PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIA AGROALIMENTAR (PPGTA)

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS SOCIAIS E AGRÁRIAS (CCHSA)

Telefone/Ramal
3367-5575

Notícias


Banca de DEFESA: JANIELE FERREIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANIELE FERREIRA DA SILVA
DATA: 31/08/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: Estabilidade oxidativa de carne de codornas alimentadas com dietas contendo diferentes fontes lipídicas
PALAVRAS-CHAVES: Ácidos graxos poliinsaturados, compostos oxidados, qualidade da carne
PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
RESUMO: Através da alimentação animal é possível manipular a composição de ácidos graxos na carne de codorna, pela adição de fontes lipídicas na dieta. A possibilidade de manipulação do perfil de ácidos graxos via alimentação é uma alternativa válida para a nutrição humana, as codornas por serem animais não ruminantes são capazes de incorporar diretamente os ácidos graxos através dos tecidos. Dessa forma objetivou-se avaliar a estabilidade oxidativa da carne de codorna adicionada de diferentes fontes lipídicas enriquecidas com ácidos graxos poliinsaturados, durante o armazenamento. As fontes lipídicas utilizadas foram os seguintes óleos comerciais: Óleo de soja (OSJ), óleo de linhaça (OLI), óleo de Castanha do Pará (OCP) e óleo de peixe (OPX), e mais três mixes compostos de 1% de OSJ +1% OLI, 1% de OSJ +1%OCP,e 1% OSJ, +1% OPX., Para avaliar a estabilidade da carne do peito de codorna alimentadas com dietas com diferentes fontes lipídicas, a carne do peito foi armazenada em condições de congelamento em diferentes intervalos de tempo (0, 30, 60 dias de estocagem). O enriquecimento com fontes ricas em ácidos Graxo poliinsaturados propiciou menores valores de colesterol total na carne de codornas independente da fonte utilizada. Também se observou o aumento dos níveis de peróxidos e (TBARS) na carne crua e cozida em durante o armazenamento. Os parâmetros de pH e colorimétrico apresentaram efeito de regressão linear entre as variáveis analisadas. Os compostos carbonílicos da oxidação proteica foram influenciados pelas fontes lipídicas e pelo tempo de estocagem (>0,05). Foi analisado que a fonte com óleo de castanha preservou os aspectos de cor e retardou o processo oxidativa da carne de codorna de corte durante o período de estocagem. Dessa forma as fontes lipídicas ricas em ácidos graxos poliinsaturados adicionada nas dietas de codornas de corte potencializaram o processo oxidativo durante o armazenamento, no entanto a dieta enriquecida com óleo de castanha teve o efeito oxidativo retardado durante o armazenamento.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - LEILANE ROCHA BARROS DOURADO
Presidente - 1725691 - LEONARDO AUGUSTO FONSECA PASCOAL
Externo ao Programa - 1354564 - TALIANA KENIA ALVES BEZERRA