PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA (PPGH)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
(83) 3216-7915

Livros & Artigos - Corpo Docente

Conheça alguns livros, capítulos e artigos produzidos pelo Corpo Docente do PPGH-UFPB:

_____________________________________________________

Ana Beatriz Ribeiro Barros Silva

O modelo hegemônico de prevenção de acidentes de trabalho durante a ditadura empresarial-militar no Brasil: apontamentos sobre a atuação da Fundacentro e do Ministério do TrabalhoHistoriæ, v.11, n.2, p. 148-173, 2020. 

Corpos para o capital: acidentes de trabalho, prevencionismo e reabilitação profissional durante a ditadura militar brasileira (1964-1985). Jundiaí: Paco Editorial, 2019.

"Ciganos da construção": a divulgação de acidentes de trabalho na construção civil pela imprensa durante a ditadura militar brasileira. Sæculum - Revista de História, v. 39, p. 149-166, 2018.

"Brasil, o 'campeão mundial de acidente de trabalho'": controle social, exploração e prevencionismo durante a ditadura empresarial-militar brasileira. Revista Mundos do Trabalho, v.7, p. 151-173, 2015.

André Vidal de Negreiros: a necessidade de construção de um herói legitimamente paraibano. Sæculum - Revista de História, v. 14, p. 159-171, 2006.

La recuperación de los cuerpos para el capital: la rehabilitación profesional durante la ditadura militar brasileña (1964-1985). In: GALLO, Óscar; CASTAÑO, Eugenio (orgs.). La salud laboral en el siglo XX y el XXI: de la negación al derecho a la salud y enfermedad. Medellín: Ediciones Escuela Nacional Sindical, 2016, p. 191-215.

Reclaiming bodies for capital: Professional rehabilitation during the Brazilian military dictatorship (1964-1985). In: GALLO, Óscar; CASTAÑO, Eugenio (orgs.). Occupational health in the 20th and 21st centuries: on the denial of the right to health and freedom from sickness. Medellín: Ediciones Escuela Nacional Sindical, 2017, p. 191-215.

"Pessoal morrendo em obra não é novidade": A Queda e a denúncia dos acidentes de trabalho durante a ditadura militar brasileira. In: MIRANDA, Samir Perrone de (org.). Cinema & Humanidades: ensaios multidisciplinares. João Pessoa: Editora UFPB, 2020, p. 374-395. 

Acidentes, adoecimento e morte no trabalho como tema de estudo da História. In: OLIVEIRA, Tiago Bernardon de (org.). Trabalho e trabalhadores no Nordeste: análises e perspectivas de pesquisas históricas em Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Campina Grande: EDUEPB, 2015, p. 190-214.

O salvador, o realizador e o democrata: a construção do mito político do interventor Ruy Carneiro (1940-1945). In: CAVALCANTE NETO, Faustino Teatino; SANTOS NETO, Martinho Guedes dos; GUEDES, Paulo Henrique M. de Queiroz (orgs.). Cultura e poder político: historiografia, imaginário social e representações da política na Paraíba republicana. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2012, p. 84-98.

_____________________________________________________

Ana Maria Veiga

Radicalizar o 'Cine Imperfecto' cubano - Sara Gómez. História Revista (Online), v. 23, p. 28-48, 2018.

América Latina Vai Ser Toda Feminista: Visualizing & Realizing Transnational Feminisms in the Women s Worlds March for Rights. Ada: A Journal of Gender, Media and Technology, v. 14, p. 10.539, 2018. (Em coaturia com Cara Snyder e Cristina Scheibe Wolff)

Gênero e cinema, uma história de teorias e desafios. Revista Estudos Feministas, v. 25, p. 1355-1357, 2017. Variaciones en la trasgresión desde el ojo protésico de María Luisa Bemberg. Estudos Feministas, v. 25, p. 1405-1417, 2017.

A história oral visita o cinema: Que bom te ver viva e Los Rubios. Revista Observatório , v. 2, p. 118-137, 2016.

Kátia - um documentário sobre afetos, política e história. Crítica Cultural, v. 10, p. 233, 2015.

Tereza Trautman e Os homens que eu tive: uma história sobre cinema e censura. Significação-Revista de Cultura Audiovisual, v. 40, p. 52, 2013.

Mundos de Mulheres no Brasil. Curitiba: Editora CRV, 2019. (Organizado em conjunto com Nichnig, Claudia Regina Niching, Cristina Scheibe Wolff e Jair Zandoná.)

Resistências, Gênero e Feminismos contra as ditaduras no Cone Sul. Florianópolis: Editora Mulheres, 2011. (Organizado em conjunto com Cristina Scheibe Wolff e Joana Maria Pedro).

Estética urbana, gênero e alegoria em Esse mundo é meu. In: Rafael Rosa Hagemeyer e Daniel Lopes Saraiva (Org.). Esse mundo é meu: as artes de Sérgio Ricardo. Curitiba: Appris, 2018, p. 75-94.

Estéticas e políticas de resistência: o 'cinema de mulheres' brasileiro (anos 1970 e 1980). In: Karla Holanda e Marina Cavalcanti Tedesco (Orgs.).

Feminino e plural: mulheres no cinema brasileiro. 2ed. Campinas: Papirus, 2018, p. 77-88.

Circulación, redes y feminismo: Una historia en tiempos de dictaduras, Argentina y Brasil. In: Andrea Andújar; Débora D'Antonio; Karin Grammático; María Laura Rosa. (Org.). Hilvanando Historias: Mujeres y Política en el Pasado Reciente Latinoamericano. Buenos Aires: Ediciones Luxemburg, 2010, p. 83-100.

_____________________________________________________

Ângelo Emílio da Silva Pessoa

As Ruínas da Tradição: A Casa da Torre de Garcia d'Ávila: Família e propriedade no nordeste colonial. 2 ed. João Pessoa: Ed. UFPB, 2017.

Músicas e imagens como documentos e ferramentas didáticas no ensino de História. In: LIMAS, Rivete Silva de e SILVA, Marluce Pereira da (orgs.). Formação de Professores: Contribuições do PIBID/UFPB. João Pessoa: Ed. UFPB, 2017.

Música e imagens como documentos e ferramentas didáticas no ensino de História. Anais do XXIX Simpósio Nacional de História: ANPUH-UnB Brasília, 2017.

Educação Patrimonial, Ensino de História e Cultura Histórica: Algumas experiências e considerações. Sæculum - Revista de História, v. 35, p. 139-155, 2016.

Colônia: Escritos de História LABORHIS - Série Monográfica. João Pessoa: Ed. UFPB, 2016. (Organizado em conjunto com Acácio José Lopes Catarino).

As Ruínas da Tradição: A Casa da Torre de Garcia d'Ávila: Família e Propriedade no Nordeste Colonial. João Pessoa: Ed. UFPB, 2015.

Uma experiência de ensino: apropriação e fruição coletivas do patrimônio cultural na construção da cidadania. Anais do XXVIII Simpósio Nacional de História: ANPUH-UFSC Florianópolis, 2015.

Entre a liberdade de pesquisa e o exercício profissional: algumas considerações sobre a regulamentação da profissão de historiador e algumas falácias sobre o suposto corporativismo. Revista Paraibana de História, Ano I, n° 1, p. 106-119, 2014.

História e Sociedade: Saberes em diálogo. Campina Grande: Ed. UFCG, 2014. (Organizado em conjunto com LOBO, Isamarc da Cunha Lobo e BEZERRA, Josineide Bezerra).

Apossamento e apropriação da terra e constituição do território: algumas relações e considerações preliminares. Anais do XXVII Simpósio Nacional de História: ANPUH-UFRN Natal, 2013.

Apropriação e fruição coletivas do Patrimônio Cultural na construção da cidadania. In: CEBALLOS, Rodrigo e BEZERRA, Josineide (orgs.). História, Memória e Comemorações. Campina Grande: Ed. UFCG/ANPUH-PB, 2012.

Um Governador perdido no Maranhão? A atuação de André Vidal de Negreiros numa conjuntura delicada (1655-1656). Anais do XXVI Simpósio Nacional de História: ANPUH-USP São Paulo, 2011.

Sociologia da hipocrisia ou breves considerações sobre um centenário romance recifense: A Emparedada da Rua Nova. Sæculum - Revista de História, v. 20, p. 34-48, 2009.

Vidal de Negreiros: um homem do Atlântico no século XVII. In: OLIVEIRA, Carla Mary, MENEZES, Mozart Vergetti e GONÇALVES, Regina Célia (orgs.). Ensaios sobre a América Portuguesa. João Pessoa: Ed. UFPB, 2009.

Vidal de Negreiros: um homem do Atlântico no século XVII. Anais do XXV Simpósio Nacional de História: ANPUH-UFC Fortaleza (2009).

A Fuga de Isabel: casamento e herança numa família patriarcal. IN: BORGES, Fernando Tadeu Miranda, PERARO, Maria Adenir e SILVA, Viviane Gonçalves da (orgs.). Trajetórias de Vida na História. Cuiabá: Ed. UFMT/Carlini e Caniatto, (2008). (ISBN 978859914663)

Família, propriedade e poder no Nordeste colonial: A Casa da Torre de Garcia d'Ávila. Portuguese Studies Review, Trent University. v.14:1, 2007.

Família, Propriedade, Tradição e Poder no Nordeste Colonial: a Casa da Torre de Garcia d'Ávila. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História: ANPUH-UNISINOS São Leopoldo, 2007.

Conhecer Campinas numa perspectiva histórica. Campinas: Secretaria Municipal de Educação; Brasília: FNDE, 2005.

_____________________________________________________

Carlos André Macedo Cavalcanti

História das religiões: Inquisições, intolerância religiosa e historiografia. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. (Coorganizado com Ana Paula Cavalcanti e Raquel Miranda Carmona)

O que se vê nas religiões? - Imaginário, História e Diversidade - Textos do Videlicet, v.2. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. (Coorganizado com Ana Paula Cavalcanti e Raquel Miranda Carmona)

O que é o imaginário? João Pessoa: Editora UFPB, 2015.

O que se vê nas religiões? João Pessoa: Editora UFPB, 2015.

No Imaginário da Intolerância: Da Inquisição ao Ensino (não) Religioso. São Paulo: Fonte Editorial, 2015.

O Regimento Inquisitorial de 1552 e suas Normatizações Judiciárias para Aplicação do Direito no Territórios Coloniais. Prim@ Facie, v. 14, p. 01-22, 2015.

O que é diversidade religiosa, afinal? E você, o que tem com isso? Caminhos (Goiânia. Online), v. 12, p. 332-344, 2014.

Inquisição e desmitologizamento de valores no cristianismo teologizado: razão, imaginário e H(h)istória. Sæculum - Revista de História, v. 30, p. 75-96, 2014.

A feitiçaria moderna na América Portuguesa. Religare (UFPB), v. 11, p. 107-131, 2014.

Inquisição como território de pureza: as estratégias de propaganda normatizadas pelos Regimentos de 1552 e 1613 e sua atuação no Brasil. Mnemonise Revista, v. 5, p. 156-168, 2014.

_____________________________________________________

Cláudia Cristina do Lago Borges

O lugar do indígena na BNCC e as perspectivas para o ensino de História. In: Aprendendo História: etnicidade. Rio de Janeiro: Sobre Ontens, 2019, p. 109-114. (Em coautoria com Vânia Cristina da Silva) 

Educação escolar indígena potiguara: uma análise estrutural e material. Tellus, ano 19, n. 38, p. 341-367, Jan.-Abr. 2019. (Em coautoria com Simone Maria Silva)

O uso de tecnologias nas diretrizes da BNCC e da BNC-Formação. In: Ensino de História: mídias e tecnologias. Rio de Janeiro: Sobre Ontens/UERJ, 2020, p. 99-105. (Em coautoria com Priscilla Gontijo Leite)

"A história explica o passado e o presente": o ensino de História na educação escolar indígena potiguara. In: Ensino de História e Etnicidades. Rio de Janeiro; Nova Andradina: Sobre Ontens; UFMS, 2020. p. 408-413. 

O lugar da pré-história na Educação Básica e nas Licenciaturas em História. In: Ensino de História e Diálogos transversais. Rio de Janeiro: Sobre Ontens, 2020, p. 287-292. 

_____________________________________________________

Cláudia Engler Cury

Histórias da Educação Brasileira: experiências e peculiaridades. João Pessoa: Editora UFPB, 2014. (Coorganizado com Antonio Carlos Ferreira Pinheiro e Mauricéia Ananias).

Fontes para a História da Educação da Paraíba imperial – documentos diversos (1821-1860). Vitória: SBHE; Virtual Livros, 2015. (Coorganizado com Mauricéia Ananias e Antonio Carlos Ferreira Pinheiro).

Adentrando aos espaços de leitura e venda de livros, compêndios e artefatos escolares na Cidade da Parahyba (1850-1889). XI Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação – “Investigar, Intervir e Preservar: Caminhos da História da Educação Luso-Brasileira”, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, Portugal, 20 a 23 de junho de 2016. Trabalho apresentado no Eixo Temático “Leitura, Cultura Escrita e Cultura Escolar”. Publicado nas Atas do evento, em 2016. (Em coautoria com Thayná Cavalcanti Peixoto).

Os Compêndios e a circulação de ideias francesas no Lyceu Provincial da Parahyba do Norte (1850-1889). In: CURY, Cláudia Engler; GALVES, Marcelo Cheche & FARIA, Regina Helena Martins de (orgs.). O Império do Brasil: educação, impressos e confrontos sociopolíticos. São Luís: Café & Lápis; Editora UEMA, 2015, p. 127-151. (Em coautoria com Antonio Carlos Ferreira Pinheiro).

Espaços de leitura e venda de livros escolares na Cidade da Paraíba (1850-1889). Outros Tempos, São Luís, UEMA, v. 11, n. 18, 2014, p. 154-171.

Peter Burke: circulação e apropriação do seu pensamento na História da Educação brasileira. In: MESQUITA, Ilka Miglio de; CARVALHO, Rosana Areal de & FARIA FILHO, Luciano Mendes de (orgs.). Nas dobras de Clio: História Social e História da Educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014, p. 123-141.(Em coautoria com Antonio Carlos Ferreira Pinheiro).

History of education in Brazil: the construction of a knowledge field. Paedagogica Historica: International Journal of the History of Education, Londres, Routledge/ Taylor & Francis, vol. L, 2014, p. 01-08. (Em coautoria com José Gonçalves Gondra (UERJ), Carlos Eduardo Vieira (UFPR) e Regina Helena Silva Simões (UFES)).

Lição do Amor. In: SOUZA, Sauloéber Társio de; CARVALHO, Carlos Henrique de & RIBEIRO, Betânia de Oliveira Laterza (orgs.). Cinema e Ensino de História da Educação. Campinas: Alínea, 2013, p. 245-258. (Em coautoria com Luzimar Goulart Gouvêa).

O HISTEDBR e a História da Educação na Paraíba. In: PINHEIRO, Antonio Carlos Ferreira; CURY, Cláudia Engler & ANANIAS, Mauricéia (orgs.). Histórias da Educação Brasileira: experiências e peculiaridades. João Pessoa: Editora UFPB, 2014, p. 243-279.

A escola pública de instrução primária brasileira: Província da Parahyba do Norte (1822-1849). Revista Histedbr On-Line, Campinas, Faculdade de Educação da UNICAMP, vol. 13, n. 54, dez. 2013, p. 115-127. (Em coautoria com Mauricéia Ananias).

A Província em festa: celebrações e poderes simbólicos na visita de sua Majestade Imperial à Parahyba do Norte - 1859. Artelogie - Recherches sur les Arts, le Patrimoine et la Littérature de l’Amérique Latine, Paris, França, École des Hautes Études en Sciences Sociales/ Centre Nationale des Recherches Scientifiques, v. 4, 2013, p. 1-15. (Em coautoria com Carla Mary S. Oliveira).

História da Educação, matrizes interpretativas e internacionalização: pontuando algumas questões. In: História da Educação, matrizes interpretativas e internacionalização. Vitória: SBHE/EDUFES, 2017. 

Manuais de civilidade na imprensa da Paraíba oitocentista (1862-1886): indícios de práticas educativas e constituição do saber histórico escolar. In: CASTRO, César Augusto; CASTELLANOS, Samuel Luis Velázquez (orgs.). História da Escola: métodos, disciplinas, currículos e espaços de leitura. São Luís: EDUFMA/Café & Lápis, 2018

História da Educação: Global, Nacional e Regional. Vitória: SBHE/EDUFES, 2019.

"Dai a todas as escolas Estatutos uniformes" - escolarização na Província da Parahyba do Norte: as aulas de primeiras letras e a cultura material escolar (1834-1849). Portuguese Studies Review, v.24, n.2, 2017.

Ficha individual do Aprendiz Marinheiro no Livro de Socorros (1872-1874). Revista Educação em Questão, v. 57, n. 52, 2019. (Em coautoria com Azemar dos Santos Soares Júnior)

"Para formar o viveiro de bons marinheiros": as Companhias de Aprendizes Marinheiros da Parahyba e do Rio Grande do Norte (1871-1890). Educação & Formação, v. 4, n. 10, 2019.

A escrita da História da Educação no Brasil: experiências e perspectivas. Revista Brasileira de História da Educação, v. 19, 2019. (Em coautoria com Carlos Eduardo Vieira)

_____________________________________________________

Damião de Lima 

Estudando a história da Paraíba: uma Coletânea de textos didáticos. Campina Grande: EDUEPB, 2021. (Coorganizado com Eliete de Queiroz Gurjão). 

O controle aplicado à administração pública no Brasil e sua contribuição para a eficiência e eficácia administrativa. Práticas em Gestão Pública Universitária (online), v. 5, p. 3-27, 2021. (Em coautoria com Maria das Graças Gonçalves Vieira Guerra e Cláudia Suely Ferreira Gomes) 

Criação e validação de um instrumento de acompanhamento de egressos do ensino profissional e tecnológico. Praxis Educacional (Online), v. 16, p. 367-388, 2020. (Em coautoria com Robson Lima Palmeira e Maria Soraya Pereira Franco Adriano). 

Influências do clube do repente. João Pessoa: Editora UFPB, 2020. 

Expansão de democratização da educação superior: tempos difíceis na universidade pública. In: FONSECA, Márcia Batista da; FEITOSA, Maria Luíza Pereira de Alencar Mayer (orgs.) Encontro institucional da pós-graduação da UFPB: pós-graduação e capacitação de servidores públicos, revelando o programa de qualificação institucional (PQI) da UFPB. João Pessoa: Editora UFPB, 2020, p. 44-73. (Em coautoria com Evandro Soares Costa Filho) 

Acessibilidade: avaliação dos centros universitários. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. (Em coautoria com Flaviano Batista do Nascimento). 

A educação profissional no brasil: das origens à crise atual. In: JEZINE, Edneide; FARIAS, Maria Salete Barbosa de; GUERRA, Maria da Graças Gonçalves Vieira (orgs.). Políticas públicas da educação superior: gestão, avaliação e financiamento. João Pessoa: Editora da UFPB, 2018, p. 31-44. (Em coautoria com Patrícia Nogueira de Carvalho Pinto). 

Reflexões sobre avaliação do ensino superior e o Sinaes. In: JEZINE, Edneide; FARIAS, Maria Salete Barbosa de; GUERRA, Maria da Graças Gonçalves Vieira (orgs.). Políticas públicas da educação superior: gestão, avaliação e financiamento. João Pessoa: Editora UFPB, 2018, p. 177-192. (Em coautoria com Joás Jerônimo dos Santos). 

O discente como agente construtor de novo modelo educacional. In: MONTERO, Manuel Alcántara, Mercedes García; LÓPEZ Francisco Sánchez (orgs.). Educación: memoria del 56.º congreso internacional de americanistas. 2.ed. Salamanca - Espanha: Ediciones Universidad de Salamanca, 2018, v. 07, p. 1194-1203. 

Músicas e imagens como documentos e ferramentas didáticas no ensino de história. In: LIMA, Rivete Silva de; SILVA, Marluce Pereira da (orgs.). Formação de professores: contribuições do PIBID-UFPB. João Pessoa: Editora UFPB, 2017, p. 155-170. (Em coautoria com Ângelo Emílio da Silva Pessoa). 

República: escritos de história. João Pessoa: Editora UFPB, 2016. (Coorganizado com Antonio Carlos Ferreira Pinheiro e Regina Célia Gonçalves). 

O modelo educacional brasileiro: democratização do ensino sem acesso ao conhecimento. X Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação – “Percursos e desafios na história da educação luso-brasileira”, PUC-PR, Curitiba, 25 a 28 de agosto de 2014. Publicado nos Anais do Evento, em 2014. 

Cultura histórica, livro didático e o 'esquecimento' do mundo rural no pós 1930. In: OLIVEIRA, Carla Mary S.; MARIANO, Serioja Rodrigues (orgs.). Cultura histórica e ensino de história. João Pessoa: Editora UFPB, 2014, p. 183-206. 

Campina grande sob intervenção: a ditadura de 1964 e o fim do sonho regional desenvolvimentista. João Pessoa: Editora UFPB, 2012. 

O sonho da sociedade-caserna: a política centralizadora dos governos militares (1964-1974). Sæculum - Revista de História, v. 17, p. 63-80, 2007. 

PATENTE: Número do registro: BR512019001387. título: "Sistema digital de acompanhamento de egresso da educação profissional". Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 30/06/2018 (Em coautoria com Robson Lima Palmeira e Maria Soraya Pereira Franco Adriano). 

_____________________________________________________

Elio Chaves Flores

Requiem para uma historiadora negra: morte, invisibilidade e retorno de Beatriz do NascimentoSæculum - Revista de História, v.25, n.43, p. 380-397, 2020. 

Eliseu César e as 'Algas' de um poeta negro. Revista Prâksis, v.1, p. 169-185, 2019. (Em coautoria com Solange Pereira da Rocha e Petrônio Domingues).

As artes e os ofícios de um letrado diaspórico: Eliseu César (1871-1923). Afro-Ásia, v.60, p. 105-147, 2019. (Em coautoria com Solange Pereira da Rocha e Petrônio Domingues).

Ruptura democrática e a questão das classes sociais. Revista Políticas Públicas & Cidades, v.8, p. 58-69, 2019.

Afro-Clio: direitos humanos, história da África e outras artesanias. João Pessoa: Editora do CCTA/UFPB, 2019.

Visões da África, Cultura Histórica e Afro-Brasilidades. João Pessoa: Editora da UFPB, 2016. E-Book.

República às avessas: narradores do cômico, culturas políticas e coisa pública no Brasil contemporâneo (1993-1930). João Pessoa: Editora da UFPB, 2015.

Diversidade Paraíba: indígenas, religiões afro-brasileiras, quilombos, ciganos. João Pessoa: Editora Grafset, 2014.

Educação em Direitos Humanos & Educação para os Direitos Humanos. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014.

Ensino de História da África: experiências pedagógicas e desafios curriculares. In: ROCHA, Solange P.; GUIMARÃES, Matheus S. (Orgs.). Travessias Atlânticas e a Paraíba Afro-Dispórica - v.3. João Pessoa: Editora da UFPB, 2019, p. 16-47.

A Consolidalçao da República: rebeliões de ordem e progresso. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (Orgs.). O Brasil Republicano - v.1: o tempo do liberalismo oligárquico, da proclamação da República à revolução de 1930. 2.ed. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2018, p. 43-80.

Existencialistas, com toda razão, lá da Martinica! Discursos, epiderme e máscaras em Aimé Césaire e Frantz Fanon (1950-1987). In: Anais do V Seminário Internacional de História e Historiografia: a história na encruzilhada dos tempos. CFCH – UFPE.

Teoria Social, Democracia e Direitos Humanos: ciência e utopia no pensamento de Guerreiro Ramos e Norberto Bobbio numa perspectiva comparada. Anais do VIII Seminário Internacional de Direitos Humanos da UFPB, p. 1326-1369.

De Américas e Áfricas se faz o Atlântico negro: as narrativas de Che Guevara, Paulo Freire e Abdias Nascimento (1965-1981). XVII Encontro Estadual de História - História, conhecimento e profissão. ANPUH-PB, v. 17, n. 1, 2016.

O conceito de 'comunidade humana universal' na obra de Guerreiro Ramos. Cadernos EBAPE.BR (FGV), v. 13, p. 573-592, 2015.

A Nação amada, a Nação fustigada: percursos, racionalidades e variações da história comparada. Revista de História Comparada (UFRJ), v. 9, p. 82-110, 2015.

África e Sertão da Paraíba: Luanda, Aruanda. Cadernos Imbondeiro, v. 4, p. 81-101, 2015.

Do lado de cá e do lado de lá: discurso poético e representações negras no mundo atlântico: Solano Trindade e Leopold Senghor. Cadernos Imbondeiro, v. 4, p. 70-83, 2015.

Nossos Patrimônios: diversidades culturais e direitos humanos. Salto para o Futuro, v. 23, p. 10-23, 2013.

O economista, o historiador e o método comparativo: notas para uma análise em perspectiva da história econômica em Celso Furtado e Ciro Flamarion Cardoso. Sæculum - Revista de História, v. 29, p. 383-403, 2013. 

_____________________________________________________

Fernando Cauduro Pureza 

"A coisa está ficando feia": o consumo da carne de baleia no Brasil entre a História e Antropologia (1960-1963)Sæculum - Revista de História, UFPB, v. 25, n. 43, 2020. 

Cruzando olhares: estabelecendo diálogos entre E.P. Thompson e Angela DavisRevista Mundos do Trabalho, UFSC. v. 11, 2019. 

Food Riots, Strikes, and Looting in Brazil between 1917 and 1962: Defining the Repertoires of Working-Class RevoltZapruder World, Storie in Movimento, v. 5. 2019. 

O “pecado original” e os videogames: Limites da História Pública diante da “acumulação primitiva de capitalRevista Canoa do Tempo, UFAM. v. 10, n. 1, 2018. 

"Palavras suaves para os operários": trabalho e trabalhadores no projeto literário de Carolina Maria de JesusRevista O Eixo e a Roda, UFMG. v. 27, n. 2, 2018. (Em coautoria com Juliane Vargas Welter) 

Representações da fome: carestia e racialização na obra Pedaços da fome, de Carolina Maria de JesusRevista do Instituto de Estudos Brasileiros, USP, n. 66., Jan-Abr, 2017. 

As leis da economia popular como problema de pesquisa. In: SPERANZA, Clarice Gotarski. DROPPA, Alisson. Mundos do trabalho: campos em transformação. Pelotas: Editora Fi, 2017. 

O crime da carne: a lei de economia popular e os açougueiros em Porto Alegre (1952-1959)Revista Outubro, Unicamp, v. 26, 2016.

_____________________________________________________

Guilherme Queiroz de Souza 

Dicionário: Cem fragmentos biográficos: A Idade Média em trajetórias. Goiânia: Editora Tempestiva, 2020 (Coorganizado com Renata Cristina de Sousa Nascimento) 

Produção literária e Historiográfica em perspectivas decoloniaisGraphos, v.22, p. 5-11, 2020. (Em coautoria com Luciana Deplagne e Rita Lamaire) 

"Andando casi por toda la tierra"? As viagens de Ramon Llull no imaginário moderno: entre mito e históriaRevista Diálogos Mediterrânicos, v. 19, p. 58-81, 2020. 

Arte e Religião no MedievoCruzadasMitologia Medieval In: LANGER, Johnni (org.). Dicionário de História das Religiões na Antiguidade e Medievo. Petrópolis: Vozes, 2020. 

Inquietudos teóricas e desafios contemporâneos: entrevista dom Roger ChartierSæculum - Revista de História, v.38, p. 297-307. (Em Coautoria com Ana Maria Veiga) 

O enigma do protagonismo imperial no Tapiz de la Creación: estado da questãoEikón Imago, v. 13, p. 143-166, 2018. 

Ecclesia, instituição dominante da Europa feudal? As (in)tensas relações entre Igreja e Cavalaria nos condados de Hainaut e Flandres (século XII)Brathair, v. 18, p. 31-54, 2018. 

França na Era VikingNormandiaVikings na França. In: LANGER, Johnni (org.). Dicionário de História e Cultura da Era Viking. São Paulo: Hedra, 2017. 

O romance Eracle de Gautier d'Arras à luz do imaginário das "Três Ordens"Signum: revista da ABREM, v. 17, p. 250-265, 2016. 

O frontal do altar de Nedstryn e o mito de Heráclio na Noruega medieval (séculos XII-XIV)Revista Brasileira de História das Religiões, v. 9, p. 293-318, 2016. 

Adoubement e Cavalaria no Ocidente feudal: o Eracle (c. 1159-1184) de Gautier d'ArrasMirabilia Journal, v. 21, 2015, p. 374-396. 

Heraclius, emperor of ByzantiumRevista Digital de Iconografía Medieval, v. 7, p. 27-38, 2015. 

_____________________________________________________ 

João Batista Gonçalves Bueno

Paisagens da Pesquisa Contemporânea sobre os Livros Didáticos de História. Jundiaí: Paco Editorial; Campinas: Centro de Memória da UNICAMP, 2013. 

Formação de professores de História: o desenvolver das noções de interação, de significação e de identidade. Territórios e Fronteiras (Online), v. 8, n. 1, p. 93-112, 2015.

Modernizar a agricultura sobre o nordeste: considerações acerca da polifonia discursiva sobre agricultura no inicio do séc. XX. Espacialidades, v. 7, n. 1, p. 47-78-78, 2014.

Os espaços e os corpos: subjetividades cruzadas nos campos e motores de Agave( Cubati/PB, 1950-1980). In: I Colóquio Internacional História e espaços inventados: história e historiografia, 2015, Natal- RN. Anais I Colóquio Internacional História e espaços inventados: história e historiografia. Natal- RN: UFRN/CCHL, 2015. v. 1. p. 300-309.

Cores e Olhares do Brasil oitocentista: o ensino de História através das imagens. In: V ENID/UEPB, 2015, Campina Grande. Anais do V ENID/UEPB. Campina Grande: Editora Realize, 2015. v. 1. p. 1-9.

Problematizando olhares sobre o ensino de História e o Pibid: oficina sobre o tema gênero e diversidade no antigo Egito. In: V ENID/UEPB, 2015, Campina Grande. Anais do V ENID/UEPB. Campina Grande: Editora Realize, 2015. v. 1. p. 1-14.

Cacos de passado e de memória: a Ditadura Militar Brasileira (1964-1985) e o Ensino de História. In: Anais Eletrônicos do XVI Encontro Estadual de História - ANPUH PB. Campina Grande - PB: EDUFCG/EDUEPB, 2014. v. 1. p. 1012-1022.

Educação dos sentidos e das sensibilidades: olhares entrecruzados sobre artefatos de ensino na contemporaneidade. In: Anais eletrônicos do XXVII Simpósio Nacional de História da ANPHU- Brasil. Natal - RN: UFRN, 2013. v. 1. p. 1-17.

Formação de Professores de História – Discussão das práticas de ensino e experiências didáticas na coordenação da área de História do Pibid (2013- Guarabira–PB). Desafios e perspectivas na profissionalização docente – Pibid/UEPB. Vol. 1.

_____________________________________________________

Martinho Guedes dos Santos Neto

O discurso factual como simbólico: do poder à legitimação (des)territorializada do Governo Provisório de Getúlio Vargas (1930 - 1934). Revista Latino-Americana de História, v. 4, p. 101-117, 2015.

Estado e poder no Nordeste (1930-1937): produção historiográfica, perspectivas de análise, pontos e questões. Gênero & História (UFPE), v. ano IV, p. 74-92, 2010.

Estado interventor na Paraíba (1930-1932): política, centralização e dimensão mítico-estatal. Sæculum - Revista de História, v. 17, p. 25-47, 2007.

A instrução pública na Paraíba (1930 a 1932): os anos da centralização e da reestruturação da rede de ensino. Temas em Educação, v. 16, p. 55-74, 2007.

Os Domínios do Estado: a interventoria de Anthenor Navarro e o poder na Paraíba (1930-1932). Campina Grande: Eduepb, 2018.

História Política: rupturas institucionais e revoluções. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. (Organizado em conjunto com Paulo Giovani Antonino Nunes e Josineide da Silva Bezerra)

A desterritorialidade do poder simbólico e a construção do discurso factual de poder de Getúlio Vargas pós-1930. In: Altemar da Costa Muniz; Luiz Carlos dos Passos Martins. (Orgs.). História Política: interfaces e diálogos. Porto Alegre: EDIPUCRS ; Fortaleza: EDUECE, 2016, p. 259-293.

De malandro a trabalhador: o Estado Novo musicado. In: Martinho Guedes dos Santos Neto; Mariangela de Vasconcelos Nunes. (Orgs.). Cantar para contar e compor: História no Ensino Básico. João Pessoa: Editora Ideia, 2015, p. 85-95.

Trabalho, gênero, raça e sociabilidade no mundo dos trabalhadores da cidade e campo. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional; São Paulo: Central Única dos Trabalhadores, 2016. (Organizado com Lorena de Almeida Gil)

O poder e as mutações da política na Paraíba pós-1930. In: SANTOS NETO, Martinho Guedes dos; CAVALCANTE NETO, Faustino Teatino & GUEDES, Paulo Henrique M. de Queiroz. (Org.). Cultura e poder político: historiografia, imaginário social e representações da política na Paraíba republicana. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2012, p. 85-107.

Seca: recursos e assistência como política de estado na Paraíba (1930-1940). In: Edna Mª Nóbrega Araújo; Elisa M. de Medeiros Nóbrega; Martinho Guedes dos Santos Neto; Vilma de Lurdes Barbosa. (Orgs.). Historiografia e(em) diversidade:artes e artimanhas do fazer histórico. João Pessoa: Editora da UFCG, 2010, p. 66-85.

Poder político na Primeira República: tradição oligárquica e prática personalista. In: Alômia Abrantes; Martinho Guedes dos Santos Neto (Orgs.). Outras histórias: cultura e poder na Paraíba (1889-1930). João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2010, p. 189-211.

Intervencionismo na Paraíba (1930-1932): Anthenor Navarro e o projeto centralizador. In: COSTA, Robson Xavier da; SANTOS NETO, Martinho Guedes dos. (Orgs.). Pesquisa em História: temas e abordagens. João Pessoa: Editora Universitária - UFPB, 2009, p. 135-160.

Cultura política e poder: perspectivas para o ensino de história. In: Martinho Guedes dos Santos Neto. (Org.). História ensinada: linguagens e abordagens para a sala de aula. 1ed.João Pessoa: Idéia, 2008, p. 76-90.

A Revolução de 30: as dificuldades no ensino e aprendizado. In: Elio Chaves Flores; Regina Behar (Orgs.). Formação do Historiador: tradições e descobertas. João Pessoa - PB: Editora Universitária da UFPB, 2004, p. 95-102.

_____________________________________________________

Monique Guimarães Cittadino

José Américo, a Revolução de 1930 e a Reestruturação Oligárquica na Paraíba. In: CARDOSO, Antônio Dimas e PEREIRA, Laurindo Mekie (orgs.) Intelectuais e a modernização no Brasil: os caminhos da Revolução de 1930. Montes Claros: Unimontes, 2020, p. 30-59. 

Dom José Maria Pires, uma voz na resistência à ditadura militar na Paraíba, sob o olhar dos órgãos de vigilância. In: TOSI, Giuseppe et alli. (Orgs.). 40 anos da Anistia no Brasil: Lições de tempos de lutas e resistências. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2021, p. 311-350 (Em co-autoria com Rodrigo Freire de Carvalho e Silva). 

As paixões movem a política: a Paraíba entre a morte de João Pessoa e a vitória do Movimento de 30. In: SANTOS NETO, Martinho Guedes dos; SILVA, Waniéry Loyvia de Almeida (orgs.). Regime de interventorias: Política e sociedade na Paraíba da Era Vargas (1930-1945). João Pessoa: UFPB, 2020, p. 19-50.

O governo Temer, o avanço do neoliberalismo e o ataque aos direitos sociais no brasil (2016-2018). In: TOSI, Giuseppe et alli.  (orgs.). Direitos Humanos: Educação Memória e Democracia. João Pessoa: Editora do CCTA, 2020, p. 838-858. 

Relatório da Comissão Municipal da Verdade de João Pessoa (CMV-JP). João Pessoa: Editora do CCTA, 2020 (Em coautoria com Marlene Costa de Almeida, Maria Nazaré Tavares Zenaide e Rodrigo Freire de Carvalho e Silva). 

Dos direitos e seus limites: a questão dos direitos sociais na ditadura civil militar brasileira. In: CALAÇA, Suelídia. M. et alli (orgs.). Direitos humanos, políticas públicas e educação em e para direitos humanos. João Pessoa: Editora do CCTA, 2019, p. 243-267. 

Breve história dos direitos humanos no Brasil. IN: NADER, A. et alli (Orgs.). Diversidades e cidadania: A educação em direitos humanos na escola. João Pessoa: Editora do CCTA, 2018, p. 67-87. 

A Paraíba da Primeira República: a oligarquia de Álvaro de Machado (1892-1912). In: ARAÚJO, Edna M. N. et alli (orgs). Historiografia e(m) diversidade: artes e artimanhas do fazer histórico. Campina Grande: Editora da UFCG, 2010, p. 163-177. 

Poder local e ditadura militar. O governo João Agripino - Paraíba (1965-1971). Bauru: EDUSC, 2006. 

Direitos humanos no Brasil em uma perspectiva histórica. In: TOSI, Giuseppe (org.). Direitos Humanos: história, teoria e prática. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2005, p. 135-163 (Em coautoria com Rosa Godoy Silveira).  

_____________________________________________________

Paulo Giovani Antonino Nunes

A atuação do Serviço Nacional de Informação (SNI) na Universidade Federal da Paraíba (UFPB): a vigilância sobre os dirigentes universitários (1976-1985)Sæculum - Revista de História, v. 39, p. 19-36, 2018.

Repressão e legitimação de parte da sociedade civil no imediato pós-golpe civil-militar no Estado da Paraíba. Anais eletrônicos do XXVII Simpósio Nacional de História, 2013.

Cassações de mandatos parlamentares no Estado da Paraíba após o Ato Institucional Nº 5 (AI-5). Anais eletrônicos do XVI Encontro Estadual de História - ANPUH-PB, 2014.

Golpe Civil-Militar e ditadura na Paraíba: História, memória e construção da cidadania. João Pessoa: Ed. da UFPB, 2014.

As experiências de “luta armada” na Paraíba. Anais eletrônicos do XXVIII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2015.

Golpe civil-militar e repressão ao movimento sindical no imediato pós-golpe no estado da Paraíba. In: OLIVEIRA, Tiago Bernardon de. (Org.). Trabalho e trabalhadores no Nordeste: análises e perspectivas de pesquisas históricas em Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Campina Grande: EDUEP, 2015, pp. 179-214.

Tensionando a transição ‘lenta, gradual e segura’: A Igreja e os conflitos agrários no estado da Paraíba. In: MUNIZ, Altemar da Costa. MARTINS, Luis Carlos dos Passos. (Orgs.). História Política: interfaces e diálogos. Porto Alegre: EdIPUCRS; Ceará: EDUECE, 2016, p. 183-204.

História Política: rupturas institucionais e revoluções. João Pessoa: Editora UFPB, 2018. (Organizado em conjunto com Martinho Guedes dos Santos Neto e Josineide da Silva Bezerra)

_____________________________________________________

Priscilla Gontijo Leite

Breves considerações sobre a democracia e o demos em Heródoto e Aristóteles. Phoînix, v. 25, n.1, p. 68-82, 2019.

Com ou se Estado? Comentários sobre a organização política e a participação popular no mundo antigo e contemporâneo a partir do artigo “LA PÓLIS, EL ESTADO Y LOS CIUDADANOS DE LA DEMOCRACIA ATENIENSE COMO UNA COMUNIDAD INDIVISA” de Diego Paiaro. Mare Nostrum, 9, 2, p. 40-51, 2018.

Política na sala de aula: uma proposta interdisciplinar a partir da Antiguidade. Nuntius Antiquus, v. 13, p. 1-25, 2017. (Em coautoria com Lucas Consolin Dezotti)

Ensino de Pré-História: Experiências a partir da Monitoria. LABIRINTO (UNIR), v. 26, p. 295-311, 2017. (Em coautoria com Juliana da Silva Barros)

Ensino de História, reformas do ensino e percepções da Antiguidade: apontamentos a partir da atual conjuntura brasileira. Mare Nostrum. v. 8, p. 13-29, 2017.

Religião e jogos de poder: o Contra Mídias de Demóstenes. Curitiba: Editora Prismas, 2017.

Apropriações da Tradição Clássica no Brasil e o ensino de História Antiga. In: BUENO, André; ESTACHESKI, Dulceli; CREMA, Everton; ZARBATO, Jacqueline (orgs.). Aprendendo História: Ensino. União da Vitória: Edições Especiais Sobre Ontens, 2019, p. 86-98. (em coautoria com Victor Braga Gurgel)

Antiguidade e atualidade brasileira: necessidade de um debate interdisciplinar. In: NÓBREGA, Mônica; CARVALHO E SILVA; Rodrigo Freire de (orgs.) CCHLA Conhecimento em debate. João Pessoa: Editora UFPB, 2018, p. 240-247.

Democracia e o cidadão ideal: o retrato do cidadão no Contra Leócrates. In: Breno Sebastiani, Delfim Leão, Lucia Sano, Martinho Soares & Christian Werner (orgs.). A poiesis da democracia. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018, p. 209-239.

Participação política e democracia: a visão do povo em A constituição dos Atenienses e algumas reflexões para o presente. In: ALBUQUERQUE, Renan; GRIZOSTE, Weberson. Estudos clássicos e humanísticos & amazonidades - vol. 2. São Paulo: Alexa Cultural, 2018. (Em coautoria com Lívia Maria da Silva)

Ultraje, inimizade e guerra: o caso de Demóstenes e Ésquines. In: PIMENTEL, Maria Cristina; RODRIGUES, Numo Simões (orgs.). Violência no Mundo Antigo e Medieval. Lisboa: CEC, 2017, p. 51-65.

Religião e Justiça: o uso de argumentos religiosos nas Tetralogias de Antifonte. In: Dias, Carolina Kesser Barcellos; Silva, Semíramis Corsi; Campos, Carlos Eduardo da Costa. (orgs.). Experiências religiosas no mundo - Vol. II. Curitiba: Prismas, 2017, p. 169-192.

_____________________________________________________

Serioja Rodrigues Cordeiro Mariano

Não há mais grave, mais perigosa, e mais temívelSæculum – Revista de História, v.25, n.43, p. 263-279, 2020.

Império - Escritos de História - LABORHIS - Série Monográfica. João Pessoa: Editora da UFPB, 2016.

Sociedade e cultura no Brasil oitocentista: trajetórias de pesquisas. João Pessoa: Editora da UFPB, 2015.

Cultura Histórica e Ensino de História. João Pessoa: Editora Universitária, 2014.

A Paraíba no Século XIX: sociedade e culturas políticas. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014.

Gente Opulenta e de Boa Linhagem: Família, Política e Relações de Poder na Paraíba (1817-1824). João Pessoa: Editora da UFPB, 2013.

Sublimes Virtudes em crise Epidêmica: a epidemia de cólera na Paraíba e o discurso médico em Instruções Sanitárias Populares de Antonio da Cruz Cordeiro (1862). In: Anais XVII Encontro Estadual de História - ANPUH-PB, 2016, Guarabira. XVII Encontro Estadual de História - ANPUH-PB HISTÓRIA: CONHECIMENTO E PROFISSÃO, 2016, p. 1-11.

As doenças virando notícias: os discursos sobre doenças na imprensa da Paraíba (1850-1860). In: Anais XVII Encontro Estadual de História - ANPUH-PB, 2016, Guarabira. XVII Encontro Estadual de História - ANPUH-PB História: Conhecimento e Profissão, 2016, p. 1-11.

Da epidemia à civilização: biopolítica e medicina social na Paraíba (1850-1862). In: 2º Encontro Internacional de Estudos Foucaultianos: Razão Política e Aconteciment. João Pessoa: UFPB, 2016, p. 1-12.

Entre a medicina, a política e a poesia: a trajetória do Dr. Antonio da Cruz Cordeiro na Província da Paraíba na segunda metade do Oitocentos. Sæculum - Revista de História, v. 33, p. 299-318, 2015.

Um estudo prosopográfico da nobiliarquia paraibana no Segundo Reinado (1840-1889). In: Anais eletrônicos do XVI Encontro Estadual de História – ANPUH-PB, 2014, Campina Grande. Poder, Memória e Resistência: 50 anos do golpe militar de 1964. Campina Grande: UEPB, 2014, p. 1300-1312.

A Pátria se acha em abismo: Tensões e Embates Políticos na Província da Paraíba (1831-1833). In: Anais eletrônicos do XXVII Simpósio Nacional de História - conhecimento histórico e diálogo social, 2013, Natal. XXVII Simpósio Nacional de História - conhecimento histórico e diálogo social. Natal: ANPUH, 2013, p. 01-18.
_____________________________________________________

Solange Pereira da Rocha

Travessias Atlânticas e a Paraíba Afro-Dispórica - v.3. João Pessoa: Editora da UFPB, 2019. (Coorganizado com Matheus Silveira Guimarães). 

Travessias Atlânticas e a Paraíba Afro-Dispórica - v.2. João Pessoa: Editora da UFPB, 2018. (Coorganizado com Matheus Silveira Guimarães). 

Travessias Atlânticas e a Paraíba Afro-Dispórica - v.1. João Pessoa: Editora da UFPB, 2018. (Coorganizado com Matheus Silveira Guimarães). 

Eliseu César e as 'Algas' de um poeta negroRevista Prâksis, v.1, p. 169-185, 2019. (Em coautoria com Elio Chaves Flores e Petrônio Domingues).

As artes e os ofícios de um letrado diaspórico: Eliseu César (1871-1923)Afro-Ásia, v.60, p. 105-147, 2019. (Em coautoria com Elio Chaves Flores e Petrônio Domingues).

Diáspora africana nas Américas. Cruz das Almas: Editora UFRB; Belo Horizonte: Fino Traço, 2016.

Escritos de história LABORHIS: Série Monográfica. João Pessoa: Editora da UFPB, 2017.

Da teoria ao ato: refletindo sobre educação, reconhecimento e antirracismo. Política & Trabalho. Revista do PPGS, UFPB, ano XXXIII, n. 44, p, 165-187, 2016.

População, compadrio e trajetórias de pessoas negras na cidade da Parahyba oitocentista. Sæculum - Revista de História, n. 33, jul./dez. 2015, p. 183-199, 2015.

Mulheres libertas e suas relações familiares no Norte o Brasil Oitocentista (Paraíba do Norte, 1833-1860). Temporalidades, v. 8, n. 1, p. 315-336, 2016.

As mulheres negras em movimento no Brasil: atuação política da Bamidelê: Organização de Mulheres Negras na Paraíba. Revista Gênero, v. 16, p. 71-89, 2016.

Arranjos familiares de pessoas negras na freguesia de Nossa Senhora das Neves (Parahyba do Norte, 1861-1863). Revista em Perspectiva, v. 2, n. 1, p. 49-68, 2015.

À luz da Lei 10.639/03, avanços e desafios: movimentos sociais negros, legislação educacional e experiências pedagógicas. Revista ABPN, v. 5, p. 55-82, 2013.

Imagens (des)encobertas sobre a população negra, povos indígenas e mulheres nos livros didáticos. Educação em Direitos Humanos & Educação para os Direitos Humanos. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014, v.1 p.153-169.

Acervos Afro-digitais: memórias e conexões entre extensão, ensino e pesquisa. Anais do V Simpósio Internacional História e Historiografia: a história na encruzilhada dos tempos. SOUZA, George F. Cabral (Org.). Recife: Editora UFPE, 2016, p. 1486-1493.
_____________________________________________________

Surya Aaronovich Pombo de Barros

Vicente Gomes Jardim: um artista e autor de cor no final do século XIX e início do XX. RESGATE - Revista Interdisciplinar de Cultura, v.28, p. 1-34, 2020.

Não brancos(as) e periféricos(as): histórias da docência no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v.25, p. 1-26, 2020. (Em coautoria com Amália Cristina Dias da Rocha Bezerra)

Professor, deputado, coronel: Graciliano Fontino Lordão, um homem letrado "de côr" na Parahyba do Norte (Século XIX). In: GUIMARÃES, Matheus Silveira Guimarães: ROCHA Solange Pereira da. (Orgs.). Travessias Atlânticas e a Paraúba Afro-Diaspórica - v.1: Experiências históricas da gente negra na diáspora africana: Paraíba colonial e imperial. João Pessoa: Editora da UFPB, 2018, p. 289-310.

O estado da arte da pesquisa em história da educação da população negra no Brasil. Vitória, ES: SBHE: Virtual Livros, 2015.

História da educação da população negra no Brasil. Niterói: EDUFF, 2016. (Coorganizado com Marcos Vinícius Fonseca).

Escravos, libertos, filhos de africanos livres, não livres, pretos, ingênuos: negros nas legislações educacionais do XIX. Educação e Pesquisa, São Paulo (USP), v.42, n.3, p. 591-605, 2016.

Ser negro na Parahyba do Norte: cores, condições, qualidades e universo letrado no século XIX. Estudos Ibero-Americanos, v.44, n.3, p. 484-500, set.-dez. 2018.

Graciliano Fontino Lordão: um professor “de côr” na Parahyba do Norte. Revista Brasileira de História da Educação, v.18, 2018.

A presença negra e escrava em escolas públicas de São Paulo (segunda metade do XIX). In: ARAÚJO, Carlos Eduardo Moreira de; GOMES, Flávio; MAC CORD, Marcelo (Orgs.). Rascunhos cativos educação, escolas e ensino no Brasil escravista. Rio de Janeiro: Sete Letras, 2017.

Escravidão e Educação: Obrigatoriedade Escolar e a Construção do Sujeito Aluno no Brasil Oitocentista. In: MACHADO, Maria Helena Pereira Toledo; SCHWARCZ, Lilia Mortiz (Orgs.). Emancipação, Inclusão e Exclusão: Desafios do Passado e do Presente. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2018, p. 131-156. (Em coautoria com Diana Gonçalves Vidal)

_____________________________________________________

Telma Cristina Delgado Dias Fernandes

A nova história (bio)política: sobre as capturas e as resistênciasSæculum - Revista de História, v.25, n.43, p. 9-20, 2020. (em coautoria com Elisa Mariana de Medeiros Nóbrega) 

Ditaduras: a desmesura do poder. São Paulo: Intermeios, 2015.

História, cotidianidade e literatura. Sæculum - Revista de História, v.27, p. 25-36, 2012.

História e Literatura: Graciliano Ramos e a História. 1ª. ed. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2012.

Anos 1970: uma produção cultural à margem da polarização política. In: AVELINO, Nildo; FERNANDES, Telma Dias; MONTOIA, Ana. (Org.). ditaduras: a desmesura do poder. são paulo: intermeios, 2015, p. 51-77.

Sob o voo dos morcegos. Augusto dos Anjos: um intérpetre da modernidade. In: Maria do Espírito Santo Rosa Cavalcante Ribeiro. (Org.). Fronteiras Móveis: história e literatura. Belo Horizonte: Fino Traço, 2015, p. 255-274.

Escritos autobiográficos e escrita da história: historiografia e relatos sobre o período militar brasileiro. In: AVELAR, A. de S.; PEREIRA, M. H. F.; FARIA, D. B. A. (orgs.). Contribuições à história intelectual do Brasil Republicano. Ouro Preto(MG): Edufop, 2012, p. 140-152.

Art-manhas da história: narrativas do amor em Ana Cristina césar. In: ARAÚJO, Edna Maria Nóbrega; NÓBREGA, Elisa Mariana de Medeiros; SANTOS NETO, Marthinho Guedes dos; BARBOSA, Vilma de Lurdes (Orgs.). Historiografia e(m) diversidade: artes e artimanhas do fazer histórico. joão pessoa: Editora da UFCG/PB, 2010, v. 01, p. 146-162.

_____________________________________________________

Tiago Bernardon de Oliveira

As partes e o todo: notas sobre o materialismo histórico e a ação dos sujeitos na história entre o regional e o nacionalHistoriæ, v. 11, n. 1, p. 126-155, 2020.

Poder, Memória e Resistência: os 50 anos do golpe de 1964 e outros ensaios. João Pessoa: Editora do CCTA; A Mídia, 2016. (Coorganizado com José Luciano de Queiroz Aires e Vânia Cristina Silva)

Trabalho e Trabalhadores no Nordeste: análises e perspectivas de pesquisas históricas em Pernambuco, Alagoas e Paraíba. Campina Grande: EDUEPB, 2015. (Organizador)

O golpe de 2016: breve ensaio de história imediata sobre democracia e autoritarismo. Historiæ, v. 7, p. 191-231, 2016.

Subalternos em movimento: mobilização e enfrentamento à dominação no Brasil. Rio de Janeiro: Consequência, 2017. (Coorganizado com Marco Marques Pestana e Rafael Maul de Carvalho Costa – Coleção Observatório da Classe Trabalhadora)

"Anarquismo e Revolução": militância anarquista e a estratégia do sindicalismo revolucionário no Brasil da Primeira República. In: SANTOS, Kauan Willian; SILVA, Rafael Viana da (orgs.). História do anarquismo e do sindicalismo de intenção revolucionária no Brasil: novas perspectivas. Curitiba: Editora Prismas, 2018.

A neutralidade política no sindicalismo anarquista brasileiro (1906-1913). In: QUEIRÓS, César Augusto Bulboz; ARAVANIS, Evangelia (orgs.). Cultura operária: trabalho e resistências. Brasília: Ex Libris, 2010.

“Pela reforma, contra a revolução”: notas sobre o reformismo e colaboracionismo na história do movimento operário brasileiro da Primeira República. Revista Crítica Histórica, UFAL, ano III, n.5, p. 26-59, 2012.

A constituição de um acervo com processos da Justiça do Trabalho no e sobre o interior da Paraíba. In: Marques, Antonio José; STAMPA, Inez Terezinha (orgs.). Arquivos e o direito à memória e à verdade no mundo dos trabalhadores. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional; São Paulo: CUT, 2015, p. 139-157.

A estruturação de um arquivo da Justiça do Trabalho no Brejo Paraibano na perspectiva de uma história global do trabalho. In: DABAT, Christine Rufino; ABREU E LIMA, Maria do Socorro (orgs.). O mundo dos trabalhadores e seus arquivos – Nordeste. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2013, p. 105-135.

_____________________________________________________

Tiago Luís Gil

Coisas do caminho: crédito, confiança e informação na economia do comércio de gado entre Viamão e Sorocaba (1780-1810). Brasilia: EdUnB, 2020.

Os Infiéis transgressores: elites e contrabandistas nas fronteiras do Rio Grande e do Rio Pardo (1760-1810). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2007.

Redes e camadas de relacionamento na economia: metodologias para o estudo da confiança mercantil na América Portuguesa do Antigo RegimeRevista de Índias, v.75, p. 421-456, 2015. 

Gis e cartografia narrativa nella ricerca storica. In: PACI, Deborah. La storia in digitale: Teorie e Metodologie. Milano: Edizioni Unicopli, 2019.

Taking speed seriously: motion, simultaneity, and context in map-making for historical analysis. Cartography and Geographic Information Science, 2021. 

Les groupes autochtones et la morphologie de la conquête en Amerique PortugaiseNuevo Mundo Mundos Nuevos, 2020. (Em coautoria com João Pedro Galvão Ramalho, Manoel Rendeiro Neto, Vinicius Sodré Maluly)

Elites locais e changadores no mercado atlântico de couros (Rio Grande e Soriano, 1780-1810)História Unisinos, n.18, v.2, p. 287-300, maio-ago. 2014. 

_____________________________________________________