PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (PPGAU)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: CRISTINA LEAL FERNANDES VIEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CRISTINA LEAL FERNANDES VIEIRA
DATA: 27/05/2021
HORA: 11:00
LOCAL: Sala virtual: meet.google.com/vvj-tnfm-oig
TÍTULO: Espacios de Paz: uma experiência na Venezuela
PALAVRAS-CHAVES: Espacios de Paz; Venezuela; Coletivos de arquitetura; Participação; Urbanismo tático
PÁGINAS: 209
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
RESUMO: Os Espacios de Paz são um conjunto de intervenções arquitetônicas implementadas pela Fundación Movimiento por la Paz y la Vida e pelo PICO Colectivo em diversas cidades da Venezuela, nos anos de 2014 e 2015, com participação de coletivos de arquitetura, instituições governamentais e moradores das comunidades. Essa iniciativa surgiu nos primeiros anos do governo de Nicolás Maduro, um período de grave crise interna – política, econômica e social –, cujo resultado foi a construção de onze espaços públicos em comunidades venezuelanas, guiadas por uma série de diretrizes desenvolvidas pelos arquitetos do PICO Colectivo. Tendo em vista a experiência apresentada, esta dissertação trata criticamente do desenvolvimento e da materialização das diretrizes adotadas nos Espacios de Paz, sob o objetivo de identificar os princípios e estratégias que estruturam a experiência dos Espacios de Paz e de analisá-los à luz dos processos de construção das intervenções nas comunidades venezuelanas. Entendendo os Espacios de Paz como um processo que transcende as intervenções físicas, utilizou-se como guia da pesquisa uma abordagem metodológica dividida em três eixos: SURGIMENTO: relacionado ao contexto latino-americano e venezuelano; PENSAMENTO: referente às diretrizes, estruturadas por objetivos, princípios e estratégias; CONSTRUÇÃO: relativo ao processo de construção das intervenções. Partindo dos princípios e das estratégias, a atuação dos coletivos de arquitetura, a participação do usuário no processo de projeto e a prática do urbanismo tático foram definidos como os instrumentos conceituais que deram suporte teórico à análise das principais estratégias nos processos de construção. A reconstrução e análise dos onze processos de construção, divididos em cinco etapas, evidenciou, mesmo com alguns desvios, a coerência entre princípio, estratégia e construção nos Espacios de Paz. Pretende-se com esta pesquisa contribuir para a reflexão sobre processos de projeto participativo, fomentar uma discussão a respeito de intervenções urbanas coletivas e ampliar o campo disciplinar com estudos sobre práticas projetuais voltadas para a realidade local.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FERNANDO LUIZ CAMARGOS LARA
Presidente - 1881257 - MARCIO COTRIM CUNHA
Externo à Instituição - Naia Alban Suarez
Interno - 2334173 - WYLNNA CARLOS LIMA VIDAL