PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (PPGAU)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: ANDREIA CARDOSO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREIA CARDOSO DE OLIVEIRA
DATA: 01/10/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Multimidia DA
TÍTULO: INFLUÊNCIA DAS RECOMENDAÇÕES DO ZONEAMENTO BIOCLIMÁTICO BRASILEIRO NO DESEMPENHO TÉRMICO DA ENVOLTÓRIA DE EDIFICAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL NOS MUNICÍPIOS DA PARAÍBA
PALAVRAS-CHAVES: Desempenho térmico, zoneamento bioclimático, simulação computacional.
PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Arquitetura e Urbanismo
SUBÁREA: Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
ESPECIALIDADE: Adequação Ambiental
RESUMO:

A constante elevação da demanda energética das edificações tem gerado preocupação no âmbito da arquitetura, intensificando  a busca por estratégias para consumir energia de forma eficiente e pelo aprimoramento de tecnologias que aumentem o desempenho termo energético das edificações. No Brasil, a norma de Desempenho térmico de edificações  -  NBR 15.220:3  (ABNT, 2005), funciona como diretriz de
projeto na arquitetura, no intuito de reduzir o consumo de energia e permitir uma melhor eficiência do edifício, com critérios adequados para o clima de cada região. Esta pesquisa tem como objetivo avaliar o desempenho térmico da envoltória de uma edificação de interesse social a partir de parâmetros sugeridos pela norma em cidades de climas distintos do estado da Paraíba. Foram definidas quatro etapas para desenvolvimento desta pesquisa: 3.1) caracterização do clima de João Pessoa, Campina Grande e Patos, a partir dos dados climáticos horários do ano típico de referência de cada cidade; 3.2) caracterização do caso base e dos modelos de referência, considerando uma edificação unifamiliar a partir das recomendações sugeridas pela norma para fechamentos opacos e transparentes; 3.3) configuração do modelo numérico para simulação dos parâmetros estudados, e, por último, 3.4) método de avaliação de desempenho térmico, utilizando a temperatura  operativa como índice de conforto, de acordo com o modelo adaptativo para edificações ventiladas naturalmente. Foi observado que as recomendações sugeridas pela norma em relação ao valor de transmitância térmica não são adequadas para edificações de interesse social em João Pessoa e Patos, mas resultaram em condições favoráveis para o clima de Campina Grande. Constatou-se ainda que o aumento da área efetiva da abertura não garante melhores desempenhos, em alguns casos resultando no aumento dos ganhos de calor e, consequentemente, no aumento das temperaturas internas. Conclui-se que as três cidades demonstraram resultados distintos, com condições climáticas que  exigem critérios mais coerentes, confirmando a necessidade de atualização das recomendações e diretrizes construtivas desta norma.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1548892 - GEOVANY JESSE ALEXANDRE DA SILVA
Externo ao Programa - 6336620 - LUIZ BUENO DA SILVA
Externo à Instituição - SOLANGE GALARÇA GOULART
Presidente - 1636125 - SOLANGE MARIA LEDER