PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (PPGAU)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
Não informado

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA JÚLIA TAVARES PORFÍRIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANA JÚLIA TAVARES PORFÍRIO
DATA: 06/03/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Multimídia Nelci Tinem
TÍTULO: Conflitos socioambientais: A Produção do Espaço Urbano no alto curso da bacia do rio Jaguaribe
PALAVRAS-CHAVES: Produção do espaço; história urbana; conflitos socioambientais; segregação socioespacial; degradação ambiental; bacia do rio Jaguaribe – João Pessoa.
PÁGINAS: 44
RESUMO: O presente trabalho tem como objeto teórico a produção do espaço urbano, enfatizando os conflitos socioambientais decorrentes desse processo; e se justifica pela necessidade de ampliar as discussões já existentes sobre o objeto empírico, o alto curso da bacia do rio Jaguaribe, e seu processo de urbanização a partir de uma nova perspectiva. Vê-se que seu processo de ocupação tem sido marcado por grandes transformações ao longo das últimas décadas, surgindo o seguinte questionamento: De que maneira o processo de produção do espaço urbano no alto curso da bacia do Jaguaribe, a partir de 1960 até os dias atuais, suscita conflitos sociais e ambientais? A inquietação por encontrar respostas para esta indagação deu origem a esta pesquisa. O objetivo geral é compreender os conflitos sociais e ambientais decorrentes do processo de produção desse espaço urbano a partir de 1960 até os dias atuais. Pretende-se assim apresentar um ponto de partida para novos questionamentos e reflexões, trazendo à tona o (re)conhecimento desses conflitos e suas causas como forma de apontar alternativas para intervenções no urbano com a intenção de mudar o padrão excludente de estruturação do espaço. Isto posto, realizou-se uma cuidadosa pesquisa bibliográfica, documental e de campo, como meio de investigação para compreender como este processo de produção desencadeou a realidade social conflituosa, de segregação socioespacial, e de degradação ambiental dos dias atuais, identificando as mudanças ocorridas na paisagem e os impactos perpetrados sobre o ambiente natural. Para isso, definiram-se três objetivos específicos, os quais contemplam os três capítulos da dissertação. Dentre eles: compreender o processo de produção e expansão urbana no alto curso da bacia até os dias atuais; verificar e analisar os aspectos físicos resultantes da morfologia urbana, uso e ocupação do solo dos lotes que margeiam o rio Jaguaribe; e investigar os conflitos socioambientais, enfatizando os impactos instaurados sobre o meio natural e a segregação socioespacial. Os resultados parciais mostraram que existe a manutenção de um padrão excludente de produção dos espaços da cidade, instituído por agentes como o mercado imobiliário e o Estado de acordo com os seus anseios e interesses. Este padrão tem resultado nos diversos conflitos e problemas sociais e ambientais observados na área, que são decorrentes de um modelo social pautado em uma sociedade profundamente heterônoma e injusta, e associados, em sua maioria, à pobreza urbana.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 337195 - DORALICE SATYRO MAIA
Interno - 338233 - MARIA BERTHILDE DE BARROS LIMA E MOURA FILHA
Externo à Instituição - PAULA DIEB MARTINS