PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (PPGAU)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
32167913

Notícias


Banca de DEFESA: ANDREIA CARDOSO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREIA CARDOSO DE OLIVEIRA
DATA: 06/12/2019
HORA: 12:00
LOCAL: Sala de reunião do STI
TÍTULO: PADRÕES DE COMPORTAMENTO DOS USUÁRIOS SOBRE AS ABERTURAS PARA MODELOS DE SIMULAÇÃO DE DESEMPENHO TÉRMICO EM HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL EM CLIMA QUENTE E ÚMIDO
PALAVRAS-CHAVES: Comportamento do usuário; desempenho térmico; simulação;
PÁGINAS: 251
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
RESUMO: A relação entre o conforto térmico e as habitações têm sido amplamente investigadas nos últimos anos, com trabalhos valiosos no campo da otimização do método de simulação para melhorar o desempenho térmico e energético dos edifícios. As diferenças que ocorrem entre o uso da energia real e o uso da energia previsto dependem das diferenças entre a construção real, as instalações técnicas e a forma como o sistema construído é operado pelos ocupantes. Estudos apontam que, por ter grande efeito sobre o consumo de energia, o comportamento dos ocupantes causa uma diferença significativa entre o desempenho energético previsto e o real. Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de propor um modelo de padrões de uso e comportamento dos ocupantes especificamente em relação às aberturas no desempenho térmico de habitações de interesse social no clima quente e úmido. Para alcançar o objetivo geral desta pesquisa, foi necessária uma revisão da literatura sobre as principais contribuições e quais as limitações e lacunas atuais. Em seguida, foi necessário estudar sobre a construção de um questionário específico que pudesse abordar questões que serviriam de base para o entendimento das rotinas e padrões de comportamento dos usuários. Os dados foram coletados em situações reais, a partir da aplicação de 375 questionários aplicados em dois conjuntos habitacionais da cidade de João Pessoa – Paraiba, como base para o clima quente e úmido, e foram analisados por três métodos estatísticos com o uso do programa SPSS v.24. A influência dos diferentes cenários de padrões de uso e comportamento dos usuários propostos, foi investigada por meio de simulação computacional, no programa Design Builder v. 6.1.2, e a avaliação de desempenho foi desenvolvida pela composição de dois índices de longo tempo, Graus-hora para Resfriamento somado ao Percentual de horas de desconforto, com base nos limites da faixa de conforto adaptativo adotados por De Dear. Os resultados apontam que o comportamento dos usuários pode influenciar significativamente o desempenho térmico das edificações ventiladas naturalmente, sendo afirmativa a hipótese testada. Também foi verificado que, os padrões de uso e operação de janelas e portas não são resultado apenas da influência de variáveis ambientais, mas também por fatores contextuais e culturais. A maior contribuição percebida ao definir os cenários reais dos três tipos de famílias foi identificar que os horários de abertura das janelas estão diretamente ligados ao horário que os moradores acordam, ou seja, suas rotinas e comportamento afetaram significativamente suas ações de operação de abertura de portas e janelas. Desta maneira, podemos afirmar que a temperatura externa não é o fator determinante para a operação das portas e janelas em condições de clima quente e úmido no nordeste brasileiro. Conclui-se que, uma das maiores contribuições desta pesquisa foi a construção de padrões de uso e comportamento de usuários em relação às aberturas, em habitações de interesse social, resultantes de um levantamento de dados reais a partir de um estudo de campo. Esses são os primeiros modelos de comportamento de abertura e fechamento de janelas desenvolvidos para habitações ventiladas naturalmente no nordeste brasileiro.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALDOMAR PEDRINI
Externo à Instituição - ANGELICA SEGOVIA WALSH GARCIA
Externo à Instituição - CELINA MARIA GODINHO DA SILVA PINTO LEÃO
Interno - 013.976.458-57 - LUCILA CHEBEL LABAKI - UFPB
Externo ao Programa - 6336620 - LUIZ BUENO DA SILVA
Presidente - 1636125 - SOLANGE MARIA LEDER