PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (PPGAU)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: THAYSSA BARBOSA DA SILVA NEVES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAYSSA BARBOSA DA SILVA NEVES
DATA: 27/02/2020
HORA: 10:30
LOCAL: Sala de Multimídia do DECA
TÍTULO: MÉTRICAS PARA O VERDE URBANO: IMPLEMENTAÇÃO COMPUTACIONAL DE MÉTRICAS RELACIONADAS AO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO E À VEGETAÇÃO URBANA
PALAVRAS-CHAVES: verde urbano; métricas urbanas; densidade vegetada; densidade construída; simulação computacional.
PÁGINAS: 176
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
RESUMO: O gradual adensamento dos núcleos urbanos tem gerado impactos preocupantes ao clima e à qualidade de vida no ambiente urbano, portanto o processo de urbanização de uma cidade incide inevitavelmente sobre os aspectos ambientais. A cobertura vegetal das cidades, apesar da sua extrema importância no equilíbrio do clima e biofilia do ambiente urbano, tem sofrido com a redução dos espaços à ela destinados. Diante do exposto, a premissa desta pesquisa visa desenvolver uma implementação computacional para uma proposta do Métricas para o Verde Urbano, que se define como um conjunto de métricas de avaliação de desempenho que, por meio de uma abordagem algorítmico-paramétrica, permitam investigar a correlação de parâmetros urbanísticos relacionados ao uso e ocupação do solo e vegetação urbana. A pesquisa segue a linha quantitativa, e os procedimentos metodológicos distingue-se basicamente em 2 etapas: formulação das métricas e modelagem, e aplicação do conjunto de ferramentas. Adotou-se, para tal, o uso de ferramentas como o software Rhinoceros com o plugin Grasshopper, mapeamentos (em 2D e modelagem em 3D dos recortes urbanos) e testes com usuários por meio da realização de Workshops e Questionários. O resultado obtido em testes tanto hipotéticos quanto reais, forneceram índices quantificando o cenário atual e permitindo que se possa manipulá-los para analisar cenários futuros ou alternativos. Ao final, os índices foram comparados e analisados segundo cada recorte urbano e, portanto, constatou-se que a metodologia aplicada se mostrou eficaz no que tange à quantificação das variáveis em questão, ademais possui potencial para desdobramentos da pesquisa. Por fim, espera-se que esta investigação possa corroborar para estudos voltados para a otimização/alocação da massa vegetada essencial no traçado urbano, como instrumento de legislação urbana, e para o bem-estar dos habitantes e amenização do clima das cidades.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1790856 - CARLOS ALEJANDRO NOME SILVA
Externo à Instituição - FERNANDO TADEU DE ARAÚJO LIMA
Presidente - 1548892 - GEOVANY JESSE ALEXANDRE DA SILVA
Interno - 262.416.248-81 - LETICIA PALAZZI PEREZ - UFPB
Interno - 1636125 - SOLANGE MARIA LEDER