber: navegacao de reconhecimento, pesquisa de um produto no website e realizacao dos procedimentos de compra. Em relacao aos aspectos relacionados a compreensao da deficiencia visual, foi definido o conceito da cegueira e explanados aspectos peculiares referentes a sua classificacao e causas, alem de apresentar as principais legislacoes vigentes no pais e o uso de tecnologias como processo de inclusao social. A acessibilidade como suporte aos usuarios cegos na web e abordada com a finalidade de aprofundamento da tematica, bem como principais iniciativas desenvolvidas por instituicoes internacionais e nacionais. Apresenta, ainda, aspectos relacionados ao comercio eletronico no Brasil, em que se discorre sobre seus conceitos e caracterizacao, descreve o panorama do mercado eletronico no Brasil e elenca os principais websites, considerando o numero de acessos. Os relatorios do teste automatico de acessibilidade apontaram que os websites analisados nao passaram na bateria de testes com o nivel minimo recomendado pelo WCAG 2.0. Alem disso, os resultados com o teste de usuarios demonstraram que os websites apresentam barreiras de acessibilidade que dificultaram a navegacao de usuarios cegos nas paginas analisadas, impossibilitando, pelo menos um usuario, de concluir os procedimentos de compra. Conclui-se, portanto, que sao necessarias alteracoes na estrutura das paginas testadas com o objetivo de corrigir as barreiras relatadas no presente estudo. Deste modo, as empresas envolvidas no estudo devem compreender as diferencas entre a navegacao dos usuarios cegos e os videntes, com a finalidade de proporcionar ambientes informacionais digitais inclusivos e acessiveis.
  • SUENY LEDA ARAUJO RIBEIRO
  • A DIMENSÃO HUMANA NO PROCESSO DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: um estudo aplicado à Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal da Paraíba
  • Data: 21/03/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A informacao apresenta-se como um importante ativo para as instituicoes, necessitando ser protegida de forma adequada contra destruição indevida, indisponibilidade temporária, adulteração ou divulgação não autorizada. Varias formas de ameacas fisicas, virtuais e humanas, comprometem a seguranca das informacoes. Apesar de a tecnologia ser responsavel por fornecer parte da solucao para esses problemas, muitas das vulnerabilidades dos sistemas de informacao podem ser atribuidas as acoes do homem. Nesse sentido, torna-se salutar estudar a dimensao humana nesses processos. Preocupado com a seguranca da informacao nas Instituicoes Publicas Federais, o governo publicou uma serie de leis, decretos, normas e relatorios que orientam a implementacao de acoes de gestao de seguranca da informacao nas instituicoes publicas. Assim, o presente estudo teve por objetivo analisar a dimensao humana no processo de gestao de seguranca da informacao na Pro-Reitoria de Gestao de Pessoas (Progep) da Universidade Federal da Paraiba (UFPB) sob a otica das normas do governo federal. Esta pesquisa caracteriza-se como pesquisa descritiva, com abordagem quali-quantitativa e, quanto ao metodo de investigacao, estudo de caso. Para tanto, foi utilizada a pesquisa documental, observacao participante e entrevista, como instrumentos de coleta de dados. A partir da triangulacao dos tres instrumentos de coleta, para a analise dos dados, foi aplicada a analise de conteudo. A amostra desta pesquisa foi constituida pelos nove diretores que compoem a Pro-Reitoria de Gestao de Pessoas. Os resultados possibilitaram identificar a necessidade da UFPB em elaborar uma politica de classificacao da informacao, uma vez que sua inexistencia impossibilita a gestao da seguranca da informacao. Quanto a conscientizacao em seguranca da informacao, observou-se a inexistencia de acoes que poderiam contribuir no processo de conscientizacao dos servidores, como: mencao a seguranca da informacao no momento de ingresso/posse de colaboradores e servidores; elaboracao do termo de responsabilidade e confidencialidade; processo disciplinar formal para a violacao da seguranca da informacao; e acoes como manuais informativos, campanhas, palestras e reunioes. Na utilizacao dos controles de seguranca da informacao, observaram-se iniciativas de implantacao de determinados controles, entretanto, os procedimentos acabaram sendo realizados de forma equivocada, sem a observancia das orientacoes normativas. Com base no exposto, os resultados desta pesquisa podem auxiliar a minimizar a incidencia de ameacas a seguranca da informacao na Progep/UFPB, bem como contribuir com a criacao de uma cultura de seguranca em instituicoes federais.
  • ESDRAS RENAN FARIAS DANTAS
  • Responsabilidade Social da Ciência da Informação: o conceito da temática a partir dos registros dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil
  • Data: 21/03/2016
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Tem como horizonte analisar os conceitos de responsabilidade social identificados a partir das dissertacoes e teses dos Programas de Pos-Graduacao em Ciencia da Informacao do Brasil, observando se existem aproximacoes da tematica com outros assuntos versados por outras areas do conhecimento. Em caso positivo, pretendese considerar como as relacoes interferem numa conceituacao da responsabilidade social para o campo da Ciencia da Informacao. Para desenvolver a pesquisa, partimos da conceituacao ampla da RS, partilhando da analise de Ashley (2003), do conceito de Ciencia da Informacao apresentado por Taylor (1966) e dos conceitos de responsabilidade social da Ciencia da Informacao de Du Mont (1991) e Wersig e Neveling (1975), assim como da evolucao desses conceitos defendida por Dantas e Garcia (2013). O campo da pesquisa trata-se dos PPGCI brasileiros. Visando alcancar a padronizacao metodologica defendida pelo rigor cientifico, definimos como campo de pesquisa os programas que utilizam o DSpace como sistema de gerenciamento dos seus respectivos repositorios por permitir recuperar documentos por area do conhecimento, por uniao de termos e, pelo conteudo dos documentos. Com o que ficou entendido, o conceito de RS para o campo da CI possui relacao com 18 tematicas: acessibilidade; aspectos eticos; cidadania; Comunicacao; Educacao; Funcao Social da Ciencia da Informacao; Funcao de Profissionais de Informacao; Funcao social de unidades de informacao; inclusao e exclusao digital; inclusao e exclusao social; politicas publicas de informacao; preservacao da memoria; responsabilidade social da Arquivologia; responsabilidade social e ciencia; responsabilidade social empresarial; responsabilidade social universitaria; responsabilidade socioambiental, e; Sociologia. De per si, tais tematicas nao explicitam todos os aspectos do fluxo de informacao e os meios de otimo acesso e uso, como prescreve o conceito inicial da CI ,p rfoocrmesuslaa-dlao pnaaras Conferencias do Georgia Tech. Isto e facil de compreender tendo em vista que a RS se apresenta como funcoes sociais que conduzem instituicoes e profissionais a promover – extrapolando atividades puramente operacionais – acessibilidade, inclusao digital e social, responsabilidade social com a ciencia, com as empresas, com as instituicoes de ensino superior, socioambiental, etc. Ou influenciam na origem, disseminacao, armazenagem, organizacao, recuperacao, interpretacao e uso da informacao. O que seria o mesmo que referir-se aos meios e processos que formalizam o fluxo da informacao. Com relacao as categorias que representaram campos do conhecimento, listamos a Educacao, a Comunicacao Social, a Biblioteconomia, a Arquivologia, a Museologia, a Sociologia e a Gestao para o campo da CI em sua relacao mais intima com RS. Esta ultima, ainda que nao exposta como categoria, visivelmente permeia as discussoes sobre a tematica RSE, e implicitamente compreendemos suas contribuicoes. Finalmente, dado o crescente numero de estudos que acompanhamos sobre a RS aplicada a CI, alinhado a aceitacao do conceito na area, acreditamos ser oportuno representar a Responsabilidade Social da Ciencia da Informacao pela sigla RSCI. Com isto, oferecemos RSCI como a representacao do conceito para que outorgue familiaridade a tematica entre pesquisadores e profissionais da area, subsidiando a concretizacao do entendimento e de sua importancia para a area da CI.
  • ADRIANA RANGEL PEREIRA
  • VOCABULÁRIO SOBRE CONTROLE EXTERNO: proposta de uma lista de termos autorizados
  • Data: 15/03/2016
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa tem como objetivo elaborar uma lista de termos autorizados sobre controle externo, refletidas na realidade do Tribunal de Contas do Estado da Paraiba. Essa lista sera disponibilizada aos grupos virtuais que estao empenhados no desenvolvimento de um vocabulario controlado especializado em Controle Externo. Realizamos a pesquisa bibliografica, e desenvolvemos uma pesquisa com abordagem qualitativa, com carater exploratorio e comparativo, nos utilizando ainda da tecnica da observacao participante, uma vez que vivenciamos a demanda pelo assunto, Controle Externo em nossa rotina de trabalho, e enquanto participante ativa dos grupos de discussao virtuais. Na analise dos termos pesquisados, utilizamos a metodologia terminologica proposta por Lidia Almeida Barros (2004) com adaptacoes. Realizado o estudo comparativo, passamos entao a escolha dos termos autorizados e formacao da lista, com base em criterios previamente estabelecidos. Ao atingir o objetivo de nossa pesquisa, a elaboracao de uma Lista de termos autorizados em controle externo faz-se necessario esclarecer que para todos os termos elencados no estudo comparativo podem ser utilizados relacionamentos dos termos ligados ao termo sugerido como autorizado, contribuindo assim com os Grupos Virtuais, na busca pela harmonizacao dos termos especializados em Controle Externo e no tratamento e acesso da informacao jurisprudencial das Cortes de Contas.
  • ISAAC NEWTON CESARINO DA NOBREGA ALVES
  • A INFORMAÇÃO NO PAPEL TERMOSSENSÍVEL: OS PRAZOS DE VIDA ÚTIL DOS DADOS IMPRESSOS E AS RECOMENDAÇÕES DE PRESERVAÇÃO
  • Data: 15/02/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Analisa a vida util das informacoes impressas no papel termossensivel em relacao aos prazos estabelecidos pelos fabricantes deste tipo de suporte informacional no ambito do Arquivo da Coordenacao de Contabilidade e Financas, da Pro-Reitoria Administrativa, da Universidade Federal da Paraiba. Diante disso, apos ampla discussao sobre o papel termossensivel e outros temas de interesse desta pesquisa, realizamos a coleta dos dados em documentos datados do ano de 2010 que se encontravam arquivados em conjunto com outros tipos de documentos nao gerados no suporte termossensivel. Para tanto, foi necessario o desenvolvimento de instrumento apropriado com o intuito de aferir a legibilidade das informacoes impressas nos referidos papeis, permitindo expo a realidade da forma mais objetiva e transparente. Logo, criamos a Regua de Newton, aparelho que auxiliou na verificacao da leitura dos caracteres alfanumericos apresentados nos documentos termossensiveis, o que nos possibilitou atestar que mais da metade dos documentos gerados no suporte termossensivel apresentou legibilidade comprometida o que representa um entrave para o acesso a informacao por parte dos usuarios que necessitem fazer uso deste tipo de documento.
2015
Descrição
  • SAULO EDUARDO DE CARVALHO ALMEIDA
  • LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO E TRANSPARÊNCIA: PROPOSTA DE INCLUSÃO DE INFORMAÇÕES NO PORTAL TRANSPARÊNCIA UFPB
  • Data: 15/12/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A informação no contexto em que a sociedade vive atualmente, denominada como sociedade da informação, adquire valor cada vez maior, contraindo importância no cotidiano das pessoas em medida nunca antes alcançada. Nesse contexto, destaca-se a busca da sociedade brasileira em atingir um nível de democracia mais madura, onde o cidadão possa ter uma maior participação nas ações do Estado, sobretudo no acompanhamento de políticas e ações públicas. Acompanhando uma tendência mundial, o Brasil busca estruturar uma rede em que os cidadãos possam ter maior acesso às informações governamentais, através da obrigatoriedade dos órgãos e entes públicos de criar e manter portais de transparência, que tem a função de buscar uma maior aproximação entre o governo e a população. Nesse sentido, a pesquisa propôs a adequação do portal de Transparência da Universidade Federal da Paraíba à Lei de Acesso à Informação, com a inclusão de todas as informações determinadas como obrigatórias pelo referido normativo legal, além da inclusão de possíveis iniciativas inovadoras adotadas por outros portais institucionais dessa natureza, de forma a permitir que esse importante instrumento para a democracia possa vir a cumprir o seu importante papel perante a sociedade.
  • WALQUELINE DA SILVA ARAUJO
  • MARKETING DE RELACIONAMENTO EM BIBLIOTECAS: uma ferramenta de comunicação em ambiente web para socialização da informação
  • Data: 14/12/2015
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • A Biblioteca é um tipo de unidade de informação e como tal sofre influências do mercado, da globalização e das tecnologias, com isso, ela pode fazer uso dessa influência tecnológica para garantir a qualidade na prestação de seus serviços. Atualmente diversos recursos virtuais podem ser utilizados pelas bibliotecas. As Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC's) podem funcionar como alternativa estratégica para uma comunicação efetiva e personalizada da biblioteca com seus usuários, bem como a prática do marketing de relacionamento por meio dessas ferramentas. O objetivo geral deste estudo é criar em uma ação coletiva com os bibliotecários que atuam no conjunto de bibliotecas que prestam apoio aos cursos da área de saúde da UFPB, uma ferramenta digital que possibilite otimização no momento da socialização de informações do conjunto de bibliotecas para os usuários. Para o alcance do objetivo a pesquisa se classifica como pesquisa-ação, sendo assim, a sua natureza está pautada em uma ação colaborativa entre a pesquisadora autora e pesquisadores participantes. Logo, o campo da pesquisa foi representado por quatro bibliotecas que fazem parte do Sistema de Bibliotecas (SISTEMOTECA) da UFPB: Biblioteca Setorial do Centro de Ciências Médicas (CCM), Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde (CCS), Biblioteca Setorial do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) e Biblioteca Setorial da Escola Técnica de Enfermagem (ETE). Os participantes da pesquisa foram formados pelos coordenadores das respectivas bibliotecas. Totalizando um universo de 6 (seis) pesquisadores participantes. Constatou-se, mediante os resultados, que das quatro bibliotecas, três não possuíam nenhuma ferramenta de comunicação online. Diante dessa constatação, em uma ação colaborativa foi escolhida a mídia social que iria compor e melhorar o atual cenário, diante de tantas possibilidades de ferramentas optou-se pela Fan Page, pelo fato de um grande percentual dos usuários do conjunto de bibliotecas estarem conectados à esse canal de comunicação. Decidiu-se também elaborar diretrizes que pudessem nortear um trabalho em conjunto entre os bibliotecários. Observamos por meio das leituras que realizamos para compor este estudo, que uma boa comunicação nos dias atuais passa por uma reformulação com a inserção das TDICs, não se constituindo apenas um processo operacional, mas uma estratégia de gestão que pode garantir a eficácia da disseminação das informações, estabelecendo uma forma inovadora de se comunicar. Logo, conclui-se que emerge a necessidade das bibliotecas estarem continuamente se adequando a esses espaços comunicacionais modernos, reconfigurando suas práticas comunicativas.
  • RAQUEL DO ROSÁRIO SANTOS
  • GESTAO DOS DISPOSITIVOS DE COMUNICACAO DA WEB SOCIAL: POTENCIALIZANDO AS ATIVIDADES DE MEDIACAO DA INFORMACAO E DO CONHECIMENTO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITARIAS BRASILEIRAS
  • Data: 28/10/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os dispositivos de comunicacao da web social subsidiam o fazer dos bibliotecarios, com o fim de aproxima-los mais dos usuarios, ao potencializar a interacao entre eles para alem do ambiente fisico da biblioteca. Se adotados pelas bibliotecas, esses dispositivos poderao dar mais visibilidade as atividades desenvolvidas pelos bibliotecarios e ampliar as possibilidades de disseminacao e de acesso a informacao. Neste estudo, desenvolveu-se um modelo para gestao dos dispositivos de comunicacao da web social disponibilizado pelas bibliotecas universitarias e fundamentado na gestao da informacao e do conhecimento. Traz um aporte teorico-metodologico para promover a eficacia das atividades de mediacao da informacao. Trata-se de um estudo teorico e empirico, porque, em um primeiro momento, apoiou-se na literatura para atingir seu objetivo, que foi de construir indicadores que subsidiaram a proposta de um modelo para gestao dos dispositivos de comunicacao da web social disponibilizados pelas bibliotecas universitarias. Alem disso, houve a necessidade de aproximar o objeto de pesquisa da investigacao sobre a realidade, o que permite caracteriza-la como empirica. Tanto o embasamento empirico quanto o teorico serviram de apoiou para investigar como a gestao da informacao e a gestao do conhecimento podem contribuir para melhorar atividades de mediacao da informacao nos dispositivos de comunicacao da web social disponibilizados pelas bibliotecas universitarias. O modelo e composto de seis eixos centrais: planejamento estrategico, cultura organizacional e informacional, infraestrutura, competencia em informacao, conhecimento organizacional e avaliacao. A partir dos eixos, tambem foi possivel identificar componentes que os integram e os fundamentam: politica de gestao dos dispositivos de comunicacao da web social, participacao, compartilhamento, pessoas, estrutura tecnologica, conteudos, aprendizagem, necessidades e expectativa dos usuarios e dos colaboradores. Considera-se que as atividades de mediacao da informacao e do conhecimento realizadas pelos bibliotecarios, nos dispositivos de comunicacao da web social, precisam ser planejadas, e os procedimentos para executa-las devem ser registrados em uma politica de gestao, para que, em ambito nacional, esse procedimento possa ser realizado como padrao nas bibliotecas universitarias. Os resultados demonstraram que, ao adotar os dispositivos de comunicacao de forma planejada, as bibliotecas universitarias estarao contribuindo para potencializar as acoes de mediacao da informacao e do conhecimento.
  • ROSILENE AGAPITO DA SILVA LLARENA
  • Gestão do conhecimento na rede do ProJovem Urbano: modelo baseado nas políticas públicas
  • Data: 27/10/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Busca oferecer um modelo de Gestao do Conhecimento baseado na analise e conhecimento organizacional do ProJovem Urbano no Estado da Paraiba, no sentido de atender as necessidades de formacao, informacao e protagonismo juvenis propostos na efetivacao de sua estrutura e funcionamento em rede em sua condicao intersetorial, interdimensional e compartilhada. Apresenta conversa interdisciplinar teorica, entre a Gestao do Conhecimento, a Teoria Ator-Rede e as politicas publicas como balizadora empirica para a construcao do modelo proposto. Objetiva analisar as propostas teoricas da Gestao do Conhecimento como embasamento teorico e empirico; contextualizar o ProJovem Urbano dentro das politicas publicas educacionais, de juventude e de informacao; caracterizar o fluxo das informacoes na organizacao institucional do Programa por meio de analise das suas redes sociais; analisar suas acoes de Gestao do Conhecimento a partir de modelos teoricos de Gestao do Conhecimento; relatar uma experiencia sobre politicas publicas de juventude vivenciada no exterior. De base filosofica pos-estruturalista, a pesquisa se caracteriza como quali-quantitativa de base bibliografica e descritiva para realizacao de estudo de caso. Utiliza da analise de redes sociais como metodologia junto a analise de conteudo baseada em Bardin. Discute a Gestao do Conhecimento na literatura cientifica e nas organizacoes aportando seus fundamentos, praxis e acoes normativas. Reflete as politicas publicas de juventude no contexto da sociedade contemporanea. Cogita a Teoria Ator-Rede como grande aliada ao processo de gestao do conhecimento nas organizacoes publicas estruturadas em rede. Resulta em desenhos organizacionais de fluxos de informacao e cartografia de controversias que buscam descrever e explicar o Programa em foco, baseados em conceitos interdisciplinares a luz da Ciencia da Informacao. Apresenta modelo de Gestao do Conhecimento para atender as especificidades do ProJovem Urbano no Estado da Paraiba em oito fases que se inter-relacionam em acoes complementares. As acoes refletem desde a inter-relacao entre a Gestao da Informacao e a Gestao do Conhecimento, passando pela analise da cultura organizacional, aplicabilidade das tecnologias da informacao e comunicacao e do regime de informacao a realidade do Programa, ate a implementacao de recursos motivacionais de aprendizagem cognitiva e interativa e a reconstrucao e desenvolvimento de novos conhecimentos organizacionais com fins coletivos publicos.
  • MARIA ANTONIA DE SOUSA
  • INFORMAÇÃO ÉTNICO-RACIAL: uma proposta de glossário sob a égide da Semântica Discursiva
  • Data: 28/05/2015
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O estudo apresentou pesquisa sobre a informação étnico-racial de matrizes africana e afrodescendente por entender que a articulação desse tipo de informação com os fundamentos teóricos da Ciência da Informação tem a finalidade de resgatar, disseminar e agregar valor ao conhecimento da ancestralidade africana e seus descendentes. Propôs como objetivo geral analisar a informação étnico-racial na perspectiva da etnia de raízes africana e afrodescendente, a partir da semântica discursiva, visando à conceituação de temas abordados nesse contexto. Os objetivos específicos foram: a) mapear as fontes de informação; b) identificar descritores; e c) elaborar o glossário da informação étnico-racial. A pesquisa pretendeu oportunizar visibilidade e importância devida e adequada ao fluxo informacional etnocêntrico por considerar que é uma necessidade inerente a todos os pesquisadores/estudiosos o conhecimento da terminologia de suas áreas de atuação; que inexistem iniciativas no sentido de construção de glossário de informação étnico-racial; a informação étnico-racial é pouco difundida no ambiente acadêmico; e, que são incipientes os estudos que permitem a inserção da cultura afrocêntrica no panorama atual de hegemonia eurocêntrica. O corpus da pesquisa teve como aliado o ambiente da web para chegar às fontes informacionais, utilizando na busca as palavras-chave História da África e do negro no Brasil, com e sem operadores booleanos ou hífen, quando optou-se por adotar como critério de seleção até a 10ª página do buscador Google, sites de bibliotecas universitárias, Bibliotecas Digitais de Teses e Dissertações (BDTDs), repositórios institucionais, diretórios de periódicos eletrônicos etc. O percurso metodológico teve abordagem qualitativa e, para a análise dos dados, abordou-se os documentos na perspectiva da Semântica Discursiva, na tentativa de conectar expressão ou significante das palavras ou expressões com o conteúdo ou significado para a indexação dos vocábulos e expressões linguísticas a coletar. Os procedimentos semânticos de tematização e figurativização de base greimasiana foram os responsáveis por extrair as figuras da linguagem natural e por atribuir temas às figuras identificadas. O processo de discursivização empregado para obtenção de resultados positivos da presente pesquisa, desde o momento da indexação evidenciou eficácia na tarefa a que se propunha, de modo que as figuras e os temas se efetivaram como descritores e formaram, por fim, o glossário, apresentado em forma de quadros e denominado Glossário de informação étnico-racial. A pesquisa destacou a Semântica Discursiva como um método capaz de realizar a tarefa de analisar e representar a informação étnico-racial de matriz africana com a intenção de contribuir de forma prática para disseminar e agregar valor positivo a essa espécie de informação. É importante, também, que esta pesquisa possa servir de incentivo ao direcionamento de novos trabalhos para estudos que busquem soluções na intenção de diminuir os efeitos da invisibilidade da informação étnico-racial de matriz africana, tendo em vista que, assim como o negro que a despeito de todo avanço ainda está longe de ser livre de desigualdades, a informação étnico-racial também necessita transitar de forma livre no contexto acadêmico, baseada no princípio da heterogeneidade.
  • DEREK WARWICK DA SILVA TAVARES
  • DISPOSITIVOS DE INFORMAÇÃO: ARQUIVOS, MEMÓRIAS E INFORMAÇÃO
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa analisa as dinâmicas do fenômeno informação como instrumento de desenvolvimento das lógicas e valores presentes nos quadros da Memória Social construídos e geridos no interior dos espaços arquivísticos. Para tanto, este estudo privilegia a noção de “dispositivo” tal como elaborada na obra de Michel Foucault a partir de uma ideia eixo-circular que envolve saber/ poder/ética e derivações como os “dispositivos de informação”. Os conceitos e noções empregados são desenvolvidos em uma perspectiva privilegiadora da inter-relação entre Ciência da Informação/Filosofia/Ciências Sociais.
  • ANA CLÁUDIA CRUZ CÓRDULA
  • POLÍBIO ALVES ENTRE CONTOS E ENCANTOS: o fascínio do vivido na perspectiva da escrita de si
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Compreendendo os arquivos pessoais como territórios de narrativas memorialísticas, capazes de expressar a trajetória de vida de um indivíduo ou de uma organização, a presente pesquisa debruça-se sobre o acervo pessoal ainda inexplorado do escritor paraibano Políbio Alves. Tendo como escopo a construção da sua trajetória literocultural e social, sob a perspectiva da escrita de si, busca revelar os escritos de uma trajetória, estabelecendo-se uma rede de significados e de descobertas, o que nos permite atribuir-lhe um valor autobiográfico.Para tanto, adotou-se como pressuposto metodológico a pesquisa qualitativa do tipo documental associada à história oral de vida como método. O levantamento realizado nos conduz à afirmativa de um escritor com características próprias, singularidade na escrita, verdadeiro operário da letra. Políbio Alves escreve, para além de suas obras, permitindo a escrita de seus “eus” através do seu acervo pessoal, nas entrelinhas dos ditos e não ditos. A partir dessa perspectiva,buscamos compreender a tessitura da seleção e organização de seu acervo como projeto de si.
  • NARJARA BARBARA XAVIER SILVA
  • Análise do processo de gestão do conhecimento na empresa Cerâmica Salema
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa estuda a relevância da gestão do conhecimento numa empresa do setor industrial da construção civil, considerando o mercado competitivo e em constante expansão. Acredita-se que a Gestão do Conhecimento (GC) pode contribuir, num primeiro momento, com a produtividade e competitividade nos negócios organizacionais e, como consequência, estimular o desenvolvimento social e econômico do país. O objetivo geral é analisar o processo de gestão do conhecimento na empresa Cerâmica Salema, na perspectiva da Ciência da Informação. Como objetivos específicos, buscou-se identificar as práticas existentes em cada etapa do processo em GC, são elas: criação/aquisição; explicitação, arquivamento e acesso; compartilhamento/disseminação; edição/adaptação e descarte. No aspecto metodológico, a investigação se utiliza do método indutivo, sendo identificada como uma pesquisa aplicada, exploratória e descritiva, com abordagem quantiqualitativa. O universo da pesquisa é composto pelos membros que compõem os três níveis organizacionais da Cerâmica Salema. Quanto aos procedimentos de coleta de dados, trata-se de uma pesquisa bibliográfica e de campo, cujo instrumento utilizado foi um questionário misto, aplicado com o dirigente do nível estratégico, os gestores do nível intermediário, os colaboradores do nível operacional (setor administrativo) e os colaboradores do nível operacional (setor de produção industrial). A análise dos dados coletados se deu por meio da análise de conteúdo, a partir da técnica temática ou categorial de Bardin (2011), considerando as categorias de análise elaboradas a partir do modelo de processo em GC representado por Bergeron (2003), o qual foi adotado como parâmetro para a pesquisa, por permitir a identificação das práticas de gestão do conhecimento e das práticas de gestão da informação, esta parte integrante do processo de GC. Os resultados da análise indicam as ações existentes na empresa e as lacunas em cada etapa do processo. Quanto às práticas de gestão do conhecimento, foi identificada a necessidade de implantação de um Programa de Treinamento, Desenvolvimento & Educação Corporativa (TD&E) para o desenvolvimento de competências individuais dos colaboradores. Com relação às práticas de gestão da informação, identificou-se a importância e a necessidade de um banco de competências individuais e organizacionais para a promoção do compartilhamento do conhecimento tácito entre os colaboradores, bem como a melhoria da comunicação interna e disponibilização de meios para retenção do conhecimento no nível operacional/produção. Já com relação às tecnologias da informação e comunicação como suporte aos processos, percebeu-se a necessidade de maior uso das ferramentas workflow e SGC e das diferentes tecnologias GED, a fim de contribuir com a melhoria da qualidade das informações e com a afetividade dos mecanismos de armazenamento e acesso às informações no ambiente corporativo. Identificou-se, ainda, a necessidade de avaliação da arquitetura da informação no portal corporativo. Finalmente, este estudo é capaz de subsidiar a elaboração de políticas e estratégias para a implantação de um Programa de Gestão do Conhecimento na empresa Cerâmica Salema, a partir da avaliação das iniciativas já implementadas e a identificação das lacunas e necessidades em cada etapa do processo.
  • LUCIENNE DA COSTA FERREIRA
  • LITERATURA ESTRANGEIRA: o uso em teses de Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Nas práticas de produção e comunicação em contexto acadêmico, a informação científica é o elemento que impulsiona as atividades dos pesquisadores na construção dos seus trabalhos. O processo de uso da informação científica favorece a aquisição de novos conhecimentos, contribuindo para o avanço e desenvolvimento da ciência. No âmbito acadêmico, mais especificamente da pós-graduação, a utilização da informação científica é de suma importância para a elaboração de trabalhos acadêmicos, assim como é fundamental o domínio da literatura estrangeira para o acesso aos conteúdos presentes na literatura mundial na esfera da ciência da informação. O uso dessa literatura, no contexto da ciência da informação, possibilita a geração, comunicação e partilha de conhecimentos entre pesquisadores. Sendo assim, a pesquisa objetiva analisar o uso da literatura estrangeira em teses de programas de pós-graduação em ciência da informação. Para o alcance do objetivo, a pesquisa se classifica como descritiva, documental e quantitativa. Logo, o campo empírico correspondeu aos programas de pós-graduação em ciência da informação (doutorado) da UNESP/MAR, UNB e UFMG. O corpus da pesquisa vincula-se às teses dessas instituições, defendidas no período compreendido entre 2011 a 2013, totalizando 103 teses. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi o formulário elaborado em uma planilha do Excel, contendo as categorias necessárias ao processo de coleta e análise de informações, quais sejam: idioma, tipologia documental, origem do documento, autores, atualidade da referência. Para a análise dos dados utilizou-se a análise de referências, baseada na bibliometria. Constatou-se, mediante os resultados, que a literatura estrangeira está representada por um percentual de 36,8% da literatura utilizada na elaboração das teses por seus autores, enquanto a literatura nacional supera o uso de uma forma geral, com mais de 60% do total das referências analisadas. Quanto ao uso da literatura estrangeira, a pesquisa apontou que a maioria das teses caracterizava-se por fazer “pouco uso” dessa literatura, podendo revelar a falta de domínio de outros idiomas pelos autores das teses e o prejuízo no acesso às informações em âmbito acadêmico e científico. Verificou-se ainda que, o idioma mais utilizado da literatura estrangeira é o inglês, seguido do espanhol e do francês. Com relação ao tipo documental mais utilizado é o artigo de periódico, seguido do livro e do documento eletrônico. As origens geográficas, em sua maioria, são provenientes dos EUA e da Inglaterra. O grupo dos autores e coautores da literatura estrangeira é composto por teóricos diretamente ligados à ciência da informação. Sobre a atualidade da literatura estrangeira, constatou-se que os autores das teses fazem uso de referências recentes. Considera-se, portanto, que a contemplação dessa temática vislumbrou novos conhecimentos para a ciência da informação no que se refere à conscientização pelo uso da literatura estrangeira, a partir da confirmação que a mesma possibilita a ampliação do acesso às informações valiosas presentes no arcabouço teórico da área em que atuam os pesquisadores.
  • MARINA ALVES DE MENDONÇA
  • PERIÓDICOS CIENTÍFICOS ELETRÔNICOS NACIONAIS DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: ESTUDOS PRODUZIDOS ENTRE 2003 E 2013
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Com a explosão documental e as múltiplas possibilidades de acesso à informação proporcionadas pelas tecnologias de informação e de comunicação, percebe-se a proliferação de publicações de todos os tipos, como os periódicos científicos eletrônicos, que facilitam o acesso e a divulgação das pesquisas empreendidas e permite maior agilidade na recuperação de informação. Diante dos cuidados empreendidos por órgãos brasileiros de fomento, como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), é evidente o relevo da função dos periódicos científicos no contexto acadêmico como indicadores de desempenho tanto para as instituições quanto para os pesquisadores. Afinal, são eles que tornam públicas as pesquisas desenvolvidas após a devida avaliação pelos pares, o que assegura valor aos conteúdos publicizados. Objetiva-se, pois, em termos amplos, analisar a produção de pós-graduação em ciência da informação (CI), por meio dos periódicos científicos eletrônicos nacionais constantes do Portal de Periódicos da Capes e qualificados em conceitos de A1 a B2, para identificar a situação atual da pesquisa na área. A partir daí, são objetivos operacionais: (1) discutir a ciência, suas relações e contextualizações no âmbito da sociedade contemporânea; (2) explorar a produção acadêmica na contemporaneidade contemplando as perspectivas dos periódicos científicos eletrônicos; (3) identificar as temáticas mais debatidas em CI, por meio da análise dos artigos publicados no período de 2003 a 2013; (4) detectar os temas dos artigos visando conceber semelhanças e diferenças temáticas no âmbito da interdisciplinaridade, incluindo a identificação de temas importantes e não contemplados. Para a consecução dos objetivos, em termos teóricos, discute-se, de início, a ciência na sociedade contemporânea, seguindo capítulo acerca dos fundamentos da CI e sua relação com a comunicação científica, em que se destacam perspectivas e relações interdisciplinares e linhas de investigação da área de conhecimento enfocada. O quarto capítulo evidencia os periódicos científicos com ênfase no contexto eletrônico. O caminho metodológico (capítulo cinco) abrange a tipologia da pesquisa (bibliográfica de natureza descritiva / estudo de caso) ao tempo em que discorre as técnicas de coleta e análise de dados. Dentre os resultados discutidos (capítulo seis), na impossibilidade de rever todos eles, mencionam-se alguns itens. A respeito da situação atual de pesquisa, verifica-se que o incremento da pesquisa em CI acompanha a expansão dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) e se expande à medida que encontra nos periódicos eletrônicos, os meios para intensificar a comunicação científica e ratificar relações interdisciplinares. Destarte, registram-se 48 categorias temáticas em CI. Dentre elas, Gestão apresenta a incidência mais elevada (191 artigos) em contraposição às classes Administração e Meio Ambiente e Sustentabilidade, ambas com apenas sete estudos. O ano de 2012, dentre o período analisado, é o de maior índice de produção. A biblioteconomia, por sua vez, aparece com o maior número de relações interdisciplinares. Ao final, estão as considerações finais do estudo e a listagem de fontes bibliográficas e eletrônicas consultadas para elaboração do texto.
  • SUELLEN BARBOSA GALDINO
  • BICO DE PENA: escrita de si de Nivalson Miranda
  • Data: 27/02/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Perceber os arquivos privados e pessoais enquanto lugares de memória nos possibilita delinear a trajetória de vida de um indivíduo em meio às funções que exerceu ou exerce ao longo de sua vida e no meio em que está inserido, juntamente com as pessoas que convivem à sua volta. Nesse sentido, a presente pesquisa debruça-se sobre o acervo ainda inexplorado e sem uma organização arquivística do pesquisador e artista plástico Nivalson Fernandes de Miranda, com o objetivo de prospectar a trajetória sócio-histórica e cultural da vida desse artista, por meio do seu arquivo privado pessoal entendendo-o sob a perspectiva de uma escrita de si. Para tanto, adotamos como pressuposto metodológico a pesquisa qualitativa do tipo documental associada à história oral na vertente da história temática e, em alguns casos, da história oral de vida. A investigação, realizada no acervo do artista e nos escritos sobre ele, nos autoriza a afirmar que o acervo do artista plástico é de grande importância para a sociedade, tendo em vista o fato de abranger o patrimônio histórico e narrar por meio de pesquisas, rascunhos e desenhos um período histórico, social e cultural. O artista ainda permeia seus trabalhos artísticos com a arte da escrita, sendo esse autor de um catálogo sobre a cidade de Areia e as cidades circunvizinhas e de poemas publicados em caderno feminino de um jornal impresso paraibano. De tal modo, ao realizar entrevistas com as pessoas que tinham ligação com o pesquisador e analisando os gêneros documentais que compõem o acervo de Nivalson Miranda, percebemos a importância e diversidade que o acervo apresenta, desde documentos textuais, iconográficos, cartográficos até os tridimensionais em que são inseridos os seus trabalhos artísticos. Concluímos, então, que o acervo do artista plástico promove conhecermos a trajetória de vida do seu produtor, assim como possibilita desbravar o legado que ele nos deixou.
  • CELIA MEDEIROS DANTAS
  • REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO ARQUIVÍSTICA: uma proposta para o Arquivo Histórico Waldemar Duarte.
  • Data: 26/02/2015
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A informação é um dos insumos da sociedade e se evidencia uma preocupação acentuada quanto à sua captura, organização, armazenamento e disponibilização. Diante dessa realidade, o presente trabalho é motivado devido à representação da informação em documentos de caráter permanente na Web, uma vez que as informações neste meio possibilitam a recuperação informacional independentemente do tempo e espaço, tendo a participação do arquivista, enquanto mediador da informação. Por essa razão, esta pesquisa teve origem diante da percepção da relevância da documentação do Período Colonial armazenado no Arquivo Histórico Waldemar Duarte pertencente à Fundação Espaço Cultural da Paraíba- FUNESC. Nesse sentido, a pesquisa tem por objetivo a identificação de um padrão de metadados para a representação descritiva da informação dessa documentação. Especificamente visa descrever o contexto histórico do Arquivo Histórico Waldemar Duarte e identifica os procedimentos que representam seu acervo, bem como evidencia os elementos representativos na Ciência da Informação e Arquivologia. Posto isso, este trabalho tem classificação empírica, com a abordagem qualitativa e quantitativa, categoria descritiva, tendo como instrumento de coleta de dados a observação para averiguar o comportamento dos usuários e dos colaboradores do arquivo histórico, bem como a análise documental com base na investigação de 78 documentos referentes ao Período Colonial com vistas a adequar o padrão a esta amostra. A proposta nesta pesquisa é dada em dois pontos principais, sendo elas: Representação Descritiva da Informação e a Representação Temática da Informação. Na Representação Descritiva da Informação, foi delimitado um padrão de metadados com base na análise de três padrões, sendo dois padrões arquivísticos. A análise dos padrões deu-se diante da exclusão de metadados em comum, da comparação dos metadados com os dados encontrados no documento do Período Colonial e qual padrão apresenta maior cobertura para a representação descritiva para os documentos de caráter permanente. Para a proposta da Representação Temática da Informação, foram estabelecidos pontos que assentem para a criação de mecanismos de indexação, políticas de indexação, vocabulário controlado e resumos para a documentação do Período Colonial. Diante disso, percebe-se a necessidade dos poderes públicos em produzir iniciativas para a disseminação de seu acervo em ambiente Web, favorecendo assim o surgimento de novas pesquisas. A delimitação de um padrão de metadados contribuirá para a representação dos documentos do Período Colonial brasileiro, podendo ser expandido para a documentação dos demais períodos históricos armazenados no Arquivo Histórico Waldemar Duarte.
  • CYNTIA CHAVES DE CARVALHO GOMES CARDOSO
  • A MEMÓRIA CIRCUNSCRITA: ADOÇÃO E USO DOS CONCEITOS DE MEMÓRIA NAS DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA – PPGCI/UFPB
  • Data: 26/02/2015
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Um dos temas de interesse de estudo da Ciência da Informação é a memória, que constitui elemento de pesquisa em alguns cursos de pós-graduação do Brasil, a exemplo do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba – PPGCI/UFPB, com área de concentração em Informação, Conhecimento e Sociedade e duas linhas de pesquisa: Memória, Organização, Acesso e Uso da Informação e Ética, Gestão e Políticas de Informação. A partir da percepção sobre a necessidade de se construir um conceito próprio de memória no âmbito da Ciência da Informação, e após a leitura do artigo intitulado “As concepções de memória na Ciência da Informação no Brasil: estudo preliminar sobre a ocorrência do tema na produção científica”, de autoria de Eliane Braga Oliveira e Georgete Medleg Rodrigues, suscitou-se a ideia de pesquisar o conceito de memória na Ciência da Informação. Diante disso, o objetivo geral desta pesquisa é apreender como vem sendo apropriado e utilizado o conceito de memória adotado nas dissertações do PPGCI/UFPB, a partir da análise dos referidos trabalhos acadêmicos. Os objetivos específicos são: mapear as dissertações defendidas no PPGCI/UFPB que se utilizam do conceito de memória, localizar os conceitos de memória encontrados nas dissertações da linha de pesquisa Memória, Organização, Acesso e Uso da Informação, reconhecer os conceitos de memória utilizados nas dissertações da referida linha de pesquisa e identificar os referenciais teóricos de memória usados nas dissertações. Para viabilizar este estudo, no que diz respeito ao percurso metodológico, a pesquisa, de caráter documental, teve natureza descritiva quanto aos objetivos. A abordagem foi qualitativa e as fontes de informação utilizadas foram as dissertações do PPGCI/UFPB, defendidas entre 2009 e 2014. O campo empírico escolhido foi o PPGCI/UFPB e as dissertações constituíram o corpus da pesquisa. Após a realização deste estudo, das 26 (vinte e seis) dissertações analisadas, foi possível perceber a predominância dos sentidos sócio antropológico e histórico em estudos relacionados à memória, sobretudo pela reincidência da citação de alguns nomes como Pierre Nora, Jacques Le Goff e Azevedo Netto, professor do PPGCI/UFPB, que foi o autor mais citado nos trabalhos. Embora o objetivo desta pesquisa não tenha sido sugerir um conceito próprio, oriundo da própria CI, espera-se, de alguma forma, poder contribuir para a construção de uma Ciência da Informação mais consistente, no sentido de que os dados apresentados possam suscitar novas discussões que deles se beneficiem.
  • MERY CRISTINA PASCOAL DE MELO
  • AMBIENTE INFORMACIONAL DIGITAL DO CENTRO DE HUMANIDADES/UFCG: uma análise com base nos princípios da Arquitetura da Informação e da Usabilidade
  • Data: 26/02/2015
  • Hora: 13:30
  • Mostrar Resumo
  • A internet, juntamente com as ferramentas disponíveis para a Web, tem sido um meio bastante utilizado pelas organizações para as funções de acesso, uso e disseminação da informação. Por outro lado, a expansão da web tem gerado determinadas barreiras informacionais, tais como o acúmulo excessivo de informações e a concepção de sistemas interativos inadequados e/ou mal estruturados. Diante deste fato, esta pesquisa teve por objetivo analisar o ambiente informacional digital do Centro de Humanidades (CH) da Universidade Federal de Campina Grande, composto de website e blog, com base na inter-relação dos princípios da Arquitetura da Informação e dos critérios de usabilidade, visto que interfaces não estruturadas adequadamente podem gerar insatisfação nos usuários e rejeição quanto a sua utilização. Enquanto a Arquitetura da Informação vislumbra a construção de sistemas com estruturas informacionais otimizadas, a Usabilidade visa facilitar a utilização das interfaces por seus usuários, de forma eficiente e eficaz dentro de um contexto específico de uso. Como resultado, obteve-se um estudo de natureza descritiva, cuja metodologia se fundamentou no processo de triangulação metodológica, refletida na escolha de diferentes métodos empregados na coleta e análise de dados. A coleta de dados se deu com a aplicação de um questionário de avaliação subjetiva aos coordenadores do Centro de Humanidades/UFCG, grupo representativo dos usuários do ambiente informacional digital daquele Centro, e com uma inspeção baseada em um checklist formulado a partir de critérios e recomendações condizentes aos objetivos da pesquisa. Após a análise quantitativa e qualitativa dos dados obtidos, verificaram-se similaridades entre os principais pontos destacados nas repostas fornecidas pelos usuários participantes da pesquisa e os resultados gerados com a avaliação por checklist, entre os quais estão: a estruturação inadequada e a ausência ou desatualização do conteúdo informativo do website/blog do CH. A partir do resultado obtido com a análise, foi elaborada uma lista de recomendações para uma possível reconstrução dos sistemas investigados (website e blog).
  • JAILMA SIMONE GONCALVES LEITE
  • A INFORMATIVIDADE NA PRODUÇÃO DA NOTÍCIA EM UNIDADES JORNALÍSTICAS DO ESTADO DA PARAÍBA:As Condições da Construção de Sentido da Informação
  • Data: 26/02/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O fluxo de informação nas redações das empresas de jornalismo impõe desafios aos profissionais jornalistas usuários da informação, especificamente, nos processos que envolvem a produção de notícia. Esses processos compreendem as etapas de recepção de dados; apuração do fato; descrição dos elementos informativos; e disseminação da informação. Nesse conjunto, objetivamos investigar os processos de produção de notícia em unidades jornalísticas e suas condições de informatividade para construção de sentidos. Para tanto, buscamos especificamente descrever os fluxos de informação que envolvem a construção da notícia; identificar as fontes de informação que subsidiam a construção da notícia nas unidades jornalística e suas interfaces de confiabilidade; verificar os aspectos políticos e sociais que influenciam na organização e comunicação da notícia enquanto estrutura significante; e examinar as condições de informatividade nos processos de produção, comunicação e uso da informação nas unidades jornalísticas. Tem como universo as sete emissoras de televisão detentoras de concessão pública, no Estado da Paraíba: TV Correio (Record), TV Arapuã (Rede TV), TV Tambaú (SBT), TV Cabo Branco (Globo), TV Clube (Band), TV Paraíba – (Globo) e TV Borborema (SBT). Nos procedimentos metodológicos, adotamos o Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), proposto por Lefèvre e Lefèvre (2003), que se revela como um instrumento ordenado e eficaz de comunicação, que está na base de todas as representações sociais. O estudo apresenta-se numa perspectiva qualitativa, cuja abordagem aprofunda a investigação do universo dos significados das ações e relações humanas, conforme Minayo (1996), essa abordagem se preocupa com um nível de realidade que não pode ser quantificada, pois atende a natureza de significados, motivos, aspirações, crenças, valores e atitudes, condições indicadas para escolha do método DSC. Na coleta de dados, foram utilizadas entrevistas orais semi-estruturada com editores de texto do Sistema Correio de Televisão, afiliada a Rede Record na Paraíba e da TV Clube, afiliada Band na Paraíba. As duas empresas apresentam aspectos diferentes quanto à cultura, à ideologia e aos índices de audiência. Embora ocupem espaços diferentes no que preza as correntes ideológicas, a condição de informatividade nessas unidades jornalísticas é semelhante quanto à forma de abordagem e aos encaminhamentos editoriais. Os resultados evidenciam que mecanismos de controle editorial abarcam fo